Adriano propõe fundo contra coronavírus e H1N1

1comentário

O deputado estadual Adriano Sarney (PV), apresentou nesta terça-feira (31) uma PEC (proposta de emenda à Constituição do Estado do Maranhão) que cria o fundo estadual de combate ao coronavírus e ao H1N1, que tem como objetivo destinar recursos financeiros para impedir a proliferação dos vírus no Maranhão. A proposta também visa proporcionar tratamento adequado aos infectados e reparar os impactos negativos da pandemia na esfera social e econômico-financeira.

O fundo terá validade até 31 de dezembro de 2020 e sua principal fonte de recursos será o repasse de 10% a 20 % de saldos já pertencentes a fundos existentes no Maranhão, a exemplo disso o fundo do meio ambiente, de defesa do consumidor e outros. Para acelerar a arrecadação de receita o fundo poderá inclusive receber doações de pessoas físicas ou jurídicas que queiram ajudar nessa nobre causa, como empresários, por exemplo, de forma segura e transparente, pois o executivo deverá publicar demonstrativo bimestral de execução orçamentária.

“O mundo fechou as portas, restrições foram impostas a nossas vidas e enfrentamos um dos momentos mais difíceis de nossa história. A criação deste fundo tem como objetivo dar celeridade no aporte de mais recursos, preservando o serviços essenciais de saúde no combate ao novo coronavirus e h1n1″, declarou o parlamentar.

Foto: Agência Assembleia

1 comentário »

Prefeitura retoma vacinação contra Influenza/H1N1

0comentário

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) retomou, nesta segunda-feira (30), a campanha de vacinação contra a Influenza/H1N1 na capital maranhense. Crianças de seis meses a menores de seis anos e idosos acima de 60 anos de idade estão sendo vacinados por ordem alfabética. A nova estratégia de vacinação, que inclui ainda o atendimento em drive thru – exclusivo para idosos – , foi pensada de forma a evitar aglomerações, conforme determinam as autoridades de saúde por causa da pandemia do novo coronavírus. Nesta etapa também é público-alvo os profissionais da área de saúde. A campanha reforça as ações preventivas de saúde da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior. 

Na retomada da campanha, suspensa semana passada devido à grande procura que esgotou as doses nos postos, a Prefeitura adotou a estratégia de montar postos volantes em unidades de ensino na capital maranhense distribuídas pela cidade. Um drive thru (modelo de atendimento em que o paciente não precisa sair do veículo) também foi montado na avenida do Contorno, no Complexo Castelinho (onde usuários realizam aulas práticas para a prova do Detran) e que também funcionará de segunda a sexta-feira.

Para descentralizar a demanda, a Semus dividiu os atendimentos por data e obedecendo à calendário orientado por ordem alfabética (utilizando o nome do paciente). Nesta primeira semana, usuários cujos nomes iniciam entre A e D serão imunizados. Posteriormente, os usuários integrantes das demais letras serão beneficiados em calendário a ser divulgado pelo órgão oficial e veículos autorizados.

Nas escolas, por exemplo, idosos e crianças poderão ir de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Neste caso, ainda de acordo com a pasta, os idosos serão vacinados de forma exclusiva nestes locais das 8h ao meio-dia. À tarde, será a vez das crianças.

No drive thru, somente idosos receberão a vacina de forma exclusiva entre às 8h e às 16h. No primeiro dia, foi possível ver idosos (dirigindo por conta própria ou com seus familiares ou responsáveis legais) aguardando em fila onde vacinadores imunizavam contra a influenza.

Foto: A. Baeta

sem comentário »

Vacinação contra H1N1 será feita por ordem alfabética

1comentário

A campanha de vacinação contra a Influenza A (H1N1) retorna nesta segunda-feira (30), com planejamento atendendo orientações para evitar aglomeração como foi registrado na semana passada. O cronograma foi dividido em fases e vai imunizar idosos a partir dos 60 anos e crianças de seis meses até seis anos, por ordem alfabética. A vacinação será em postos de saúde, residências, condomínios e no sistema drive-thru.

A vacinação vai considerar os nomes iniciados por A, B, C e D, sendo idosos nos horários das 8h às 12h; e as crianças, das 13h às 17h, de segunda até a sexta-feira, 3 de abril. Toda semana, o cronograma será atualizado, até que todo o público alvo seja imunizado.

O cronograma se dará da seguinte forma nos postos de saúde, nomes iniciados pela letra A (dia 30/03), letras A e B (dias 31/03 e 01/04) e letras C e D (dias 02 e 03/04), sendo idosos pela manhã e crianças, à tarde. O sistema de atendimento drive-thru será exclusivo para idosos, na área de prova do Detran-MA, na Avenida do Contorno, Complexo do Castelinho, das 8h às 16 h, sendo letra A (dia 30/03), letras A e B (dias 31/03 e 01/04) e letras C e D (dias 02 e 03/04). O sistema drive-thru vai evitar aglomerações e garantir mais segurança aos idosos, que só sairão dos veículos no momento de aplicar a vacina.

Nas unidades de saúde dos bairros serão disponibilizadas equipes volantes para vacinar idosos em casa, conforme cronograma de cadastro. As equipes vão atuar nos condomínios, vacinando crianças e idosos, seguindo o cadastramento. Incluídos ainda na campanha, profissionais de saúde, priorizando rede hospitalar e serviços de urgência e emergência. As equipes também atuarão nos condomínios, vacinando crianças e idosos, seguindo o cadastramento. A imunização inclui ainda os profissionais, priorizando rede hospitalar e serviços de urgência e emergência.

A vacinação se dará também nas escolas: Colégio Militar Tiradentes (Rua do Arame, snº, Vila Palmeira); IEMA (Rua Oswaldo Cruz, Centro – antigo colégio Marista); UEB Anexo do Ronald Carvalho (Avenida Argentina, 19, Planalto Turu II); UI Padre Newton Pereira (Av. Leste Oeste, 500, Cohatrac I); UEB Rosália Freire (Avenida dos Portugueses, 1000, Anjo da Guarda); UEB Rubem Almeida (Rua da Mangueira, 400-B, Coroadinho); CE Cruzeiro do Sul (Estrada da Vila Nova, snº, Vila Nova); UEB Laura Rosa (Rua Marli Sarney, Cidade Operária); CE Júlio de Mesquita Filho (Av. 2, snº, Cohab Anil I); CE José Nascimento de Moraes (Av. B Qd. 13, snº, Vinhais); UEB Ana Lúcia Chaves Fecury(Rua Santo Antônio, 200, São Bernardo); e UEB Jornalista Neiva Moreira (Avenida 01, 100, Bequimão).

Foto: Jeferson Stader

1 comentário »

Braide pede retorno da vacina de H1N1 em São Luís

0comentário

Durante a primeira sessão remota da Câmara dos Deputados, o deputado federal Eduardo Braide solicitou o retorno da vacina de H1N1 em São Luís. A vacinação foi suspensa logo no primeiro dia da campanha, o que preocupa o parlamentar.

“Além do coronavírus, o Maranhão e a capital do nosso estado, São Luís, vivem um surto de H1N1. A vacinação iniciada no dia 23 de março foi suspensa porque as vacinas acabaram. Com as unidades de Saúde e até UTIs cheias de pacientes acometidos pelo H1N1, o retorno dessa vacina se torna fundamental para o controle dessa situação”, ponderou Braide.

Ainda durante sua fala, o deputado ressaltou a situação enfrentada no Maranhão com os casos de H1N1.

“Nós já tivemos mais de 10 mortes confirmadas em nosso Estado por conta do H1N1. É preciso olhar a situação do Maranhão que, além da pandemia do coronavírus, tem o surto do H1N1. Por isso, faço aqui o apelo ao Ministério da Saúde para o envio de novos lotes da vacina e reforço para que a campanha seja restabelecida o mais rápido possível”, finalizou Braide.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Vacinação contra H1N1 está suspensa em São Luís

0comentário

A Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS) informou agora à noite que devido à grande procura nos 128 postos nesta segunda-feira (23) esgotou-se o primeiro lote de doses disponíveis para São Luís.

Assim, está suspensa a vacinação H1N1 em todos os postos da capital.

A SEMUS informa ainda que logo que houver reposição da vacina pelo Ministério da Saúde a população será orientada a procurar os postos de vacinação.

Até lá, apenas os acamados com agendamentos já feitos serão vacinados.

Foto: A. Baeta

sem comentário »

São José de Ribamar vacina contra a H1N1

0comentário

A Prefeitura de São José de Ribamar, por meio da Secretaria Municipal Saúde (SEMUS), dará início, do período de 23 de março a 22 de maio, a 22ª Campanha de Imunização contra a Influenza, realizada em todas as Unidades de Saúde e que segue a mobilização nacional de imunização e combate ao vírus H1N1.

Coordenada pelo departamento de Vigilância Epidemiológica/Divisão de Imunização, a campanha busca atingir toda a população pertencente ao grupo prioritário: indivíduos com 60 anos ou mais de idade, crianças entre os 6 meses e menores de 6 anos de idade, gestantes e mães com até 45 dias após o parto, trabalhadores da saúde, professores das escolas públicas e privadas, povos indígenas, grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Calendário de vacinações

A vacinação estará disponível nas Unidades Básicas de Saúde do município, buscando evitar filas e aglomerações devido a recomendação do Ministério da Saúde para o período pandêmico causado pela proliferação do COVID-19, a SEMUS organizou e ordenou o calendário de vacinações de acordo com os grupos prioritários.

Na primeira fase de vacinação serão imunizados os idosos com 60 anos, crianças de 6 meses a menos de 6 anos de idade e mais trabalhadores da saúde, este grupo começa a ser atendido a partir do dia 23 de março (Segunda-feira). Em seguida, começam a ser atendidos os professores de escolas públicas e privadas e profissionais das forças de segurança e salvamento, este grupo faz parte da segunda fase de imunizações e começa a ser atendido no dia 16/04.

Na terceira fase de imunizações, que terá início no dia 09/05, será a vez dos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, gestantes e mães com até 45 dias após o parto, povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, além, dos adultos de 55 a 59 anos de idade.

É importante ressaltar que no caso de portadores de doenças crônicas será necessário prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina, que deverá ser apresentada no ato da vacinação. A meta é vacinar quase 50 mil pessoas este ano no município.

H1N1 e COVID-19

Em 2019, as vacinas foram disponibilizadas apenas para indivíduos com 60 anos ou mais. Este ano, no entanto, houve uma ampliação do acesso a vacinação aos grupos mais vulneráveis, que incluem as pessoas de 55 a 59 anos.

O Ministério da Saúde promoveu ainda a antecipação da campanha, que historicamente acontecia em abril, buscando proteger a população contra a Influenza e minimizar o impacto sobre os serviços de saúde, que se encontram atualmente em regime de alerta para possível aparecimento de novos casos do COVID-19.

A SEMUS alerta que apesar do momento de alarde vivido por toda a população, não se faz necessário aglomerações ou exasperação na busca de imunização pelas pessoas que fazem parte do grupo prioritário. Todas as unidades estarão abastecidas e funcionando durante todo o período da campanha para atender a todos que estiverem entre o público-alvo da ação.

É importante lembrar ainda que apesar dos sintomas do COVID-19 serem semelhantes aos de uma gripe ou da Influenza H1N1, a vacina não cura este novo vírus e apenas age contra ao vírus que já circulava em anos anteriores pelo país.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Vereadores destinam R$ 3,1 mi para ações na saúde

1comentário

Os 31 vereadores de São Luís adotaram um posicionamento coletivo e decidiram destinar ao Município, cada um, R$ 100 mil em emendas, totalizando um aporte financeiro de R$ 3,1 milhões, para novos investimentos em ações de combate e prevenção aos vírus H1N1 e COVID-19.

A iniciativa pioneira tratou-se de uma articulação feita pelo presidente da Câmara Municipal, vereador Osmar Filho (PDT), e que contou com o apoio de todos os demais parlamentares.

Na próxima terça-feira (24), durante sessão plenária ordinária, os vereadores receberão no Palácio Pedro Neiva de Santana o secretário municipal de Saúde, Lula Filho.

Na oportunidade, o auxiliar do prefeito Edivaldo, além de sugerir quais ações emergenciais são mais importantes e se apresentam, neste momento, como fundamentais para receber este investimento, também fará um balanço do trabalho desenvolvido pela Prefeitura com o objetivo de combater a proliferação dos vírus.

“O Parlamento de São Luís, mais uma vez, mostrou união e força. Todos os vereadores concordaram com a iniciativa de destinar emendas, cujos recursos serão aplicados no setor da saúde, em especial nas ações direcionadas para prevenir a proliferação da gripe H1N1 e do Novo Coronavírus. Continuaremos unidos e trabalhando pelo bem da população da nossa capital”, disse Osmar Filho.

No início desta semana, o presidente da Casa assinou resolução administrativa adotando regras e procedimentos internos na sede do Parlamento para combater o avanço do COVID-19.

As medidas vão desde a diminuição do número de sessões ordinárias, que serão realizadas somente às terças-feiras; até a restrição do acesso do público à galeria do Plenário; não realização de visitas institucionais e de eventos relacionados, ou não, com a atividade parlamentar; além da liberação de servidores e colaboradores com idade acima de 60 anos, por exemplo.

Também foi alterado o horário do funcionamento administrativo da Casa, cujos setores, a partir de segunda-feira (23), funcionarão das 8h às 14h, por exemplo.

A ação visa beneficiar parlamentares, servidores e o próprio cidadão evitando, desta forma, a aglomeração de pessoas, situação que já foi preconizada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e Ministério da Saúde.

Foto: Divulgação

1 comentário »

Umbelino destina emenda para reforço na saúde

0comentário

O vereador Umbelino Junior (Cidadania 23) destinou, na manhã desta sexta-feira (20), uma emenda parlamentar no valor de R$ 100 mil reais ao município de São Luís para que sejam reforçadas medidas emergenciais no combate ao Coronavírus e H1N1.

“Nossa emenda tem como objetivo ajudar a saúde pública da nossa capital com a compra de equipamentos como os respiradores, álcool em gel, máscaras e materiais necessários para atender nossa população. Felizmente, até o momento, não temos casos confirmados, mas a rede hospitalar precisa estar preparada”, declarou Umbelino.

No total, a Câmara Municipal de São Luís, através dos 31 parlamentares, irá destinar R$ 3,1 milhões de reais em uma emenda coletiva para combater as viroses.

Foto: Divulgação

sem comentário »

SES investiga sete casos de H1N1 no Maranhão

0comentário

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que, até o momento, o Maranhão contabilizou 22 casos confirmados de H1N1, por meio de exames laboratoriais.

O estado notificou 10 óbitos, sendo um confirmado e dois descartados após análise das amostras feitas pelo Instituto Evandro Chagas, órgão vinculado à Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) do Ministério da Saúde (MS); outros sete seguem em investigação.

A SES destaca, ainda, que as medidas adotadas pelo Governo do Estado, como a orientação ao isolamento domiciliar para tratamento de sinais e sintomas gripais, além da suspensão das atividades com aglomeração de pessoas, garantem a redução do contágio, consequentemente, inibem o aumento de novos casos.

or fim, a Secretaria orienta a todos que mantenham hábitos de higiene como a lavagem constante das mãos com água e sabão, uso de álcool em gel, cobrir boca e nariz com o cotovelo ao tossir ou espirrar.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Vacina contra H1N1 para crianças é antecipada no MA

0comentário

O deputado federal Eduardo Braide anunciou nesta quarta-feira (18), que o Ministério da Saúde e a Secretaria de Estado da Saúde já estão tratando da antecipação para o dia 23 de março da vacina contra H1N1 às crianças do Maranhão. A solicitação do deputado foi feita após moção de alerta para um surto epidemiológico de H1N1 divulgado pela Sociedade de Puericultura e Pediatria do Estado no início da semana.

“O Ministério da Saúde entrou em contato comigo para falar sobre a possibilidade de antecipar a vacinação contra H1N1 para as nossas crianças. Diante disso, mantive contato pessoalmente com o secretário de Estado da Saúde. As duas equipes, tanto do Ministério quanto da Secretaria de Estado da Saúde já estão em contato para que, além dos idosos e profissionais de saúde, as crianças sejam vacinadas já a partir da próxima segunda-feira (23)”, explicou o deputado.

Eduardo Braide protocolou um ofício no Ministério da Saúde na terça-feira (17), logo após a Sociedade de Puericultura e Pediatria do Maranhão divulgar uma moção de alerta para um surto epidemiológico de H1N1 no Maranhão.

“Assim que tomei conhecimento da situação, protocolei o ofício junto ao Ministério da Saúde, afim de garantir essa antecipação na vacina para as crianças, programada somente para o dia 9 de maio. Todo mundo está preocupado, com razão, com o Coronavírus, mas temos que voltar nossa atenção para o enfrentamento do H1N1 no Maranhão. Vários dos nossos leitos de UTI estão ocupados por idosos e crianças acometidos pela doença. Por isso, temos certeza de que com a vacina antecipada para a próxima segunda-feira, dia 23 de março, tanto as crianças quanto os nossos idosos e profissionais de saúde (que já estão no grupo prioritário) estarão devidamente protegidos”, avaliou o parlamentar.

Foto: Divulgação

sem comentário »