Ribamar amplia oferta de vacinação do HPV 

0comentário

O município de São José de Ribamar, atendendo a recomendação do Ministério da Saúde, ampliou para o público entre 15 e 26 anos a oferta da vacina de HPV pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A partir de agora, homens e mulheres pertencente a essa faixa etária poderão receber a dose da vacina além do público-alvo de 9 a 15 anos que já recebem normalmente.

A medida ocorrerá para os municípios que ainda tenham vacinas em estoque, com prazo de validade até setembro de 2017, a exemplo de São José de Ribamar.

O secretário de saúde, Tiago Fernandes, avalia como positiva a iniciativa, uma vez que o objetivo é evitar possíveis desperdícios de doses e uma maior cobertura vacinal. “Apesar das frequentes campanhas, ainda percebemos que a cobertura vacinal continua abaixo da meta preconizada pelo Ministério da Saúde e com a ampliação, teremos a oportunidade de disponibilizar a vacina para outros grupos”, avaliou o gestou.

No município, a vacina estará disponível até o fim do estoque nos 33 postos de saúde, nos períodos manha e tarde. Para a faixa etária de 15 a 26 anos, o esquema vacinal ocorrerá em três etapas, com intervalo de zero, dois e seis meses. As pessoas que tomarem a primeira dose neste período, excepcionalmente, terão as duas doses subsequentes garantidas no SUS.

A recomendação é que os municípios utilizem as vacinas com prazos de validade a expirar até que durem esses estoques, evitando as perdas e dando a oportunidade para que outras faixas etárias possam usufruir dos benefícios proporcionados pela vacina.

No sexo feminino, a vacina protege contra o câncer de colo de útero, que atualmente é o 3º mais frequente e a 4ª causa de morte por câncer em mulheres no Brasil. Para os homens, o objetivo é proteger contra os cânceres de garganta, pênis e ânus. Além disso, previne mais de 98% das verrugas genitais.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Vacina HPV

0comentário
Segundo a secretária, a procura pela vacina tem aumentado nas 66 salas disponibilizadas pela Semus

Segundo Helena Duailibe, a procura pela vacina tem aumentado nas 66 salas disponibilizadas

Todas as 66 salas de imunização disponibilizadas nas Unidades Básicas de Saúde de São Luís estão com estoque suficiente de vacinas contra o Papiloma Vírus Humano (HPV), para atender ao primeiro grupo de meninos com idade de 12 e 13 anos, conforme recomendação do Ministério de Saúde. Para ressaltar a importância da imunização contra o HPV, a Prefeitura de São Luís intensificou o trabalho de conscientização nas escolas municipais de Ensino Fundamental, visando orientar os adolescentes inseridos nesta faixa etária, público-alvo da campanha.

Segundo a secretária municipal de saúde, Helena Duailibe, apesar de o Ministério de Saúde não ter estabelecido meta de cobertura vacinal contra o HPV em meninos, a Semus está desenvolvendo um amplo trabalho de divulgação para atingir um número significativo de garotos que devem receber a primeira dose da vacina.

“A imunização contra o HPV integra o calendário vacinal permanente do Ministério da Saúde, em nível nacional. E a Prefeitura de São Luís está fazendo sua parte com esse grande chamamento em favor da prevenção de nossos adolescentes contra os diversos tipos de cânceres decorrentes da contaminação por esse vírus”, explicou a titular da Semus, acrescentando ainda que as vacinas estarão disponíveis o ano todo, sem limite de doses.

O trabalho visando abranger o público-alvo da campanha está sendo executado de forma coordenada com outras ações desenvolvidas pelos agentes de saúde do setor de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST/Aids) da Semus. Distribuição de panfletos, cartazes e outros materiais informativos fazem parte das ações.

Segundo a secretária, a procura pela vacina tem aumentado nas 66 salas disponibilizadas pela Semus.

(mais…)

sem comentário »

Campanha contra HPV

0comentário

Começa nesta segunda-feira (10), em todo o Brasil, a campanha de vacinação contra o Papiloma Vírus Humano (HPV). Em São Luís, a vacina estará disponível nos postos de saúde pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e será destinada a adolescentes do sexo feminino na faixa etária entre 11 e 13 anos de idade. O objetivo é prevenir o câncer do colo do útero.

Esta é a primeira etapa da campanha que terá ainda mais duas fases. A segunda será em 2015, quando a vacina passa a ser oferecida para as adolescentes de 9 a 11 anos e a terceira em 2016 para as meninas de 9 anos.

De acordo com o Ministério da Saúde, serão enviadas ao Maranhão 464,4 mil doses da vacina, ao longo de 2014. A meta local é imunizar 221,1 mil adolescentes maranhenses este ano.

Para atingir esta meta, a estratégia de vacinação será disponibilizar, além das doses nos postos e unidades da rede pública do país, vacinação também nas escolas públicas e particulares. “São jovens de uma faixa etária que não gostam de freqüentar postos de saúde. Pensando nisso, estamos incentivando a vacinação nas escolas”, destacou a Helena Almeida, chefe do Departamento de Imunização da SES.

Para orientar esta mobilização, o Ministério da Saúde distribuiu informe técnico aos estados e municípios, bem como promoveu a capacitação à distância dos profissionais de saúde e professores.

Para a superintendente de Epidemiologia e Controle de Doenças da SES, Graça Lírio a disponibilização da vacina para jovens trará grandes benefícios. “Nas próximas décadas esperamos observar uma queda no número de registros de casos de câncer graças a esta vacina. Para nós, que atuamos na saúde pública, é mais um avanço”, destacou.

sem comentário »