MA registra mais de cinco mil focos de incêndio

0comentário

Além do desmatamento, outra ameaça às florestas brasileiras são os incêndios e no Maranhão a situação é grave. Mais de cinco mil e 500 focos já foram registrados só este mês. O esforço das autoridades tem sido para fortalecer as ações de prevenção.

O Prev-fogo foi o programa criado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para prevenir e combater incêndios florestais. No Vale para o Pindaré ele levou equipamentos e orientações sobre prevenção ao fogo.

O tempo quente e seco tem proporcionado recordes nada positivos no Maranhão. Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), do início deste ano até o momento o número de focos de incêndio no estado é 47 por cento maior que no mesmo período do ano passado.

Só no mês de setembro já foram registrados cinco mil e 700 focos. O município de Grajaú é o terceiro do país onde o fogo tem provocado mais estragos no meio ambiente. Em primeiro vem São Félix do Xingu e Altamira, ambos municípios do Pará.

Segundo Antonio Adolfo Fonseca, coordenador estadual do Prev-fogo, já existe equipes atuando na Reserva Indígena do Bacurizinho, no município de Grajaú, área mais afetada pelos incêndios. “É um combate nível três ampliado onde nós estamos com um contingente de 55 homens em combate com a aeronave e com todas aquelas ferramentas que o Ibama está dispondo para fazer isso aí.”

Leia mais

sem comentário »

Bandidos promovem ataques a ônibus

0comentário
AtaqueOnibus

Criminosos realizam série de ataques a ônibus coletivos em São Luís na noite desta quinta-feira

Criminosos realizaram uma série de ataques a ônibus do transporte coletivo de São Luís.

A polícia confirma que há pelo menos quatro veículos completamente queimados, sendo um na Avenida dos Africanos, outro no bairro da Forquilha, um no bairro do Recanto do Vinhais e outro no bairro do Angelim.

Outras cinco tentativas de ataques criminosos nos bairros Vila Industrial, Parque dos Nobres, Vila Isabel Cafeteira, Altos do Turu e Santa Efigênia ainda estão sendo apuradas pela polícia.

Por telefone, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário do Maranhão (Sttrema) informou ao G1, que os ônibus foram recolhidos das ruas por volta das 21h desta quinta-feira.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA), a ordem para execução dos ataques pode ter vindo de dentro do Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Foto: Jonas Sakamoto

Leia mais

sem comentário »

Mantida prisão de envolvidos em ataques

0comentário

Incendioaonibus

A Justiça decretou a prisão preventiva dos acusados de envolvimento nos incêndios a ônibus em São Luís, que tiveram as prisões em flagrante encaminhadas pela Polícia Civil à Central de Inquéritos e ao Plantão Judiciário do Fórum Desembargador Sarney Costa, desde a última sexta-feira.

Dos seis adultos – quatro homens e duas mulheres – presos em flagrante na madrugada de sexta-feira (20), todos tiveram suas prisões preventivas decretadas pela juíza da Central de Inquéritos, Andréa Maia, atendendo requerimento do Ministério Público, e foram encaminhados ao presídio. Os acusados foram ouvidos em audiência de custódia na manhã de ontem (23), no Fórum de São Luís.

Eles foram presos por suposta participação nos incêndios ocorridos na noite de quinta-feira (19) em diferentes pontos da cidade. No carro em que estavam os suspeitos foram encontrados um galão com combustível (gasolina), isqueiro, faca, aparelho de telefone celular, drogas e outros objetos. Conforme consta nos autos, todos são integrantes da facção Bonde dos 40. A juíza informou que, diante das evidências de envolvimento dos acusados e para garantir a ordem pública, foi decretada a prisão preventiva dos acusados presos em flagrante.

O plantão judiciário, na noite do último dia 20 (sexta-feira), recebeu autos de prisão em flagrante de mais sete acusados de participação nos incêndios e todos tiveram decretada a prisão preventiva. Os acusados possuem antecedentes criminais. Nos autos de prisão consta que a ordem para os ataques a ônibus partiu de dentro da Penitenciária de Pedrinhas.

Nos dias 20 e 21 (sexta-feira e sábado) também foram apreendidos dois adolescentes acusados de envolvimento nesses episódios. Após audiência de custódia, com a presença do Ministério Público e Defensoria Pública, realizada ontem (23), em que foi ouvido o acusado de 17 anos, apreendido na madrugada de sexta-feira, na companhia de seis adultos, o juiz da 2ª Vara da Infância e Juventude, José dos Santos Costa, não decretou a internação provisória do menor, por concluir que não havia indícios de sua participação nos incêndios.

O outro adolescente, apreendido pela polícia no sábado (21), foi liberado pelo Ministério Público, no plantão criminal, e entregue à família. Nesse caso também foi verificado que não havia indícios de participação nos episódios de incêndio a ônibus. Os processos envolvendo os dois adolescentes, segundo o juiz José dos Santos Costa, continuam em tramitação e serão entregues ao Ministério Público que decidirá se ingressa com representação contra os adolescentes.

Divulgação de informações incorretas– circula nas redes sociais na internet uma noticia de janeiro de 2014, como se fosse referente aos presos envolvidos nos incêndios a ônibus em São Luís na semana passada. A informação da noticia refere-se à decisão da juíza Lewman de Moura Silva, na época auxiliar da 1ª Vara Criminal de São José de Ribamar, determinando a soltura de dois homens suspeitos de participação nos ataques a ônibus na Vila Sarney Filho, que resultaram na morte da menina Ana Clara Souza. Na ocasião, o Ministério Público Estadual divulgou nota, explicando os motivos que levaram os promotores de Justiça a não denunciar os dois acusados. Conforme a nota, não havia nos autos provas testemunhais ou materiais da participação deles no delito, razão pela qual o Ministério Público não os denunciou.

Foto: Divulgação/Polícia Militar

sem comentário »

Força Nacional chega a São Luís

1comentário
Incendioaonibus

Ônibus foi incediado neste domingo (22), no Alto do Turu, em São Luís no quarto dia de ataques

Cento e vinte e oito policiais da da Força Nacional de Segurança chegam nesta segunda-feira (23) ao Maranhão para combater os ataques de organizações criminosas na Região Metropolitana de São Luís.

Eles vão reforçar o patrulhamento na Capital maranhense. O pedido de envio da Força Nacional foi feito pelo governador Flávio Dino (PCdoB) ao Ministério da Justiça.

Ontem, mais um ônibus foi incediado no Alto do Turu, em São Luís no quarto dia de ataques.

Os ataques tiveram início na noite de quinta-feira. Ao todo, sete ônibus já foram incediados num total de 15 ataques registrados.

Na sexta-feira e no sábado, os ônibus foram recolhidos pelos empresários durante o período da noite.

Os coletivos circulam normalmente nesta segunda-feira.

Foto: Divulgação/Polícia Militar

1 comentário »

Adriano volta a defender CPI de Pedrinhas

1comentário
AdrianoSarney

Após onda de violência, deputado Adriano Sarney volta a defender CPI de Pedrinhas

A onda de violência ocorrida em São Luís na noite de quinta-feira (19), quando vários ônibus foram incendiados em diferentes pontos da Ilha, em ataques que, segundo o governo, foram ordenados por lideranças de facções criminosas no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, motivou o deputado estadual Adriano Sarney (PV) a cobrar novamente a instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Assembleia Legislativa para apurar as responsabilidades dos fatos.

“A onda de terror que tinha sido controlada após as eleições de 2014, volta agora a atacar a população. Isto nos leva a suspeitar que acordos e concessões a facções criminosas deixaram de ser cumpridos pelo governo eleito. Diferentemente do que o governo tenta imprimir, o estado não tem autoridade sobre o sistema carcerário e esses recentes episódios demonstram isto. Já defendi e volto a pedir a CPI do Sistema Carcerário e acredito que agora é um momento oportuno para a instauração”, declarou Adriano.

No início de janeiro deste ano, o parlamentar havia pedido à Assembleia Legislativa a instauração de uma CPI para apurar uma denúncia feita pelo ex-presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB/MA, advogado Luís Antonio Pedrosa, de que “o governo Flávio Dino (PCdoB), tem feito concessões a facções criminosas com o objetivo de conter a violência no Sistema Penitenciário do Estado”, conforme noticiário da época.

1 comentário »

Suspeito de ataques a ônibus são presos

1comentário

Onibusincendiado

Sete suspeitos de ataques a ônibus em São Luís foram presos durante a madrugada desta sexta-feira (20). Entre os suspeitos estão cinco homens, duas mulheres e um adolescente.

Segundo secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela a ordem para os ataques a exemplo dos ataques que ocorreram em 2014 partiram de dentro do Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Durante os ataques registrados ontem à noite, três ônibus foram incendiados na Região Metropolitana.

O secretário Jefferson Portela informou que os os ataques começaram volta das 19h30 na Vila Roseana Sarney, em Paço do Lumiar e nos bairros da Cidade Operária e Liberdade, em Sâo Luís.

Na manhã de hoje, a SSP-MA realiza uma grande operação no bairro da Liberdade – um dos locais onde um dos ônibuis foi incendiado.

Durante a madrugada, o governador Flávio Dino comandou reunião com a cúpula da Segurança Pública. “Determinei as medidas necessárias e cabíveis para garantia da paz”, escreveu nas redes sociais.

Foto: Reprodução/ TV Mirante

1 comentário »

Incêndio no Farol da Ilha

0comentário

FaroldaIlhaUm incêndio atingiu no início da tarde um apartamento no nono andar do condomínio Farol da Ilha, na avenida dos Holandeses, na Ponta D’Areia.

O incêndio teria sido provocado por um curto circuito em um secador de cabelo que era usado por uma moradora. Com o equipamento em curto, a moradora se assustou e jogou o secador de cabelo na cama iniciando o incêndio.

O Corpo de Bombeiros chegou ao local e conseguiu controlar o incêndio. Dez moradores que ficaram presos no elevador foram resgatados. Duas babá e um bebê de um ano ficaram presos no décimo primeiro andar, mas foram resgatados pelos Bombeiros.

Toda operação de resgate durou uma hora e meia  e foi realizada por um um helicóptero do Grupo Tático Aéreo (GTA), pois a escada do Corpo de Bombeiros só conseguiu alcançar o sétimo andar.

Apenas as duas babás e o bebê foram levados de ambulância para um hospital apenas por precaução. Ninguém ficou ferido.

sem comentário »