Fantástico denuncia cobrança ‘irregular’ de pedágio

0comentário

Caminhoneiros denunciaram as péssimas condições de infraestrutura e a cobrança irregular de pedágio de uma estrada que liga o município de Carolina, a 860 km de São Luís, a cidade de Goiatins, no Tocantins. O caso foi destaque na edição do Fantástico desse domingo (26).

A cobrança irregular do pedágio é cobrada diariamente aos caminhoneiros que precisam cruzar a estrada de terra, que está em péssimas condições, caso queiram chegar ao Tocantins. Em vez de cancela, uma corrente de ferro foi colocada de ponta a ponta da via, impedindo a passagem dos veículos.

Placas localizadas mostram os valores que são desembolsados por quem precisa passar pelo local. Os preços variam entre R$ 10 a R$ 40 para caminhões vazios e quando os veículos voltam carregados, os caminhoneiros chegam a pagar R$ 90 e além disso, o pedágio cobra R$ 4 por tonelada.

Segundo os funcionários do pedágio, que não foram identificados, o valor pago pelos caminhoneiros serve para a manutenção das estradas. “Na verdade não é um pedágio, isso daqui é uma manutenção de estradas”, disse o funcionário.

O caminhoneiro Joaquim de Souza, que percorre o Brasil fazendo o transporte de cargas pesadas, afirma que estradas como a do sul do Maranhão elevam os custos com manutenção do veículo. “A manutenção nossa aqui fica muito cara”, disse.

De acordo com a prefeitura de Carolina, ninguém está autorizado a fazer cobranças na região e deve tomar as providências necessárias.

Leia no G1

sem comentário »

Irregularidade no Barramar

4comentários

Barramar

Recebi de um internauta uma denuncia sobre as construções irregulares de lanchonetes e bares na avenida dos Holandeses, em frnte ao Barramar. A construção não estaria obedecendo o recuo necessário, além disso é uma obra sem placa identificando CREA, responsável técnico e alvará de construção.

“Nada contra os comerciantes da área que aproveitam o espaço com construções simples, mas edificar ao arrepio das autoridades e com alvenaria, pode prejudicar muito a mobilidade urbana futura. Todos os grandes comerciantes da avenida respeitaram o recuo, como a Localiza, o Shopping do Automóvel, Entreposto Nissan, Revenda nova da Jaguar e Mercedes e outros”, diz o internauta

Segundo o denunciante, a intenção é chamar a atenção das autoridades que – por omissão – prejudicaram e muito a mobilidade urbana na nossa Ilha. “A duplicação da avenida Holandeses já é uma necessidade”, finalizou.

Por telefone, o secretário de Urbanismo, Diogo Lima disse que a obra está embargada e que mandará uma nova equipe da Blitz Urbana ao local. Segundo ele, a obra deveria estar parada, mas quem passa pelo local verifica a presença de homens trabalhando normalmente.

Ele adiantou que para o local existe um projeto que contempla a construção de uma praça com a colocação de quiosques tanto na parte da frente quanto na lateral, mas não sabe dizer quando a Prefeitura de São Luís começará a execução da obra.

4 comentários »