Salários e greve

0comentário

Por José Sarney

Leio que médicos e rodoviários têm greve marcada, a começar segunda-feira. O Sindicato dos Médicos e o Conselho Regional de Medicina, presidido pelo operoso dr. Abdon Murad, dizem que a motivação é o atraso dos salários.

Até hoje mantenho o recorde de enfrentamento de greve: mais de doze mil. Nenhuma por atraso de salários. Estabeleci também a maneira de tratá-las: nunca por enfrentamento, sempre por negociação. A greve é um direito assegurado ao trabalhador para forçar o reconhecimento de outro direito.

Quando assumi a Presidência minha principal missão era a transição, fazer voltar a democracia.

Com 4 dias de governo, em 1985, reabilitei a vida sindical, com uma anistia ampla, fazendo voltar aos cargos de que estavam afastados os dirigentes sindicais. Em seguida decretei o fim da censura.

Legalizei as Centrais Sindicais. Estabeleci a antiga e grande aspiração dos trabalhadores: o salário-desemprego, que desde então — e até hoje — socorre os desempregados em seus momentos mais difíceis. Criei o Vale-Transporte, que paga o deslocamento dos trabalhadores, e o Vale-Alimentação.

Para assegurar a efetividade da Justiça do Trabalho, criamos 340 novas Juntas de Conciliação e Julgamento. Demos o adicional de periculosidade aos eletricitários. Também poucos dias depois da posse aumentamos (Decreto 91.213/85) o salário mínimo em 112%.

Fizemos, com ousadia e coragem, o Plano Cruzado, rompendo com a velha fórmula de combater a inflação pela recessão. O congelamento de preços criou os “fiscais do Sarney”, e nasceram daí os direitos do consumidor e o exercício efetivo da cidadania. Foi a maior distribuição de renda da História do Brasil. Os que viveram aquele tempo e ainda estão vivos são testemunhas da felicidade do povo brasileiro e de como sua vida prosperou.

Vivemos o pleno emprego, com toda a indústria utilizando sua parte ociosa e obtivemos a menor taxa de desemprego em todos os tempos. A média do desemprego no meu governo foi de 3,86% e em dezembro de 1989, meu último ano, ele foi de 2,36%. O trabalhador escolhia onde trabalhar e, assim, consolidaram-se as lideranças sindicais, que a partir daí tiveram vez e voz nas decisões nacionais.

Também, para completar nossa política trabalhista, assinamos muitas Convenções na Organização Internacional do Trabalho que estabeleciam conquistas para a dignidade do trabalhador.

Sempre tive uma grande preocupação pelos direitos sociais. Quando fundamos a Bossa Nova da UDN, em 1959, o manifesto, redigido por mim, tinha como objetivo apoiar a política desenvolvimentista do Juscelino, mas com justiça social.

Vamos torcer para que cada vez mais se desenvolva a proteção aos direitos do trabalhador e à dignidade do trabalho.

Coluna do Sarney

sem comentário »

Empresários querem aumentar tarifa para dar reajuste

1comentário

Uma nova rodada de negociações entre o Sindicato dos Rodoviários, Sindicato das Empresas de Transporte (SET) e representantes do poder público foi agendada para a próxima quarta-feira (7), às 14h, na sede do Ministério Público do Trabalho no Maranhão (MPT-MA), em São Luís.

A primeira audiência de mediação ocorreu na tarde desta quarta (31) e foi presidida pelo procurador Regional do Trabalho Roberto Magno Peixoto Moreira. Em pauta, a convenção coletiva de trabalho dos rodoviários para o biênio 2018-2020.

O sindicato obreiro pede reajuste salarial de 12%, aumento no valor do tíquete alimentação e inclusão de dependentes nos planos de saúde e odontológico. O sindicato patronal apreciou a proposta, mas ainda não foi possível celebrar acordo.

Para aceitar a proposta dos Rodoviários, os empresários precisariam aumentar a tarifa de R$ 3,10 para R$ 4,00.

Os representantes dos dois sindicatos se comprometeram em não realizar nenhuma paralisação do serviço de transporte até quarta-feira (7), data da próxima audiência.

Foto: Divulgação

1 comentário »

Ônibus voltam a circular

0comentário

assembleiaOs rodoviários aprovaram em assembleia hoje à tarde (3), o retorno de 70% da frota de ônibus em São Luís, a partir de 0h desta quarta-feira (4).

A decisão foi aprovada em reunião realizada na sede do sindicato, após reunião com representantes do Ministério Público Estadual tendo à frente a promotora Lítia Cavalcanti e empresários.

“A partir da meia noite volta 70% da frota. Estamos fazendo isso com respeito à população, porque o sindicato das empresas foi intransigente; à prefeitura e à promotora Lítia Cavalcanti. Nós queríamos comunicar a população de que vamos colocar nas ruas 70% da frota que existe e não 70% do que a SMTT”, explicou o diretor-administartivo do Sindicato dos Rodoviários (Sttrema), Isaías Castelo Branco.

Os rodoviários garantiram reajuste salarial de 7% e não terão descontados os dias que ficaram parados.

Pela manhã, os rodoviários também estiveram reunidos com o prefeito Edivaldo Holanda Júnior que resolveu tomar frente às negociações. E abreu uma mesa permanente de negociação com a categoria.

sem comentário »

Cidade sem ônibus…

0comentário

grevesaoluisO Sindicato dos Rodoviários decidiu transferir para à tarde, a assembleia geral da categoria marcada para hoje, às 10h e que definiria o rumo da greve de motoristas, cobradores e fiscais em São Luís. Os rodoviários não confirmaram o horário da assembleia da categoria transferida por falta de quórum para deliberação.

Os rodoviários garantem a manutenção do movimento que hoje completa 8 dias, mas deifinirá um percentual da frota que voltará a circular na capital maranhense, possivelmente 70% como determinado pelo TRT-MA. Mesmo que os rodoviários decidam voltar a circular com um percentual definido, a população só deverá ter ônibus amanhã (30).

Até lá, as pessoas vão ter que continuar utilizando os serviços de vans e mototaxi.

Por enquanto, portanto 100% da frota de ônibus continua parada em São Luís.

Foto: Clarissa Carramilo

sem comentário »

Paralisação total

0comentário

isaias_castelo_brancoO Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário (Sttrema) anunciou que a partir de terça-feira (27), a paralisação de motoristas, cobradores e fiscais de ônibus chegará a 100% caso não sejam abertas as negociações com empresários e a Prefeitura de São Luís.

“Hoje pela manhã fizemos assembleias nas postas de garagens e os trabalhadores nos cobraram posicionamento. Se até segunda-feira (26) não houver um avanço nas negociações, na terça cruzariam os braços, 100% sem sair das garagens”, disse em entresta à Rádio Mirante AM.

Ontem, durante entrevista coletiva, o presidente do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de São Luis (SET), José Luiz de Oliveira Medeiros disse que os empresários não tem condição de conceder qualquer reajuste aos trabalhadores. A Prefeitura de São Luís ainda não se manifestou sobre o assunto.

Os trabalhadores querem 16% de reajuste salarial; reajuste do ticket-alimentação para R$ 500; inclusão de um dependente no plano de saúde e implantação do plano odontológico, dentre outros benefícios.

Foto: Biné Moraes/O Estado

sem comentário »

Rodoviários mantém paralisação

1comentário

Os rodoviários decidiram manter a paralisação dos ônibus em São Luís, a partir de 18h, mesmo com a garantia de reforço no policiamento. O movimento dos rodoviários teve início na sexta-feira (28). Desde então, a categoria está suspendendo o serviço às 18h e retornando ao trabalho às 4h.

Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Maranhão (Sttrema), Dorival Silva uma nova reunião foi marcada para esta terça-feira à tarde para avaliar sobre a manutenção ou não do movimento.

Por meio de nota, o SET – Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de São Luis disse discordar da deliberação dos Rodoviários e lamentou os transtornos causados à população. O SET prometeu informar às autoridades competentes sobre a medida tomada pelos Rodoviários.

reuniao

Por determinação do Comando Geral da Polícia Militar do Maranhão, desde o último sábado, a Ronda Ostensiva Tático Móvel (Rotam), que atua fortemente no combate a assaltos a ônibus, sequestros relâmpagos e “saidinhas bancárias”, passou a dar segurança também aos usuários dos Terminais de Integração de São Luís.

Além dos Terminais de Integração, os 80 policiais da Rotam atuam nas principais avenidas da cidade, como Holandeses, Guajajaras, Africanos, Portugueses, Getúlio Vargas, Daniel de La Touche, Marechal Castelo Branco, entre outras, como também nos bairros.

Foto: Biaman Prado

1 comentário »

De novo…

3comentários

praiadoaracagi

Pelo visto o que aconteceu ontem não serviu de lição para muitos motoristas….

Sem qualquer orientação ou fiscalização, a praia do Araçagi mais uma vez foi tomada por veículos hoje.

Os motoristas insistiram em desafiar a Lei da natureza.

A foto é de De Jesus, de O Estado do Maranhão.

3 comentários »

Ônibus param…

1comentário

onibus

O Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário do Estado do Maranhão confirmou que os ônibus deixarão de circular após às 19h desta quinta-feira (10).

A decisão foi tomada depois do incidente registrado ontem à noite quando sete ônibus foram incendiados por uma facção criminosa em resposta às mortes na Casa de Detenção (Cadet), em Pedrinhas.

Foto: Douglas Júnior/O Estado

1 comentário »

Até quando Prefeitura?

12comentários

buracoholandeses

Quando é que a Prefeitura de São Luís vai resolver tapar um buracão na avenida dos Holandeses?

Vários acidentes já foram registrados na saída do Barramar, bem próximo ao semáforo.

Um grande buraco no lado direito da pista no sentido Olho D’Água põe em risco a vida de motoristas e até de pedestres.

Infelizmente apesar de ser em uma das avenidas mais movimentadas de São Luís, ninguém na prefeitura vê…

… Esse é mais um pequeno exemplo da ausência do poder público na cidade.

12 comentários »

Perfil dos motoristas

3comentários

motoristas

De acordo com levantamento do setor de Habilitação do Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA), o perfil do motorista maranhense aponta que este é, em sua maioria, do sexo masculino e tem entre 26 e 35 anos. Dos 616.578 maranhenses habilitados, 467.816 são homens e 148.762, mulheres. Divididos pela faixa etária, 120.054 motoristas têm entre 18 e 25 anos e 38.282, possuem mais de 65 anos.

O trabalho foi divulgado nesta quinta-feira (25), data em que é comemorado o Dia do Motorista, instituído pela Lei Federal n° 5.032, de 17 de junho de 1966 e pelo Decreto nº 63.461, de 21 de outubro de 1968. Para os católicos, é ainda o Dia de São Cristóvão, padroeiro dos motoristas.

“Aproveitamos a data para parabenizar os motoristas e pedir para que todos se comprometam com a mudança de comportamento no trânsito, assumindo e reconhecendo a importância e a necessidade do respeito às regras de trânsito e ao próximo, pois sendo mais gentil e educado nas vias públicas, teremos uma redução no número de acidentes e de mortes”, ressaltou o diretor-geral do Detran-MA, André Campos.

Também segundo os dados, o perfil masculino do motorista maranhense tem sofrido mudanças nos últimos anos. O número de mulheres habilitadas tem crescido de forma significativa. Só até o dia 24 de julho deste ano, 30.700 mulheres já foram habilitadas. Em todo o ano de 2012, foram 47.632 habilitadas, ou seja, a expectativa é que mais de 60 mil mulheres se habilitem até o final do ano.

3 comentários »