Maranhão tem menor incidência de dengue no Nordeste

0comentário

De acordo com o Ministério da Saúde, o Maranhão apresenta a menor incidência de casos de dengue, chikungunya e Zika na região Nordeste. Os dados coletados entre dezembro de 2018 e junho deste ano, apontam que o estado possui uma incidência de 49,7 casos a cada 100 mil habitantes.

A média de incidência de casos segundo o Ministério da Saúde, é de 198,3 casos a cada 100 mil habitantes. Em segundo lugar atrás do Maranhão, aparece Sergipe (93,6), Piauí (116,5) e o Ceará (124,4). O método utilizado para calcular os índices é com a utilização do número de novos casos prováveis dividido pela população do estado.

As últimas três colocações são dos estados de Pernambuco (243,3), Bahia (271,3) e Rio Grande do Norte (378,4). No ranking nacional, o Maranhão aparece em oitavo lugar. Nas três primeiras posições aparecem os estados do Rio Grande do Sul (15,3), Amapá (15,6) e Rondônia (22,0).

Segundo o Ministério da Saúde, são classificados como baixa incidência os estados ou cidades que apresentam menos de 100 casos a cada 100 mil habitantes. A média incidência corresponde de 100 a menos de 300 casos e a alta incidência ocorre quando possuem valores iguais ou acima de 300 casos.

De acordo com o secretário de Saúde do Maranhão, Carlos Lula, ações da secretaria estão sendo intensificadas para combater a transmissão do mosquito transmissor das doenças, o Aedes Aegypti, com atenção especial para municípios que apresentam surtos da doença.

“Podemos afirmar que investir na prevenção é a melhor forma de evitar que o paciente precise de uma assistência mais especializada. Também por isso a população deve manter-se vigilante para evitar a proliferação do Aedes. Nesse contexto, temos nos esforçado na gestão estadual para desenvolver as ações na área da vigilância em saúde e fomentar os serviços de prevenção”, disse o secretário.

G1

sem comentário »

Foco necessário

1comentário

Dos 27 governadores do Brasil, somente dois não assinaram a carta de repúdio contra a retirada dos estados e municípios na reforma da Previdência que tramita, atualmente, na Câmara dos Deputados. Os dois governadores foram o da Bahia, Rui Costa (PT), e do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB).

O comunista deixou claro que a carta não estava satisfatória e, por isso, não assinou. Apesar da declaração do governador do Maranhão, pela posição que vem adotando – de ser favorável a uma previdência única -, a impressão que fica é a de que sua posição passa mais pela política, ou melhor, contra a política do governo Bolsonaro.

No entanto, Dino já foi alertado pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, da real possibilidade de o Maranhão ficar sem dinheiro nem mesmo para manter a folha de pessoal.

Parece ser necessária a postura de gestor ficar maior do que a de militante político. Apesar das pretensões de Flávio Dino ser candidato à Presidência da República, em 2022, é preciso, neste momento, se voltar para problemas que estão próximos, como a falta de recursos para pagar os aposentados e pensionistas do estado já no fim do ano, conforme disse o Tribunal de Contas do Estado (TCE).

E da parte dos legisladores, se faz necessário que mudanças sejam feitas no texto original vindo o Palácio do Planalto, para evitar prejuízos sociais, principalmente aos mais pobres.

No fim de tudo, se a política partidária e os projetos de poder dos atores políticos foram deixados de lado momentaneamente, talvez a reforma da Previdência passe dentro dos limites necessários alertados pelos especialistas.

Estado Maior

1 comentário »

Alema recebe presidentes de Assembleias do Nordeste

0comentário

A Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema) sediará, na próxima sexta-feira (29), o 3º Encontro de Presidentes de Assembleias Legislativas dos Estados do Nordeste. A abertura do evento, que terá como anfitrião o presidente da Alema, deputado estadual Othelino Neto (PCdoB), acontecerá no Plenário Nagib Haickel, a partir das 10h.

Durante o encontro serão discutidos vários temas de interesse do Poder Legislativo e da população, a exemplo da Reforma da Previdência e dos encaminhamentos sobre o Consórcio dos Estados do Nordeste, cuja efetivação depende da aprovação pelos Parlamentos de cada estado nordestino.

Na reunião de trabalho, que será realizada na Sala das Comissões, os legisladores também deverão discutir o Pacto Federativo, bem como propostas de fortalecimento dos órgãos regionais de desenvolvimento. Os nove representantes das Casas Legislativas estaduais assinarão, ainda, a Carta São Luís, que deverá conter propostas e encaminhamentos de interesse da Região Nordeste e do Legislativo. A assinatura acontecerá no Salão Nobre.

O primeiro encontro aconteceu no Ceará; e o segundo, na Bahia. A pauta principal do primeiro encontro foi a criação do Colegiado Nordestino, que congrega os dirigentes dos Legislativos estaduais.

Já no segundo Encontro, foram eleitos os integrantes do ParlaNordeste e criada uma Frente Parlamentar pela revitalização do Rio São Francisco e a não privatização da Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf).

Programação

10h – Abertura (Plenário Nagib Haickel)
11h – Reunião de Trabalho (Sala das Comissões)
12h – Assinatura da Carta São Luís (Salão Nobre)

Foto: Divulgação/Agência Assembleia


sem comentário »

Governadores do Nordeste assinam carta em São Luís

0comentário

Em reunião na cidade de São Luís nesta quinta-feira (14), os nove Estado do Nordeste elaboraram e divulgaram uma carta com posicionamentos sobre temas importantes para a sociedade brasileira. O documento foi redigido durante o Fórum dos Governadores do Nordeste, no Palácio dos Leões, sede do Governo do Maranhão. 

Estiveram presentes no Fórum os governadores Flávio Dino (Maranhão), Rui Costa (Bahia), Paulo Câmara (Pernambuco), Camilo Santana (Ceará), João Azevedo (Paraíba), Wellington Dias (Piauí), Fátima Bezerra (Rio Grande do Norte), Belivaldo Chagas (Sergipe) e o vice-governador José Luciano Barbosa da Silva (Alagoas).

A carta tem cinco pontos principais. Um deles é sobre a proposta de desvinculação de receitas do Orçamento, tramitando na esfera federal. Essa proposta, caso seja aprovada, permitiria a redução de gastos que hoje são obrigatórios em educação e saúde, por exemplo. 

Veja a íntegra da Carta dos Governadores do Nordeste:

CARTA DOS GOVERNADORES DO NORDESTE 

São Luís (MA), 14 de março de 2019. 

Os Governadores dos Estados do Nordeste, reunidos nesta data, em São Luis (MA), manifestam-se à sociedade brasileira, nos seguintes termos: 

1. Assinamos hoje o Protocolo que resultará na criação do Consórcio Nordeste, importante instrumento político e jurídico para o fortalecimento da nossa região e para melhorar a prestação de serviços públicos aos cidadãos e cidadãs. Acreditamos que a cooperação assim intensificada resultará em diversas conquistas, por exemplo parcerias na aquisição de produtos e na execução de ações conjuntas em áreas como Segurança Pública. 

2. No mesmo sentido de proteção e promoção dos direitos do povo do Nordeste, sublinhamos que vamos dialogar com os 153 deputados federais e 27 senadores dos nossos estados para que não haja qualquer retrocesso quanto a mecanismos essenciais para o desenvolvimento regional, notadamente o Banco do Nordeste, a CHESF e a Sudene. 

3. Sobre propostas atualmente em debate no país: 

a) Registramos que não concordamos com a ideia de desvinculações de receitas para fazer face às despesas obrigatórias com saúde, educação e fundos constitucionais, que resultariam em redução de importantes políticas públicas. Em vez disso, desejamos discutir realmente o Pacto Federativo, inclusive no tocante à repartição constitucional de receitas e competências.

b) Quanto à Reforma Previdenciária, consideramos que se trata de um debate necessário para o Brasil, contudo posicionamo-nos em defesa dos mais pobres, tais como beneficiários da Lei Orgânica da Assistência Social, aposentados rurais e por invalidez, mulheres, entre outros, pois o peso de déficits não pode cair sobre os que mais precisam da proteção previdenciária. Também manifestamos nossa rejeição à proposta de desconstitucionalizar a Previdência Social, retirando da Constituição garantias fundamentais aos cidadãos. Do mesmo modo, consideramos ser imprescindível retirar da proposta a previsão do chamado regime de capitalização, pois isso pode inclusive piorar as contas do sistema vigente, além de ser socialmente injusto com os que têm menor capacidade contributiva para fundos privados. Em lugar de medidas contra os mais frágeis, consideramos ser fundamental que setores como o capital financeiro sejam chamados a contribuir de modo mais justo com o equilíbrio da Previdência brasileira. 

4. Por fim, defendemos o atual Estatuto do Desarmamento e somos contrários a regras que ampliem a circulação de armas, mediante posse e porte de armas. Tragédias como o assassinato da vereadora Marielle e a de Suzano, no Estado de São Paulo, mostram que armas servem para matar e aumentar violência na sociedade. Somos solidários à dor das famílias, destas e de outras tragédias com armas, e é em respeito à memória das vítimas que assim nos manifestamos. 

5. Ratificamos nosso empenho conjunto em favor de uma nação justa e soberana, renovando mais uma vez nossa disposição para o diálogo amplo, conducente a dias melhores para o Brasil.

sem comentário »

Sampaio e Imperatriz ficarão no grupo do Nordeste

5comentários

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) deve oficializar nos próximos dias, os dois grupos do Campeonato Brasileiro Série C.

A tendência é que as 20 equipes fiquem divididas, no grupo A, com 10 times da região Nordeste e o grupo B, com 10 equipes das regiões Norte, Centro-Oeste, Sudeste e Sul.

Os grupos serão os seguintes:

No grupo A, devem ficar Sampaio-MA, Imperatriz-MA, Ferroviário-CE, Náutico-PE, Santa Cruz-PE, Globo-RN, ABC-RN, Botafogo-PB, Treze-PB e Confiança-SE.

No grupo B, Paysandu-PA, Remo-PA, Atlético-AC, Luverdense-MT, Volta Redonda-RJ, Boa Esporte-MG, Tombense-MG, São José-RS Juventude-RS e Ypiranga-RS.

A fórmula de disputa será a mesma dos últimos anos. As 10 equipes se enfrentam no sistema de ida e volta na fase de classificação.

As quatro primeiras se classificam e disputam o mata-mata de acesso. As duas últimas de cada grupo são rebaixadas.

5 comentários »

São Luís avança na gestão de Edivaldo, diz Firjan

5comentários

Reflexo dos investimentos do prefeito Edivaldo Holanda Junior (PDT), São Luís figura como a terceira capital do Nordeste que mais se desenvolveu em 2016, segundo dado divulgado pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan). O estudo toma como referência padrões de desenvolvimento encontrados em países com elevados indicadores socioeconômicos, tendo como base dados da educação, saúde e emprego e renda.

Com o resultado que monitorou os indicadores sociais em 5.471 municípios do país, o prefeito Edivaldo consegue atingir um patamar inédito para a cidade, mesmo enfrentando severa crise nacional.  Com trabalho e planejamento da atual administração, a curva de desenvolvimento no município foi retomada e a tendência é que nos próximos levantamentos a cidade aparece em posição de destaque ainda maior.

Os avanços são vistos em todos os setores da cidade. Na Educação, o prefeito reformou e climatizou escolas, realizou concurso público, investiu na capacitação dos professores, reduziu a distorção de quatro para dois calendários, promoveu a queda do índice de analfabetismo, entre outras ações que foram sendo reforçadas e expandidas com o lançamento do programa Educar Mais.

Na Saúde, outro setor analisado pelo estudo da Firjan, a gestão Edivaldo também se destaca com reforço da atenção básica, reforma de unidades de saúde, investimento em equipamentos e capacitação de pessoal, reestruturação do Samu, modernização da Central de Marcação e Consultas (Cemarc), ampliação do atendimento e outras intervenções que estão tirando a Saúde do estado crítico em que se encontrava quando o pedetista assumiu a Prefeitura.

Na Infraestrutura, Edivaldo também conseguiu dar uma guinada na cidade. O grande volume de obras espalhadas por São Luís é visível, indo de intervenções de trânsito para acabar com pontos históricos de engarrafamento até pavimentação das ruas e construção de pontes e rede de drenagem.

Outro marco da gestão Edivaldo que também contribuiu para o bom resultado no estudo foi o pagamento em dia do funcionalismo público, uma injeção na economia da cidade. Com planejamento, medidas de austeridade e criatividade, o prefeito tem conseguido cumprir o calendário, inclusive antecipando em alguns meses as datas previstas para recebimento do salário, tarefa difícil para as cidades quando se vive em um período de crise.

Foto: Divulgação

5 comentários »

Feirinha é destaque na imprensa do Nordeste

0comentário

Neste domingo (8), a Feirinha São Luís, projeto da Prefeitura de São Luís na gestão do prefeito Edivaldo, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento, (Semapa), foi cenário para o programa de TV “Expedição Nordeste”, do SBT Nordeste. A Feirinha São Luís foi escolhida como destaque na capital por reunir muitas atrações, por ser um espaço que congrega produtos agrícolas, cultura, literatura e lazer. Na ocasião, também foram comemorados o Dia Mundial da Atividade Física e Dia Mundial da Saúde, celebrados, respectivamente, nos dias 6 e 7 de abril.

A 44ª Feirinha São Luís teve apoio das Secretarias Municipais de Saúde, (Semus) e de Desportos e Lazer, (Semdel). Na ocasião foi promovido o evento “Corpo em Movimento é Corpo com Saúde”, com parceria do Governo do Estado, via Secretaria Estadual de Saúde (SES). O vice-prefeito, Julio Pinheiro esteve presente nessa edição da Feirinha São Luís, com o governador em exercício, Carlos Brandão, acompanhados de diversos secretários e presidentes de órgãos públicos.

“A capacidade da Feirinha São Luís é surpreendente, um projeto realizado a partir de uma determinação do prefeito Edivaldo, abraçado pela população e que gera esse sentimento de que os governos se unem para melhorar a vida da nossa gente. É um momento importante para nossa cidade” destacou Julio Pinheiro.

O titular da Semapa, Ivaldo Rodrigues, destacou a importância do evento para a cidade. “Reunimos o que há de melhor na cidade, como a cultura, gastronomia, literatura, artesanato e agricultura, em meio a um cenário arquitetônico histórico, tombado como patrimônio da humanidade, e podendo agregar com ações pontuais e necessários trazendo para perto do público por exemplo serviços sociais e de saúde, que podem ainda desfrutar de todos os setores da Feirinha São Luís, ficamos muito felizes com a união e parceria dos órgãos”, destacou.

sem comentário »

São Luís é a 5ª cidade que mais criou empregos

0comentário

A capital maranhense está entre as cinco cidades brasileiras com maior geração de empregos formais no país em 2017, segundo dados do Ministério do Trabalho (MTE) obtidos por meio do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta terça-feira (30) pela Exame. No ranking, São Luís também aparece como líder isolada do Nordeste, com a próxima cidade da região (Teresina – PI) figurando apenas na 20ª posição. No levantamento foram avaliados 5.660 municípios do Brasil.

No total, no ano passado o saldo de empregos com carteira assinada em São Luís foi positivo, criando 2.636 vagas no mercado de trabalho. A cidade ficou atrás somente de Joinville (SC), Aparecida de Goiânia (GO), Bebedeouro (SP) e Goiânia (GO), única capital brasileira com saldo melhor que São Luís.

Se levado em consideração somente as cidades do Nordeste, São Luís é a primeira em geração de empregos, com quase 1 mil vagas a mais do que a segunda colocada da região, Teresina (PI).

Os principais motivos que contribuíram para o aumento das vagas no mercado de trabalho, de acordo com o Ministério do Trabalho, foram os setores de serviço, construção civil e administração pública. Nesse cenário, a Prefeitura de São Luís aparece com um dos papéis de destaque, nomeando e empossando candidatos aprovados em concursos realizados e também desenvolvendo políticas na área fiscal que contribuem com o setor produtivo da cidade.

Ranking das 100 cidades que mais criaram empregos em 2017 (Fonte: Exame)

(mais…)

sem comentário »

Honorato convoca para ato de Lula

1comentário

O ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva encerra a sua Caravana pelo Nordeste no Maranhão com grande ato público, na Praça Pedro II, em São Luís, na próxima terça–feira (5).

Estão sendo esperadas caravanas de todos os municípios para participar do ato que será às 17 horas.

Na capital, o vereador e presidente do Diretório Municipal do PT, Honorato Fernandes, está fazendo um grande trabalho de mobilização percorrendo bairros da zona rural e urbana.

Entre os bairros já percorrido estão Coroadinho, Liberdade, Cidade Olímpica, Cidade Operária, Vila Esperança, Quebra Pote, Coqueiro e São Cristóvão.

“Além do trabalho de ouvir e encaminhar demandas da cidade estamos fazendo uma grande mobilização para receber o presidente Lula, por isso estamos percorrendo vários bairros dialogando e convidando as pessoas a comparecerem neste grande ato”, disse Honorato Fernandes.

1 comentário »

O handebol brasileiro e a seca do Nordeste

0comentário

China é ex--atleta da Seleção Brasileira

China é ex–atleta da Seleção Brasileira

Por China

Ano após ano vivemos nessa negligência, nessa atávica irresolutividade procrastinadora que insiste em nos tornar, o handebol, sub-modalidade esportiva e olímpica quando, com tantos resultados e com a realidade de projeção de nível técnico internacional alcançada pelas nossas seleções brasileiras, seja de menores ou das seleções adultas.

Parece que as rédeas foram puxadas para que novamente sejamos jogados ao limbo do esquecimento pela imprensa e por parte do público brasileiro que estava acostumando-se a assistir aos emocionantes jogos e as jogadas brilhantemente desenvolvidas pelas meninas e meninos do handebol brasileiro nos diversos eventos disputados.

Por que? Qual o objetivo de manter nossa modalidade no terceiro mundo?

A minha análise é uma só; assim como a seca tem como ser vencida nas regiões áridas do nordeste brasileiro, para onde são depositados historicamente caminhões e mais caminhões, não de carros pipas, mas de dinheiro para encher o bolso de politiqueiros e seus asseclas que vivem do dinheiro público em detrimento da dor e sofrimento diário de milhares de famílias que sofrem com a lastimável e infindável seca, assim ocorre com a maioria dos “desgestores” presidentes de confederações e presidentes de federações pelo Brasil.

São cânceres malignos que penetraram no frágil esporte tupiniquim e que, por hora, salvo se nosso ministério Público federal e polícia federal tomarem conta realmente da situação, como estão fazendo em diversas operações pelo Brasil e colocarem na cadeia com direito a ter que devolver ao erário, seja com sequestro de bens e varredura de contas dos “desgestores” e de seus afins, lembrando que quem não deve não teme, todo o recurso clandestinamente desviado, ou nosso esporte terá como legado da Copa do mundo de futebol em 2014 e da olimpíada no Brasil em 2016, esse carcinoma que tornou-se metástase sistêmico e que devorou os recursos públicos usando como sobrenome os dois maiores eventos esportivos mundiais e deixou na seca e às mínguas o esporte brasileiro.

Transparência no gasto público. Efetividade, eficiência e eficácia no trato da coisa pública. Precisamos de gestores de verdade.

* China foi atleta Olímpico da Seleção Brasileira de Handebol

Foto: Biaman Prado/ O Estado

sem comentário »