Edivaldo condena ataques contra nordestinos

3comentários

Após vídeo em que homens aparecem fazendo declarações contra nordestinos e nortistas viralizar na internet, o prefeito Edivaldo Holanda Junior (PDT) se manifestou nas redes sociais sobre o caso.  Em publicação, o pedetista pediu pelo fim da intolerância e disse ter orgulho de ser nordestino, maranhense e ludovicense.

“Inadmissível que o povo do Nordeste e do Norte continue sofrendo ataques preconceituosos. É preciso dar um basta nesta intolerância. Eu tenho orgulho de ser nordestino, maranhense e ludovicense! #MenosIntolerânciaMaisRespeito”, publicou o prefeito em suas redes sociais.

Edivaldo ganhou o apoio dos internautas, que também rechaçaram os ataques. “Orgulho de ser maranhense, ludovicense. Orgulho da minha cidade, São Luís do Maranhão. Também orgulho do seu posicionamento, prefeito Edivaldo Holanda! Avante!”, publicou uma internauta. “Concordo plenamente. Somos seres humanos que trabalham duro pra ter uma vida digna. Devemos ser respeitados por todos! Tenho orgulho de ser nordestina, maranhense e ludovicense”, comentou outro seguidor.

Sobre o caso

No vídeo que viralizou nas redes sociais, um grupo de homens aparece atacando os moradores do Nordeste e do Norte. “Agora é faca na caveira. A gente não vai mais suportar esse pessoal do Acre, esse pessoal de Roraima, esse pessoal do Norte”, disse um deles. “Essa galera do Nordeste tem que parar de gastar o dinheiro que o Sudeste produz!”, fala outro, aos risos. “Exatamente! A gente está cansado de produzir e essa mula, não sei o quê, não tem água”, complementa.

Os comentários preconceituosos causaram revolta nas redes sociais. Em cerca de 24 horas, o vídeo já contabilizava 500 mil visualizações e mais de 20 mil compartilhamentos.

3 comentários »

Times nordestinos entre a degola e o acesso

2comentários

Faltando poucas rodadas para o término do Campeonato Brasileiro, vamos dar uma geral sobre a participação dos clubes nordestinos no Campeonato Brasileiro. Quem sobe e quem desce. Com destaque para o Sampaio que garantiu o retorno à Série B em 2018.

Na Série A, Vitória-BA e Sport-PE lutam, desesperadamente contra o rebaixamento e terão que vencer pelo menos três jogos. O Sport tem uma sequência bastante complicada, pois enfrentar Palmeiras (F), Bahia (C), Fluminense (F) e Corinthians (C). O Vitória terá pela frente Chapecoense (F), Cruzeiro (C), Ponte Preta (F) e Flamengo (C).

Quem está bem é o Bahia com 46 pontos e na 9ª colocação tem vaga neste momento na Sulamericana, mas briga por vaga na pré-Libertadores.

Na Série B, o Ceará, com 60 pontos ocupa a 3ª colocação e garantirá o acesso amanhã se vencer o Paysandu-PA e o Internacional-RS vencer o Oeste-SP. Por outro lado, Santa Cruz-PE, Náutico-PE e ABC-RN já foram rebaixados para a Série C.  A situação para os nordestinos só não foi pior porque três equipe da região ascenderam da Série C.

Na Série C, CSA-AL conquistou o acesso à Série B e o título da Terceirona. Também subiram Fortaleza-CE e Sampaio-MA. Foram rebaixados para a Série D, o Moto-MA e ASA-AL. Caíram duas, mas subiram duas da Série D.

Na Série D, outras duas equipes nordestinas que foram muito bem e garantiram acesso à Série C foram: Globo-RN que foi vice-campeão e Juazeirense-BA.

Foto: Lucas Almeida

2 comentários »

Choro nordestino

0comentário

A Região Nordeste não teve uma boa temporada no futebol. Os torcedores nordestinos tem mais motivos para chorar nas Séries A, B, C e D do Campeonato Brasileiro do que sorrir, como mostra o levantamento do Portal Futebol Interior. Começamos pela elite, pelo Brasileirão. São cinco clubes (Palmeiras, Atlético-MG, Internacional, São Paulo e Flamengo) na briga pelo título e nenhum nordestino. O melhor classificado é o Vitória na modesta nona colocação, com 44 pontos.

Por outro lado, a região se afunda na zona de rebaixamento. A dupla de Pernambuco é quem passa vexame. Sport e Náutico estão na zona da degola e correm sérios riscos de rebaixamento. Enquanto o Leão está na penúltima colocação, com 29 pontos, o Timbu soma 32, na 17ª posição.

E a Série B?

Na Série B, a situação não é muito diferente e é até pior. Todos os últimos cinco clubes são da Região Nordeste. O Campinense, da Paraiba, virtualmente rebaixado, é o lanterna, com apenas 30 pontos. Mas ABC (31), do Rio Grande do Norte, e Fortaleza (32), do Ceará, também estão em situações complicadas.

Seguem nesta lista o América-RN, que voltou a degola após a derrota para o Bragantino, por 2 a 1, e o Bahia, que apesar de ter saído da zona de rebaixamento, segue com grandes chances de voltar a Série C.

Mas nem tudo é tristeza para os nordestinos da Série B. O Ceará faz sucesso de causar inveja. Na Série B desde 1994, o Vovô, enfim, pode voltar a elite e amenizar os tropeços desta região. O Ceará soma 59 pontos e além doa cesso, vai brigar pelo título.

Na Série C

Por fim, na Série C também não há muito o que festejar. Em uma competição de tiro curto, Sampaio Correa, do Maranhão, e Confiança, de Sergipe, não souberam se planejar e foram rebaixados à Série D.

Mas Icasa, do Ceará, e ASA, de Alagoas, fizeram a festa dos nordestinos. Eles lutaram bravamente e conquistaram o acesso, assim como o América-MG, que foi o campeão, e Guaratinguetá.

Série D

A grande decepção foi o Santa Cruz-PE que saiu logo na 1ª fase da competição. O mesmo caminho seguiu o Moto Club-MA, CSA-AL, Treze-PB, Ferroviário-CE e Flamengo-PI. Sergipe-SE e Central-CE acabaram caíndo depois e quem acabou honrando o Nordeste foi o Alecrim-RN que garantiu o acesso à Série C.

Agência Futebol Interior e Blog de Zeca Soares

sem comentário »