Fantástico mostra esquemão no futebol da Paraíba

9comentários

O campeonato paraibano de futebol deste ano, que terminou no domingo (8) e que teve o Botafogo como campeão está sob suspeita.

A polícia investiga um grande esquema de manipulação de resultados em diversas partidas da série A.

Dirigentes de clubes são suspeitos de pagar propina para árbitros e bandeirinhas, para garantir a vitória nos jogos.

Segundo a polícia, até o presidente da Comissão de Arbitragem do estado estava envolvido na fraude revelada pela Operação Cartola.

A reportagem mostra que vários jogos suspeitos envolve o Botafogo, aquela mesma equipe que esteve aqui no ano passado e venceu o Sampaio que facilitou a vida dos paraibanos, na última rodada da Série C, rebaixando o Moto para a Série D.

Veja na reportagem do Fantástico.

9 comentários »

Vejam o exemplo de respeito ao torcedor….

10comentários

Meus amigo, olhem que exemplo para os dirigentes da Federação Maranhense de Futebol (FMF)….

Vejam o que é de fato respeitar a voz do torcedor….

A pedidos de Campinense e Botafogo-PB, a Federação Paraibana de Futebol (FPF) fez novas mudanças nos jogos da final do Campeonato Paraibano. A entidade informou na manhã desta terça-feira a modificação nas datas e horários dos jogos. O jogo de ida, no Amigão, em Campina Grande, permaneceu na quinta-feira, mas passou das 19h para as 20h30. E a volta, no Almeidão, em João Pessoa, que seria às 21h da segunda-feira, foi antecipado para as 19h do domingo. A solicitação dos clubes foi motivada pela insatisfação dos torcedores.

Inicialmente, os jogos estavam marcados para as 20h30 da quarta-feira e para as 16h do domingo. Mas aí, a pedido da empresa detentora dos direitos de transmissão dos jogos do Campeonato Paraibano, as partidas passaram para as 19h da quinta-feira e para as 21h da segunda-feira. Essa primeira alteração foi feita nessa segunda-feira, durante reunião entre os clubes, a FPF, a Comissão Permantente de Combate e Prevenção a Violência nos Estádios da Paraíba e a Polícia Militar, na manhã dessa segunda-feira, na sede do Ministério Público do estado, em João Pessoa.

No entanto, a decisão não foi bem vista pelos torcedores de Campinense e Botafogo-PB. Com a insatisfação manifestada nas redes sociais, as diretorias dos dois clubes decidiram viabilizar junto à Federação uma adequação que fosse satisfatória para suas torcidas. Vale ressaltar que a mudança do horário do jogo na quinta-feira inviabiliza que a partida seja televisionada.

A informação que foi confirmada pela FPF na manhã desta terça-feira já havia sido divulgada pelas diretorias de Campinense e Botafogo-PB ainda na noite dessa segunda-feira. Segundo o diretor jurídico da Federação, Marcos Souto Maior Filho, a entidade acatou as solicitações para beneficiar o futebol paraibano.

“Nós estamos atendendo os pedidos dos clubes. A FPF está pronta para a realização dos jogos em qualquer dia e horário desde que o Estatuto do Torcedor seja respeitado’, afirmou Marcos Souto.

… Vocês viram? Para atender aos torcedores, a Federação da Paraíba vai contra a TV….

Aprendam dirigentes da FMF como se faz futebol ou peçam para sair, assim vocês não atrapalharão nunca mais….

Leia mais

10 comentários »

Maranhão permanece com 18 deputados federais

1comentário

tabela-deputados

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu nesta terça-feira (9), por cinco votos a dois, alterar a quantidade de deputados federais de 13 estados para as eleições de 2014.

O novo cálculo foi feito com base dos dados do Censo de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Atualmente, a divisão das 513 cadeiras da Câmara tem por base a população dos estados em 1998.

Se algum estado considerar inconstitucional a nova divisão, pode recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Pelos dados apresentados pelo TSE, os estados de Alagoas, Espírito Santo, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul perderão uma cadeira. Paraíba e Piauí perderão dois deputados.

Ganharão mais uma cadeira Amazonas e Santa Catarina. Ceará e Minas Gerais passarão a ter mais dois deputados. O Pará foi o maior beneficiado – passará de 17 cadeiras para 21. O estado de São Paulo continuará com 70 cadeiras.

O Maranhão permanecerá com os mesmos 18 deputados federais.

Leia mais

1 comentário »

Na Paraíba, Treze perde o título no Tapetão

0comentário

Há nove dias, o Treze conquistou o título estadual na Paraíba ao passar pelo Campinense na decisão. Antes, porém, a semifinal contra o Botafogo havia sido marcada por pancadaria, expulsões e interrupção da partida por insuficiência de jogadores. Na noite desta terça-feira, a polêmica foi julgada no Tribunal de Justiça Desportiva da Paraíba (TJD-PB), o Galo perdeu a causa e, assim, os pontos somados no duelo. Assim, não há mais um campeão local, oficialmente. A diretoria do Treze já promete recorrer no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

Além de, por ora, ter de esperar o resultado da final do segundo turno entre Botafogo e Campinense, em data a ser agendada pela Federação local, para enfrentar um dos dois na final, o clube foi multado em R$ 20 mil. A alegação da promotoria tem base na falta de provas do departamento jurídico do Treze em relação às lesões de Ferreira e Doda, absolvidos, que caíram no gramado quando o time tinha apenas jogadores sete em ação.

O técnico Maurício Cabedelo, que agrediu o árbitro e chegou a ser levado para a delegacia, levou um gancho de 180 dias; Vavá, oito partidas; e Cléo e Carlos, cinco cada. Pelo lado alvinegro, Genivaldo, Henrique e David pegaram pena de seis jogos. O preparador de goleiros Luciano dos Santos pegou pena de dois jogos, mesma pena aplicada ao conselheiro Breno Morais. O árbitro da partida foi absolvido.

Clique e relembre o relato do tumulto ocorrido no dia 8 de maio, entre Treze e Botafogo

Esse atraso do campeonato pode impedir que a Paraíba tenha um representante na Série D do Brasileiro, já que o prazo para inscrições acaba nesta semana.

– Se vai ter continuidade um time da Paraíba na Série D ou não, não tenho como dizer. Agora, é estranho para a gente, fica chato, mas fazer o quê? É a lei, e temos de apurar as infrações – disse o procurador Tiago Sobral.

Houve até comemoração de torcedores do Botafogo em frente da sede do tribunal.

SporTV.com

sem comentário »

Treze fatura o bi na Paraíba

0comentário

O Estádio Amigão recebeu neste domingo mais um importante capítulo do Clássico dos Maiorais: a final do returno do Campeonato Paraibano de 2011. Depois do empate por 1 a 1 no jogo de ida, o Treze, que faturou o primeiro turno, enfrentou o rival Campinense novamente. Com o mesmo resultado do primeiro confronto,  o Alvinegro conquistou também o returno e, de forma direta, sagrou-se bicampeão estadual. Foi o 16º caneco do Treze na Paraíba.

Vale ressaltar que o Botafogo-PB, que sentiu-se prejudicado na semifinal do segundo turno, ainda promete lutar no tribunal para reconquistar a sua vaga na decisão e modificar a história da competição.

O primeiro tempo foi de intenso equilíbrio, com um ligeiro equilíbrio para o Campinense, que teve as melhores chances. O Rubro-Negro chegou a pedir pênalti em um lance que Samir caiu na área, mas o juiz mandou a jogada seguir.  A melhor chance do Treze surgiu dos pés de Cléo, que obrigou o goleiro Pantera a realizar excelente defesa.

No finzinho da etapa inicial, aos 44 minutos, Renato Santiago aproveitou rebote do goleiro Marcelo Galvão – após cruzamento de Felipe – e abriu o placar para Campinense, que tinha minoria da torcida na arquibancada.

Apesar da vantagem no marcador, o Campinense seguiu mais audacioso e criou boas jogadas, principalmente na habilidade de Marcelinho. O Treze, quando ameaçava com o artilheiro Cléo, era parado pela boa atuação de Pantera.

Quando o título do returno parecia nas mãos do Campinense, Laércio, que entrara no segundo tempo, mudou a história da partida. Aos 40 minutos, ele invadiu a área e carimbou a rede adversária, fazendo o gol do título do segundo turno e, consequentemente, do estadual para o Treze.

Globoesporte.com

sem comentário »

Eu já vi este filme…

4comentários

A crise bate em todas as portas, e desta vez, é o Campinense que está sofrendo com ela. Afundado em dividas trabalhistas, o clube teve que cumprir uma decisão judicial que mandou apreender todos os bens da Raposa. Ele terá que enfrentar, no segundo semestre, o Campeonato Brasileiro da Série C, mesmo com todos os problemas.
 
Esta penhora serve para todo o tipo de bem que o clube tiver, por isso, já foram levados camas, sofás, colchões, cadeiras, mesas e até o material esportivo dos atletas, como bolas, chuteiras e padrões de jogo e de treinos. No total, o Campinense deve, aproximadamente, R$ 1,5 milhões.

Os diretores nada puderam fazer, e por isso, viram toda a sede do clube ser esvaziada. Como os móveis do alojamento também entraram na dança, estão a procura de um hotel para que os atletas que moram na sede do clube passem a noite.

Em 94 anos de existência, dos quais 56 anos apenas dedicados à prática do futebol profissional, o clube cartola já coleciona 18 títulos estaduais, um Vice-Campeonato Brasileiro da Série B (Década de 70), Torneios Regionais. É o clube paraibano pioneiro nas disputas de Competições Nacionais, primeiro clube estadual a conquistar acesso no 3º milênio. para uma Divisão Especial do Futebol Brasileiro. 

Agência Futebol interior

4 comentários »