Moto recebe primeiros reforços

15comentários
Pierre

Volante gaúcho Pierre que foi capitão em 2014 está de volta ao Moto Club para a Série D

Os primeiros reforços contratados pelo Moto para o Campeonato Brasileiro Série D desembarcaram nesta quarta-feira, em São Luís.

O goleiro Márcio Arantes e o zagueiro Fred que foram campeões da Série A3 do Paulistão pelo Sertãozinho, além do lateral-esquerdo Jeferson Sandes , do Cruzeiro-RS iniciam os treinamentos nesta quinta-feira (2).

O volante Pierre e o atacante Lilico Maranhão que estava no Monte Azul-SP, ainda não tem data confirmada para se apresentar.

Dos novos, o mais esperado é o volante Pierre, principal contratação até aqui e que teve duas excelentes passagens pelo Moto e estava no URT-MG, onde sagrou-se campeão do interior.

A diretoria espera nesta quinta-feira (2), o retorno do volante Felipe Dias que foi campeão maranhense e renovou contrato para a Série D.

O técnico Ruy Scarpino espera contar com todos os novatos até o fim de semana para que a diretoria possa ter condição de regularizar os atletas para a estreia.

A estreia do Moto na competição será contra o Santos-AP, em Macapá, no dia 12 de junho.

Foto: Welliandrei Campelo

15 comentários »

Vaidade no Moto

18comentários

escudomotoJá disse aqui e vou repetir a vaidade de “dirigentes” ainda vai custar caro ao Moto Club. O episódio envolvendo o volante Pierre é uma prova disso. O time disputa o Campeonato Brasileiro Série D e deveria estar focado apenas no acesso, mas algumas pessoas preferem o “eu” do que o próprio clube.

Foi necessário uma reunião geral para decidir se o jogador retornaria ou não por conta de um “desentendimento” com um dirigente. Mas após reunião, a maioria esmagadora dos dirigentes e conselheiros decidiu pela volta do jogador. Pierre até pode não ser a única solução para os problemas dentro de campo do Moto, mas por se tratar de um ser humano merece a oportunidade de corrigir o que os “dirigentes” entendem como “erro grave”. Quem não erra neste mundo?

Mas a decisão da volta de Pierre foi o suficiente para outro dirigente anunciar a sua saída numa demonstração de que o clube não está em primeiro lugar. Como não contribuo para elevar o grau de vaidade desses dirigentes nem vou citar os nomes.

O fato é que, a vaidade de muitos impera no Moto. Só para vocês terem a ideia, certo dia recebi uma ligação de um dirigente reclamando de uma matéria que havia escrito e que não citava o seu nome. Talvez esse dirigente tivesse acostumado com uma prática que não é a minha.

Na verdade, no futebol muitos se apegam a determinadas coisas para pular fora diante das dificuldades. E no Moto não é diferente. As dificuldades são enormes e poucos ajudam. A folha salarial, por exemplo foi paga com recursos do sócio torcedor, arrecadação dos jogos e com a ajuda de dois conselheiros.

Que fique o exemplo ao torcedor rubro-negro, o sócio torcedor já começa a contrinuir decisivamente com o pagamento da folha. Quem sabe se o Moto tivesse maior número de sócios não dependeria mais de ninguém, apenas do seu torcedor que não tem nenhuma vaidade e tudo que faz é por amor ao clube.

18 comentários »

Teimosia e burrice

34comentários

pierreA teimosia e a burrice da diretoria do Moto pode custar caro para o time no Campeonato Brasileiro Série D.

Ontem, durante o desastroso empate com o Interporto ficou evidente que o Moto tem problema grave na marcação. Com os jogadores que o Moto possui, desde o Campeonato Maranhense ficou evidente a importância de um volante com a qualidade de Pierre.

Mas, desde o término do Maranhense, por questões de vaidade, dirigentes do Moto teimam em não querer o jogador que caiu como uma luva no clube. Tudo porque Pierre teria reclamado o pagamento de premiação, tudo muito normal no futebol.

Dirigentes do Moto, dominados pela vaidade se sentiram ofendidos pela tal cobrança de Pierre. Tudo frescura de quem não tem dinheiro para bancar um time melhor e mais caro e traz qualquer um jogador para cá.

O que diriam os dirigentes do Moto se os jogadores entrassem em campo com uma faixa cobrando salários atrasados como fizeram ontem os jogadores do Botafogo?

O torcedor do Moto precisa ficar atento e cobrar a diretoria para que deixe as “frescuras” de lado e que tragam o jogador que o time precisa de volta. Pode até ser que o Moto não chegue a lugar nenhum com Pierre, mas indiscutivelmente ele é o jogador que o Mto precisa e que o treinador que no time, mas os dirigentes não querem.

Para finalizar vale lembrar que Pierre está pronto para voltar na hora que o Moto quiser.

34 comentários »

O que houve com Pierre?

30comentários

pierreDe repente o Moto parece ter entrado numa onda de que bom jogador se acha fácil ao ponto de não manifestar tanto interesse na renovação do contrato do volante e capitão Pierre.

O jogador não estaria, inicialmente nos planos para o Campeonato Brasileiro Série D. Mas o que houve?

Será que o Pierre deixou de ser um bom jogador porque perdeu um pênalti numa decisão e porque foi expulso em outro jogo com o Sampaio? Teria sido este os motivos?

Soube também que Pierre, como capitão do Moto teria feito reinvindicações de bicho para a diretoria e em função disso teria até discutido com dirigentes.

Ora, como capitão o jogador fez o seu papel. E o grupo cumpriu e bem a missão de recolocar os clubes nas competições nacionais.

Agora, sem nenhuma explicação, o melhor jogador dos muitos que vieram de fora não estaria mais nos planos do Moto. Das importações feitas, apenas duas deram certo: Pierre e Ruan, este ainda assim com altos e baixos.

Não pensem que o Moto tem time para garantir acesso à Série C. Tem sim bons jogadores, mas não tem um bom elenco e não é hora de perder ninguém.

Que a diretoria repense a sua decisão. Um bom jogador não se acha fácil. Um bom jogador e barato é mais difícil ainda de se encontrar.

Foto: Paulo de Tarso Jr.

30 comentários »