Entrou no jogo

0comentário

Se a ex-governadora Roseana Sarney será, ou não, candidata a prefeita de São Luís – como defendem lideranças do MDB desde o mês passado – essa é uma decisão que caberá a ela no fim das contas.

Mas, candidata ou não, um fato é notório: o simples surgimento do nome da emedebista entre os “prefeituráveis” já colocou o seu partido num outro patamar.

Totalmente fora do debate político-eleitoral da capital até meados do mês de novembro, o MDB voltou à cena a partir do momento em que o deputado estadual Roberto Costa decidiu anunciar, em discurso na Assembleia Legislativa, que o “plano A” da legenda seria Roseana.

Desde então, não se debate mais a sucessão em São Luís sem se levar em conta o nome da ex-governadora. Ou seja: o MDB está no centro da mesa de discussões. E com cacife alto.

E sabendo-se em que condições Roseana decidiu encarar uma dura disputa pelo Governo do Estado em 2018, não seria surpresa se, ainda que reticente no atual momento, ela topasse encarar mais uma candidatura em sua carreira política.

Nem, nem… 

A primeira declaração da ex-governadora Roseana Sarney, na manhã de ontem, sobre uma possível candidatura, foi reticente.

Durante evento do partido na Assembleia Legislativa, ela apenas deixou no ar a possibilidade, mas sem muita convicção. – Não descarto. Não aprovo, nem desaprovo. Vamos ver – , disse, apenas, antes da entrega de medalha o presidente nacional do MDB, deputado federal Baleia Rossi.

Outro tom

Já ao discursar para militância, num encontro de líderes do MDB, minutos depois, foi um pouco mais incisiva.

Empolgada, admitiu: – Vou pensar no que vocês estão me propondo, porque eu sou uma mulher que não fujo à luta, eu sou uma mulher que encaro, e se for essa a minha missão, eu vou cumprir com minha missão.

Logo em seguida, porém, um novo recuo: “Não estou afirmando nada, é uma discussão que nós vamos ter ao longo ainda desse ano.”

Estado Maior

sem comentário »

Roseana não confirma pré-candidatura e elogia Adriano

1comentário

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) não confirmou uma eventual pré-candidatura a prefeita de São Luís como muitos vinham especulando.

Roseana participou nesta segunda-feira (2) de homenagem, na Assembleia Legislativa do Maranhão ao presidente nacional do MDB, o deputado federal Baleia Rossi que foi condecorado com a medalha do Mérito Manuel Beckman.

“Estou aqui hoje para homenagear o presidente do meu partido, o MDB. É uma homenagem justa ao Baleia Rossi. Hoje estamos tratando apenas dessa homenagem, depois é que vamos reunir para tratar sobre eleições. Não descarto. Não aprovo, nem desaprovo. Vamos ver”, disse.

Além de desconversar sobre uma eventual pré-candidatura, Roseana destacou que o deputado Adriano Sarneu que é seu sobrinho está preparado para ser prefeito de São Luís. ele já confirmou que é pré-candidato.

“O PV tem um sobrinho meu que é uma pessoa super preparada, é um deputado estadual, que eu acho que ele tem todas as condições também de ser prefeito de São Luís, então essa é uma questão que depois a gente vai conversar”, afirmou.

Foto: Divulgação

1 comentário »

Eliziane discute aliança com PMDB

0comentário

ElizianeGama

Eliziane Gama esteve reunida com Lobão Filho, João Alberto, João Marcelo e Fábio Câmara

00A deputada federal e pré-candidata a prefeita de São Luís, Eliziane Gama (PPS) participou nesta terça-feira (26) de uma reunião com a cúpula do PMDB para discutir uma possível aliança para as eleições.

Participaram da reunião os senadores Lobão Filho e João Alberto, o deputado federal João Marcelo e o vereador Fábio Câmara.

Eliziane Gama considerou a reunião positiva e se mostrou otimista em relação a uma possível aliança com os peemedebistas.  Antes de qualquer definição, a pré-candidata discutirá o assunto com os partidos que já estão lhe apoiando.

“Foi uma boa conversa, mas só poso comentar sobre o assunto após conversar com os meus aliados e partidos que já estão nos apoiando. O PMDB é o partido do presidente Michel Temer, partido que nós somos aliado em nível nacional, o PPS faz parte da base do PMDB, inclusive com um ministro. Então, independentemente de aliança ou não, em uma eleição do PPS essa participação e essa parceria com o governo federal, com o PMDB, vai existir pelo bem da cidade”, afirmou.

Se vingar a aliança, o PMDB desistirá da candidatura de Fábio Câmara e o partido pode indicar o vice na chapa encabeçada por Eliziane Gama. O problema é que o vice já foi negociado com o PSDB.

O vereador Fábio Câmara que é pré-candidato do PMDB teria deixado a reunião bastante chateado.

sem comentário »