Milhares protestam contra cortes de verbas na educação

1comentário

Milhares de estudantes e professores se reuniram nesta quarta-feira (15) em um protesto contra o contigenciamento de recursos para instituções de ensino federais anunciado pelo Ministério da Educação. O ato iniciou por volta das 15h na Praça Deodoro, na região central de São Luís.

Logo depois, os manifestantes caminharam pela Praça Maria Aragão e chegaram na Praça dos Catraieiros, onde se concentraram até as 18h, quando a manifestação encerrou. Ao todo, os manifestantes contabilizaram cerca de 20 mil pessoas no protesto. Já a Polícia Militar contabilizou 5 mil pessoas.

Vários estudantes fizeram cartazes com frases a favor da educação e até mesmo contra a declaração do presidente Jair Bolsonaro, que chamou manifestantes de ‘idiotas úteis’ e ‘massa de manobra’.

Mais cedo, no início da manhã, manifestantes da Universidade Federal do Maranhão (Ufma) realizaram um protesto em frente a Cidade Universitária. Tanto a UFMA, quanto o Instituto Federal do Maranhão (IFMA) não tiveram aula nesta quarta (15). Além de São Luís, foram realizados atos nos municípios de Pinheiro, Balsas, Santa Inês e Imperatriz.

Fora os protestos realizados nesta quarta (15), no dia 6 de maio estudantes do IFMA fizeram uma mobilização estadual e protestaram em várias cidades do Maranhão contra o corte de 38% no orçamento previsto para 2019. O percentual representa aproximadamente R$ 28 milhões a menos no orçamento do Instituto Federal do Maranhão.

Foto: TV Mirante

Leia mais no G1 MA

1 comentário »

Sampaio é goleado e torcida protesta no Castelão

6comentários

O Sampaio levou outra goleada na Copa do Nordeste. Depois da derrota humilhante para o Ceará na estreia por 5 a 0, o Sampaio foi derrotado pelo CSA, por 3 a 0, em pleno Estádio Castelão, em São Luís.

Com o resultado, o Sampaio é o penúltimo colocado do grupo A com apenas 1 ponto. O CSA lidera o grupo B, com 5 pontos ganhos.

As coisas começaram a se complicar para o Sampaio logo a 7 minutos do primeiro tempo. Alertado por este blog durante a semana para a escalação que considerava precipitada de Paulo Sérgio, o zagueiro que não disputava uma partida há quase 5 anos sofreu mais uma lesão e teve que ser substituído.

O CSA foi absoluto na partida e abriu o placar aos 25 minutos do primeiro tempo. Didira lançou para Régis nas costas da defesa do Sampaio, o atacante azulino avançou e tocou de cobertura na saída de Rodrigo Santos.

No segundo tempo, o CSA ampliou o placar aos 5 minutos. Numa linda trama, a bola foi de pé em pé, Gerson cruza e Patrick Fabiano só empurra para o gol 2 a 0.

O segundo gol alagoano provocou protesto da torcida Tricolor contra o time e o presidente Sérgio Frota.

Completamente apático, o Sampaio não reagia e o CSA aproveitava para ampliar o placar. Aos 37 minutos, Régis chega à linha de fundo, cruza rasteiro, na pequena área e Patrick Fabiano faz 3 a 0.

O Sampaio volta a jogar na Copa do Nordeste contra o Moto, no domingo (17), às 17h, no Estádio Castelão. O CSA pega o Salgueiro, no domingo (17), às 19h30, no Estádio Rei Pelé.

Foto: Elias Auê/Sampaio

6 comentários »

Vila Funil protesta contra a violência

0comentário

A comunidade do bairro Vila Funil, situada no Km 3 da BR-135, na Zona Rural de São Luís, está realizando um protesto na manhã desta segunda-feira (20). Os manifestantes cobram das autoridades mais segurança na região.

Segundo os moradores, no domingo (19) cinco famílias tiveram que abandonar as suas casas porque facções criminosas expulsaram os moradores de suas residências.

Por conta do protesto, a rodovia foi interditada por uma hora e meia pelos manifestantes nos dois sentidos com pedaços de pau e fogo causando o congestionamento dos veículos. A Polícia Militar já está no local com o intuito de manter a ordem e a segurança durante a manifestação.

O trânsito foi liberado pelos manifestantes às 7h26 pela Polícia Militar. O Corpo de Bombeiros permanece no local apagando as chamas e tirando a sujeira da pista.

G1 entrou em contato com a assessoria do Governo do Estado e aguarda um posicionamento do órgão sobre o assunto.

Foto: Douglas Pinto

Leia no G1

sem comentário »

Caminhoneiros mantêm bloqueios em estradas no MA

0comentário

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registra neste sábado (26), o bloqueio em 18 de trechos de rodovias o Maranhão. Em Caxias foi formado mais um ponto de protesto.

Uma ordem judicial determina o fim da manifestação em todo o país.

No Maranhão, a PRF e o Exército devem agir a partir de hoje para garantir o cumprimento da ordem judicial e o fim do movimento dos caminhoneiros.

Apenas 25% da frota de ônibus está circulando neste sábado em São Luís.

Os 18 pontos são:

✔ São Luís – BR 135, km 5, Oleama

✔ São Luís – Km 2 do Acesso da BR 135 (posto Paizão)

✔ São Luís – Km 6 do acesso da BR 135, Vila Maranhão

✔ São Luís – BR 135, Km 16,2 do acesso (Avenida dos Portugueses), em frente a Liquigás

✔ Bacabeira – BR 135, km 46

✔ Caxias – BR 316, km 544 Em frente à Distribuidora de bebidas SKIN

✔ Caxias – BR 316, km 535 Em frente ao Posto de Combustível Mais

✔ Caxias – BR 316, km 550 Em frente ao Posto de Combustível Santa Rita

✔ Timon – BR 316, km 610 Em frente ao Posto de Combustível Cinco estrelas

✔ Imperatriz – BR 010, km 246 Em frente ao posto Vale do Sol

✔ Cidelândia – BR 010, km 299,5 Trecho Seco Próx a entrada de São Francisco do Brejão

✔ Em Governador Edson Lobão/MA, BR 010, km 225 – Localidade Ribeirãozinho

✔ Açailândia – BR 222, Km 663, Pequiá Próx. do posto Fiscal

✔ Estreito – BR 010, km 131

✔ Grajaú – BR 226, km 413

✔ Balsas – BR 230, km 396 Posto de Combustível Paizão em Balsas

✔ Balsas – BR 230, km 406 Próx à entrada da UniBalsas

✔ São Domingos do Azeitão – BR 230, km 216

Fonte: PRF

Foto: Diego Chaves/ O Estado

sem comentário »

Torcidas do Moto convocam protesto contra FMF

25comentários

As torcidas organizadas do Moto Club convocaram pelas redes sociais, um protesto contra a Federação Maranhense de Futebol (FMF).

As torcidas se uniram para protestar contra o horário e as datas da decisão do Campeonato Maranhense.

O diretor técnico da FMF, Hans Nina marcou a primeira partida entre Moto e Imperatriz somente para a quinta-feira, dia 5 de abril, às 21h45, no Estádio Castelão.

O horário é considerado ruim pelo torcedor devido à precariedade nos transportes coletivos e falta de segurança em São Luís, o que influenciará bastante para que o torcedor não compareça ao estádio.

Além disso, a segunda partida será no domingo (8), às 18h, no Estádio Frei Epifânio D’Abadia. Dessa forma, Moto e Imperatriz que jogam na quinta-feira (5) terão que viajar no máximo na sexta-feira (6) para Imperatriz.

A FMF diz na portaria que as datas e os horários foram definidos para atender à grade de programação das TVs que transmitem os jogos.

O protesto das torcidas do Moto será às 15h30, em frente à sede da FMF, no Palácio dos Esportes, na Rua do Alecrim – Centro.

Foto: Biaman Prado

25 comentários »

Agentes de Saúde protestam contra Dino

1comentário

E segue aumentando o número de profissionais, principalmente ligados ao setor da Saúde, que vão demonstrando publicamente a insatisfação com o Governo Flávio Dino em todo o Maranhão.

Se enfermeiras servidoras da gestão comunista paralisaram as atividades em Imperatriz, nesta quarta-feira (21), na capital maranhense foi a vez de agentes de saúde de vários municípios maranhenses realizarem protesto e paralisarem o centro de São Luís.

Os manifestantes chegaram em caravanas e se concentraram na Praça Maria Aragão, mas no fim da manhã decidiram seguir em caminhada até o Palácio dos Leões para cobrarem promessas feitas pelo governador Flávio Dino. As informações são do Blog de Jorge Aragão.

A principal cobrança é em razão do não cumprimento de uma promessa do Governo do Maranhão de ceder uma contrapartida de 10% com base no piso salarial nacional de R$ 1.014 mil. Por conta da promessa não cumprida, Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e Agentes de Combate a Endemias (ACE) de diversas cidades do Maranhão realizaram a manifestação, alguns deles utilizavam nariz de palhaço.

“Estamos aqui hoje para exigir ao governador que ele cumpra o que foi dito. Queremos a contrapartida, o acréscimo no nosso piso, que é de R$ 1.014,00. A Lei 10.583, de 24 de abril de 2017, que transfere recursos do Fundo Estadual de Saúde aos Fundos Municipais, já foi aprovada pela Assembleia Legislativa do Maranhão (ALEMA) e o Governo do Estado não executa, não tira do papel. Isso é um absurdo”, explicou Marleide Barnabé, Presidente da Federação Maranhense dos Agentes Comunitários de Saúde (FEMACS).

A manifestação deixou o trânsito caótico na região central de São Luís.

Foto: Paulo Soares/ O Estado

1 comentário »

Protesto acaba em conflito em São Luís

2comentários

Uma manifestação realizada na manhã desta segunda-feira (6) no bairro João Paulo, em São Luís resultou em um conflito entre policiais e manifestantes. Durante a manifestação líderes do movimento foram presos e o fotografo Paulo Soares, do jornal O Estado, foi agredido enquanto tentava registrar a ação dos policiais. Seis pessoas foram detidas.

O ato foi iniciado nas primeiras horas da manhã e bloqueou completamente a Avenida São Marçal, principal via bairro e que dá acesso ao centro da capital. Por conta do bloqueio, um grande engarrafamento se formou no local e muitos passageiros foram obrigados a descer os coletivos e seguir a pé até o seu destino.

Os moradores da Rua da Felicidade, conhecida como ‘Rua da Vala’ manifestavam contra as condições precárias da via. A reivindicação dos moradores é antiga e a Defensoria Pública do Estado (DPE-MA) entrou com um processo na Justiça obrigando que a Prefeitura de São Luís e a Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) realizem obras de drenagem e saneamento. De acordo com os manifestantes a obra deveria ter começado em fevereiro, mas até o momento nada foi feito.

Os manifestantes pretendiam encerrar o protesto às 9h da manhã, mas 20 minutos antes do fim do ato, começou um conflito entre policiais do Batalhão de Choque da Polícia Militar que chegaram para dispersar a multidão e desbloquear a pista. Um dos policiais quase foi atingido por um pneu que fazia o bloqueio da via e em seguida, ele jogou spray em alguns manifestantes. A Polícia Militar entrou em ação a deu voz de prisão aos líderes da manifestação. Durante a ação o fotografo do jornal O Estado, Paulo Soares, foi agredido por policiais enquanto tentava registrar a prisão dos manifestantes.

Seis pessoas que participavam do manifesto foram presas e levadas para a Delegacia do bairro João Paulo e em seguida, para a Delegacia de Roubos e Furtos do bairro Vila Palmeira, onde foram iniciados os procedimentos para a apuração do que aconteceu no conflito entre a PM e os manifestantes. “O choque já chegou e começou a jogar bomba, muita gente foi agredido e a gente após sair daqui vai fazer um boletim de ocorrência da agressão”, disse Germano de Sousa, um dos manifestantes.

Segundo os policiais, a corporação só foi responsável em retirar os manifestantes da via. “Nós fizemos o trabalho que deveria ter sido feito a desobstrução. Houve a resistência por parte de alguns e nós tivemos que fazer e demos voz de prisão e conduzimos ao distrito”, afirmou o Coronel Harlan, da Polícia Militar.

Por meio de nota, o jornal O Estado repudiou a forma violenta de como o policial militar agiu para impedir o registro das imagens da ação policial durante a manifestação e afirma que irá recorrer de medidas legais, em defesa da liberdade de imprensa e dos direitos à integridade do repórter no exercício da profissão.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP-MA) por meio da Polícia Militar informou que irá abrir procedimento para apurar a agressão. A nota afirma que o órgão não compactua ou mesmo legitima condutas ilegais ou que violem o respeito à dignidade humana.

A Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos de São Luís (Semosp) afirmou por meio de nota que faz a desobstrução de galerias, canais e bueiros de forma periódica no bairro do João Paulo e informou que há obras previstas para os serviços de drenagem no local.

Leia mais

2 comentários »

Moradores protestam após morte em gaiolão

0comentário

A população de Barra do Corda, a 462 km de São Luís, realizou um protestopacífico no fim da tarde deste sábado (14) para pedir justiça no caso do comerciante Francisco Edinei Lima Silva, de 40 anos, que morreu depois de passar quase 18 horas no gaiolão da delegacia de Barra do Corda. Homens, mulheres e crianças usando camisetas brancas pediram justiça durante o protesto.

A manifestação começou no bairro Altamira, situado no setor rodoviário, e seguiu as principais ruas do município de Barra do Corda até a praça central onde fica localizado a 15ª Delegacia Regional da cidade. As pessoas pediram punição para os envolvidos no caso.

Silva foi detido na tarde de domingo (8) depois de dirigir embriagado e se envolver em um acidente de trânsito. Os familiares da vítima alegam que houve negligência da polícia, pois o comerciante sofria de hipertensão, mas não teria recebido o atendimento adequado.

O acidente ocorreu por volta das 11h de domingo, na BR-226, que passa por Barra do Corda. O carro que Silva dirigia bateu de frente com uma motocicleta. O motociclista, identificado como Gustavo, foi socorrido e levado para o hospital de Presidente Dutra (MA).

O comerciante, por sua vez, foi encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Barra do Corda e liberado em seguida. Ele foi levado pelos policiais e deu entrada na jaula por volta das 14h de domingo. A família conta que o comerciante ficou dentro da jaula com mais dois presos, sem assistência médica, embora tenha se queixado de dores de cabeça e mal-estar.

Leia mais

sem comentário »

Teve protesto e polícia no CT do Moto

12comentários

Torcedores do Moto protestam no CT e clima fica tenso com a presença da polícia

Um dia após o vexame e a goleada para o São José, por 3 a 0, na rodada de abertura do segundo turno do Campeonato Maranhense, torcedores do Moto foram até o CT do Paranã e protestaram contra a campanha pífia nessa temporada.

O clima ficou tenso…. E não era para menos, afinal o torcedor não aguenta mais ver o time tão mal em campo, mesmo depois de duas trocas de treinadores e da contratação de vários jogadores.

O Moto foi eliminado na Copa do Brasil, Copa do Nordeste, desclassificado na primeira fase do turno e se as coisas não mudarem perderá a chance de brigar pelas vagas em competições nacionais e colocar nos cofres um boa grana no início da temporada 2018.

Algo precisa ser feito urgentemente no Moto ou do contrário já é possível até imaginar o que pode acontecer a partir de maio na Série C.

Com a intervenção da polícia, o time conseguiu treinar agora sob o comando do auxiliar Marcinho Guerreiro.

Foto: João Ricardo

12 comentários »

Albérico esclarece situação de concursados

0comentário

Prefeito de Barreirinhas Albérico Filho presta esclarecimento após protesto de concursados

O prefeito de Barreirinhas, Albérico Filho divulgou nota de esclarecimento após o protesto dos candidatos aprovados em concurso público realizado pelo prefeito anterior.

Segundo Albérico, as nomeações dos concursados foram suspensas pelo TCE-MA, mesmo assim ele se mantém disposto ao diálogo.

Veja a nota na íntegra:

Em razão do protesto dos candidatos aprovados no último concurso público realizado pela gestão anterior, O prefeito municipal de Barreirinhas, vem a público prestar os seguintes esclarecimentos:

1 – A nomeação, posse e exercício dos candidatos aprovados neste concurso está “suspensa” por decisão do Tribunal de Contas do Estado, até julgamento do mérito;

2 – Apesar desta decisão do TCE-MA, tenho comparecido a todas as reuniões das quais recebi convite para tratar deste assunto, inclusive com o Promotor de Justiça, juntamente com a dita comissão de concursados;

3 – Estamos em fase de licitação da empresa que fará o censo do servidor a fim de sabermos quanto somos, onde estamos, o que fazemos, e assim conhecermos o nosso déficit de servidores;

4 – Conhecida a necessidade de servidores, tomarei as medidas legais cabíveis no sentido de efetuar o preenchimento destas vagas, observando-se o limite dos gastos com pessoal, conforme disciplinado pela Lei de Responsabilidade Fiscal;

5 – A bem da verdade, e ao contrário do que os concursados estão dizendo por toda a cidade, apresentei, por escrito à Comissão convite para nos reunirmos por área em razão da peculiaridade de cada área, o que não foi aceito pelos concursados.

Por fim, esclareço que sempre estive e estou aberto ao diálogo responsável, e que jamais praticarei qualquer ato administrativo sem observância aos princípios da legalidade, moralidade, publicidade e eficiência.

Prefeito Albérico Filho

sem comentário »