Barreirinhas recebe prefeitos da Rota das Emoções

0comentário

Nesta quarta feira (11) aconteceu em Barreirinhas, o encontro de gestores para o desenvolvimento do plano de ação turística da Rota das Emoções.
A famosa “Rota das Emoções” que envolve 14 municípios é o trecho entre Jijoca de Jericoacoara no Ceará e o Parque dos Lençóis Maranhenses no Maranhão, passando pelo Delta do Rio Parnaíba com a maior parte no Piauí.

O Ministério do Turismo selecionou a rota da emoções entre vários outros destinos para nela, remediar os diversos problemas de infraestrutura, segurança pública, turismo, cultura, meio ambiente e investimentos públicos e privados no setor.

Após a rápida solenidade, as autoridades presentes debateram sobre as prioridades a serem tratadas nos 2 dias seguintes.

Estiveram presentes diretores e coordenadores do Ministério de Turismo do Brasil, o superintendente de turismo do Estado, o chefe de gabinete da Setur-MA, o Secretário-adjunto do turismo do Estado, secretários e prefeitos de cidades vizinhas e outros participantes da Rota das Emoções, assim como o prefeito Albérico Filho, secretários de Barreirinhas e demais empresários do ramo. O Sebrae criador da já famosa Rota das Emoções esteve presente através de representantes e encarregados de vários estados.

Fotos: Divulgação

sem comentário »

Barreirinhas na Rota das Emoções

0comentário

O presidente do MDB-MA, ex-senador João Alberto e o deputado federal João Marcelo receberam ontem (26), na sede do partido, a visita do prefeito de Barreirinhas, Albérico Filho (MDB).

“Barreirinhas vem se tornando um dos destinos mais procurados do mundo”, destacou Albérico, e forma, com mais 14 destinos, a Rota das Emoções. Um percurso de 900 quilômetros de estrada que inclui atrações turísticas de três Estados: Ceará, Maranhão e Piauí.

São três áreas de proteção ambiental, o Parque Nacional de Jericoacoara(CE), a Área de Proteção Ambiental do Delta do Parnaíba (PI) e o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses (MA), que entrou para o programa do Governo Federal de Concessão de uso e administração pela iniciativa privada.

Para o prefeito de Barreirinhas, o impacto da Concessão é benéfico para os municípios e também para o Estado. A intenção é trazer geração de emprego e renda para os municípios em que se estende o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses e também para o estado do Maranhão.

Para o deputado João Marcelo, vice-presidente da Comissão de Turismo na Câmara Federal, o desenvolvimento sustentável da cadeia produtiva do turismo, dos atrativos aos transportes, hospedagem, alimentação, serviços de apoio, comercialização, etc. tem importância econômica horizontal.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Especial: O Maranhão na ‘Rota das Emoções’

0comentário

De noite, da calmaria em um barco no Rio Preguiças, a única luz que se vê é a da Lua. De dia, é o céu azul que ilumina as águas. Mas ele fica vermelho quando tem revoada de guará no Delta do Parnaíba. E muda para laranja no pôr do sol atrás da Pedra Furada, no Parque Nacional de Jericoacoara.

Momentos únicos de comunhão com a natureza são a maior aposta da Rota das Emoções, roteiro turístico que passa por três estados limítrofes no Nordeste brasileiro: Maranhão, Piauí e Ceará. O chamariz são as promessas de sol, esportes de aventura (para quem quiser) e claro, as belezas naturais dos Lençóis, no Maranhão; do Delta do Parnaíba, no Piauí; e de Jericoacoara, no Ceará. Mas não é só.

A rota criada em 2005 por Sebrae, empresários e governos locais se expande. Inclui hoje ao menos 14 municípios, em uns 500 quilômetros de uma ponta à outra. O turista pode fazer o roteiro completo ou escolher partes do caminho — agências de turismo organizam os pacotes. Para aproveitar, a recomendação é reservar ao menos oito dias para a viagem. Algumas agências sugerem até 15 dias. O custo gira em torno de R$ 3 mil por pessoa, para oito dias, fora passagens de chegada a uma ponta e volta de outra. Não é uma viagem barata. Mas é acessível, com diferentes tipos de pacotes, hotéis e restaurantes pelo caminho. E vistas que só existem no Brasil.

Uma dica: embora não faltem atrativos na região o ano todo, a partir de junho geralmente as lagoas estão mais cheias, e o tempo, mais aberto, fora da temporada de chuvas.

Como os estados são vizinhos, os deslocamentos entre eles na Rota das Emoções costumam ser por terra, e esse é um charme do roteiro. Atravessar as fronteiras olhando pela janela do carro mergulha o turista na cultura local. Ajuda a se conectar melhor com a paisagem, ver o povo, provar os sabores, sentir as semelhanças de um lugar para outro — e as diferenças também. Haja emoção.

O Maranhão é o início da Rota das Emoções. Ou o fim, para quem começa no Ceará. Não há ordem definida. Mas muita gente prefere seguir da esquerda para a direita no alto do nosso mapa. Assim, o roteiro pode começar no Maranhão, cruzar o litoral piauiense, terminando no Ceará. Fica a gosto do turista…

O ponto de partida mais usual é Barreirinhas, nos Lençóis Maranhenses. Se houver tempo, na verdade vale começar a viagem desde São Luís, a capital. Um passeio pelo Centro Histórico para ver os azulejos que decoram as fachadas dos casarões e um almoço com peixe e arroz de cuxá — uma comida típica da região com folha de vinagreira, camarão seco, gengibre, farinha de mandioca seca e pimenta-de-cheiro — são imperdíveis.

Barreirinhas fica a cerca de quatro horas de carro de São Luís. É a base mais conhecida para entrada no Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses e seus 155 mil hectares de dunas de areia branca. A cidade não para de crescer e concentra várias opções de hotéis e pousadas. As cidades de Santo Amaro, Paulino Neves e Tutoia, mais rústicas e na mesma região dos Lençóis, também fazem parte da Rota das Emoções.

Os destaques são as lagoas, que aparecem como oásis nesse deserto brasileiro. As águas azuis cristalinas, alimentadas pelas chuvas e por lençóis freáticos, fazem a alegria dos turistas depois de uma longa caminhada de sobe e desce pelas dunas. Carros particulares não entram no parque. Apenas caminhonetes 4×4, as chamadas jardineiras, conseguem encarar o trajeto. Ainda assim, só em pontos determinados do parque, que é considerado unidade de conservação federal.

Em Barreirinhas, um dos passeios mais procurados é o circuito da Lagoa Azul, que inclui paradas em outras lagoas no caminho: Lagoa da Preguiça, Lagoa da Esmeralda, Lagoa Azul e a Lagoa do Peixe (passeio em média a R$ 80 por pessoa). Vale ficar para o pôr do sol. No fim da tarde, a luz e o vento fazem a areia parecer fumaça levantando da duna. Mas é miragem: o pé pisa no chão fresquinho.

Para quem busca algo mais rústico, a viagem continua para Atins, uma vila de ruas de areia fofa, sinal oscilante de wi-fi de dia e estrelas abundantes à noite. A vila faz parte do município de Barreirinhas e fica a umas três horas de lancha voadeira — com algumas paradas — pelas águas tranquilas do Rio Preguiças.

A ida a Atins já é um passeio. A vegetação é abundante nas margens do rio. No caminho há muitas árvores de buriti, bastante usadas no artesanato local e no revestimento de tetos e construções, pela força de suas fibras. Também se veem igarapés, mangue e animais como garças e maçaricos.

A primeira parada é no povoado de Vassouras, com suas dunas e água de coco na região de Pequenos Lençóis. Cuidado com os macacos, sempre atentos — e ágeis! — a algum turista desavisado que traz comida na bolsa.

Mais adiante está o vilarejo de pescadores de Mandacaru. O atrativo é o farol de onde se avistam dunas, a mata e a foz do Preguiças, num bonito encontro do rio com o mar. A subida de 160 degraus compensa. Há lojas de artesanato e, no cais, vendem-se peixes e a tradicional garrafada, feita com álcool e ervas.

Cuidado para não abusar, porque o barco ainda segue até o Caburé, um braço de dunas com uma praia extensa e passeios de quadriciclo (a diária do veículo sai a R$ 380). Aproveite para almoçar camarão na Cabana do Peixe, que pertence a uma gaúcha que se apaixonou por um maranhense — e nunca mais saiu do Maranhão.

O passeio completo de lancha até Atins custa cerca de R$ 100 por pessoa. A chegada já antecipa a simplicidade: não há cais ao atracar o barco. Há poucas casas, hotéis, quase nada de tecnologia. O melhor transporte é um 4×4 ou um quadriciclo mesmo.

Mas as obras são cada vez mais constantes na paisagem, e a oferta de restaurantes e hospedagem, muitos liderados por estrangeiros, só cresce. O sucesso, ironicamente, pode ameaçar o ar intocado que dá fama a Atins.

A vila tem outra entrada para o Parque Nacional dos Lençóis. De novo a vista se encanta com as lagoas azuis. São várias, cravejadas como diamantes na areia. E as dunas nunca são iguais: o vento move uns 20 metros de areia por ano. A paisagem de um ano não se repete no ano seguinte. Para o pôr do sol, uma dica é a Lagoa do Gavião. Com sorte, no fim da tarde ainda é possível ver o animal que dá nome ao lugar. Carcarás, ou gaviões-de-queimada, passam por ali.

Na volta do parque, quando a fome bater, vale uma parada no restaurante Canto de Atins, do Antônio. Os pratos de camarão e peixe grelhados, a R$ 80 cada, são os destaques.

Na volta para a vila de Atins, de barriga cheia, esqueça o sacolejo da caminhonete e olhe para cima. Pode ter chuva de estrelas.

Leia mais O Globo

sem comentário »

MA, PI e CE retomam Rota das Emoções

0comentário

GovernadoresO Maranhão sediou, nesta terça-feira (26), a concretização de um grande passo para o turismo brasileiro: a retomada da Rota das Emoções. Em cerimônia realizada no Palácio Henrique De La Roque, na manhã desta terça-feira, em São Luís, os governadores do Maranhão, Flávio Dino; do Ceará, Camilo Santana e do Piauí, Wellington Dias, assinaram o contrato de rateio para a reativação da Agência de Desenvolvimento Regional Sustentável (ADRS), que visa promover, capacitar e fortalecer o turismo sustentável da Rota das Emoções.

O governador Flávio Dino ressaltou que a reativação da agência representa a união dos Estados em prol das necessidades da população e do turismo. “Estamos aqui para abrir mão do particularismo e colocar em primeiro plano as necessidades da população. Hoje, os três Estados estão unidos em razão de um bem maior, que é a busca pelos caminhos do desenvolvimento, consolidando a Rota das Emoções”.

Para o governador do Piauí, Wellington Dias, só a união torna possível a reestruturação dos destinos. “Nós sabemos que não é uma tarefa fácil, mas com a união e consciência da necessidade de cada localidade, faremos a Rota das Emoções voltar a ser uma realidade”.

“Esse é um momento de colaboração. Aqui estamos olhando os destinos da Rota de forma integrada, independente do Estado. Estamos pensando em ações, que em parceria com o Ministério do Turismo e da Embratur, tornem possível a qualificação da mão de obra e a infraestrutura de nossos destinos”, destacou o governador do Ceará, Camilo Santana.

A comissão seja composta por um integrante do Sebrae de cada estado, um representante das secretarias estaduais de turismo do Maranhão, Ceará e Piauí, e um integrante que represente a esfera municipal. Cada um dos três estados ficará responsável pelo investimento de R$ 500 mil, totalizando R$ 1,5 milhão, para investimentos em promoção e o apoio à comercialização de produtos turísticos, qualificação da mão de obra do setor e o fortalecimento os municípios integrantes da rota.

Fotos: Karlos Geromy/ Secom

sem comentário »

Revitalização da Rota das Emoções

0comentário

barreirinhasO governador do Maranhão, Flávio Dino, e os governadores do Ceará, Camilo Sobreiro; e do Piauí, Wellington Dias, assinam, nesta terça-feira (26), em São Luís, o contrato de rateio para a reativação da Agência de Desenvolvimento Regional Sustentável (ADRS).

Criada para desenvolver o turismo da Rota das Emoções, a entidade é um consórcio público que compõe destinos dos três estados.

A assinatura do contrato, também contará com a presença do presidente da Embratur, Vinícius Lummertz. O evento será realizado no Palácio Henrique de La Rocque e inicia as ações para a retomada do desenvolvimento do roteiro que passa por 14 cidades da Rota das Emoções.

A Rota das Emoções envolve 14 municípios do Maranhão, Piauí e Ceará. No Maranhão, a rota integra os municípios de Barreirinhas, Paulino Neves, Araioses, Tutóia e Santo Amaro. No Piauí, envolve os municípios de Ilha Grande, Parnaíba, Luís Correia e Cajueiro da Prata e, no Ceará, Barroquinha, Camocim, Chaval, Cruz e Jijoca de Jericoacoara.

sem comentário »

Rota da Emoções

0comentário

GastãoVieiraeViniciusLages

O deputado federal e candidato ao Senado, Gastão Vieira, está em Barreirinhas onde recebe o ministro do Turismo, Vinícius Lages, que vem ao Maranhão para o 2º Salão da Rota das Emoções, promovido pelo Sebrae e prefeitura de Barreirinhas.

Como ex-ministro do Turismo, Gastão Vieira, destinou R$ 1 milhão para criar o Plano de Desenvolvimento do Turismo no roteiro que integra 14 municípios do Maranhão, Ceará e Piauí. “O nosso objetivo foi consolidar a Rota das Emoções como uma das principais opções de turismo no Nordeste, criando oportunidade de geração de emprego e renda para cerca de 330 mil habitantes desses municípios”, afirma Gastão Vieira.

A Rota das Emoções, que inclui entre as cidades Camocim (CE), Parnaíba (PI) e Barreirinhas (MA), existe desde 2005 e ganhou mais um incentivo importante com a homologação do aeroporto de Barreirinhas, portal de entrada dos Lençóis Maranhenses. “O aeroporto de Barreirinhas era uma reinvindicação antiga dos moradores da região e, principalmente, dos operadores de turismo. Porque não basta que o local tenha seus atrativos naturais, é necessário também que o visitante se sinta confortável. E com o terminal e com as ótimas condições técnicas da pista, o Maranhão tem agora uma cidade com grande expectativa de novos investimentos a médio e longo prazo”. O terminal, homologado em janeiro deste ano, recebeu investimento de R$ 3,9 milhões do Ministério do Turismo. A expectativa é que os novos investimentos aumentem em 30% o fluxo de turistas no parque, que hoje recebe 200 mil visitantes por ano.

Como ex-ministro do Turismo, Gastão Vieira, também destinou cerca de R$ 2,7 milhões para obras de infraestrutura turística, pavimentação e drenagem pluvial de ruas e avenidas, para a reforma e ampliação da Avenida Beira-Rio e sinalização turística em Barreirinhas.

De acordo com um levantamento feito pelo Sebrae, no primeiro semestre do ano passado, o Maranhão foi o estado que registrou a maior venda de pacotes para o roteiro que passa pelas cidades maranhenses de Barreirinhas, Araioses, Santo Amaro, Paulino Neves e Tutóia. No estado, a Rota das Emoções envolve hoje 132 empresas, voltadas para hospedagem, alimentação e agências de turismo. “Barreirinhas, como portal de entrada dos Lençóis Maranhenses, sempre esteve entre as minhas prioridades no Ministério do Turismo. O aeroporto e os investimentos feitos na infraestrutura do município, com certeza, são fundamentais para gerar desenvolvimento e renda a partir das atividades turísticas”, concluiu o candidato ao Senado Federal, Gastão Vieira. Depois de Barreirinhas, o candidato segue ainda nesta sexta-feira para Olinda Nova e Matinha, na Baixada Maranhense.

sem comentário »

Rota das Emoções

0comentário

barreirinhas

O ministro do Turismo, Gastão Vieira, participa nessa quinta-feira (20), com o presidente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Luiz Barreto, de uma visita técnica em São Luís (MA), para promover um circuito turístico conhecido como Rota das Emoções. Sobre o assunto, o ministro Gastão Vieira concederá entrevista coletiva às 15:30, no Hotel Luzeiros.

O circuito envolve paraísos naturais como o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses (MA), a Área de Proteção Ambiental do Delta do Parnaíba (PI) e o Parque Nacional de Jericoacoara (CE).

O Sebrae já financiou cerca de R$ 3 milhões em projetos para a geração de renda local. O Ministério do Turismo, em convênio com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), vai destinar R$ 1 milhão a um plano de marketing e de infraestrutura. Atualmente, a Rota das Emoções atende 454 empreendimentos de oito segmentos (hospedagem, alimentos e bebidas, guias de turismo, artesanato, transporte, esportivo, manifestações culturais, agências receptivas e operadoras) e pretende atingir a meta de 1.178 atendidos.

Iniciado em 2005, o programa de investimento entrou em uma nova fase, com projetos de qualificação, certificação e empreendedorismo até 2015. A meta é ampliar em 40% o número de novos empreendimentos atendidos e em 30% a oferta de produtos diferenciados oferecidos na carteira da Rota das Emoções. No Maranhão, fazem parte da Rota os municípios de Barreirinhas, Paulino Neves, Araioses, Tutóia e Santo Amaro.

 

sem comentário »