PCdoB anuncia pré-candidatura de Rubens Júnior

0comentário

Os presidentes dos comitês do PCdoB em São Luís, o vice-prefeito Júlio Pinheiro; e no Maranhão, Márcio Jerry, anunciaram, na noite desta terça-feira (11), o nome do deputado federal licenciado e secretário das Cidades e Desenvolvimento Urbano, Rubens Júnior, como pré-candidato à Prefeitura de São Luís.

Por meio das redes sociais, o PCdoB também anunciou que, na próxima quinta-feira (13), a direção municipal do partido em São Luís se reunirá para confirmar a pré-candidatura e anunciar os passos iniciais da pré-campanha.

“Me sinto muito honrado por saber que meu partido, onde caminho há muito tempo, reconhece que tenho os atributos necessários para fazer uma boa campanha e uma excelente gestão”, destacou o pré-candidato.

Há algum tempo o nome de Rubens já estava sendo especulado como a indicação do partido para a disputa eleitoral deste ano. O deputado federal também sempre foi apontado como preferência do governador Flávio Dino (PCdoB) dentre os nomes da base governista e que estão com a pré-candidatura na rua.

Projeto para São Luís

Em recente encontro com Flávio Dino, Rubens reafirmou que que seu propósito é “oferecer uma alternativa que represente os melhores valores dos governos Dino e Lula para a capital”.

O atual secretário das Cidades, mesmo jovem, tem construído uma história sólida e exitosa na política. Além de toda a experiência alcançada, sempre foi aliado de Flávio Dino, dando diversas demonstrações de sua fidelidade nos tempos difíceis. E alinhamento, sobretudo a projetos e programas, ativos muito importantes para o modelo de gestão liderado pelo governador.

“Tenho muito orgulho de ter sido aluno de Flávio Dino na UFMA e mais orgulho ainda de ser um esforçado aluno de Flávio na política. Iniciamos juntos na política, ele com 38 anos e eu com 22. Sempre estivemos do mesmo lado na política, compartilhando dos mesmos sonhos e ideais”, reafirmou Rubens Jr.

Em 2014, Rubens foi eleito deputado federal e ao longo dos quatro anos de mandato, teve uma atuação expressiva, ocupando espaços importantes da Câmara Federal, o que resultou em sua reeleição em 2018.

Em 2019, Rubens aceitou o convite de Flávio Dino e se licenciou da Câmara para ser secretario das Cidades e Desenvolvimento Urbano, o que tem lhe trazido boa experiência no poder executivo.

Com vocação de conciliador capaz de agregar a todos, Rubens já demonstra como será a sua forma de fazer política à frente da prefeitura de São Luís. “Quero debater a cidade, fazer uma ampla aliança política, conversando com a esquerda, com a direita, com o centro, com todo mundo. Nosso objetivo é canalizar as energias e forças políticas para as forças políticas fortalecer ainda mais o projeto de justiça social liderado pelo governador Flávio Dino e governar para quem mais precisa. Um governo honesto e que melhore a vida das pessoas”, afirmou o pré-candidato.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Um bom programa para o Centro Histórico

1comentário

O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria das Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid), divulgou o resultado do edital para reforma e concessão de imóveis do Estado, situados no Centro Histórico de São Luís. Intitulado como Adote um Casarão, a iniciativa faz parte do programa Nosso Centro, que contempla uma série de ações para a revitalização da região central da capital maranhense.

Conforme explica o secretário da Secid, Rubens Pereira Júnior, o edital de licitação foi lançado com o objetivo de identificar pessoas físicas ou jurídicas de direito privado, com ou sem fins lucrativos, interessadas em recuperar e obter concessão de uso não remunerado de casarões de propriedade do Governo do Estado. A concessão de uso gratuito dos casarões terá o prazo máximo de até 30 anos, a depender do imóvel, contados a partir da assinatura do Termo de Adesão ao Programa Adote um Casarão, não podendo ser prorrogado.

O programa disponibilizou 11 imóveis públicos, totalizando cerca de 4,5 mil metros quadrados de área útil no Centro Histórico de São Luís. Mais de 200 pessoas físicas e representantes de empresas e instituições interessadas visitaram os casarões entre julho e setembro de 2019.

Segundo o secretário, nesta primeira etapa do programa, foram selecionados nove empreendimentos a serem instalados na região, que, juntos, devem gerar mais de 500 empregos diretos. Entre as propostas vencedoras estão Organizações Não Governamentais, Centros de Ensino, Hubs Tecnológicos e de Inovação, Centros Culturais e Restaurantes. “Hoje os imóveis estão desocupados, ocupados irregularmente ou subocupados. Esta iniciativa vai contribuir para garantir o uso dos espaços vazios e a movimentação dessa importante região da capital”, complementou.

Foram apresentadas 79 propostas à Secid, e durante o processo de análise dos critérios técnicos de participação, 52 dessas foram consideradas aptas pela Comissão de Avaliação do Programa Adote um Casarão. Os imóveis públicos disponibilizados pela Secid estão situados no coração do Centro Histórico, na Ruas da Palma, do Ribeirão, da Estrela, além da Rua Portugal e Praça João Lisboa.

De acordo com Rubens Júnior, houve a avaliação criteriosa de todas as propostas, observando as diretrizes do Programa. “Por determinação do governador Flávio Dino, priorizamos a avaliação dos projetos, levando em consideração a importância do Centro Histórico para a dinâmica da cidade. Com isso, além da geração direta de empregos vamos estimular ainda mais circulação de visitantes e moradores na região, com um incremento de mais de 1,5 mil pessoas por dia, o que significa que haverá aumento da demanda por serviços, ampliando ainda mais a geração de renda para quem já tem atividade na região”, explicou.

A primeira etapa do programa Adote um Casarão garante investimentos de mais de R$ 12 milhões, dos quais R$ 3,6 milhões são fruto de contrapartida do Governo do Estado por meio de isenção fiscal.

Rubens Júnior destaca que com esta ação, o governo avança ainda mais no Programa Nosso Centro, que consiste na promoção de políticas públicas de estímulo à revitalização do Centro.“É mais um passo que o Governo dá para transformar e fomentar a diversidade de usos capazes de conferir sustentabilidade ao Centro Histórico de São Luís”, afirmou o secretário.

Novos Negócios

Conforme as diretrizes do Programa Nosso Centro, foram selecionados para a primeira etapa do Programa, seis empresas, duas ONGs e uma entidade:

Casa da Árvore – Coworking de Marcenaria
Instituto de Estudos Sociais e Terapias Integrativas – Instituição de Ensino
Porta e Janela Arquitetura – Escritório de Arquitetura e Urbanismo Popular
Mandingueiros do Amanhã – Centro Cultural e Educacional
Equatorial Maranhão
Mercado de Artes – Restaurante e Galeria
Kitaro Centro Histórico – Restaurante
SESI-MA – Centro Tecnológico e Cultural da Indústria
TVN – Polo Tecnológico e Call Center

Foto: Divulgação

1 comentário »

Rubens Júnior diz que vai espera Dino e Edivaldo

0comentário

O secretário de Cidades e deputado federal licenciado Rubens Júnior (PcdoB) decidiu intensificar a sua pré-campanha a prefeito de São Luís.

Desde a última sexta-feira, Rubens concede entrevistas a rádios e jonais, grava vários podcast e se manifesta em todas as redes sociais.

No Twitter, Rubens disse que não tem pressa quando à definição sobre o seu nome e que vai aguardar o tempo do governador Flávio Dino (PCdoB) e do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) que deve ser de março em diante.

“Não tenho ansiedade. Vou esperar o tempo do governador Flávio Dino e do prefeito Edivaldo Holanda Júnior e, até lá, estou aproveitando para começar a fazer o esboço do que será o nosso plano de governo”, disse.

“Pré-campanha não é apenas para debater pessoas, pré-campanha se debate ideias. É pra discutir os problemas apresentando as soluções. Diálogos por São Luís debaterá sobre 4 eixos: primeira infância; combata à pobreza; desenvolvimento urbano sustentável e inovação”, acrescentou.

Rubens Júnior se diz preparado para a disputa e a exemplo do que afirmou na semana passada o vereador Raimundo Penha (PDT) disse acreditar que essa eleição será marcada por debate qualificado.

“Ainda sobre 2020, afirmo que essa eleição será uma eleição qualificada, nunca nós tivemos tantos bons candidatos, mas eu vou mostrar à medida que São Luís me conhecer o quanto estou preparado pra esse momento, pra conduzir uma São Luís do futuro”. finalizou.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Rubens Júnior conversa com petista sobre aliança

0comentário

O secretário de Cidades (Secid) e pré-candidato à Prefeitura de São Luís, Rubens Júnior (PCdoB) esteve reunido com o vereador Honorato Fernandes (PT) e o presidente da MOB, Lawrence Melo. Eles discutiram sobre a possibilidade de formação de uma chapa com membros do PCdoB e PT.

Nas redes sociais, Rubens Júnior disse que está pronto para repetir em São Luís os bons resultados do governo Lula no país.

“Como tenho repetido em todas as conversas, sou o pré-candidato “dos vermelhos” e estou pronto para repetir em São Luís os bons resultados do governo Lula no país, e também os grandes avanços que o governador Flávio Dino tem garantido para o Maranhão. O PCdoB e o PT são aliados históricos e pertencemos ao mesmo campo. Seguiremos juntos!”, destacou Rubens Júnior.

O vereador Honorato disse que a reunião serviu para discutir o cenário nacional e local.

“Ao lado do companheiro Lawrence Melo, titular da (MOB) estive nesta quarta-feira (8), conversando com o também secretário Rubens Pereira Junior (Secid) e o deputado Rubens Pereira. Além de discutir política, tanto no cenário nacional quanto local, também foi conversado sobre projetos da nossa cidade”, afirmou.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Estratégias para ter Edivaldo

0comentário

O tempo para a sucessão em São Luís parece que começou a correr mais rápido. Quem pretende disputar as eleições municipais este ano – para cargos majoritários principalmente – está redefinindo (ou em alguns casos ainda definindo) – suas estratégias para viabilizar sua candidatura.

Um exemplo é o PCdoB, que busca a todo custo deixar competitivo o nome do secretário de Cidades do Maranhão, Rubens Júnior, na corrida pela cadeira do Palácio de La Ravàdiere. Em mais uma tentativa de alavancar o comunista, seu partido – por meio dos seus nomes mais expressivos – agora fazem elogios públicos ao prefeito Edivaldo Júnior (PDT) colocando a figura do gestor como o único nome que deve comandar o processo.

Até aí não há problemas aparentemente. No entanto, devido ao perfil e aos aliados partidários, o prefeito da capital não deve “cair” tão fácil nos galanteios comunistas.

No primeiro caso, o perfil de gestor de Edivaldo Júnior pouco ou quase nunca é confundido com o do político.

Mesmo em 2016, quando disputou a reeleição – o pedetista evitou falar (ou agir abertamente) – como candidato à reeleição. Sem o compromisso de permanecer na cadeira de prefeito, Edivaldo Júnior se movimenta menos ainda como político.

Um exemplo é sua postura logo no início de 2020, no qual preferiu traçar uma agenda de vistoria e anúncios de obras – principalmente no Centro da capital – a fazer fotos com aliados e contribuir com a campanha política.

Edivaldo Júnior busca, em seus quase oito anos de gestão, não se preocupar com as questões políticas – pelo menos em público durante suas ações como administrador. Para o PCdoB, que parece querer ligar Rubens Júnior e seu programa “eleitoreiro” no Centro Histórico de São Luís às obras do prefeito, há muito ainda o que se debater. Até mesmo porque há pedetistas que não aprovam. O que dificulta e muito o quadro ideal para os comunistas.

Ideia

A estratégia do PCdoB é conseguir, na verdade, costurar um compromisso com o prefeito Edivaldo Júnior para que ações na capital sejam ligadas a Rubens Júnior.

O problema é que o presidente do PDT, senador Weverton Rocha, caminha em sentido contrário para chegar a um acordo com o Democratas de Juscelino Filho.

A ideia é ter (ou apoiar) a candidatura do deputado estadual Neto Evangelista para o pleito de outubro deste ano.

Estado Maior

sem comentário »

Astro de Ogum e Rubens Júnior se reúnem

0comentário

Os críticos mais atentos observaram a reunião entre o vereador Astro de Ogum (PL) e o secretário de Cidades, Rubens Pereira Júnior (PCdoB).

Há quem diga que a aproximação é resultado da Operação Constelação feita pelo Ministério Público e a Polícia Civil em que Ogum acabou sendo preso por porte ilegal de arma de fogo.

Mas os observadores mais atentos garantem que Astro de Ogum não mais quis “confrontar” a força oficial.

Estado Maior

sem comentário »

Quem escolher agora?

0comentário

O PCdoB já iniciou no fim de semana, após publicação da pesquisa de intenção de votos para a Prefeitura de São Luís, realinhamento de seus planejamentos para o próximo ano.

Com uma candidatura publicamente já escolhida (a preferência por Rubens Júnior – secretário de Cidades do Estado), o partido comandado pelo deputado federal Márcio Jerry já fala na possibilidade de outro comunista na disputa.

O que Jerry não diz publicamente, mas nos bastidores é sabido, é que Duarte Júnior não é e nem deverá ser um possível candidato do PCdoB à Prefeitura de São Luís.

Com um perfil mais desprendido às obediências ao Palácio dos Leões, Duarte Júnior, apesar dos números favoráveis, é visto no PCdoB como um inimigo a ser combatido.

Mesma postura se dá em outras legendas governistas, principalmente o DEM, cujo candidato – Neto Evangelista – mantém, pela pequisa Escutec/O Estado, uma disputa acirrada com Duarte Júnior.

Resta saber como o PCdoB vai se posicionar. O presidente da legenda, deputado Márcio Jerry, garante que a legenda vai analisar com calma os nomes em questão para depois (com cautela) escolher o mais competitivo.

Reação

A pesquisa Escutec/ O Estado foi repercutida pelos pré-candidatos a prefeito de São Luís. O deputado Eduardo Braide (sempartido) agradeceu a confiança dos eleitores da capital.

Outros nomes como Duarte Júnior (PCdoB) e Neto Evangelista (DEM) falaram em reconhecimento do trabalho desenvolvido por eles na Assembleia Legislativa.

Outros nomes já postos como prováveis candidatos, como Wellington do Curso, acreditam que ainda há tempo para trabalhar junto à sociedade uma candidatura para 2020.

Fracasso

Mas, nenhuma posição chamou mais atenção do que a do secretário de Cidades, Rubens Júnior (PCdoB).

Nas redes sociais, Rubens Júnior chegou a negar que tenha dito que é candidato à Prefeitura de São Luís. Mas, na prática, ele mesmo admitiu que quando do lançamento do programa Nosso Centro, o comunista se posicionou como o novo nome na disputa de 2020.

O PCdoB falou abertamente do programa para viabilizar Rubens. Mas, pelos dados da pesquisa, o secretário não deve ir longe se insistir na candidatura.

Estado Maior

sem comentário »

Duarte Jr. é o primeiro no grupo de Flávio Dino

1comentário

A pesquisa Escutec/O Estado divulgada neste sábado (19) releva que o deputado estadual Duarte Júnior (PCdoB) é o melhor entre os nomes do grupo do governador Flávio Dino numa disputa bastante embolada.

Duarte Júnior (PCdoB) e Neto Evangelista (DEM) aparecem empatados na pesquisa espontânea, mas Duarte tem melhor desempenho em todos os cenários da pesquisa estimulada, aquela em que os nomes são apresentados aos eleitores.

Apenas nos cenários onde o nome de Duarte Júnior é excluido é que Neto Evangelista aparece em primeiro entre os governistas.

A Escutec ouviu a opinião de 1.002 eleitores, entre os dias 12 a 17 de outubro. A margem de erro é de 3,1 pontos percentuais para mais ou para menos e o intervalo de confiança, de 95%.

Veja os números:

Pesquisa espontânea

Duarte Júnior (PCdoB) 3,0%
Neto Evangelista (DEM) 3,0%
Bira do Pindaré (PSB) 0,7%
Osmar Filho (PDT) 0,4%
Cléber Verde (PRB) 0,4%
Felipe Camarão (DEM) 0,4%
Dr. Yglésio (PDT) 0,3%

Pesquisa estimulada

Primeiro cenário
Duarte Júnior (PCdoB) 10,0%
Neto Evangelista (DEM) 8,8%
Bira do Pindaré (PSB) 4,0%
Osmar Filho (PDT) 3,1%
Dr. Yglésio (PDT) 1,8%
Rubens Júnior (PCdoB) 1,0%

Segundo cenário

Duarte Júnior (PCdoB) 10,5%
Neto Evangelista (DEM) 9,3%
Bira do Pindaré (PSB) 4,5%
Osmar Filho (PDT) 3,5%

Terceiro cenário

Neto Evangelista (DEM) 11,5%
Wellington do Curso (PSDB) 10,8%
Bira do Pindaré (PSB) 4,6%
Osmar Filho (PDT) 3,5%
Rubens Júnior (PCdoB) 1,1%

Quarto cenário

Duarte Júnior (PCdoB) 11,0%
Neto Evangelista (DEM) 10,0%
Bira do Pindaré (PSB) 4,3%

Quinto cenário

Neto Evangelista (DEM) 11,0%
Bira do Pindaré (PSB) 4,4%
Rubens Júnior (PCdoB) 1,0%

Foto: Agência Assembleia

1 comentário »

Pesquisa de cenários indefinidos

0comentário

Pesquisas eleitorais começaram a surgir de todos os cantos para mostrar um possível cenário da sucessão em São Luís. No entanto, os dados pouco podem ser considerados já que os nomes na corrida pelo Palácio La Ravardiére ainda estão concentradas nas articulações internas dos partidos, principalmente, quando os nomes são da base do governo de Flávio Dino (PCdoB).

Em todos os levantamentos – que até o fim de dezembro não tem obrigatoriedade de serem registrados na Justiça Eleitoral – o deputado federal Eduardo Braide (sem partido) aparece com mais de 50% das intenções de votos, independentemente do instituto que faz o levantamento.

No entanto, o parlamentar e futuro candidato a prefeito de São Luís tem duas vantagens: foi o segundo mais votado no pleito da capital em 2016 – perdendo a eleição por poucos votos – e seus adversários ainda não estão certos.

Do grupo do governo, há um “punhado” de pré-candidatos que, há quase um ano das eleições do ano que vem, ainda estão em busca de se viabilizar e alcançar dígitos interessantes para se declarar candidatos.

Pelo PCdoB, há o secretário Rubens Júnior e o deputado Duarte Júnior, com tendência claro de apoio ao primeiro e uma tentativa de frear o segundo.

O DEM tem nome definido: Neto Evangelista. Mas este pouco se movimenta para se tornar um nome forte do grupo de Flávio Dino. O mesmo ocorre com Bira do Pindaré (PSB), que prefere os movimentos nas comunidades sem antes passar pelo crivo do grupo do governador.

Pelo PDT talvez o debate interno seja menor porque as determinações são dadas pelo presidente estadual da legenda, senador Weverton Rocha. O caminho grande a percorrer é viabilizar o nome do escolhido do senador, o presidente da Câmara dos Vereadores de São Luís, Osmar Filho. Os ritos têm sito percorridos e a definição do nome do vereador deve ser consolidada ainda este ano.

Pela oposição, sem ser Braide, o nome certo é do deputado Adriano Sarney (PV). Outro nome seria do também deputado Wellington do Curso (PSDB), no entanto, em seu partido, o espaço não está disponível. O ainda tucano vem conversando com outras legendas porque pelo ninho o senador Roberto Rocha não deverá abrir espaço.

Ainda faltam 

E ainda sobre os levantamentos sobre a eleição em São Luís em 2020, faltam – na maioria – os nomes de legendas como o PSL, do presidente Jair Bolsonaro.

O próprio partido ainda não têm seu pré-candidato definido. Há o suplente de deputado federal apóstolo Sílvio Antônio e o coronel José Monteiro. O ex-prefeito de São Luís, Tadeu Palácio – que se filiou ao PSL em agosto – já ensaia para se colocar como pré-candidato do partido.

A definição mesmo deve ficar para o próximo ano.

Tem o PT também

Na disputa pela Prefeitura de São Luís há ainda a previsão de um nome do Partido dos Trabalhadores (PT).

Mesmo ainda atrapalhados pelo seu complicado Processo de Eleição Direta (PED) para escolha do comando da legenda, o PT pode trazer um candidato a prefeito da capital.

Com mais tempo de televisão e também com mais dinheiro do fundo partidário, a sigla poderá chegar com nome forte nojogo da sucessão.

Estado Maior

sem comentário »

Rubens Júnior revela ‘susto’ que levou no Coroadinho

1comentário

O secretário de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano, Rubens Pereira Júnior (PCdoB) que é pré-candidato a prefeito de São Luís se manifestou nas redes sociais sobre o susto que levou no último sábado (3), no Coroadinho.

Rubens Júnior teve o seu veículo atingido por uma bala quando participava no Coroadinho de ação do “Cheque Minha Casa”, mas tudo não passou de um susto.

“Algo assim serve pra mostrar que em tudo Deus dá livramento. Portanto só posso agradecer ao Senhor”, disse.

No Twitter, o secretário descartou qualquer tipo de atentado. E disse que nem ele e ninguém da sua equipe foi atingido.

“Por aqui tá todo mundo bem. Eu e minha equipe. E não fomos vítimas de nenhum atentado ou coisa parecida. Nada disso. Ontem, estávamos vistoriando uma casa de um beneficiário do programa Cheque Minha Casa, no Coroadinho. Teve um crime perto. Uma das balas acertou meu carro, estacionado próximo.Foi isso. Todo mundo bem. Melhor que tenha acertado num bem material que em alguém na rua ou coisa parecida”, destacou.

Foto: Reprodução / Twitter

1 comentário »