PT repudia vandalismo em sua sede

0comentário

O presidente do Diretório Estadual do PT, Augusto Lobato e o vereador e Presidente do Diretório Municipal de São Luís Honorato Fernandes, repudiam o ataque, a depredação e tentativa de invasão da sede do Diretório Estadual do Partido dos Trabalhares,  no Cohafuma, ocorrido na madrugada de hoje (2), por volta das 2:10h, por 8 homens.

Todas as providências na Identificação dos envolvidos foram tomadas e dentro em breve saberemos os nomes daqueles que manifestam o ódio e à intolerância por meio do vandalismo e pichações.

Não serão atos de intolerância que nos calarão. Continuaremos na luta pelo direitos dos trabalhadores e trabalhadoras, contra a intolerância, ódio e em busca de um país justo e de todos.

Saudações Petistas

Augusto Lobato
Presidente do DE do PT no MA

Vereador Honorato Fernandes
Presidente do PT de São Luís

sem comentário »

Sede sitiada

9comentários

Sede1

Os problemas do Sampaio ultrapassaram as barreiras das quatro linhas. Com sua propriedade invadida por um grupo de sem-terra, em um imbróglio que se arrasta por quase um mês, o clube Tricolor acumula uma série de prejuízos, desde financeiros, até aspectos que atingem o lado técnico da equipe.

Sem a segurança devida, a equipe deixou de treinar em seu CT, tratar os atletas no departamento médico e, muito menos concentrar para os jogos importantes da Série B, por estar com o seu terreno sitiado por invasores.

“Entendo a situação das pessoas que estão tentando se apropriar do terreno do Sampaio, mas preciso defender os interesses do clube. Trata-se de uma propriedade privada e esse direito precisa ser respeitado. Não tenho dúvidas de que essa motivação, além de financeira, apruma pelo lado político para me atingir”, afirmou o presidente Sergio Frota, insatisfeito com os contratempos causados pelas ocupações irregulares.

Sede2

Sem poder usufruir do seu CT para organizar suas atividades diárias, o clube se vê obrigado a arcar com custos extras para manter a rotina de treinos: “Fizemos um grande esforço para melhorar a estrutura do CT. Reformamos nossas acomodações para oferecer uma concentração confortável aos nossos atletas, e agora estamos sendo obrigados a ter essas despesas a mais por conta da total falta de segurança e sensibilidade”, ressaltou o presidente.

Frota lamenta os fatos ocorridos durante o processo de desapropriação, mas ratifica o seu intuito de que seja respeitado apenas os limites de uma propriedade privada: “A situação chegou a um ponto que já houve até uma morte. Eu lamento muito por esse ocorrido. Mas, é preciso evitar novos fatos desagradáveis, e que se aplique a lei e se garanta o direito à propriedade do governo”.

De tudo que foi dito acima e publicado no site do Sampaio, a diretoria do clube deveria ser mais incisiva e cobrar de fato do Governo do Maranhão por meio da Secretaria de Segurança Pública o cumprimento da ação de desocupação da sua área que foi invadida. Sérigo Frota que é deputado estadual deveria fazer um pronunciamento na Assembleia Legislativa e cobrar de forma mais explicita a solução do problema.

9 comentários »