Guarda fará segurança no Parque Bom Menino

9comentários

Márcio Alves, Rommeo Amim, Breno Galdino e comandante Mota discutem segurança no parque

A Guarda Municipal vai garantir a segurança dos frequentadores do Parque do Bom menino, um dos principais pontos para a prática do lazer e que está localizado no Centro de São Luís.

A boa notícia veio durante reunião do secretário municipal de Desporto e Lazer, Rommeo Amim com o secretário municipal de Segurança com Cidadania (Semusc), Breno Galdino.

“Estivemos reunidos com o secretário da Semusc, Breno Galdino, para tratar sobre a segurança do Parque do Bom Menino. Esteve presente o Superintendente de esporte da Semdel, Márcio Alves e o comandante Mota. Nós tivemos uma resposta positiva do secretário da Semusc que se comprometeu em atender a solicitação feita para o Parque do Bom Menino em relação à segurança”, disse.

Rommeo Amim destacou que o funcionamento do Parque do Bom Menino com total segurança é uma das metas da atual gestão.

“Esta Gestão tem como um de seus compromissos o bom funcionamento deste parque que tem toda uma história na sociedade Ludovicense. Queremos que todos que frequentam o local possam ter tranquilidade para usufruir do espaço e praticar sua atividade esportiva com segurança”, afirmou.

Além de garantir a segurança, nos próximos dias, Amim deverá anunciar um plano para revitalização daquela praça esportiva.

Sem dúvida uma excelente notícia…

Foto: Divulgação

9 comentários »

Prefeitura mapeia áreas de riscos em São Luís

0comentário
Prefeitura de São Luís inicia atualização de mapeamento em áreas de risco na capital

Prefeitura de São Luís inicia atualização de mapeamento em áreas de risco em São Luís

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania (Semusc), realizou nesta terça-feira (6), vistoria de casarões considerados de risco, no Centro Histórico. O trabalho, executado pelas equipes da Defesa Civil Municipal, integra o mapeamento de atualização destas áreas e incluiu prédios ocupados em situação precária e que ofereçam risco aos moradores.

Durante todo o dia, os agentes da Defesa percorreram ruas, vistoriaram prédios e orientaram ocupantes sobre os problemas. A ação é realizada anualmente pela Prefeitura de São Luís, sempre antes do período chuvoso. O objetivo é vistoriar os 60 pontos de risco mapeados. Os trabalhos prosseguem até o dia 20 deste mês.

Do total de prédios monitorados, parte estava fora do risco. São construções notificadas no ano passado e que foram revitalizadas, a exemplo do casarão número 403 e do prédio onde funciona atualmente a Casa do Bairro, projeto social da Prefeitura – ambos estão localizados na Rua da Palma.

A Semusc alerta para as chuvas intensas sobre as estruturas já fragilizadas dos prédios históricos e as probabilidades de ocorrências graves. O uso indevido, abandono, problemas de estrutura e manutenção são os principais fatores que levam à degradação dos imóveis históricos. O resultado dos trabalhos é colocado em relatório e encaminhado ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Fundação Municipal de Patrimônio Histórico (Fumph) e Blitz Urbana, órgão da Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh), para definirem sobre as medidas cabíveis.

Desde a última semana, as equipes estão nas ruas para vistoriar os pontos mapeados na capital e já estiveram na Cidade Olímpica, São Raimundo, Jardim América, Santa Clara e adjacências. O trabalho da Defesa prossegue em outra regiões como Polo Coroadinho e Salina do Sacavém para monitorar as áreas em risco de alagamento e desabamentos.

Foto: Juracy Meireles

sem comentário »

Prefeitura reforça alerta em áreas de risco

0comentário

BrenogaldinoAs lideranças dos Núcleos Comunitários da Defesa Civil Municipal (NUDECs) estão em alerta em suas comunidades, focadas nas áreas de riscos, neste período chuvoso. A solicitação partiu do secretário de Segurança com Cidadania (Semusc), Breno Galdino, durante reunião de trabalho.

As áreas mapeadas são Salinas do Sacavém, Vila Bacanga, Vila Isabel, Quinta dos Machado, Vila Embratel, Itapera, Quebra-Pote, Sacavém, Geniparana, Residencial José Reinaldo Tavares, Vila Lobão, Sá Viana, Vila Ayrton Senna, Recanto Canaã e Vila Funil.

No primeiro encontro com as lideranças comunitárias, o secretário enfatizou que, em caso de possíveis anormalidades, como enchentes, alagamentos, desmoronamento de barreiras, entre outras intempéries, os líderes comunitários devem contactar imediatamente com a Superintendência de Defesa Civil Municipal (Sudec), órgão vinculado à Semusc, para a tomada das medidas legais que as anormalidades requeiram.

Breno Galdino reforçou que a Semusc está de portas abertas para receber as lideranças comunitárias e que parcerias com órgãos públicos e privados são bem-vindas.

sem comentário »