STJD garante primeira partida decisiva

8comentários

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) concedeu liminar que garante a realização da primeira partida decisiva pelo segundo turno do Campeonato Maranhense  entre Cordino e Sampaio.

A informação é do presidente da Federação Maranhense de Futebol (FMF), Antônio Américo Lobato Gonçalves.

A partida confirmada para hoje, às 15h45, no Estádio Leandrão, em Barra do Corda havia sido suspensa ontem, por meio de uma liminar concedida pelo presidente do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-MA) , Roberto Feitosa.

O julgamento do processo que suspendeu a partida será realizado na próxima terça-feira (2) pelo TJD, mas o Campeonato Maranhense prossegue com a partida de hoje e na próxima quarta-feira, às 20h15, no Estádio Castelão, no jogo de volta entre Sampaio e Cordino.

8 comentários »

Derrota no Tapetão

16comentários

CurucaO Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) impôs uma nova derrota ao Sampaio no Caso Curuca. O time maranhense foi derrotado por 6 a 1, no julgamento do recurso imposto após a derrota por 5 a 0, há duas semanas.

Com a nova derrota no Tapetão, o Sampaio fica mesmo sem os seis pontos por ter utilizado o volante de forma irregular na estreia da Copa do Nordeste contra o Sport.

A situação atual do Grupo B é a seguinte. O Sport lidera com 7 pontos. O Coruripe que ontem venceu o Sport, em Alagoas subiu para o segundo e agora está com 6 pontos. O Sampaio é o terceiro com 5 pontos e o Socorrense é o último com 2 pontos é o lanterninha e já está fora.

Na última rodada, na próxima quarta-feira, o Sampaio vai ter que vencer o Sport, na Ilha do Retiro para ser o primeiro e ainda torcer para o Coruripe não vencer o Socorrense. Se isso acontecer, o Sampaio será o primeiro.

Mas se o Sampaio vencer e o Coruripe também passar pelo Socorrense, o Sampaio ficará em segundo. Neste caso terá que esperar a definição nos outros quatro grupos para saber se estará ou não entre os três melhores segundos colocados que passarão para a próxima fase.

16 comentários »

Recurso do Sampaio

10comentários

CurucaPara tentar amenizar os efeitos da punição imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) quando perdeu seis pontos na Copa do Nordeste, por ter utilizado de forma irregular o volante Curuca no jogo com o Sport, o Sampaio deu entrada ontem (2) de um efeito suspensivo para tentar recuperar os pontos.

O advogado Márcio Biguá contratado para defender o clube voltará a utilizar a tese que Curuca deveria cumprir a pena somente na Série B que é uma competição nacional e não na Copa Nordeste que o clube considera como regional.

Esse mesmo argumento foi utilizado na semana passada quando o Sampaio foi derrotado por 5 votos a zero.

Antes da decisão no Tapetão, o Sampaio liderava o Grupo B com 5 pontos ganhos. Após a decisão caiu para o último lugar com menos um ponto.

O time volta a campo amanhã (4), às 19h, no interior de Alagoas, quando enfrentará o Coruripe. Na semana passada, em São Luís, as duas equipes empataram por 0 a 0.

10 comentários »

Preocupação no Sampaio

5comentários

CurucaO julgamento do caso Curuca, volante do Sampaio Corrêa, com suspeita de irregularidade na primeira rodada da Copa do Nordeste já tem data marcada. Com pauta na Terceira Comissão Disciplinar no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o jogador foi incurso no Art. 214, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD).

O artigo fala sobre: “Incluir atleta que não tenha condição legal de participar de partida, prova ou equivalente”. Caso seja punido, o Sampaio perde seis pontos na Copa do Nordeste.

Atualmente, o Tricolor é o líder do Grupo B com quatro pontos em dois jogos. Com mesma pontuação e uma partida a mais, o Sport é o segundo colocado. Coruripe e Socorrense seguem na classificação com dois pontos cada.

O volante Curuca  foi expulso no jogo de volta das quartas de final da Série D, quando defendia o Moto em 2014. Por causa do cartão vermelho, o jogador foi denunciado ao STJD e punido com um jogo de suspensão, entretanto, o Moto já havia encerrado a participação em todas as competições na temporada.

Na estreia do Sampaio na Copa do Nordeste, o atleta enfrentou o Sport, na vitória do time maranhense por 3 a 1. O Tricolor defende que o jogador estaria suspenso apenas para o Campeonato Brasileiro, já o Sport diz que o atleta deveria cumprir punição na primeira competição nacional, no caso, a Copa do Nordeste.

Leia mais

5 comentários »

Caso Curuca

21comentários

Curuca

O advogado Paulo Bracks, especialista em direito desportivo e ex-integrante do STJD, vê o caso do volante Curuca na mesma condição do lateral-esquerdo André Santos, em 2013, quando foi escalado irregularmente pelo Flamengo na última rodada do Brasileirão. Como consequência da irregularidade, o Rubro-Negro carioca acabou punido com a perda de quatro pontos.

– É a mesma situação. Foi expulso na última partida de um campeonato e suspenso por um jogo no STJD. Só que, no caso André Santos, o Flamengo retirou de um jogo achando que estava fazendo-o cumprir a automática – explica Bracks.

Na época, André Santos foi expulso na partida da final da Copa do Brasil, entre Flamengo e Atlético-PR. O clube carioca retirou o jogador da partida contra o Vitória, pela penúltima rodada do Brasileirão, no dia 1º de dezembro. Entretanto, o jogador foi denunciado ao STJD e julgado apenas no dia 6 de dezembro, a sexta-feira anterior do confronto contra o Cruzeiro, onde foi titular. Como o lateral foi denunciado e julgado, após o término da Copa do Brasil, o clube deveria aguardar a sentença para saber se o atleta teria condições de jogo na última rodada.

No caso de Curuca, o volante foi expulso no jogo de volta das quartas de final da Série D, quando defendia o Moto em 2014. Por causa do cartão vermelho, o jogador foi denunciado ao STJD e punido com um jogo de suspensão, entretanto o Moto já havia encerrado a participação em todas as competições na temporada.

Em 2015, Curuca foi anunciado como um dos reforços do Sampaio. Como não cumpriu a pena na temporada anterior, por causa do término da competição, o volante deveria ficar fora da quantidade de jogos determinado pelo STJD, no primeiro torneio nacional do ano, neste caso a Copa do Nordeste, que é organizada pela CBF.

– Se o atleta tiver sido expulso na última rodada de qualquer competição nacional (Séries A, B, C e D) e tiver sido condenado a um ou mais jogos no STJD, tem que cumprir na primeira competição nacional de 2015. Para mim, não há dúvida que a Copa do Nordeste é um torneio nacional, pois é chancelada e organizada pela CBF, apesar de, no RGC, ser considerada “regional” quando se trata de transferência de atletas – explica Bracks.

O advogado ainda ressalta que não haveria punição pendente, caso Curuca fosse apenas expulso e absolvido no STJD.

– Se o atleta tiver sido expulso na última rodada de qualquer competição nacional (Séries A, B, C e D) e tiver sido absolvido no STJD, não cumpre nenhum jogo. Não existe automática para casos assim.

Com a suspeita da irregularidade na escalação de Curuca, o Sport denunciou o Sampaio na última sexta-feira. A CBF já encaminhou a súmula da partida para o STJD e caso seja punido, o Sampaio perderá seis pontos.

Leia mais

21 comentários »

Punição leve

5comentários

arbitragem

O Sampaio foi julgado ontem no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pelos episódios registrados na partida contra o Vasco, no Castelão e diria que ficou mais um exemplo ao seu torcedor que atirou “laranja” contra a arbitragem.

O time foi apenas multado em R$ 2 mil e para alivio da massa Tricolor não perdeu nenhum mando de campo o que poderia prejudicar a equipe nesta reta final do Campeonato Brasileiro Série B.

O técnico Lisca que é reincidente em expulsões foi julgado e levou três jogos, enquanto o atacante Edgar foi punido com dois jogos. Já o goleiro Marcelo Pitol foi absolvido.

Que fique mais uma vez a lição ao torcedor do Sampaio que não jogue objetos para dentro de campo porque dessa forma vai continuar prejudicando a equipe com multas ou perda de mando de campo.

Foto: Paulo de Tarso Jr./Imirante

5 comentários »

Sampaio no Tribunal

1comentário

arbitragem

O Sampaio vai a julgamento na próxima quarta-feira (15) no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por conta dos episódios registrados no jogo com o Vasco, no Castelão, pelo Campeonato Brasileiro Série B, no dia 23 de setembro.

O árbitro Pernambuco Gilberto Castro Júnior relatou na súmula o incidente em que torcedores jogaram “laranja” contra o trio de arbitragem na descida para o vestiário após o primeiro tempo.

Também foi relatada a utilização de objeto eletrônico (rádio) para comunicação entre o técnico Lisca e o banco de reservas, uma vez que o treinador estava cumprindo punição imposta pelo STJD.

O técnico Lisca também foi citado por invasão do campo ao final do jogo para tomar satisfação com o trio de arbitragem e finalmente, o árbitro relatou a expulsão do atacante Edgar, após o segundo gol do Vasco que havia sido substituído e estava no banco de reservas.

Em meio a tudo isso, o time se prepara para o jogo decisivo com o Náutico, no sábado, às 16h10, no Castelão.

Foto: Paulo de Tarso Jr/Imirante

1 comentário »

Sampaio absolvido

4comentários

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) decidiu aceitar o recurso voluntário e livrou o Sampaio do cumprimento da punição da perda de um mando de campo por conta dos episódios registrados ao fim do jogo com o Cuiabá.

Com a decisão, o Sampaio poderá jogar a decisão da Série C, no castelão, em São Luís, caso passe pelo Vila Nova-GO, mas para isto terá que obter uma nova vitória hoje, no STJD.

O clube vai a julgamento por conta de dois episódios registrados no jogo com o Macaé quando um torcedor arremessou em campo uma garrafa de água mineral e por uma briga no setor 1.

Que o “torcedor” não apronte mais nenhuma ao Sampaio….

Desorganização

Como sempre acontece, o torcedor que chegou hoje cedo ao Nhozinho Santos para adquirir o ingresso de meia-entrada para Sampaio e Vila Nova enfrentou muita desorganização. Não havia nenhum funcionário do Sampaio ou Federação para colocar ordem nas coisas. Filas e problemas também no Castelão.

ingressosHorário

Reclamação também do torcedor em relação ao horário. O ingresso confeccionado pela FMF diz que a partida é 19h, mas na verdade o jogo será às 18h (horário local). Isto vai confundir muita gente desavisada amanhã pode esperar.

Limpeza

Após muita reclamação, a Sedel resolveu dar uma verdadeira geral no Castelão. O torcedor que for ao estádio assistir a Sampaio e Vila Nova, neste sábado vai ver o Castelão tão limpo como nunca.

limpeza

Vergonha

Isto acontece num país que vai sediar uma Copa do Mundo pela segunda vez, o Brasil.

O site do principal órgão da Justiça Desportiva, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) está fora do ar desde o mês de julho por falta de recursos financeiros para manutenção.

justiçadesportiva

JD
É isso mesmo. O único recurso é apelar para o site da CBF, mas que demora atualizar as informações sobre os julgamentos no STJD.

Este é o retrato do futebol brasileiro onde só a CBFe as Federações ganham dinheiro.

Um descaso sem tamanho…

4 comentários »

Jogo no Castelão

21comentários

sampaio

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) decidiu reconsiderar o pedido de efeito suspensivo ao Sampaio e a partida de volta com o Vila Nova-GO, no dia 9 de novembro, às 19h será realizada em São Luís.

A notícia foi confirmada pelo presidente da FMF, Antônio Américo que foi pessoalmente ao Rio de Janeiro atuar como advogado do Sampaio no caso.

O julgamento do recurso interposto pelo Sampaio contra a punição pela perda de mando de campo será julgado no dia 7 de novembro, mas mesmo que a condenação venha a ser mantida, a partida de volta com o Vila Nova será no Castelão.

Para atender ao que determina o Estatuto do Torcedor, o Sampaio chegou a indicar ontem o Estádio Lindolfo Monteiro para local da partida.

Na prática, o Sampaio empurrou a decisão mais para adiante….

21 comentários »

Argumento errado…

15comentários

sampaio03082013

Tem muita gente falando asneiras por aí e afirmando que o Sampaio só foi punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por falta de força política.  Querem de todas as formas buscar explicações na política para coisas no futebol que só não enxerga quem não quer ver.

Já disse aqui que o Sampaio é um clube reincidente e sempre está presente no STJD e isto deve ser motivo de preocupação permanente da diretoria.  Dois anos, pelo menos três punições foram impostas pelo péssimo comportamento de alguns “torcedores”.  E olha que o Sampaio está sendo punido por mal comportamento da sua torcida, mesmo estando bombando nas competições da CBF. Imagina se o time estivesse mal?

Quer dizer que este ou aquele “torcedor” vai continuar aprontando e vamos esperar que entre em campo o tal fator político?  Querem de todas as formas que o vice da CBF, Fernando Sarney resolva o problema do mal comportamento dos torcedores quando todo mundo sabe que as coisas não se resolvem assim.

O que o torcedor não sabe é que nem mesmo coisas básicas são feitas pelo clube. Até o prazo legal para encaminhar o pedido de efeito suspensivo o Sampaio perdeu. Deu entrada fora do prazo. Não poderia obter sucesso.

Não vejo motivo para pessoas que se dizem “torcedores” do Sampaio continuar prejudicando o clube pelo mal comportamento nos jogos, mas daí atribuir o insucesso nos tribunais a este ou aquele político a mim parece demais.

O certo é que o Sampaio vai tentar de todas as formas evitar que a partida de volta o corra realmente em São Luís. Depois disso, se passar pelo Vila Nova tentará empurrar o cumprimento da punição para o próximo ano.

O problema é que em meio a tudo isso, o Sampaio ainda vai ser julgado pelos episódios lamentáveis registrados pela arbitragem no jogo com o Macaé.

É como tenho dito. Se o “torcedor” continuar se comportando mal, o Sampaio não vai sair nunca do STJD.

15 comentários »