Calma Vanderlei…

0comentário

São 24 gols em 13 jogos, dez dessas partidas contra equipes consideradas pequenas. O Flamengo versão 2011 ostenta invencibilidade, título da Taça Guanabara e garante o discurso de Vanderlei Luxemburgo. Mas ainda não encanta (veja os melhores momentos do 0 a 0 com o Fluminense).

Se o sistema defensivo ganha consistência, mesmo com a irregularidade de Egídio, na parte ofensiva a situação é diferente. O treinador decidiu transformar Ronaldinho em centroavante e apostar na chegada de dois meias para ajudá-lo. Um deles é Thiago Neves. O outro já foi Bottinelli e no último domingo, contra o Flu, Negueba. Seja com um ou com outro, o ataque é pouco agressivo e carrega a média de 1,84 gol por jogo no ano. Nada impressionante.

O treinador pede calma e aposta alto. Acredita que o Flamengo poderá jogar no estilo do Barcelona. O time catalão joga com Messi, Pedro e David Villa – este último mais presente na área. Para Luxa, porém, o trio seria o equivalente a Ronaldinho, Thiago Neves e Negueba. No meio, em vez de Xavi e Iniesta, ele aposta em Willians e Renato.

– Cismaram com essa coisa de achar que não podemos jogar com três atacantes de movimentação. As 20 pessoas que estão aqui (na sala de imprensa) devem admirar o Barcelona. Só tem guarda de maquete naquele time, não tem centroavante. Messi joga como atacante solto, buscando espaço, e os jogadores chegam com maestria, magia. É só ter calma que a equipe chega lá. Falta entrosamento – afirmou o treinador.

Depois de sofrer para escapar do rebaixamento, o Flamengo de Luxemburgo passou por uma profunda reformulação. O técnico utiliza-se de outro exemplo ousado para amenizar as críticas.

– O time está crescendo, é um time de dois meses e meio. Tem de haver um pouco mais de calma, ajustar um pouco mais. Flamengo foi campeão do mundo em 81, não foi? Mas aquele time não foi montado naquele ano. Foi feito todo um trabalho até chegar aquele ponto. Temos que ter um pouquinho mais de calma – pediu Luxemburgo.

Depois do empate por 0 a 0 com o Fluminense, o Flamengo se concentra agora na Copa do Brasil. O time enfrenta o Fortaleza, quarta-feira, no estádio Castelão.

Por Eduardo Pacheco, Globoesporte.com

sem comentário »

Após goleada, Luxemburgo é demitido

0comentário

Vanderlei Luxemburgo não é mais o técnico do Atlético-MG. Ele foi demitido após uma ligação do presidente Alexandre Kalil para o diretor de futebol Eduardo Maluf, ainda no vestiário do Engenhão, após mais uma derrota no Campeonato Brasileiro, desta vez por 5 a 1 para o Fluminense. Luxa, que deixa o Galo na 18ª posição, lamentou o fato, mas disse compreender a dificuldade da situação, já que seu trabalho não surtiu efeito.

– Não fica ressentimento, compreendo a decisão de me mandar embora. Saio com o coração doído, pois é a primeira vez que deixo um clube redondo, com ótimas condições, sem acertar o trabalho. É uma pena, ficam os lamentos e a torcida para o Atlético-MG sair dessa situação – disse o treinador, com semblante aparentemente tranquilo.

Com sinceridade, Luxemburgo, que ocupou o cargo por nove meses, admitiu que talvez seja a hora de rever alguns conceitos e seus métodos, mas rechaçou que esteja ultrapassado.

– É o momento de fazer uma análise profunda e me reciclar mesmo. Ver o que houve, onde errei, porque isso não pode acontecer de novo. O clube é estruturado, então não tinha razão para não irmos bem. Só não aceito que falem que o Luxemburgo está em decadência e acabou para o futebol. São 58 anos de idade e sei que posso resolver.

 Para provar a boa relação com o clube, o técnico enfatizou que deseja boa sorte.

– Não é justo, dentro de tudo o que já vi no futebol, que o Atlético caia com os jogadores que têm, com a estrutura que tem. Nunca tive problemas de relacionamento com o grupo. Que alguém consiga dar um jeito… Ainda acredito que, como sempre disse, o Atlético não vá cair.

O Galo vem de três derrotas consecutivas e encara o Grêmio, domingo, em casa. O grupo de jogadores já tentou até ampliar o tempo de concentração para conferir se surtia efeito nas atuações. A maioria das contratações não deu certo, como Diego Souza, que foi expulso após entrar na segunda etapa do jogo contra o Fluminense.

Globoesporte.com

sem comentário »

Luxemburgo descarta ida para o São Paulo

0comentário

vanderleiluxemburgo_gcom_30A má fase do Atlético-MG, combinada com a saída do técnico Ricardo Gomes do São Paulo, colocou o nome de Vanderlei Luxemburgo em uma lista de possíveis pretendentes do time paulista. Depois da derrota para o Botafogo por 3 a 0, sábado, no Engenhão, no entanto, o comandante do Galo tratou de descartar a possibilidade de sair do clube.

– Tenho um contrato com o Atlético e vou cumprir. O São Paulo perdeu o treinador, mas eu não tenho como ir agora. Eu disse que um dia treinaria o São Paulo, mas se isto não acontecer, paciência – declarou.

Enquanto não fecha com o novo treinador, o São Paulo será dirigido pelo auxiliar Milton Cruz. Neste domingo, às 18h30m (de Brasília), o Tricolor enfrenta o Atlético-PR na Arena da Baixada.

Leia mais no Globoesporte.com

sem comentário »

Jheyms fará teste no Atlético-MG

0comentário

jheimwss O atacante maranhense Jheyms, de apenas 21 anos, que foi o artilheiro do Moto no primeiro turno da Copa União, será avaliado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo, do Atlético-MG. Jheyms ficará até o final de julho no CT Cidade do Galo.

O atacante Jheyms saiu do Moto, após a eliminação do rubro negro na Copa União, pois a diretoria estava devendo três meses de salários aos atletas.

Além de Jheyms, o meia Jackson, de 23 anos, que estava no Horizonte-CE, também será avaliado. Caso passem nos testes os dois devem ser integrados ao elenco do Atlético-MG e podem ficar a disposição para a disputa do Brasileirão e da Sulamericana, ou serem emprestados a equipes de menor porte para ganharem ritmo mais experiência.

Por Bruno Alves

sem comentário »