Sedel estuda implantação campos de grama sintética

4comentários

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Esporte e Lazer (Sedel), esteve em reunião na segunda-feira (10) com a Federação Maranhense de Futebol 7 (FMAF7) para tratar sobre a implantação de novos campos de grama sintética na capital São Luís. O encontro, que ocorreu na sede da Sedel, contou com a presença do secretário de Esporte e Lazer Hewerton Pereira e do secretário adjunto em Esporte Educacional, Américo Lobato.

A popularidade dos gramados sintéticos vem crescendo com o passar dos anos, devido à diminuição dos custos de manutenção. Entretanto, a popularização não é como esperada, tendo em vista que a maior parte dos campos é de detenção privada. “A gente vê a necessidade de implantação no Maranhão, pois em outros estados já tem campos abertos ao público. Sabemos da dificuldade de manter um campo de grama natural, pois, por exemplo, em épocas de chuva, é preciso paralisar as escolinhas”, afirmou o presidente da Federação, Waldemyr Rosa.

Valdemyr falou ainda sobre a importância do projeto, denominado de ‘Campo Digno’, para o crescimento do fomento à pratica da modalidade. “Esse será o principal elo para fomentação do fut7, pois não conseguimos avançar com a modalidade por conta do pouco número de campos. Então, com a construção, o número de atletas para participar será ainda maior”, enfatizou.

O trabalho de execução do projeto ocorrerá por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, e permite a construção de campos para futebol 7 e futebol 11 (que podem ser divididos em fut7) em grama sintética, diminuindo os custos de manutenção e divulgação dos campos. “A Sedel auxiliará na elaboração e execução do projeto desses campos de grama sintética, que beneficiarão de forma direta um grande número de maranhenses que querem praticar a modalidade”, afirmou o secretário adjunto Américo Lobato.

Para o gestor da pastas de Esportes, essa será mais uma ação que contribuirá para o fomento à prática esportiva. “Nós sempre nos esforçamos para oferecer atividades esportivas para a comunidade e, com a implantação de mais um projeto que forneça subsídios para que as pessoas pratiquem o futebol society, o esporte amador maranhense só tem a ganhar”, destacou Hewerton Pereira.

Foto: Divulgação

4 comentários »

Falta de vontade e a hora de reação no Moto

11comentários

Setor defensivo do Moto levou gol em dez dos onze jogos disputados na temporada

O presidente do Moto, Célio Sérgio e o diretor de futebol, Waldemir Rosa prometem uma resposta rápida para que o clube não perca ainda mais tempo. Eliminado na Copa do Nordeste e Copa do Brasil, o time rubro-negro corre risco e pode até ficar fora das semifinais do primeiro turno do Campeonato Maranhense.

Passados mais de dois meses, o elenco formado para a temporada não consegue convencer a ninguém. O clube já trocou de treinador, Ruy Scarpino que poderia ser o “problema” foi substituído por Marcelo Vilar que chegou e ainda não conseguiu mudar o quadro.

Está mais do que claro que o problema está no elenco. O Moto é um time frio, sem vibração, sem vontade, sem raça e elenco assim é fácil se prever o que vai acontecer. É um time que espera levar gol para reagir. É um amontoado de jogadores descompromissados.

O time tem equipamento até para estudar o rendimento dos jogadores, mas futebol que é bom até agora nada, nem mesmo vontade de vencer.

O s etor defensivo do Moto levou gol em dez dos onze jogos disputados na temporada. O lateral Tote não é nem de longe aquele que vimos jogar no Sampaio. Acredito que pode render muito mais. Os zagueiros Ozéia e Wanderson andam muito mal. Chico Bala é aquilo que conhecemos e não podemos esperar muito.

Curuca está irreconhecível e parece ter perdido a vontade de jogar. Diego Teles e Esdra também não se firmaram. Eduardo não consegue evoluir e nem de longe repete o que vimos na Série C pelo Atlético-AC. Valdanes parece que se conformou em completar o elenco.

E Válber? Ah, sim, Válber quer mesmo jogar no Moto? Ou está aqui apenas enquanto aparece algo melhor. E finalizo com Vinícius Paquetá que não passa de um fominha.

O Moto trouxe um atacante (Leandro) que nem jogou e pelo visto deve ser dispensado. Júnior Juazeiro entrou em campo ontem, mas não vi nada. O clube trouxe o lateral Lorran que jogou no Vasco e na Seleção Brasileira Sub-17 e Sub-20, mas que fica no banco olhando as besteiras de Chico Bala.

Enfim, os que vieram, apesar de conhecidos e rodados, na sua maioria parece que estão aqui a passeio e não para jogar futebol.

Do time de ontem, destaco apenas o goleiro Ruan, o volante Felipe Dias e Toni Galego.

Nem de longe esse time tem cara de uma equipe de Série C. Que os dirigentes reajam logo enquanto ainda tem tempo. Que Célio e Dadá não se contaminem com a falta de voltade dos jogadores, pois se isso acontecer o Moto estará perdido…

Foto: Biné Morais/ O Estado

11 comentários »

Moto recebe o primeiro reforço

0comentário
Volante Diego Teles é recebido pelo diretor de futebol Waldemir Rosa

Volante Diego Teles uma das apostas do Moto é recebido pelo diretor de futebol Waldemir Rosa

O volante Diego Teles, de 27 anos foi o primeiro dos reforços contratados pelo Moto a desembarcar em São Luís. Ele chegou no início da tarde e se apresenta com os demais jogadores na próxima terça-feira (2) para iniciar a pré-temporada.

O ex-jogador da Juazeirense-BA enfrentou o Moto no mata-mata da Série D. “Fiquei bastante impressionado com a torcida do Moto quando joguei contra e agora espero esse apoio jogando a favor”, comentou Diego Teles.

Além da Juazeirense, o volante Diego Teles atuou no Boa Esporte-MG, Central-PE, Botafogo-PB, Bahia de Feira-BA, Guarany de Sobral-CE, Santa Cruz-RS, Chapecoense-SC e Bragantino-SP.

O Moto estreia nas competições oficiais contra o Cordino, no dia 21 de janeiro, na abertura do Campeonato Maranhense. A estreia na Copa do Nordeste será no dia 26 de janeiro, no Castelão, contra o Altos-PI.

Foto: Divulgação/ Moto Club

sem comentário »

Fernando Fonseca retorna ao Moto

1comentário
Zagueiro Fernando Fonseca que esteve no Moto em 2014 está de volta ao clube

Zagueiro Fernando Fonseca que esteve no Moto em 2014 está de volta ao clube

A diretoria do Moto confirmou nesta sexta-feira (23), o retorno do zagueiro Fernando Fonseca.

Revelado nas divisões de base pelo Criciúma em 2013, Fernando Fonseca, com 23 anos esteve no Moto em 2014, quando o time chegou ao mata-mata da Série D e foi eliminado pelo Tombense-MG. No ano seguinte disputou a Série B pela Luverdense.

Em seguida, Fernando se transferiu para o futebol mexicano onde jogou em 2015 pelo Deportico Tepic e nesta temporada pelo Cimarrones.

Para a posição, o Moto conta com Wanderson que foi uma das revelações e destaques do clube nesta temporada.

O diretor de futebol Waldemir Rosa confirmou que o Moto ainda contratará mais dois zagueiros. Um deles deve ser anunciado nas próximas horas.

1 comentário »

Os erros que o Moto não pode repetir

19comentários
Técnico do Moto Ruy Scarpino

Técnico Ruy Scarpino deve continuar ao Moto

O retorno do técnico Ruy Scarpino já é dado praticamente como certo ao Moto. Ele é o nome tido como prioridade pelos novos dirigentes que deverão assumir o clube no dia 25, quando acontece a eleição no clube.

Antes mesmo de retornar a São Paulo, após o término da Série D, o treinador já havia demonstrado interesse em dar continuidade ao trabalho iniciado este ano.

Mesmo com a conquista do Estadual e do acesso à Série C, sempre questionei o treinador Ruy Scarpino por conta da montagem da equipe que ficou à cargo dele e do diretor de futebol Waldemir Rosa.

Mais uma vez, dos atletas que vieram, em sua grande maioria, quase que 90% que deu certo foram jogadores já conhecidos. Uns daqui mesmo e outros que já passaram por aqui recentemente.

Só para lembrar vieram Hismael, Portela, Juscelino, Sidney, além de outros que chegaram e não ficaram e outros que não passaram de jogadores esforçados e que por isso sequer permaneceram no segundo semestre.

Se  o time do Moto no Estadual já foi uma equipe mediana e que perdeu alguns atletas por questões fora dos gramados, diria que o time montado para o Brasileiro foi ainda pior.

O Moto se reforçou no Brasileiro com nomes que pouco ou nada produziram. Nessa lista estão nomes como Patrick (zagueiro), Jeferson Sandes (lateral esquerdo), Batata (volante), Marco Goiano (meia), Rodrigo Dantas (atacante), Marcos Brenner (atacante) e Cris (atacante). Dos que vieram apenas se salvam os conhecidos como Fred, Marcos Paulo, Valderrama e só…

Agora, o Moto vai montar uma nova equipe e novamente não terá tempo e dinheiro para errar. Para isso, terá que buscar jogadores conhecidos e testados, porém que não se confunda com velharias ou em apostas como muitas que vieram nesta temporadas.

Aqui mesmo no futebol maranhense ainda temos alguns bons nomes que podem ser aproveitados e Waldemir Rosa conhece muito bem.

Ano de sucesso sim, mas também de muitos erros nas contratações e erros que não podem ser repetidos.

Foto: Reprodução/ TV Mirante

19 comentários »

Indefinição no Moto preocupa torcedores

1comentário
RodrigoRamos

Estreia do Moto na Série D será dia 12 de junho

Faltando um mês para a estreia do Moto no Campeonato Brasileiro Série D, o clima em meio à torcedores é de certa preocupação e apreensão.

Tenho dito aqui e todos são sabedores que o time do Moto apesar da boa campanha no Campeonato Maranhense é uma equipe limitada. O Moto tem carência nas laterais, na zaga, no meio-campo e no ataque.

O presidente Hans Nina até comentou sobre alguns nomes que foram destaques no Estadual, mas as conversas não avançaram e até aqui a única contratação foi a do zagueiro Luís Fernando, mas que terá que cumprir suspensão imposta pelo STJD.

Nem mesmo a renovação do contrato com os principais jogadores do elenco foi feita. Pelo visto, os dirigentes vão esperar o término do Campeonato Estadual que mesmo que ocorra no dia 18, ainda assim o Moto terá perdido um tempo importante.

Essa demora só vai piorar as coisas e o Moto vai acabar perdendo os bons jogadores novamente.

Essas conversas, segundo o diretor de futebol Waldemir Rosa e o presidente Hans Nina serão intensificadas a partir de agora. Mas isto não foi dito há duas semanas???

O fato é que o Moto não pode, a exemplo do que aconteceu no Campeonato Maranhense perder tempo novamente na montagem da equipe e muito menos errar em algumas contratações.

Por enquanto o que não pode é o clube ficar parado, pois a estreia na Série D já tem data marcada e não vai ser nada fácil a missão de conquistar o tão sonhado acesso à Série C.

Foto: Welliandrei Campelo/ Moto Club

1 comentário »

Futebol 7

3comentários

Dada

A oportunidade de o torcedor assistir partidas nas quais gerações diferentes de craques estivessem no mesmo time não é mais uma opção apenas dos jogos virtuais. Estes encontros devem ser concretizados a partir de uma copa de futebol de 7, em São Luís, neste mês de agosto. A federação é presidida por Waldemir Rosa “Dadá”, ex-diretor de futebol do Moto.

Kleber Pereira e Juca Baleia são nomes que estão certos na copa prevista para agosto. São atletas que não tiveram a chance de dividir o mesmo campo quando profissionais, mas podem voltar a disputar três pontos e desta vez ambos em campo.

“Kleber deve organizar o Moto na modalidade e o Juca Baleia falou comigo que tem interesse em colocar o Boa Vontade já que agora ele está à frente do time no futebol profissional. O Babaçu também confirmou interesse. Vamos convidar Sampaio, Maranhão e São José também para esta primeira competição, pois são clubes fortes no futebol de campo e podem agregar bastante para o fut7”, contou o presidente.

Vários jogadores que já se aposentaram também já foram convidados e devem reforçar as equipes que vão se inscrever para a competição, que serve de lançamento oficial da modalidade no Maranhão.

O volante Pires, que foi campeão brasileiro com Kleber pelo Atlético Paranaense, em 2001, também deve participar. Craques como Beato e Raimundinho são esperados também.

Leia mais

3 comentários »

Cadê o Henrique?

13comentários

henriqueNão é necessário ser nenhum conhecedor de futebol ou ter bola de cristal para se dizer que o atacante Henrique está fazendo corpo mole ou está sendo orientado a não jogar por algum motivo.

Pelo que consegui apurar com uma pessoa que está dentro do Moto, Henrique já poderia estar atuando, mas o problema é que ele parece querer sair. Com isso quem está sendo punido é o clube que não pode contar com um dos seus principais jogadores.

Mas sair para onde? Ao não atuar no Campeonato Maranhense, Henrique teria a esperança de se transferir para o Sampaio. Fora da Copa do Nordeste até aqui, pode ser por conta de um possível interesse do Fortaleza.

O fato é que o técnico Eugênio Sousa e o diretor de futebol Waldemir Rosa precisam ter uma conversa definitiva com o atleta. Que ele é peça fundamental para o Moto disso ninguém tem dúvida, o problema é saber onde ele está com a cabeça. E o comando rubro-negro deve deixar de fazer de conta que nada está acontecendo.

O fato é que o Moto tem problemas no seu ataque e precisa demais de um jogador com a qualidade de Henrique. O elenco é limitado e o clube não tem como ir buscar novos atletas e não pode abrir mão de um atleta como Henrique.

13 comentários »

Indefinições no Moto

12comentários

MotoClubO Moto encerra o ano com saldo positivo pois fez boa campanha no Campeonato Maranhense e no Campeonato Brasileiro Série D, mesmo não tendo conseguido o tão sonhado acesso à Série C.

A boa campanha na temporada garantiu um calendário interessante para 2015. O clube terá no primeiro semestre a Copa Nordeste, Copa do Brasil e o Campeonato Maranhense que vale vaga novamente para a Série D.

Mas nem este calendário que garante um ano movimentado ao Moto e as expectativas que se abrem com a possibilidade de um incentivo ao futebol pelo novo governo são suficientes para encorajar os dirigentes do Papão. O novo secretário de Desporto e Lazer, Márcio Jardim tem dito abertamente que é favorável à reedição da medida provisória que altera os percentuais da Lei de Incentivo e que beneficia o futebol. É fato que esses recursos não virão logo, mas é uma boa perspectiva.

Mas qual o motivo de tanta indefinioção no clube? Na verdade, o Moto segue sem presidente e as decisões são tomadas pelo trio Cursino Raposo, Roberto Fernandes e Waldemir Rosa. São estes os baluartes que estão no comando do clube.

Na reunião realizada na semana passada, o Moto confirmou o início da preparação para o dia 5 de janeiro, mas faltando seis dias, o Moto sequer tem treinador. A base que disputou esta temporada está toda apalavrada, mas falta a renovação dos contratos. Por conta dessa indefinição, além de perder a oportunidade de trazer bons atletas, o Moto deve começar a perder os que ainda estão no elenco.

Tudo bem que os dirigentes não tem dinheiro, mas uma coisa é certa: o Moto vai entrar em campo na próxima temporada logo em janeiro e por isso não pode permanecer esperando que o dinheiro apareça. Vão recuar da Copa do Brasil, da Copa do Nordeste, do Campeonato Maranhense? Duvido….

Sei que os dirigentes não estão parados e tentam buscar apoios financeiros, mas em matéria de time o Moto ainda está na estaca zero o que é muito perigoso. Nem por isso deve mergulhar em nenhuma aventura como em anos anteriores e acreditar em dolorosas parcerias.

Deveriam os dirigentes fechar logo com o novo técnico e pelo que apuramos dois grandes nomes estão só esperando a proposta do clube. Se acertar com um dos dois, o Moto estará fazendo um excelente negócio. Além desses dois nomes ainda tem Édson Porto que fez um grande trabalho este ano e tem interesse em retornar.

O que não pode mais o Moto é deixar o tempo passar. Deve aproveitar o dia de hoje ou no máximo até amanhã e acertar com o treinador e com os jogadores e tocar a bola para frente.

E reafirmo, o Moto não terá condições de recuar pois se fizer isto será ainda pior, pois perderá mais uma vez a oportunidade de brigar pelo acesso à Série C e a torcida não perdoará tamanho equívoco.

12 comentários »

Caminhos do Moto

4comentários

MotoClub
A próxima semana será de definições no Moto Club. Os dirigentes se reúnem na próxima terça-feira para começar a planejar a temporada de 2015. Com a apresentação marcada para o dia 2 de janeiro, o Moto deve iniciar logo as negociações no mercado da bola, pois se demorar mais poderá perder a oportunidade de formar uma equipe forte e qualificada.

Mas antes disto, o Moto trabalha para quitar duas pendências importantes. A primeira diz respeito ao pagamento dos atletas, funcionários e comissão técnica referentes aos 19 dias trabalhados em outubro. A outra refere-se ao pagamento referente à Copa Nordeste. É que o Moto não terá suas despesas custeadas pela Liga Nordeste.

O Moto utilizará os recursos referente à cota de participação na Copa do Brasil. Na semana passada, o presidente da FMF, Antônio Américo conseguiu junto à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) a antecipação da cota de participação.

Sobre o treinador para a próxima temporada, o Moto conversa com Édson Porto que já manifestou interesse em retornar ao clube, mas tudo vai depender das condições financeira. Além de Porto, o Blog do Zeca Soares apurou que o Moto estuda outros dois nomes que também poderão comandar o clube na próxima temporada.

O diretor de futebol, Waldemir Rosa não fala sobre nomes para a comissão técnica. “Estou aguardando a autorização da diretoria para iniciar a montagem da comissão técnica e do elenco. As pendências financeiras deverão ser sanadas nos próximos dias. Daí em diante trabalharemos no planejamento para 2015”, adiantou.

Sobre o elenco, o dirigente rubro-negro garantiu que a base da atual temporada será mantida e que o Moto terá um elenco forte como quer a torcida para as competições que começarão em fevereiro.

O Moto disputará este ano a Copa do Brasil, Copa Nordeste e o Campeonato Maranhense que valerá vaga para o Campeonato Brasileiro Série D.

4 comentários »