Washington no TCE

5comentários

washingtonluizO vice-governador do Maranhão, Washington Luiz (PT), admitiu pela primeira vez a possibilidade de disputar a eleição para o Tribunal de Contas do Estado (TCE) do Maranhão, que será conduzida pela Assembleia Legislativa. Ele afirmou ontem, com exclusividade a O Estado, que avalia a condição com seu grupo político do PT, para somente em seguida se posicionar à Assembleia. É possível que ainda hoje ele se manifeste definitivamente sobre o tema. Na terça-feira, o presidente do Legislativo estadual, deputado Arnaldo Melo (PMDB), já havia adiantado que somente daria início ao processo de escolha do novo conselheiro de contas, após a decisão de Washington Luiz. Ele afirmou que na provavelmente na próxima semana baixará resolução com data e critérios a serem adotados na eleição.

Washington Luiz participava de uma reunião no PT quando falou à reportagem sobre a possibilidade de lançar candidatura ao TCE. “Estou conversando com os companheiros exatamente sobre esse assunto. Estamos juntos avaliando a situação, mas até o momento nada está definido. Muita coisa ainda precisa ser conversada”, afirmou.

Ele também confirmou que após definir junto a correligionários se entrará ou não na disputa pela vaga, levará a sua posição à direção da Assembleia Legislativa. “Ainda não conversei [com Arnaldo Melo], mas isso ainda irá acontecer. No entanto, preciso primeiro definir o que fazer sobre essa questão [eleição para o TCE], juntamente com os companheiros”, completou.

Essa foi a primeira vez que o vice-governador admitiu à imprensa a possibilidade de disputar a vaga de conselheiro do tribunal de contas. Até o mês passado, quando havia se posicionado pela última vez sobre o tema, ele descartava disputar a eleição para o TCE.

Utilizava como justificativa que pesava em sua decisão o fato de ter de deixar a vida partidária. “Sou um ser político, que vive em sua essência a política partidária. Tenho uma vida, uma história longa dentro do PT. Por isso, não me imagino distante das discussões e do processo político. E sei que a partir do momento em que entrar no TCE terei de deixar a política. É justamente por isso que não cogito, no momento, disputar essa vaga”, afirmou no início de outubro a O Estado.

Disputa – Se articulam na Assembleia Legislativa para disputarem a vaga de conselheiro do TCE, os deputados Rogério Cafeteira (PSC); o vice-presidente do Legislativo, Max Barros (PMDB), e o líder do governo na Casa, deputado César Pires (DEM). Além destes, o consultor de Orçamento da Assembleia, Olímpio Neves, já declarou publicamente interesse na cadeira do tribunal. A disputa pode ter também o secretário de Cidades, Hildo Rocha (PMDB), que até o momento, no entanto, não falou publicamente sobre o tema.

Destes, no entanto, apenas três poderão se habilitar regimentalmente para a eleição. Isso porque para participar o pleito, cada candidato deverá ser indicado por pelo menos 14 deputados estaduais. E cada membro do parlamento, por sua vez, somente poderá indicar um candidato. Desta forma, como o plenário é formado por 42 deputados, é possível o registro de apenas três candidaturas, cada uma com 14 indicações.

A eleição ocorrerá de forma direta no plenário da Assembleia Legislativa. Para ser declarado eleito, o candidato mais bem colocado deverá receber pelo menos 22 votos, ou seja, a maioria simples.

O Estado

5 comentários »

Washington confiante

0comentário

tituloO vice-governador Washington Luiz Oliveira recebeu, nesta sexta-feira (8), da Câmara de Vereadores de Trizidela do Vale o título de cidadão honorário do município.

Em entrevista ao Blog do Robert Lobato, o líder petista deu duas declarações importantes sobre o momento político atual.

A primeira foi em relação ao Processo de Eleição Direta do PT (PED/PT), que acontece no próximo domingo (10). Washington garante que o seu grupo está animado e motivado para vencer o PED já no primeiro turno.

Segundo o vice-governador, o clima é muito bom e favorável para que o seu candidato a presidente, Raimundo Monteiro, seja reeleito já neste final de semana.

“Estou usando toda a minha capacidade política, intelectual e de articulação para mobilizar o nosso exército de militantes e vencer o PED no primeiro turno e reeleger o companheiro Monteiro neste domingo. O clima de animação é grande e muito favorável à nossa chapa. Estamos caminhado para repactuar o nosso partido e superar este quadro de guerra interna que por vinte anos tem enfraquecido o PT no Maranhão”, disse o vice-governador.

A outra declaração relevante de Washington dada ao blog foi em relação ao seu futuro político.

O petista afirmou que após o resultado do PED irá reunir com os seus companheiros, com a nova direção do partido, com o presidente nacional Rui Falcão e avaliar qual será o melhor caminho a ser seguido, ou seja, ficar no cargo de vice-governador até o final do mandato ou ser candidato a algum cargo eletivo em 2014.

“Após a nossa vitória no PED irei me reunir com os meus companheiros, com a nova direção estadual e com o presidente Rui Falcão, que será reeleito no domingo, e definir qual será a melhor decisão sobre o nosso futuro político, se permanecer no cargo de vice-governador até o fim do mandato ou se uma candidatura a cargo eletivo em 2014. Estou à disposição do partido para aquile projeto que melhor para o conjunto do PT”, disse.

Sobre o TCE, o vice-governador foi curto e direto: “Nunca fui procurado pela governadora ou qualquer agente do governo para tratar sobre TCE”.

Leia mais

sem comentário »

Washington participa de reunião da Sudene no CE

1comentário

washingtonluiz
O vice-governador Washington Luiz Oliveira participou da 17ª Reunião do Conselho Deliberativo da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene). O evento, que teve presença da presidenta Dilma Rousseff e aconteceu nesta terça-feira (2), em Fortaleza (CE), teve por finalidade a discussão e votação de medidas contra a seca na região do Semi-Árido e seus efeitos e a apresentação de novas ações do Governo Federal que intensificarão o combate à estiagem que assola o Nordeste.

Acompanhado dos secretários de Estado Claudio Azevedo (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e Fernando Fialho (Desenvolvimento Social e Agricultura Familiar), Washington Luiz avaliou de forma muito positiva o encontro. Ele destacou que o Maranhão será beneficiado com as propostas que serão implantadas pelo governo federal.

“A presidenta Dilma está demonstrando toda a boa vontade e sensibilidade do governo no sentido de ajudar o povo nordestino, que sofre com os impactos adversos da seca, como não se via há tempos. Essa sensibilidade está se transformando em ações concretas a partir das medidas anunciadas aqui hoje, que vão desde a criação da Força Nacional de Emergência contra a seca até o apoio ao agricultor, com a manutenção do Garantia-Safra e da Bolsa Estiagem, enquanto durar o período da seca, ampliando o número de agricultores beneficiados e de municípios atendidos, com recursos acima de R$ 9 bilhões”, assinalou o vice-governador.

Na ocasião, Dilma Rousseff reafirmou o compromisso com a região no sentido de não poupar esforços para minimizar os efeitos da seca. Em seguida, anunciou uma série de medidas que serão adotadas pelo Governo Federal, como propostas que envolvem ações estruturantes referentes principalmente a oferta de água, incluindo instalação de sistemas de abastecimento de água, construção de cisternas, perfuração e equipamentos de poços públicos e incremento das operações que envolvem carros pipas, com aquisição de milhares de novos veículos, que beneficiarão milhões de brasileiros.

Além das obras de infraestrutura, o governo implantará aumento da oferta de crédito, apoio ao agricultor por meio do plano Garantia Safra e o aumento do número de participantes do Bolsa Estiagem, com a incorporação de 361.586 novos  beneficiários. A presidenta também anunciou a doação de equipamentos (retroescavadeira, motoniveladora, caminhão-caçamba, caminhão pipa e pá-carregadeira) para 1.415 municípios da região, um investimento da ordem de R$ 2,1 bilhões.

Foto: Geraldo Furtado

1 comentário »