A simplicidade de uma vida a dois|DQ 205

0comentário

Trilha:

O despertador toca, nós fingimos que não ouvimos. Ele insiste, e a gente se convence de que precisa encarar o mundo lá fora. A rotina normal de um casal se preparando pra começar uma segunda-feira começa, e, entre beijos de bom-dia com gosto de café e flúor, a gente se despede, e seguimos para nossa rotina. Daí, começam uma contagem regressiva e constantes mensagens de WhatsApp. É como se virtualmente buscássemos o compartilhar mútuo da vida a dois. Vamos narrando o dia um pro outro, até que enfim chega a hora do regresso. Pressa, trânsito e uma ansiedade digna de um adolescente em suas paixões pueris.

Não há nada de anormal, nenhuma data especial: é nossa vida bucólica e previsível. Vamos aos mesmos lugares e fazemos as mesmas coisas. Mas eu não trocaria por nada todo esse embalo de rede delicioso que é viver contigo. Constantemente, eu me perco vendo seu escovar de dentes, como se fosse algo que merecesse atenção minuciosa, O seu secar de cabelos e a forma como segura a xícara de café com as duas mãos, abraçando-as com tanta força, que parece que segura meu coração. E seu andar de bailarina na ponta do pé, ao sair do boxe do chuveiro? Esquece sempre a toalha e sai, como se estivesse num campo minado. Meu Deus, é lindo e hilário! As coisas corriqueiras aqui mereceriam meus versos mais sinceros, e eu poderia narrar nosso dia como se fosse um reality show da televisão. É uma bobagem, eu sei. Mas quem resiste há amores bobos e calmos, como dias de domingo? O mundo lá fora buzina tanto, e aqui, até seu lavar de louças parece tango. Há um amor escondido entre as tarefas monótonas do dia a dia, tipo quando eu faço um jantar insosso e, mesmo assim, você nem liga. Mas — não se engane —a leveza do dia não apaga o furor da noite. Lá sim, somos caos, mas com muito mais suor e sal. Afinal, cá entre nós é muito mais delicioso.

#espalheamorporaí <3

Sem comentário para "A simplicidade de uma vida a dois|DQ 205"


deixe seu comentário