Zico, o goleiro artilheiro, polêmico e lendário

0comentário

Fonte: e-mail do amigo José Renato (do site http://www.memoriafutebol.com.br/blog)

José Aparecido Rodrigues nasceu na cidade paranaense de Andirá em 09 de novembro de 1954. Membro de uma família de lavradores trabalhou até os 18 anos nas plantações da família Matsubara, mais especificamente dirigindo um trator. Ainda criança ganhou o apelido pelo qual passou a ser conhecido no futebol, Zico.

Tinha como diversão aos finais de semana, bater bola com seus colegas de trabalho e tentar marcar um gol em seu pai, José, que era considerado um dos grandes goleiros da região. Em 1974, a família Matsubara fundou a equipe de futebol, Sociedade Esportiva Matsubara, cujo principal objetivo era revelar jovens talentos. Por orientação do pai, foi fazer testes na equipe para a posição de goleiro. Embora tivesse apenas 1,74 m de altura, era muito ágil e foi aprovado.

Pelo fato da equipe do Matsubara, naquele tempo, atuar apenas em competições amadoras, Zico acabou se transferindo para o Nove de Julho da cidade de Cornélio Procópio e logo em seu primeiro ano como profissional, fez parte do elenco que conquistou a divisão de acesso do campeonato paranaense de 1975. Lá ficou até 1977, quando foi para equipe catarinense do Marcílio Dias, retornando em seguida para o futebol paranaense, desta vez para atuar no Toledo.

Em meados de 1979 foi contratado pelo Cascavel, onde voltou a ser campeão da divisão de acesso do estadual. O ano de 1980 foi marcante. A equipe caçula na primeira divisão fez uma grande campanha e deve isso muito as atuações de Zico. No quadrangular final da competição, em 16 de novembro, no estádio Theodoro Colombelli, o popular Ninho da Cobra, ao repor a bola em campo com um chutão para frente, acabou surpreendendo o arqueiro rival, Joel Mendes, marcando o segundo gol da vitória por 3 a 0 frente ao Colorado. Duas semanas depois, o Colorado precisava golear o Cascavel por 5 gols de diferença para ser campeão estadual. Chegou a abrir 2 gols de vantagem ainda no primeiro tempo. Com dois jogadores expulso, outros dois atletas do Cascavel não voltaram para a partida após o intervalo. No primeiro lance do segundo tempo, Zico chutou a bola para fora e caiu ao chão sentindo uma duvidosa contusão. Com apenas 6 atletas em campo, abaixo do numero mínimo, o arbitro Tito Rodrigues encerrou a partida. A decisão do titulo paranaense foi para os tribunais e o titulo acabou sendo dividido pelas duas equipes.

Zico voltaria aos holofotes em 25 de novembro de 1981, novamente em uma partida decisiva frente o Colorado. As equipes se enfrentavam por uma vaga na Taça de Prata de 1982. Durante a partida, que acabou 2 a 2, após um choque com o atacante Freitas, fraturou o braço. Uma vez que as substituições já tinham sido feitas, Zico permaneceu em campo e foi para a decisão por pênaltis. Após defender a cobrança batida pelo atacante Popéia, a disputa continuava empatada. Nas cobranças alternadas, Zico marcou a sua penalidade e em seguida defendeu, de cabeça, a bola chutada pelo goleiro Joel Mendes. O arbitro mandou voltar, alegando atitude antidesportiva. Na nova cobrança, a bola foi batida para fora. A vaga era do Cascavel.

Em 22 de setembro de 1982, inconformado pelo gol impedido do União Bandeirante, na derrota do Cascavel por 2 a 1,em partida válida pelo campeonato paranaense, resolveu protestar com a arbitragem. Ao receber uma bola recuada, sentou sobre ela. A confusão foi generalizada e acabou com invasão da torcida rival. Ao final da temporada foi contratado para atuar pelo Colorado que disputaria a Taça de Ouro, a primeira divisão do campeonato brasileiro de 1983.

Em sua primeira partida no estádio do Maracanã, em 2 de fevereiro de 1983, frente ao Botafogo, após o intervalo da partida, o arbitro, Gílson Ramos Cordeiro, apitou o reinicio da partida sem notar que Zico ainda não voltara do vestiário. Ao notarem isso, os atletas do alvinegro tentaram, em vão, desesperadamente chutar em direção do gol vazio. A cena do goleiro correndo em direção do gol com a bola já rolando, e gritando “olha eu aqui, olha eu aqui…”é,  sem dúvida alguma, uma das mais engraçadas da história do maior estádio do mundo. O árbitro parou o jogo e deu bola ao chão. A partida acabou sem gols e ao final dela, Zico se dirigiu ao juiz para pedir desculpas pela trapalhada dizendo: “o estádio é muito grande, por isso é preciso prestar atenção a tudo o que acontece”.

Embora tenha feito um bom campeonato com o Colorado, ainda naquele ano foi vendido ao Pinheiros. Após uma breve passagem no Comercial do Mato Grosso do Sul, durante o ano de 1984, retornou ao Pinheiros, onde ficou até 1985, saindo de volta ao Cascavel, onde era considerado um herói. Com 31 anos, por conta da demissão do técnico Mosquito, e pelo fato de estar contundido, chegou a atuar como técnico, com a condição de ficar no banco com o uniforme de goleiro. Não queria passar a imagem que teria aposentado. Saiu do Cascavel em 1987, contratado pelo CSA de Alagoas. No ano seguinte defendeu o ASA de Arapiraca.  Em 1989 retornou ao Paraná, para atuar no Grêmio Maringá e encerrar a carreira no Sport de Campo Mourão em 1990.

Zico foi um goleiro de momentos únicos, um protagonista em ocasiões inusitadas, um personagem real que certamente poderia fazer parte de qualquer lenda que tenha o futebol como plano de fundo.

sem comentário »

Gabarito provisório do 2º bimestre de TGP da turma 60282 da Universidade CEUMA

0comentário

1 – somente a frase B é correta

2 – ambas as frases são corretas

3 – nenhuma das frases é correta

4 – nenhuma das frases é correta

5 – nenhuma das anteriores

6 – alteração objetiva

7 – absoluta e relativa

8 – parte interessada

9 – qualquer

sem comentário »

Vem aí o processo seletivo público com quase oito mil vagas na área da saúde

1comentário

Fonte: http://www.ma.gov.br/governo-aprova-seletivo-publico-da-saude-com-7-902-vagas-para-cadastro-de-reserva/

Secretário de Estado da Saúde, Marcos Pacheco, durante entrevista recente sobre o seletivo público. Foto: Francisco Campos/SES

O Governo do Estado, por meio da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh), instituição pública, criada pela Lei Estadual nº. 9.732, de 19 de dezembro de 2012, autorizou a realização de processo seletivo público n°03/2015 para preenchimento de 7.902 vagas de cadastro de reserva para cargos de níveis fundamental, médio e superior. O edital do seletivo público com provas e títulos, a ser realizado pela Fundação Sousândrade, será lançado em até 15 dias, no site da Fundação.

No total serão 42 Unidades de Saúde do Estado, distribuídas em seis regionais de saúde: Regional de Codó (6 unidades), Regional de Timon (2), Regional de São Luís (23), Regional de Imperatriz (3), Regional de Presidente Dutra (5) e Regional de Santa Inês (3).

No início do mês de novembro, a Emserh realizou a primeira chamada dos aprovados do seletivo n° 02/2015 para comprovação da documentação dos candidatos classificados para trabalhar no Laboratório Central de Saúde Pública do Maranhão (Lacen/MA), Central de Hematologia e Hemoterapia do Maranhão (Hemomar), Unidade Mista do Maiobão e Hospital Presidente Vargas.

Após análise documental, alguns candidatos não conseguiram comprovar o que informaram na ficha de inscrição. Consequentemente, tiveram pontuação reduzida e outros candidatos subiram de colocação em razão disso.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) reitera que, na segunda chamada, 127 profissionais da saúde que participaram do certame, foram convocados, também, para a entrega documental nos próximos dias 23 e 24 de novembro. A classificação poderá sofrer alterações se o candidato não comprovar o que informou no ato da inscrição, como consta no edital.

Emserh assumirá funcionários do ICN

Em decorrência da operação da Polícia Federal (PF) “Sermão aos Peixes”, por determinação judicial, a SES rescindiu o contrato de gestão com o Instituto Cidadania e Natureza (ICN), Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) que ganhou concorrência pública para a gestão de algumas unidades da rede estadual de saúde.

Sendo assim, desde a última terça-feira (17/11), a Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh) passou a assumir todos os funcionários das unidades que possuíam contrato com o ICN. O secretário de Estado da Saúde, Marcos Pacheco, tranquiliza todos os funcionários e pede que continuem em seus postos de trabalho. “Todos os funcionários do ICN podem continuar trabalhando normalmente, não deixaremos a saúde parar de jeito nenhum. Vamos iniciar o processo de contratação dos funcionários do ICN pela Emserh, imediatamente”, explica Marcos Pacheco.

1 comentário »

Punição a pais por faltas a reuniões escolares pode ser agravada

0comentário

Fonte: http://www12.senado.gov.br/noticias/materias/2015/08/18/punicao-a-pais-por-faltas-a-reunioes-escolares-pode-ser-agravada?utm_source=midias-sociais&utm_medium=midias-sociais&utm_campaign=midias-sociais

Link permanente da imagem incorporada

Senadores da Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) divergiram, na terça-feira passada (18/11), sobre flexibilizar ou não as punições estabelecidas em projeto de lei (PLS 189/2012) do senador Cristovam Buarque (PDT-DF). Depois de alguma polêmica, a comissão acabou aprovando substitutivo do senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) à proposta, que estipula penalidades para os pais ou responsáveis que não participarem das reuniões escolares de avaliação de seus filhos ou dependentes.

Segundo explicou Bezerra, os pais ou responsáveis terão que comprovar a presença a, pelo menos, quatro reuniões anuais para se livrarem de eventuais sanções. Quem não cumprir esta exigência poderá enfrentar punições similares às aplicadas ao eleitor que deixa de votar, como ficar proibido de se inscrever em concurso público; de receber remuneração ou proventos de emprego ou função pública; de obter empréstimo em bancos oficiais; de tirar passaporte e carteira de identidade.

– Se o voto é obrigatório, mais obrigatório ainda é o mandamento constitucional que impõe a obrigação da família acompanhar o rendimento escolar de seu dependente – sustentou Bezerra.

O relator disse ainda ter abrandado o PLS 189/2012 ao retirar duas punições previstas no texto original. Assim, ficaram de fora do substitutivo a proibição de renovação de matrícula em escola pública e de participação em qualquer ato para o qual se exija quitação com o serviço militar ou declaração de imposto de renda.

Judicialização

Ao mesmo tempo em que defendeu a proposta de Cristovam e seu substitutivo, Bezerra recomendou a rejeição de emenda substitutiva oferecida pelo senador Donizetti Nogueira (PT-TO). Como Donizeti só propunha punição aos pais ou responsáveis a partir da ausência a quatro reuniões, o relator considerou que sua emenda “prejudicava o mérito do projeto original”.

Bezerra também rejeitou sugestão da senadora Simone Tebet (PMDB-MS) no sentido de se flexibilizar estas punições. Preocupada em resguardar as famílias mais humildes, Simone sugeriu que, na primeira ausência a uma reunião de avaliação, o pai ou responsável recebesse uma advertência da escola. Já na segunda falta seguida, a escola deveria informar o fato ao juiz da comarca para a adoção de providências.

Para o relator do PLS 189/2012, a interferência do juiz na relação escola-família vai criar uma “judicialização desnecessária”. Já a sugestão de Simone recebeu o apoio dos senadores Antonio Anastasia (PSDB-MG) e Lasier Martins (PDT-RS).

Votação final

Na avaliação de Donizeti, sua emenda substitutiva não alterava o mérito nem prejudicava a proposta de Cristovam.

– O projeto trata a ferro e fogo (a falta a reunião escolares) e na minha proposta eu quis graduar a pena – disse Donizetti.

Uma saída para o impasse surgiu quando Cristovam sugeriu que a CE aprovasse o substitutivo de Bezerra e deixasse a discussão de mérito sobre o PLS 189/2012 para a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). As posições de Donizeti e Simone sobre a flexibilização das penas pelas faltas a reuniões escolares voltariam a ser apresentadas lá, onde o projeto vai a votação final.

sem comentário »

Acadêmicos do Curso de Jornalismo da Universidade CEUMA realizam visita técnica ao Sistema Mirante

0comentário

Fonte: http://www.ceuma.br/portal/academicos-do-curso-de-jornalismo-realizam-visita-tecnica-ao-sistema-mirante/

Os alunos do 1° período do curso de Jornalismo da Universidade Ceuma visitaram, no dia 19 de novembro, o Sistema Mirante de Comunicação. A atividade é parte integrante da disciplina Processos e Técnicas de Jornalismo, ministrada pela Profª Selma Cavaignac.

Os futuros jornalistas puderam conhecer a Redação dos telejornais, o Portal G1, estúdios de gravação, ilhas de edição e de transmissão. A visita técnica teve como finalidade fornecer aos alunos uma visão geral de todo o processo de produção noticiosa dentro de um veículo de comunicação.

Para a Coordenadora do Curso de Comunicação Social, Profª Selma Cavaignac, “As visitas técnicas são sempre estimuladas no Curso de Jornalismo, pois permitem que os alunos tenham um contato direto com mercado profissional em que irão atuar. Isso acaba sendo um elemento de motivação, pois eles passam a entender de forma prática a atuação da profissão que eles escolheram”, disse.

sem comentário »

Pesquisa em solos do MA evidencia novas bactérias produtoras de antibióticos

0comentário

Fonte: http://www.ceuma.br/portal/pesquisa-em-solos-do-maranhao-evidencia-novas-bacterias-produtoras-de-antibioticos/

Em estudo recente realizado pelo aluno do mestrado em Biologia Parasitária da Universidade Ceuma, Israel Viegas Moreira, foi verificada a presença em solos de diferentes ecossistemas do Maranhão de uma grande diversidade de microrganismos produtores de antibióticos. A detecção de antibióticos produzidos por microrganismos presentes em solos tem levado à descoberta da maior parte do quantitativo de antibióticos atualmente utilizados pela medicina para o combate das doenças infecciosas no mundo.

O crescente aumento de bactérias resistentes a múltiplas drogas e a falta de opções terapêuticas tem levado a busca de novos antibióticos, principalmente de microrganismo do solo.

Segundo o orientador do projeto, prof. Dr. Valério Monteiro Neto, “o Estado do Maranhão está localizado em uma zona de transição entre a região Norte e Nordeste, apresentando uma diversidade de ecossistemas não investigados do ponto de vista da microbiota produtora de antibióticos. Portanto, havia a suspeita da existência de novos microrganismos produtores de metabólitos com atividade antimicrobiana”, afirma o pesquisador.

“Caso fosse confirmado, esse achado poderia revelar potenciais antibióticos ainda não conhecidos e que, futuramente, poderiam ser empregados na prática médica”, declara a co-orientadora do estudo, profa. Dra. Maria Rosa Quaresma Bomfim.

Após empregarem técnicas convencionais e modernas para detecção de fungos e bactérias do solo, visando a caracterização dos microrganismos isolados por sequenciamento do seu DNA, os autores da pesquisa conseguiram evidenciar 95 microrganismos produtores de antibiótico entre 599 inicialmente analisados. Muitos desses microrganismos são desconhecidos em nível de espécie ou de gênero e foram estudados a partir de amostras de solos de 19 municípios do Maranhão.

Os pesquisadores acreditam que o estudo aprofundado desses microrganismos possibilitará a descoberta de novos princípios ativos contra bactérias resistentes aos antibióticos atualmente vendidos no mercado.

sem comentário »

Está chegando a hora de pagar a 1ª parcela do 13º salário da sua empregada doméstica

0comentário

Fonte: e-mail do www.nolar.com.br

A Lei determina que a 1ª parcela do Décimo Terceiro Salário da sua empregada doméstica deve ser paga até o dia 30 de Novembro de 2015.

Antes de pagar o 13º a sua empregada certifique-se dos valores.

Existem descontos que muitos não sabem como por exemplo:
* Caso a empregada não tenha feito um ano de contrato, os meses antes da admissão devem ser descontados.

* O mês da admissão também deve ser descontado caso ela tenha trabalhado menos de 15 dias.

* No caso de afastamento por doença ou maternidade o INSS já paga o 13º proporcional e portanto você não deve pagá-lo em duplicidade.

Já horas extras, adicional noturno e extras por feriados/domingos devem ser considerados no cálculo.

sem comentário »

Conheça o Decreto que dispõe sobre o – Consumidor.gov.br – sistema alternativo de solução de conflitos de consumo

0comentário

Fonte: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Decreto/D8573.htm

DECRETO Nº 8.573, DE 19 DE NOVEMBRO DE 2015

Dispõe sobre o Consumidor.gov.br, sistema alternativo de solução de conflitos de consumo, e dá outras providências.

A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso das atribuições que lhe conferem o art. 84, caput, incisos IV e VI, alínea “a”, da Constituição, e tendo em vista o disposto no art. 4º, caput, incisos III e V, da Lei nº 8.078, de 11 de setembro de 1990, 

DECRETA: 

Art. 1º  Este Decreto dispõe sobre o Consumidor.gov.br, sistema alternativo de solução de conflitos de consumo, de natureza gratuita e alcance nacional, na forma de sítio na internet, com a finalidade de estimular a autocomposição entre consumidores e fornecedores para solução de demandas de consumo. 

Art. 2º  São objetivos do Consumidor.gov.br:

I – ampliar o atendimento ao consumidor;

II – prevenir condutas que violem os direitos do consumidor;

III – promover a transparência nas relações de consumo;

IV – contribuir na elaboração e implementação de políticas públicas de defesa do consumidor;

V – estimular a harmonização das relações entre consumidores e fornecedores; e

VI – incentivar a competitividade por meio da melhoria da qualidade do atendimento ao consumidor. 

Art. 3º  A Secretaria Nacional do Consumidor – Senacon do Ministério da Justiça prestará o apoio administrativo e os meios necessários para o funcionamento do Consumidor.gov.br. 

Art. 4º  Fica instituído, no âmbito do Ministério da Justiça, o Comitê Gestor do Consumidor.gov.br, com o objetivo de definir ações e coordenar a gestão e manutenção do Consumidor.gov.br. 

§ 1º  O Comitê Gestor será composto por:

I – um representante da Senacon do Ministério da Justiça, que o presidirá;

II – um representante da Secretária-Executiva do Ministério da Justiça;

III – quatro representantes do Sistema Nacional de Defesa do Consumidor; e

IV – quatro representantes do setor produtivo. 

§ 2º  Os órgãos e entidades a que se referem os incisos de I a IV indicarão seus representantes e suplentes, que serão designados por ato do Ministro de Estado da Justiça. 

§ 3º  O Comitê Gestor do Consumidor.gov.br poderá convidar especialistas ou representantes de órgãos ou entidades, públicas ou privadas, inclusive organizações da sociedade civil, para acompanhar ou participar de suas reuniões. 

Art. 5º  Compete ao Comitê Gestor do Consumidor.gov.br:

I – apoiar a Senacon na gestão do sistema e no aprimoramento das políticas e diretrizes de atendimento aos consumidores;

II – promover o Consumidor.gov.br por meio da elaboração de ações específicas;

III – propor mecanismos para o financiamento, a manutenção e o aprimoramento do Consumidor.gov.br; e

IV – elaborar seu regimento interno, que deverá ser aprovado por maioria simples de seus membros. 

Art. 6º  A participação no Comitê Gestor do Consumidor.gov.br será considerada prestação de serviço público relevante, não remunerada. 

Art. 7º  Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. 

Brasília, 19 de novembro de 2015; 194º da Independência e 127º da República.

DILMA ROUSSEFF
Gabriel de Carvalho Sampaio

Este texto não substitui o publicado no DOU de 20.11.2015

 

sem comentário »

Câmara dos Deputados obriga incorporadoras de imóveis a indenizarem compradores por atrasos

0comentário

Fonte: http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/noticias/CONSUMIDOR/500232-CAMARA-OBRIGA-INCORPORADORAS-DE-IMOVEIS-A-INDENIZAREM-COMPRADORES-POR-ATRASOS.html

Link permanente da imagem incorporada

Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados
Leonardo Picciani - 2013
Dep. Leonardo Picciani deu parecer favorável ao projeto, que será analisado agora pelo Senado Federal

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados aprovou na quarta-feira (18/11) proposta que obriga as incorporadoras de imóveis a indenizar o comprador se não concluírem a construção do edifício ou atrasarem a obra sem justificativa. Pelo texto aprovado, que segue para análise do Senado, essa indenização será mensal, em valor correspondente ao do aluguel que teria a unidade adquirida.

Relator na CCJ, o deputado Leonardo Picciani (PMDB-RJ) defendeu a constitucionalidade, a juridicidade e a boa técnica legislativa do substitutivo adotado pela Comissão de Defesa do Consumidor, de autoria do ex-deputado Vital do Rêgo Filho. O projeto original (PL 3019/08) é de autoria do também ex-deputado Antonio Bulhões.

Vital do Rêgo Filho incorporou sugestões dos deputados Celso Russomanno (PRB-SP) e Carlos Sampaio (PSDB-SP) para que o cálculo da indenização tenha como parâmetro a média de mercado da localidade em que se situa o bem.

O relator também modificou a proposta para permitir que seja autorizada a transferência do empreendimento a outra incorporadora em caso de inadimplência no pagamento da indenização, e também que seja incluída uma cláusula contra atrasos excessivos nas obras.

ÍNTEGRA DA PROPOSTA:

sem comentário »

Corregedoria pede à PF investigação contra dono do site “Cartório Virtual”

0comentário

Fonte: http://www.cnj.jus.br/noticias/cnj/80931-corregedoria-pede-a-pf-investigacao-contra-dono-do-site-cartorio-virtual

Cartório Virtual. Foto: Gil Ferreira/Agência CNJ

A corregedora nacional de Justiça, ministra Nancy Andrighi, solicitou ao diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello, a instauração de inquérito policial contra o proprietário do site “Cartório Virtual”, Marcelo Lages Ribeiro de Carvalho. Para a Corregedoria do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Lages faz uso indevido da nomenclatura “Cartório” e do Brasão da República como forma de dar aparência de legalidade aos serviços prestados por meio de sua página na internet.

Lages, que, conforme noticiado pela imprensa, se apresentava como tabelião e perito judicial, já vinha sendo alvo de apuração da Corregedoria desde agosto. A investigação buscava saber se ele era de fato um tabelião e a qual serventia extrajudicial ele estaria vinculado. As corregedorias dos Tribunais de Justiça de todo o país informaram que Marcelo Lages Ribeiro de Carvalho não é ligado, nem direta nem indiretamente, a cartório algum.

Uma vez que Lages não é ligado a nenhuma serventia extrajudicial, a Corregedoria Nacional de Justiça resolveu acionar a Polícia Federal. De acordo com a corregedora Nancy Andrighi, “a utilização do Brasão da República pelo ‘Cartório Virtual’ transmite aos seus usuários a ideia de que estão acessando um site oficial do Poder Judiciário”.

Para a ministra, Lages usa “indevidamente a credibilidade de um símbolo nacional para escamotear a provável ilegalidade dos seus serviços (como a quebra de sigilo telefônico), transmitindo aos mais incautos a equivocada impressão de que sua atividade é lícita”.

A corregedora também lembrou que o uso do nome “Cartório” é restrito aos Cartórios de Justiça nas repartições públicas, sob a direção de um escrivão; aos Cartórios Extrajudiciais, relacionados às atividades de protesto de títulos, notários, autenticação de documentos, reconhecimento de firmas, registro civil e registro imobiliário; e aos Cartórios Judiciais agregados a cada Vara.

O uso indevido de selo ou sinal público está tipificado no artigo 296 do Código Penal.

sem comentário »