Senador defende intervenção federal no transporte por ferry-boat em meio à crise no serviço

0comentário
Transporte por ferry-boat que interliga a Ilha de São Luís e o continente opera precariamente, o que justifica intervenção federal no serviço

O senador Roberto Rocha (PTB) defendeu, nessa terça-feira (17), intervenção federal no transporte por ferry-boat que opera na travessia entre os terminais da Ponta da Espera, em São Luís, e o Terminal do Cujupe, em Alcântara. Rocha voltou a abordar o assunto no plenário do Senado em meio à ampla repercussão da crise no serviço, que se estende por várias semanas.

Lamentando novamente os prejuízos causados aos usuários pela intervenção desastrosa decretada pelo Governo do Estado, em 2020, na Serviporto, uma das concessionárias do transporte aquaviário entre a Ilha de São Luís e o continente, ele pediu atenção especial do Governo Federal para a questão.

O senador apontou a população da Baixada Maranhense, região com maior número de habitantes e mais pobre do estado, que utiliza as embarcações diariamente para se deslocar e ganhar o sustento, como a mais prejudicada pelo colapso do serviço.

Para Roberto Rocha, diante das sucessivas panes em ferry-boats, das filas quilométricas, do desconforto, do risco permanente de acidentes durante as travessias e dos demais transtornos causados pela má gestão estadual do serviço, é preciso que o Governo Federal tome providências urgentes para garantir o direito constitucional de ir e vir dos usuários.

Assista:

sem comentário »

Titãs se apresentará em São Luís no início de julho

0comentário
Banda Titãs vai se apresentar em São Luís no dia 2 de julho

São Luís – Um dos melhores grupos de rock nacional, Titãs se apresentará em São Luís dia 2 de julho, no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana, O grupo está completando 40 anos de história e vem com o projeto “Trio Acústico”.  

Tony Belloto, Branco Mello e Sérgio Britto, acompanhados pelos músicos Beto Lee, Mário Fabre e Caio Góes Neves, prometem um show intimista e afetivo.

A apresentação incluirá canções do clássico Titãs Acústico MTV e outras músicas de sucesso da banda, como “Porque Eu Sei Que é Amor”, “Enquanto Houver Sol” e “Epitáfio”.

Os ingressos podem ser adquiridos pelo site da Bilheteria Digital (Site, app ou Shopping da Ilha e Rio Anil Shopping), ou na Loja Miusique Store (Golden Shopping e Champs), 4Mãos Store (São Luís Shopping).

Serviços

O quê

Titãs – “Trio Acústico” em São Luís

Quando

2 de julho

Onde

Centro de Convenções de São Luís

Abertura dos portões: 20h

Valores: Cadeira ouro custa R$ 320 e a meia R$ 160. Ingresso social do setor ouro custa R$ 150 + 1kg de alimento não perecível, sendo entregue na entrada do evento. Cadeira prata custa R$ 250 e a meia R$ 125. Ingresso social R$ 125 + 1kg de alimento não perecível.

Mais informações: Instagram @4maos

Realização: 4Mãos Entretenimento

sem comentário »

PRF recebe doação de aparelhos apreendidos nas BRs do Maranhão

0comentário

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) recebeu nesta terça-feira (17), em Imperatriz, 40 celulares e um notebook doados pela Receita Federal. Os aparelhos foram apreendidos em ações da própria PRF em ações de combate aos crimes de contrabando e descaminho na região tocantina.

A entrega foi realizada pela auditora-fiscal Elaine Fernandes Costa, chefe da Agência da Receita Federal em Imperatriz, e pelo analista tributário Juliney Ferreira Costa.

“Esses aparelhos recebidos agora serão utilizados pelos policiais rodoviários federais em fiscalizações de trânsito e de combate à criminalidade nas rodovias federais que cortam o Maranhão”, explicou o chefe da Delegacia da PRF em Imperatriz, inspetor Petrus, que recebeu os bens doados pela Receita Federal.

A PRF e a Receita Federal têm atuado em conjunto em diversas ações de combate aos crimes fiscais no Maranhão.

sem comentário »

Releituras

0comentário

Já faz muito tempo que eu tenho vontade de tratar sobre um assunto que acredito atormentar pessoas que, como eu, ama versões originais, sejam elas de músicas ou filmes.

Recentemente estivemos em um pequeno paraíso onde uma alameda iluminada por luzes amarelas pipocavam nas árvores formando cachopas de lâmpadas que pendiam em diferentes alturas, iluminando duas dúzias de restaurantes típicos e gourmets num povoado de meio milênio de idade.

Estávamos em Trancoso, passando pequenas férias em família. Passávamos os dias ao redor da piscina, numa casa dos sonhos, e as noites íamos para o “Quadrado”, o centro do povoado, onde ficam os restaurantes e uma grande quantidade de lojinhas de marcas nacionais e internacionais, além de muitas barraquinhas de vendedores locais de artesanato e utensílios.

Até aí, tudo bem. O problema começava quando nos dirigíamos aos restaurantes e os cantores de cada um deles, em volumes elevados tentavam mostrar suas habilidades.

Pior mesmo foi quando escolhemos um lugar para jantar. Sentamos, uma simpática moça trouxe os cardápios… Foi aí que observamos – ouvimos – um rapaz, sentado ao fundo, dedilhando um violão, interpretando músicas de renomados compositores.

Nem vou comentar sobre o que comemos naquela noite. Em Trancoso não achamos nenhum lugar onde a comida fosse ruim. É verdade que existem lugares bem melhores que outros, mas ruim não conhecemos nenhum. O foco de meu texto de hoje é as apresentações musicais, ao vivo dos restaurantes que frequentamos.

Naquela noite especificamente, o rapaz que lá cantava era até esforçado, tinha iniciativa, mas ao constatar isso lembrei do que dizia Napoleão sobre os tipos de soldados que existiam em seu tempo e que ainda hoje devem povoar os exércitos pelo mundo.

Bonaparte dizia que havia quatro tipos de soldados: Os inteligentes com iniciativa; os inteligentes sem iniciativa; os burros sem iniciativa; e os burros com iniciativa.

Os inteligentes com iniciativa eram feitos seus comandantes. Os inteligentes sem iniciativa serviam como seus oficiais superiores, aqueles que recebiam ordens e as cumpriam correta e fielmente. Já os burros sem iniciativa eram colocados na frente de batalha, eram os buchas de canhão. Já os burros com iniciativa, esses Napoleão odiava e não os queria em seus exércitos, pois eram capazes de cometerem as maiores loucuras em nome da crença que serem bons no que fazem, sendo que não o são, pelo contrário.

A mesma coisa se pode dizer em relação a alguns artistas, músicos, escritores, pintores, diretores de cinema e até a artistas da política, já que este universo também tem a ver comigo.

O fato é que o cantor que se apresentava naquele restaurante resolveu fazer releituras de todas as músicas que apresentava e assassinava a todas as composições de deuses da musica baiana e nacional.

Assassinou músicas de Gil, Caetano, Ivete. Assassinou composições de Dorival Caymi e de Os Novos Baianos.

Não satisfeito o rapaz seguiu destruindo as músicas que cantava. Jogou no lixo Adoniran Barbosa, Martinho da Vila, Cartola, Wilson Simonal, Jorge Benjor e até de Pixinguinha e Noel Rosa.

O certo é que a releitura das músicas, a revisitação atabalhoada das melodias, dos compassos, dos andamentos, das entonações,  e até das letras, fazia com que clássicos da nossa música se tornassem sabujos, exclusivamente pela vontade do “artista” querer “inovar”.

Ao ouvir a tentativa desastrosa do rapaz, lembrei das tentativas igualmente desastrosas de refilmagens de clássicos do cinema, como “Ben-Hur”, “Spartacus”, “A fantástica fábrica de chocolate”, “O grande Gatsby” e tantos outros.

Releituras trazem em si o peso da necessidade de pelo menos se igualar ao sucesso conseguido pelos gênios que criaram o produto original, que só é passível de releitura porque foi, em seu tempo um grande sucesso de crítica e de público, e isso é muito, muito, muito difícil de ser conseguido.

sem comentário »

O podcast deste sábado conta com hits especiais para homenagear ícones do reggae

0comentário

No episódio deste sábado (26), o Reggae Point está acompanhado por trilhas de cinco dos maiores nomes do reggae jamaicano: Derrick Morgan, Bob Andy, Ken Boothe, Byron Lee e Jacob Miller. Durante o programa, os ouvintes participam indicando um sucesso, como “By By Love”, do cantor americano David Lindley. Acesse aqui e curta em poucos minutos!

sem comentário »
Twitter Facebook RSS