Francisca Primo discute aproveitamento de alimentos

0comentário

Presidindo a Frente Parlamentar em Defesa da Segurança  Alimentar e Nutricional, a deputada estadual, Francisca Primo (PCdoB) reuniu – se com membros do Fórum Maranhense de Segurança Alimentar e Nutricional (FMSAN), Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSEA/MA),   Secretaria Adjunta de Segurança Alimentar e Nutricional (SASAN) e Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (SEDES) na última segunda-feira (07) para debater sobre o Programa de Aproveitamento de Alimentos não consumidos no Estado.

Na ocasião foram apresentadas ideias e soluções para a instalação do Banco de Alimentos na Central Estadual de Abastecimento (CEASA) na capital.

Projeto de Lei para a criação do Banco de Alimentos

Entre os pontos definidos durante a reunião, se destaca o encaminhamento para votação na Assembleia Legislativa o Projeto de Lei para a criação do Banco de Alimentos que tem como objetivo a contribuição para a Segurança Alimentar e Nutricional. Autora da Lei de n° 10.232/15 que institui o Programa de Aproveitamento de Alimentos não consumidos no Maranhão, a deputada estadual, Francisca Primo (PCdoB) mostrou-se empenhada em atender as solicitações apresentadas.

“Como saldo positivo da reunião ficou decidido que enviaremos um anteprojeto que tratará do Banco de Alimentos em nosso estado, para fortalecer o banco que deverá ser inaugurado nesse primeiro semestre pelo Governo do Estado, através da  SEDES”  apontou a parlamentar.

Na ocasião a Secretária Adjunta de Segurança Alimentar e Nutricional da SEDES, Lourvídia Caldas, explicou sobre o processo de organização para a inauguração do Banco de Alimentos.

“Estamos com a estrutura quase toda pronta, também estamos realizando o recrutamento da equipe. Esse é um trabalho realizado em parceria com a CEASA para contribuir com o fortalecimento da Segurança Alimentar e Nutricional e também reduzir o desperdício de alimentos” ressaltou a secretária.

Programa de Aproveitamento de Alimentos não consumidos no Maranhão

O programa busca resgatar alimentos não comercializados e não consumidos em restaurantes, supermercados, empresas e áreas afins que estejam em perfeitas condições de higiene, para serem, devidamente transportados e armazenados, para que cheguem à mesa de milhares de famílias carentes.

Foto: Divulgação

sem comentário »