Presos suspeitos de matar prefeito de Davinópolis

0comentário

A Polícia Civil do Maranhão prendeu, na manhã desta quarta-feira (11), quatro suspeitos de matar de Ivanildo Paiva (PRB), que era prefeito de Davinópolis, no dia 11 de novembro, na zona rural do município. A cidade onde aconteceu o crime fica distante 663 km de São Luís.

A operação cumpre mandados de busca e apreensão e prisão nas cidades de Barra do Corda, Grajaú e Imperatriz, no Maranhão, e Dom Elizeu, no Pará. Entre os presos, até o momento, estão dois policiais.

Os presos são Francisco de Assis Bezerra Soares, conhecido como “Tita”, que é policial militar no Pará e foi preso em Dom Elizeu; José Denilton Guimarães, conhecido como Boca Rica, que é mecânico; Willame Nascimento da Silva, policial militar do Maranhão lotado em Grajaú, e Jean Dearlen dos Santos, o “Jean Listrado”, que segundo as investigações é pistoleiro. Outros dois mandandos de prisão ainda estão em aberto, portanto seis pessoas devem ser presas ao fim da operação.

Tita e José Guimarães, segundo a polícia, foram os responsáveis pela articulação para a contratação dos assassinos. E segundo a Polícia Civil, Jean Listrado e Willame da Silva foram chamados para serem os executores.

As prisões desta terça-feira (11) são a primeira parte da operação, que visa prender os envolvidos na execução do crime. Na sequência, com os depoimentos deles, a polícia pretende chegar aos mandantes e entender a motivação do homicídio. A operação policial coincide com a data que marca um mês da morte de Ivanildo.

sem comentário »

Bandidos explodem três bancos em apenas 15 dias

0comentário


Noite de terror e pânico, neste domingo (9), em Arame, a 476 Km de São Luís.

Bandidos fortemente armados bloquearam as principais ruas de acesso à cidade e no percurso até a agência do Bradesco fizeram moradores reféns.

Os bandidos explodiram a agência bancária e levaram o dinheiro que estava nos caixas. A Polícia não informou a quantia roubada.  Os reféns foram liberados logo após a fuga dos criminosos.

Este foi o terceiro caso de explosão e roubo a banco no interior do Maranhão em menos de 15 dias.

No último dia 25 de novembro, os bandidos levaram R$ 100 milhões num assalto ao Banco do Brasil, em Bacabal. A Polícia acredita que aproximadamente 32 bandidos tenham participado da ação. 10 bandidos foram presos e 6 morreram.

Na última quinta-feira (6), bandidos explodiram a agência do Banco do Brasil, em Humberto de Campos. Eles também metralharam a sede da 5ª Companhia da Polícia Militar na cidade.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Bandidos explodem banco em Humberto de Campos

0comentário

Bandidos explodiram na madrugada desta quinta-feira (6), a agência do Banco do Brasil em Humberto de Campos, que fica a 92 Km de São Luís.

A ação foi registrada por volta de 2h30 da madrugada.

Segundo a Polícia, os bandidos chegaram em três carros e se dividiram na entrada da cidade; um grupo seguiu em direção ao Quartel da Polícia Militar e um terceiro se dirigiu ao banco.

Além da agência do Banco do Brasil, os bandidos atacaram o Quartel da PM que teve o muro e o portão atingidos por disparos de armas de fogo.

Pelas informações, os bandidos não teriam conseguido levar o cofre com dinheiro.

Foto: Domingos Moraes

sem comentário »

PF deflara operação Hybris no Maranhão

0comentário

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (29), a operação Hybris com a finalidade de reprimir crimes de responsabilidade, lavagem de dinheiro e organização criminosa praticados pelos ex-gestores da prefeitura de Jenipapo dos Vieiras no período de 2005 a 2013.

As investigações foram iniciadas no ano de 2012 e culminaram com a identificação de um esquema criminoso que se apropriou de recursos públicos por meio de fraude em licitações e sua posterior ocultação com a compra de vasta quantidade de imóveis no interior do Estado do Maranhão, distribuindo-os entre familiares do ex-prefeito do município.

O grupo criminoso atuava desde 2005 dissimulando os desvios de verbas públicas destinadas aos fundos de participação municipal, saúde e educação por meio da contratação de empresas familiares que operacionalizavam as ações, que aconteciam principalmente com o saque em espécie de milhões de reais.

O prejuízo aos cofres públicos, segundo levantamentos preliminares, gira em torno de R$ 92 milhões de reais. Vale lembrar que o município de Jenipapo dos Vieiras apresentou-se como a terceira cidade com menor índice de desenvolvimento humano – IDHM do Maranhão no ano 2010.

A Polícia Federal cumpriu 11 (onze) mandados judiciais de busca e apreensão em São Luis, Jenipapo dos Vieiras e Cedral e, ainda, foi determinado o sequestro judicial de 62 imóveis que estão em nome dos investigados. A operação contou com a participação de 60 (sessenta) Policiais Federais desta Superintendência Regional do Maranhão.

O nome Hybris da operação vem de Aristóteles, que definia a humilhação de pessoas pelo mero descaso, independente de causa ou qualquer coisa que tenha acontecido ou que elas tenham feito. Hybris não é o acerto de contas por erros cometidos – isso é vingança. Hybris é o descaso que alguém tem pelos outros, ou pelos deuses, quando acha que pode fazer tudo que quiser.

Os envolvidos foram indiciados pelos crimes de responsabilidade, lavagem de dinheiro e associação criminosa, cujas penas máximas podem alcançar 22 anos de prisão.

Foto: Divulgação/Polícia Federal

sem comentário »

PRF abre 18 vagas em concurso para o Maranhão

0comentário

 

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou edital de concurso público para 500 vagas de policial rodoviário federal em todo o país. O salário é de R$ 9.473,57 para jornada de 40 horas semanais.

Das 500 vagas disponibilizadas para todo o pais, 18 são para Maranhão. A relação completa das vagas por estado você confere aqui.

Os candidatos devem ter nível superior em qualquer área e Carteira Nacional de Habilitação no mínimo de categoria “B” , sem observação de adaptação veicular ou restrição de locais e horário para dirigir.

A taxa de inscrição é de R$ 150 reais serão feitas entre 3 a 18 de dezembro pelo site http://www.cespe.unb.br/concursos/prf_18.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Delegado Tiago Bardal é preso outra vez

0comentário

A Policia Civil do Maranhão, através da Superintendência Estadual de Prevenção e Combate à Corrupção (SECCOR), em trabalho conjunto com o Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) do Ministério Público Estadual, cumpriu na manhã desta quarta-feira (28), mandados de prisão preventiva contra o delegado de policia civil Tiago Mattos Bardal, o investigador João Batista de Sousa Marques e os advogados Werther Ferraz Júnor e Ary Cortez Prado Júnior, tendo sido realizadas, também, buscas em suas residências. As ações ocorreram, simultaneamente, em São Luis e Imperatriz.

Essas ordens judiciais foram expedidas pela 1ª Vara Criminal de São Luis e decorrem de investigação conjunta iniciada no primeiro semestre deste ano, que aponta que os presos se associaram, de forma estável e permanente, em uma verdadeira organização criminosa, com o intento de extorquir grupos criminosos, vindo a receber parcela dos produtos dos assaltos a agências bancárias, e a proteger, mediante o pagamento de propina, criminosos que integravam o crime organizado.

A engenharia criminosa, a princípio, remonta aos anos de 2015 e 2016, quanto Tiago Bardal assumiu a chefia da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC).

Consta que o então superintendente e o investigador Batista, seu homem de confiança, passaram a cobrar propina de quadrilhas que atuavam no Maranhão, especialmente no roubo a banco, e que o faziam por intermédio dos advogados Whether e Ary Júnior, estes últimos, ligados ao crime organizado. As informações obtidas dão conta de que os policiais recebiam cerca de R$ 100 mil por assalto realizado, como uma espécie de “pedágio”, e que ainda assim cobravam para evitar as prisões de líderes.

Os policiais presos seguem para a Delegacia da Cidade Operária e os advogados para o sistema prisional, onde ficarão à disposição da Justiça.

As investigações avançam, com a intenção de averiguar a participação de outros policiais no esquema criminoso.

Foto: Reprodução/TV Mirante

sem comentário »

Ladrões podem ter levado R$ 100 milhões de banco

3comentários

A Polícia Civil do Maranhão disse na manhã desta terça-feira (27) que a quadrilha que assaltou uma agência bancária na cidade de Bacabal no domingo (25), trocou tiros com policiais e incendiou viaturas pode ter conseguido roubar cerca de R$ 100 milhões do local. Ainda de acordo com a polícia, desse montante, R$ 3 milhões já foram recuperados.

Na ação, quatro pessoas morreram: três assaltantes e um morador da cidade. Outro morador também foi atingido por disparos e segue em recuperação. Duas pessoas foram flagradas pela Polícia Militar dentro da agência recolhendo as cédulas deixadas pelos bandidos e foram detidas.

A investigação aponta que o chefe da quadrilha responsável pelo assalto chama José Francisco Lumes, mais conhecido como “Zé de Lessa”. Ainda segundo a polícia, ele estava comandando pessoalmente a ação da quadrilha no município.

De acordo com a polícia, “Zé de Lessa” é bastante conhecido por crimes em todo o país, especialmente por roubos a banco. Natural do estado da Bahia, “Zé de Lessa” já fez assalto a instituições financeiras, foi preso algumas vezes e a última vez que saiu da prisão foi para terminar de cumprir a pena no regime domiciliar.

Leia no G1

3 comentários »

Bandidos levam terror em assalto a banco em Bacabal

0comentário

Bandidos explodiram ontem à noite (25) a agência do Banco do Brasil, em noite de pânico em Bacabal, a 240 km de São Luís.

Segundo a polícia, a ação aconteceu por volta das 22h e durou aproximadamente 2 horas. Houve troca de tiros entre os bandidos e a polícia e três bandidos foram mortos. Um outro homem que participou da ação foi preso.

Os bandidos atacaram o quartel do 15º Batalhão da Polícia Militar e a Delegacia Regional de Polícia Civil.

Durante a fuga, a quadrilha atravessou dois veículos sobre as pontes que ficam entre o Rio Mearim e o Igarapé do Bambu na saída da BR-316.

A polícia prendeu duas pessoas que entraram na agência bancária para pegar cédulas que foram deixadas durante o crime.

Foto: Reprodução/TV Mirante

sem comentário »

500 assaltos a ônibus são registrados em São Luís

0comentário

O Sindicato das Empresas de Transportes (SET) registrou 500 assaltos desde o início de 2018, correspondente a uma média de dois assaltos por dia. Os casos chamam a atenção da Polícia Militar (PM) por causa da participação de adolescentes envolvidos nos assaltos aos coletivos.

A cobradora de ônibus, Nathália Saraiva, conta que foi assaltada quando estava saindo de casa para ir trabalhar, ela afirma ter sido abordada por um garoto armado com uma faca e vestido com o uniforme de uma escola. “Ele colocou uma farda para dizer que vai para escola como uma forma de não levantar suspeitas. O que fica é o sentimento de tristeza porque levaram tudo o que eu tinha”, contou.

No bairro Monte Castelo, a avenida Getúlio Vargas é uma das mais visadas pelos bandidos. O vendedor, Carlos Albino, conta que quase todos os dias os passageiros são assaltados no local enquanto esperam os coletivos.

“Na semana retrasada, dois rapazes estavam com facas e correram atrás do pessoal. Assaltaram um vendedor de bombom e as pessoas que estavam na parada saíram correndo, o assatante correu até certo ponto com a faca na mão, mas desistiu”, afirmou.

Nesta semana, a PM conseguiu prender em flagrante dois criminosos que atuavam na área, Robert Talisson Silva Mendes e Guilherme Oliveira Lopes roubaram uma motocicleta e usaram uma arma de fogo para assaltar os passageiros.

Além dessa prisão, duas adolescentes foram apreendidas após uma tentativa de assalto a um ônibus no bairro do Anil. As meninas de 14 e 17 anos estavam com uma faca e foram imobilizadas pelos passageiros, apenas um homem ficou ferido na mão.

De acordo com o delegado, Joviano Furtado, os assaltos têm um grande número de participação de adolescentes e isso tornou-se algo preocupante. “O que é perceptível nos últimos assaltos é a participação de menores em um número maior. Geralmente eles usam facas, são dependentes químicos, eles praticam aquele roubo para usar drogas e entram em um ônibus que não esteja muito cheio para que eles possam agir. Na sequência eles já ordenam que o motorista pare na próxima parada para que eles possam descer e recolhem os aparelhos celulares”, explicou.

Leia no G1

sem comentário »

Preso suspeito de matar a pauladas idosa de 106 anos

2comentários

A Polícia Civil prendeu, na tarde desta sexta-feira (23), Alypio Noleto da Silva, de 24 anos, principal suspeito de ter matado a pauladas, em Feira Nova do Maranhão, Antônia da Conceição Silva, uma idosa de 106 anos. O suspeito é sobrinho-neto da idosa.

A informação foi confirmada pelo delegado Armando Pacheco, Superintendente de Polícia Civil.

O caso chocou a população da cidade e ganhou grande repercussão nacional.

O suspeito foi preso numa van, no povoado Alto Bonito, entre os municípios de Riachão e Carolina. Contra o suspeito já havia um mandado de prisão temporária. Ele será apresentado pela Polícia em Balsas.

Durante as investigações, a Polícia suspeitou que a idosa tivesse acordado e reconhecido o assaltante. Por isso ele a teria agredido.

Na casa, a polícia também encontrou um bastão de madeira com marcas de sangue, que pode ter sido usado para agredir a idosa.

O autor do crime chegou a revirar toda a casa em busca de objetos de valor. A suspeita inicial era que ele havia levado uma bolsa com cerca de 30 reais dentro. Mas a bolsa foi encontrada confirmando que nada de valor foi levado da casa.

Foto: Divulgação/ Polícia Civil

2 comentários »