Gastão usa programa de Flávio Dino em campanha

0comentário

O ex-ministro Gastão Vieira pode ser acionado pelo Ministério Público Eleitoral (MPF) por conta de uma postagem em seu perfil oficial no Facebook. E por tabela pode complicar o governador Flávio Dino (PCdoB).

Gastão que é candidato a deputado Federal fez uma postagem pegando carona em um programa do governo Flávio Dino – o Mais Asfalto.

“Amigos de São Domingos, o programa Mais Asfalto está chegando nas ruas… Parabéns a todos pela conquista!”, escreveu.

Gastão, na fala dele [Flávio Dino], mas acaba “denunciando” o governador por uma conduta que, claramente, pode ser caracterizada como abuso de poder político e econômico na eleição.

O caso é semelhante ao de Coroatá e que levou a juíza Anelise Reginatto a decidir pela inelegibilidade de Flávio Dino.

A pergunta que se faz é: isso pode em pleno período de campanha eleitoral?

Foto: Reprodução

sem comentário »

Feirinha movimenta economia em São Luís

0comentário

Um domingo com atrações para todos os públicos e gostos. Foi assim a 63ª edição da Feirinha São Luís, projeto idealizado na gestão do prefeito Edivaldo e que acontece todo domingo na Praça Benedito Leite, das 7h às 15h. No local, espaço para atrações culturais, venda de produtos da agricultura familiar e artesanato, além de culinária local e regional.  Rock, samba, música popular e cultura maranhense disponíveis em um só local. Neste domingo, a variedade de ritmos do evento agradou quem esteve na Feirinha, espaço que tem se consagrado como ponto de encontro das famílias na capital.

Nessa edição da Feirinha, o público prestigiou as apresentações da banda de pop rock Drosera, do cantor Glad Azevedo, Boi de Nina Rodrigues, Pagode Retrô, e a Banda da Feirinha, que animou o local durante os intervalos. O grupo de capoeira Angoleiras de Upaon Açu e os motociclistas da Haley Club, também foram atrações neste domingo.

Para a psicopedagoga Joelma Vaz, que garante sempre estar presente na Feirinha, a diversidade de atrações é um diferencial que une as pessoas e faz com que valorizem e conheçam o que é da cidade. “Está maravilhoso, estamos amando. Espero que continue assim, o prefeito Edivaldo está de parabéns”, pontuou.

Além da variedade de atrações que subiram ao palco, o publicou também conferiu muita gastronomia, cultura, literatura, turismo, artesanato e artes plásticas oferecidos na Feirinha, que tem como objetivo promover a agricultura familiar e já está no calendário da cidade como opção de lazer e cultura.

Vindo de Minas Gerais, Renata Dias se disse encantada com o projeto. Segundo ela, a possibilidade de encontrar um pouco de tudo foi maravilhosa. “Vou poder conhecer a cultura e comprar artesanatos sem me deslocar muito. Agora mesmo consegui comprar uma renda que estava procurando”, comemorou.

O coordenador do programa Feirinha São Luís, Ivaldo Rodrigues, reafirmou os esforços feitos pela gestão do prefeito Edivaldo para que o público e os turistas que frequentam a Feirinha tenham sempre grandes apresentações e produtos de qualidade para comprar. “A ideia é oferecer sempre o que há de melhor para quem valoriza nossa Feirinha”, frisou.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Vila Funil protesta contra a violência

0comentário

A comunidade do bairro Vila Funil, situada no Km 3 da BR-135, na Zona Rural de São Luís, está realizando um protesto na manhã desta segunda-feira (20). Os manifestantes cobram das autoridades mais segurança na região.

Segundo os moradores, no domingo (19) cinco famílias tiveram que abandonar as suas casas porque facções criminosas expulsaram os moradores de suas residências.

Por conta do protesto, a rodovia foi interditada por uma hora e meia pelos manifestantes nos dois sentidos com pedaços de pau e fogo causando o congestionamento dos veículos. A Polícia Militar já está no local com o intuito de manter a ordem e a segurança durante a manifestação.

O trânsito foi liberado pelos manifestantes às 7h26 pela Polícia Militar. O Corpo de Bombeiros permanece no local apagando as chamas e tirando a sujeira da pista.

G1 entrou em contato com a assessoria do Governo do Estado e aguarda um posicionamento do órgão sobre o assunto.

Foto: Douglas Pinto

Leia no G1

sem comentário »

Todos impugnados

2comentários

A chapa do governador Flávio Dino (PCdoB) terminou a semana que passou com impugnações em todos os níveis da majoritária.

O próprio comunista e o seu vice, Carlos Brandão (PRB), tiveram os pedidos de registro de candidatura contestados pelo deputado estadual Edilázio Júnior (PV).

Mas isso não é só.

Na sexta-feira, 17, a coligação “Maranhão quer mais” protocolou ação de impugnação contra o registro de candidatura de Suely Torres (PSB), ex-prefeita de Matões e candidata a segunda suplente de senadora na chapa do deputado federal Weverton Rocha (PDT).

O partido aponta que a socialista está inelegível por condenação no Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA) em três processos de tomadas de contas especiais referentes ao ano de 2009.

“O julgamento perante o Tribunal de Contas do Estado reconheceu os atos de improbidade administrativa da impugnada, tanto que determinou o encaminhamento para o Ministério Público para o ajuizamento de ações judiciais”, alega o MDB.

A ex-prefeita foi condenada, pela má aplicação de recursos do Fundeb, a pagar multas de mais de R$ 15 mil e, ainda, devolver R$ 35 mil aos cofres públicos. Em outro caso, ela foi condenada por malversação do Fundo Municipal de Assistência Social, o que gerou multa de mais de R$ 8 mil e condenação pela devolução de outros R$ 21 mil.

Houve ainda uma condenação ao pagamento de multa de R$ 8 mil em virtude de irregularidades no Fundo Municipal de Saúde.

Foto: Divulgação

O Estado

2 comentários »

Coligação diz que ação contra Roseana é ‘patética’

0comentário

A Coligação “O Maranhão quer mais” classificou como patética a ação movida pelo deputado federal Rubens Júnior (PCdoB) contra a candidata do MDB ao governo do Maranhão, Roseana Sarney.

Na ação, Rubens Júnior alega que Roseana Sarney está inelegível pelo fato de não ter se afastado do Grupo Mirante, do qual é sócia cotista.

Em nota encaminhada à imprensa, a Coligação “O Maranhão quer mais” diz que Roseana Sarney “jamais exerceu cargo de direção da empresa. Portanto, ela não teria que renunciar ao que ela não é”.

Veja a Nota na integra:

“Maranhenses,

É patética a “argumentação jurídica” do advogado Rubens Júnior para propor a impugnação de Roseana como candidata ao governo do Maranhão.

Sabíamos que eles estavam pressionados para produzir alguma coisa do gênero, numa tentativa desesperada de nivelar nossa candidata ao candidato sub judice Flávio Dino, flagrado, com imagens, quando chantageava o eleitorado de Coroatá para votar em um candidato seu, deformando um resultado eleitoral.

Flávio Dino está condenado.

Roseana foi vencedora em todas as suas eleições como sócia cotista do Sistema Mirante, mas ao contrário do que ele diz na peça oferecida ao Tribunal Regional Eleitoral, Roseana jamais exerceu cargo de direção da empresa. Portanto, ela não teria que renunciar ao que ela não é.

O advogado e deputado Rubens Júnior tem intimidade com o instituto da inelegibilidade. É filho de políticos com problemas insanáveis nessa matéria, por práticas que nem de longe se atribuem a Roseana, verdadeira depositária das esperanças do povo maranhense.

Coligação “O Maranhão quer Mais”.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Roseana assegura fim do ‘medo e perseguição’

1comentário

“Quero voltar a governar porque amo o Maranhão e os maranhenses, e não posso deixar meu povo refém do medo e da perseguição”, afirmou a candidata a governadora Roseana Sarney na noite de sábado (19) no Anjo da Guarda, para um público que a recebeu com muito carinho e empolgação. Ao lado da ex-prefeita de São Luís, Conceição Andrade, e do líder comunitário Sebastião Santos, Roseana arrancou aplausos dos moradores ao dizer que, se eleita, retomará os programas sociais e de desenvolvimento econômico do estado, sem massacrar o povo com o aumento de impostos e o desemprego.

“Nós não vamos perseguir os pobres e trabalhadores, tomando carros e motos de pessoas que já estão sofrendo com o desemprego. Ao contrário, retomaremos os programas sociais do nosso governo, como o Viva Água e o Viva Luz, que tanto ajudaram as famílias mais carentes. E apoiar os micro e pequenos empresários, para que possam desenvolver seus negócios e dar oportunidade de emprego aos jovens”, afirmou Roseana, sob aplausos dos moradores do Anjo da Guarda.

Ela lembrou dos benefícios que levou para a área Itaqui Bacanga, como o asfaltamento de ruas e a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), e garantiu que fará muito mais por aquela comunidade. “O Maranhão tem hoje mais famílias na pobreza, mais pessoas desempregadas, mais violência e medo. Com o apoio de vocês, serei governadora novamente, para o nosso estado voltar a se desenvolver e o maranhense voltar a sorrir”, finalizou ela.

Foto: Divulgação

1 comentário »

Roseana mostra força política na Baixada

0comentário

Em mais uma demonstração de força no interior do estado, a candidata ao governo do Maranhão, Roseana Sarney, foi recebida neste sábado (18) com muito carinho por lideranças políticas e pela população nos municípios de Porto Rico, Cedral e Guimarães, na Baixada Maranhense. Ao lado do candidato ao Senado, Sarney Filho, a ex-governadora se reuniu e recebeu apoio irrestrito de lideranças políticas e comunitárias.

“Vamos melhorar os nossos índices, que caíram nos últimos anos; ajudar os micros empresários, que estão fechando as portas dos seus estabelecimentos; e melhorar a qualidade de vida do povo maranhense. Queremos trazer de volta a esperança aos maranhenses”, afirmou Roseana em sua visita à Baixada Maranhense, onde recebeu o apoio de vários grupos políticos.

Em Porto Rico, Roseana iniciou uma caminhada em frente ao C.E. José Ribamar Ewerton, escola estadual que está fechada aguardando reforma. Ela foi recebida pelos ex-prefeitos Rosa Ivone e Luis Henrique, que em seus discursos agradeceram o apoio que receberam do governo de Roseana. O presidente da Câmara Municipal, Waldir de Jesus, e os vereadores Cota e Jaud também declararam apoio à sua candidatura.

“Se hoje Porto Rico tem estrada asfaltada e asfalto passando dentro da cidade, na porta das nossas casas, é graças ao Governo Roseana, que não asfaltou só uma, mas duas vezes”, afirmou Luis Henrique. O ex-prefeito enumerou, em forma de pedido, os mais de 10 povoados que serão beneficiados caso seja asfaltada a estrada que liga os povoados de Rio Grande e Belo Horizonte.

Caminhando pela cidade e sendo cumprimentada com carinho pela população, Roseana seguiu para o encontro com o grupo de Aldo Brown, onde recebeu o apoio também dos vereadores Macário, PP e Zequinha do PROS; do presidente da Colônia de Pescadores, Justino Mafra (Peteca), e outras lideranças políticas e comunitárias.

Em Cedral, Roseana e comitiva foram recepcionados pelo ex-prefeito Gabriel Amorim Cuba, o presidente da Câmara Municipal, Maurício, e os vereadores Doriedson, Juarezinho, Dênis, Fabiano e Késsio, entre outras lideranças. No município, a candidata da coligação “O Maranhão quer Mais” realizou inúmeras obras nas áreas de saúde, educação e infraestrutura.

“A estrada Cedral-Mirinzal e outra para o Outeiro, a energia elétrica e tantos outras obras, ou seja, o que Cedral tem hoje foi graças ao empenho da governadora Roseana”, disse o ex-prefeito Gabriel Amorim, em frente ao Clube das Mães, onde Roseana foi recepcionada pela banda de música Rosa de Saron.

Esperança – Já no município de Guimarães, a comitiva composta ainda pelo suplente de senador Lobão Filho, pelos deputados Victor Mendes e Adriano Sarney teve vários encontros com os ex-prefeitos padre William da Silva, Antônio Lopes e Murilo Nunes. ”Assim como em todo o estado, Roseana fez e ainda fará muito pelo Maranhão, e trará mais desenvolvimento”, destacou o padre William.

Roseana ressaltou que todos os municípios maranhenses são importantes, independente do fator socioeconômico. E garantiu que, se eleita, retomará os programas sociais e o incentivo à geração de emprego, com programas com o Primeiro Emprego, como forma de fomentar a economia maranhense.

Ela lamentou as dificuldades que as pessoas de baixa renda enfrentam sem os benefícios sociais como Viva Luz e Viva Água, todos extintos pelo atual governo. “Hoje no Maranhão há uma verdadeira perseguição aos pobres. Os trabalhadores que não têm condições de pagar água e luz, ainda têm que se preocupar em não terem suas motos presas e vendidas em leilões pelo governo estadual. A população merece ser tratada com mais respeito”, enfatizou.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Imprensa: liberdade

0comentário

Por José Sarney

A liberdade de imprensa, que se estabilizou universalmente desde os tempos de Jefferson, tem sofrido um abuso de representações de fontes inesperadas — e também de seguidores de doutrinas que nunca a respeitaram.

Há, evidentemente, uma grande diferença entre a imprensa e os governos contemporâneos e os do tempo de Thomas Jefferson.

“A base de nossos governos sendo a opinião do povo, a primeiríssima preocupação deve ser manter a [liberdade de opinião]; e se eu tivesse que escolher entre um governo sem jornais ou jornais sem um governo, não hesitaria um momento em preferir o último”, uma de suas frases famosas, coloca alternativas extremadas e ambas péssimas para enfatizar uma ideia essencial, a de que a liberdade pessoal não é só a de agir, mas também a de pensar.

O político Jefferson muitas vezes entraria em conflito com os jornais, mas seu idealismo sempre achava que conseguiria ser imparcial e, sobretudo, que precisava ser protegida.

No Brasil começamos com um período de três séculos de restrição absoluta à imprensa. Só com a vinda do príncipe-regente começamos a ter uma imprensa. Quando, nos dias da independência, aquela começou a discordar, a reação foi a violência, o cacete, que se instalaria também em nossas eleições (leia-se João Lisboa). Mas evoluímos. Então, depois de algum tempo de razoável liberdade, a censura voltou firme no período militar. A reação inteligente, a começar pelo jornal do saudoso Dr. Júlio de Mesquita Filho — a quem defendi, naquela época, em discurso no Senado Federal —, foi marcar os espaços dos textos vetados. Camões e os livros de receita deram grande contribuição para mostrar às pessoas que havia informações e opiniões que os governantes impediam que chegassem aos cidadãos, mas só se podia conjecturar o que seria.

Presidente da República, acabei imediatamente com toda e qualquer censura. Poucos presidentes terão sido tão atacados e vilipendiados quanto eu. Não processei nenhum jornalista, nenhum jornal, nenhuma televisão, nenhum rádio.

Outra é a posição que foi adotada pelos comunistas desde que chegaram ao poder em 1917. Um “decreto sobre a imprensa” proibiu imediatamente qualquer artigo “burguês” sobre os bolcheviques. Mas nada disso se comparou ao que houve sob Stálin, quando não só existia uma “verdade” oficial — que era a publicada no Pravda, que é a palavra russa para verdade — como todos os livros e impressos que a contrariavam foram expurgados e destruídos.

Estamos vivendo sob a lógica stalinista. O abuso de representações judiciais tem o objetivo de atemorizar e calar a opinião contrária a sua “mentira”. Mesmo conhecendo a jurisprudência, agem para judicializar a política, causando perda de tempo e desgaste aos opositores. É uma tentativa que, por si só, agride o Direito, e cuja consequência pode ser politizar a Justiça.

Mas no Brasil, felizmente, a Justiça tem dado força à noção de que a liberdade de imprensa inclui a possibilidade de criticar, de opinar, de divergir. É o que diz acórdão do Ministro Celso de Mello, que acrescenta:

“a crítica jornalística traduz direito impregnado de qualificação constitucional, plenamente oponível aos que exercem qualquer atividade de interesse da coletividade em geral”.

O direito à liberdade de imprensa é um direito inalienável do cidadão. Sempre tive o compromisso de garantir e buscar tal liberdade, pois todos sabemos que ela sempre será uma barreira invisível a impedir o florescimento da tirania, que, em meio à liberdade, dela se possa utilizar para cercear a vontade coletiva.

Nas sociedades democráticas, dominadas pelas comunicações, quando se retira do homem o acesso direto à informação, retira também a capacidade de saber o seu próprio destino.

Coluna do Sarney

sem comentário »

Edivaldo incentiva leitura na escola

0comentário

Compreendendo a importância da leitura no processo de ensino-aprendizagem, o prefeito Edivaldo tem investido na revitalização e na implantação de bibliotecas nas escolas da rede municipal. Por meio desse trabalho, a gestão reforça o compromisso com a qualificação do ensino e a ampliação do acesso à leitura aos estudantes. A ação integra as políticas públicas voltadas ao setor e implementadas na gestão do prefeito Edivaldo que, por meio do programa Educar Mais, tem investido na requalificação de prédios escolares bem como na reestruturação da rede de ensino como um todo e na qualificação de professores. A entrega das bibliotecas faz parte de uma série de ações executadas pela Prefeitura dentro da programação de aniversário dos 406 anos de São Luís.

“Desde o início da nossa gestão, temos a educação como prioridade. A cada passo dado, observamos os avanços que já foram alcançados até aqui, tanto em relação às melhorias na infraestrutura das unidades quanto nos investimentos realizados para a qualificação do ensino. É através de ações como essa, com a entrega de bibliotecas às escolas, que estamos transformando positivamente o dia a dia das crianças no ambiente escolar, tornando-o ainda mais propício à aprendizagem”, destaca o prefeito Edivaldo acrescentado que como resultado dos investimentos realizados pela Prefeitura na Rede de Ensino Municipal, a gestão já contabiliza cerca de 150 escolas requalificada e mais de 800 salas de aula climatizadas. “A nossa meta e requalificar toda a rede”, reforçou o prefeito.

A implantação das bibliotecas integra as ações do plano de revitalização das bibliotecas escolares e cantinhos da leitura, atendendo à Lei Nacional 12.244 de 2010, que dispõe sobre a universalização das bibliotecas nas escolas até 2020. Duas das oito bibliotecas móveis já foram entregues nesta primeira etapa e estão localizadas na Unidade de Educação Básica (U.E.B.) José Assub, no bairro Santa Cruz; e na U.E.B. Mariana Pavão, no Rio Anil. Serão contempladas ainda com as bibliotecas as U.E.Bs. Oliveira Roma; José Cupertino; Rosário Nina; Mário Pereira; Zuleide Andrade e Haidê Chaves.

O acervo bibliográfico de cada biblioteca é composto por 1.500 obras físicas e 1.500 obras digitais, entre elas, literatura maranhense e brasileira, literatura infantil e juvenil, obras de referência (enciclopédias, dicionários, guias, atlas, mapas), documentários e palestras. A biblioteca móvel conta também com um mural para informações, quatro computadores de mesa, 20 tabletes, uma televisão digital e uma impressora a jato de tinta colorida. O acervo de obras de autores maranhenses conta com o apoio da Academia Maranhense de Letras.

Foto: Honório Moreira

sem comentário »

TRE mira nos fakes

0comentário

Uma decisão do desembargador José de Ribamar Castro, membro do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA), reforçou durante a semana a tese de que a Justiça Eleitoral maranhense está atenta aos casos de fake news de uso de perfis falsos para atacar candidatos no pleito deste ano.

Ao analisar representação do MDB, o magistrado determinou a exclusão de mais um perfil de rede social criado exclusivamente para atacar a ex-governadora Roseana Sarney (MDB).

Intitulada “Isso a Mirante não Mostra”, a página – administrada anonimamente no Instagram – era repleta, segundo a defesa da emedebista, de postagens “que agridem e difamam a candidata com a finalidade de trazer prejuízos à sua campanha eleitoral para as eleições vindouras”.

Castro ordenou o bloqueio imediato da conta e, ainda, mandou que o Facebook, proprietário do Instagram, forneça informações que ajudem a identificar o administrador da página.

A decisão é muito parecida com outra do mesmo tribunal: em julho, o juiz federal Clodomir Reis já havia deferido liminares em representações eleitorais protocoladas contra o Facebook pela manutenção no ar de perfis com essas mesmas características.

Após a identificação dos administradores, descobriu-se que um deles era o blogueiro Fabrício Oliveira – filiado ao PCdoB, que se identificava como funcionário do Governo do Maranhão em uma de suas páginas em redes sociais e que chegou a admitir receber dinheiro público para disseminar material pró-governo Flávio Dino.

O comunista foi preso no fim do mês de julho, depois de se descobrir que contra ele havia um mandado de prisão em aberto no estado de Goiás.

Estado Maior

sem comentário »