Filha de Dutra revela preocupação com destino no pai

1comentário

Os filhos do prefeito Domingos Dutra, de Paço do Lumiar, Nathália e Daniel divulgaram nota de esclarecimento, nas redes sociais, sobre a situação em que se encontra o seu pai.

Dutra deixou o hospital no fim de semana, depois que a esposa Núbia Dutra assinou um termo de responsabilidade.

Os filhos desconhecem o destino do pai que sofreu um AVC em julho e estava internado no Hospital São Domingos.

Vejam o esclarecimento de Nathália Dutra:

“Na sexta, dia 17, por volta do meio dia, ele teve alta da UTI e foi encaminhado para o apartamento. Ele não tinha previsão de alta hospitalar ainda;

Na manhã de sábado, 18, sua esposa deu uma coletiva dizendo que ele receberia alta no dia seguinte e que na outra semana ele iria pra São Paulo continuar o tratamento lá;

Ao chegarmos no hospital no sábado a tarde, fomos informados na recepção do hospital que ele havia recebido alta. Mas qnd subimos e conversamos com os enfermeiros do setor, fomos informados que o hospital não tinha dado alta, sua esposa simplesmente exigiu a retirada do paciente do hospital mesmo sem a alta hospitar e assinou um termo de responsabilidade. Tudo isso está registrado em seu prontuário;

Saímos do hospital e registramos um boletim de ocorrência, para que fique tudo registrado legalmente e caso ocorra alguma piora dele, ela responda criminalmente;

Deixamos claro, que não somos contra a ida dele para nenhum outro hospital, desde que seja para sua melhora e a família seja comunicada;

Registramos que ela agiu de ma fé ao afirmar na sua entrevista que ele receberia alta no dia seguinte, e minutos depois ela tenha o retirado do hospital sem alta hospitalar e escondido dos familiares;

Tentamos contato em todos os números que temos dela e todos deram inexistentes. Foi enviada mensagem pelo zap para seu filho e nenhuma resposta. Ligamos para o seu filho e ele não nos atendeu;

Não temos informações do paradeiro de nosso pai. Nem se ele já viajou pra São Paulo. Nem em que condições ele foi retirado do hospital (se em ambulancia), e nem se ele ja pode enfrantar a pressão do ar em um voo de avião, pois só está com 10 dias que ele colocou a placa e nem os pontos havia retirado;

Informo que ele estava bem fisicamente, com boa coordenação motora, inclusive já se alimentando sozinho com a mão direita. Ele não é ambidestro como ela quis passar ontem em sua fala e mostrando uma foto ele bebendo água com a mão esquerda, pra ela não passar por mentirosa qnd afirmou em outra entrevista que ele era canhoto. Mas na parte neurológica ele ainda não estava respondendo por si. Não reconhece ninguém, inclusive ela, pois na quarta passada eu fiz o teste com ele perguntando quem era sua mulher, quem era Núbia e ele não soube responder. Tudo está embaralhado na sua cabeça, falando uma coisa por cima da outra. O médico disse que isso é normal e com o tempo isso pode ser revertido, assim como nâo pode. Então, o nosso receio é no que ela possa fazer. Gravar vídeos mandando ele falar o que ela quer, inclusive falando que não quer mais contato nenhum com a família. Pois eu não duvido mais de nada vindo desta mulher.

Estamos receosos por sua saúde, pois ele foi retirado do hospital um dia após sair da UTI, e repito mais uma vez, nós não temos nenhuma notícia dele até o momento.

Agradeço o carinho e o apoio de todos. Já entregamos toda essa situação nas mãos de Deus. O Deus que eu sirvo é um Deus de justiça. E no fim, o bem prevalecerá.

Só peço que orem pelo meu pai, que onde ele esteja, Deus o proteja de todo o mal”.

1 comentário »

Juscelino elogia ações do Consórcio Nordeste na Saúde

0comentário

A atuação do Consórcio Nordeste na área da saúde foi um dos temas da reunião desta quarta-feira (9) da Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados. Coube ao secretário de Saúde do Maranhão, Carlos Lula, que também coordena o grupo de secretários da região, detalhar as ações do colegiado de governadores. Entre elas, a compra coletiva de insumos hospitalares e remédios, que vai começar este mês.

Carlos Lula informou que o primeiro registro de preços de remédios está marcado para 18 de outubro. “A gente escolheu 12 medicamentos, que têm custo de R$ 150 milhões por ano no consórcio. A economia estimada já é de 30% a 40%”, disse. Ele acrescentou: “temos que pensar em modelos criativos de fazer mais com menos. Ainda mais nesse momento em que se vive um déficit do SUS. A gente diverte em muitas coisas, mas tem uma ideia de consenso muito forte, que é tentar chegar a resultados efetivos para a população”.

O deputado federal Juscelino Filho (DEM-MA), coordenador da bancada federal maranhense, destacou a importância do Consórcio Nordeste. “Essa visão consorciada é o caminho para muitas coisas. A saúde é uma delas. Se a gente não tiver visões assim de estados e municípios para resolver resíduos sólidos, segurança pública, abatedouros, a gente vai ficar muitos anos sem conseguir avançar”, avaliou.

Ainda em relação ao grupo de governadores nordestinos, Juscelino pontuou que é preciso que ele se debruce sobre três temas: falta de médicos, sobretudo no interior, com a saída dos cubanos que atuavam no país; impacto crescente dos acidentes de trânsito na rede pública de saúde, principalmente os que envolvem motocicletas; e a necessidade de se aumentar a cobertura vacinal no Nordeste.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Edilázio anuncia emenda para São João Batista

0comentário

O deputado federal Edilázio Júnior (PSD) participou ontem da reinauguração da Praça Deputado José Dominici [Praça do VIva] da cidade de São João Batista, distante cerca de 178 quilômetros de São Luís. 

A solenidade foi conduzida pelo prefeito João Dominici e prestigiada por secretários municipais, vereadores, lideranças políticas, lideranças religiosas e pela população, que lotou o novo espaço público de lazer.

Na ocasião da entrega da obra, 100% concluída pela gestão municipal, Edilázio anunciou aporte financeiro de mais de R$ 600 mil para a Saúde Pública e parabenizou o prefeito pela gestão pública. 

“Estive ontem em São João Batista participando da reinauguração da Praça do Viva e na ocasião anunciamos emenda de R$ 622 mil para a Saúde. Parabéns ao prefeito João Dominici, que apesar das dificuldades que todos os municípios do estado têm enfrentado, vem conduzindo uma gestão honrosa”, disse.

Edilázio também assegurou empenho e atuação em Brasília pela melhoria da qualidade de vida da população de São João Batista.

“Conte comigo, São João Batista”, finalizou.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Braide e a política em benefício da população

0comentário

O deputado federal Eduardo Braide (PMN) que é pré-candidato e lidera as pesquisas de opinião sobre a sucessão na Prefeitura de São Luís, anunciou nas redes sociais que destinou emenda para a compra de medicamentos para o Hospital da Criança.

Braide é adversário político do grupo do prefeito Edivaldo Holanda Júnior, mas independente disso trabalhado para trazer benefícios para a área de Saúde, beneficiando a população de São Luís e todo o Maranhão que utiliza a rede pública.

“Destinei mais de R$ 300 mil para a compra de medicamentos das nossas crianças. A emenda já está paga e o dinheiro na conta. Agora, é com a Prefeitura de São Luís”, disse.

Antes do Hospital da Criança, Braide destinou recursos da ordem de R$ 600 mil para a aquisição de moderno mamógrafo pelo Hospital Aldenora Belo e que vai ajudar muito no pacientes com câncer de mama no Maranhão.

Esse é sem dúvida um grande exemplo de como se fazer a boa política em benefício da população.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Saúde mais moderna e humanizada

0comentário

Por Edivaldo Holanda Junior

A saúde é umas das áreas mais desafiadoras para se administrar em uma grande cidade, mas desde quando assumi a Prefeitura de São Luís coloquei como uma das prioridades transformar o cenário muitas vezes degradante em que o setor se encontrava. No decorrer desses anos já conseguimos avançar muito, acabando com problemas que pareciam não ter solução. Para expandir essas melhorias e garantir que população tenha cada vez mais um atendimento moderno, qualificado e humanizado, essa semana anunciei um pacote de obras que inclui reformas de unidades de saúde, aquisição de equipamentos, mobiliário especial, veículos de serviço e ambulâncias.

Mesmo em meio a um cenário de crise no país e carência de repasses financeiros federais, a nossa gestão tem conseguido imprimir um novo vigor administrativo com planejamento estratégico, políticas públicas responsáveis e atraindo parcerias nas esferas públicas e privadas. Os benefícios proporcionados a partir desse esforço da nossa gestão foram apresentados no seminário Gestão de Resultados na Saúde de São Luís, que reuniu centenas de gestores de todas as áreas da saúde no Município. Avançamos, por exemplo, da atenção básica à media e alta complexidade com a estrutura de toda rede de postos de saúde e das unidades de urgência e emergência; no serviço de  marcação de consultas; Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), entre outras conquistas que não seriam alcançadas sem a dedicação da equipe, focada na boa prestação de serviços à população. 

Os bons resultados não param de chegar, mas não vamos nos acomodar, pois cuidar da cidade requer atenção constante e trabalho árduo. Por isso vamos realizar um grande investimento, por exemplo, com reforma de oito unidades básicas de saúde; das Unidades Mistas do Bequimão e do São Bernardo, que atendem um grande número de pacientes, localizadas em grandes áreas populacionais; do Hospital Municipal Dr. Clementino Moura (Socorrão 2), que recebe anualmente milhares de pacientes, tanto da capital como do interior; entre muitos outros.

As melhorias também incluem a Ouvidoria; o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest); a Usina de Gás da UPA da zona rural; o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) da Alemanha; e a Escola Técnica do SUS (ET-SUS). No quadro geral da saúde em São Luís, este novo momento de investimentos vai trazer muito mais qualidade aos serviços prestados, propiciando conforto e comodidade ao cidadão.

Ainda tem mais investimentos e aquisições na área da saúde, como veículos para ações no setor de zoonoses, viaturas com tração 4×4 e novos automóveis convencionais para trabalhos diversos e mais cinco ambulâncias Samu. A lista de equipamentos que serão adquiridos é grande, como de aparelhos de Raio-X móveis e Raio-X fixo digital, cadeiras odontológicas completas e ultrassom odontológico, equipamentos de informática, mesas cirúrgicas elétricas, aparelhos de anestesia, bisturi elétrico, focos cirúrgicos, arcos cirúrgicos e sistema de vídeo endoscopia. 

Estou empenhado, junto com toda a equipe da Secretaria Municipal de Saúde, em continuar transformando a maneira de atender o cidadão, proporcionando mais bem-estar, atenção e dignidade para quem precisa. São Luís, na minha gestão, vive um novo momento, de respeito ao cidadão, zelo e a aplicação correta dos recursos públicos. Ainda tem muito mais por vir, não apenas na Saúde, mas em todas as áreas.

sem comentário »

Juscelino viabiliza recursos para hospitais no MA

0comentário

Uma excelente notícia para a saúde pública das cidades de Pinheiro e de Santa Inês. A partir de agora, os hospitais macrorregionais desses municípios serão beneficiados com recursos do Ministério da Saúde para que haja a manutenção dos serviços de suas respectivas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) Adulto. Essas habilitações fazem parte de um pleito antigo do deputado federal Juscelino Filho (DEM-MA) e da Secretaria de Estado da Saúde (SES) junto ao governo federal, e foi justamente o parlamentar quem viabilizou essa importante portaria a favor da saúde maranhense.

Na portaria publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (22), o Ministério da Saúde assegura um total de R$ 2.795.724,80 em recursos que, serão divididos entre os dois hospitais macrorregionais. Assim, tanto o Hospital Regional da Baixada Maranhense Dr. Jackson Lago (Pinheiro) quanto o Hospital Regional Tomás Martins (Santa Inês) receberão R$ 1.397.862,40, cada um.

Defensor da bandeira da saúde desde o seu primeiro mandato como deputado federal, Juscelino Filho manteve diálogo direto com o ministro da Saúde, Henrique Mandetta, para conseguir a publicação dessa portaria de habilitação das UTIs dos hospitais macrorregionais.

Ao tomar conhecimento da portaria, o parlamentar maranhense comemorou essa importante conquista para a saúde pública do Estado, em especial das regiões da Baixada Maranhense e do Vale do Pindaré.

“Fico muito feliz em dar boas notícias à população maranhense. Após nossos esforços junto ao Ministério da Saúde, conseguimos liberar as habilitações das UTIs dos hospitais macrorregionais das cidades de Pinheiro e Santa Inês. Essas habilitações fazem parte de um pleito antigo nosso e da Secretaria de Estado da Saúde e são fundamentais para que haja a manutenção dos serviços das UTIs desses hospitais importantes, que atendem toda a região da Baixada Maranhense e do Vale do Pindaré. Com essas habilitações que lutamos para conseguir, esses dois hospitais passam a receber recursos do Ministério da Saúde”, afirmou o deputado.

De acordo com a portaria do Ministério da Saúde, os recursos que serão destinados aos hospitais macrorregionais de Pinheiro e Santa Inês têm “como finalidade o custeio de quaisquer ações e serviços de Média e Alta Complexidade para Atenção à saúde da população”.

“Tenho certeza de que essa portaria será fundamental para conseguirmos um melhor atendimento às pessoas que necessitem dos serviços de UTI. Continuaremos trabalhando para conseguir ainda mais recursos para outros municípios maranhenses que também necessitam de investimentos em saúde”, concluiu o deputado Juscelino Filho.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Edivaldo anuncia investimentos na Saúde

0comentário

O prefeito Edivaldo Holanda Junior anunciou nesta terça-feira (20) um grande pacote de investimentos para a área da saúde. O anúncio foi realizado durante o seminário Gestão de Resultados na Saúde de São Luís, organizado pela Secretaria Municipal de Saúde para apresentar os avanços já alcançados na rede municipal e pontuar como a gestão vem superando problemas históricos com modernização e humanização. O pacote anunciado pelo prefeito Edivaldo, que se soma às iniciativas já desenvolvidas, inclui reforma de unidades de saúde, aquisição de veículos, ambulâncias e novos equipamentos, entre outros investimentos. Na ocasião, o gestor municipal destacou que dará ordem de serviço para início das obras.

“Na nossa gestão olhamos para aqueles que mais precisam e buscamos, todos os dias, com muito trabalho, fazer o melhor por eles. Tenho a alegria de ter ao meu lado uma equipe comprometida, por isso agradeço a todos que contribuem para que possamos fazer de São Luís uma cidade cada vez melhor para se viver. Hoje, anuncio com prazer mais essas boas notícias para a área da saúde. São investimentos que vêm para aperfeiçoar o trabalho realizado e que vai beneficiar a população ludovicense, nos fazendo avançar ainda mais na área da saúde”, destacou o prefeito Edivaldo, que acompanhou as apresentações ao lado da primeira-dama Camila Holanda.

O secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, destacou a importância do momento. “O prefeito Edivaldo nos pede para trabalharmos com diálogo e transparência e é com esse compromisso que usamos esse momento para apresentarmos a todas as equipes os resultados alcançados pelos diversos setores da Semus. É também neste momento que, a partir do anúncio do prefeito Edivaldo, motivamos ainda mais as equipes e traçamos novos objetivos a serem alcançados para que possamos avançar ainda mais e, assim, continuar transformando as vidas das pessoas que precisam dos serviços públicos de saúde”, ressaltou o Lula Fylho.

Foto: Maurício Alexandre

Leia mais

sem comentário »

Prefeituras de Santa Rita e Bacabeira investem na saúde

0comentário

Os municípios de Santa Rita e Bacabeira, administrados pelo casal Hilton Gonçalo e Fernanda Gonçalo, se destacam com a grande quantidade de obras em suas respectivas cidades.

Em Santa Rita, cidade governada pelo médico Dr. Hilton Gonçalo, os investimentos na área da saúde já alcançaram os quatro cantos do município, não limitando -se apenas à zona urbana.

O mesmo ocorre em Bacabeira, cidade governada por Fernanda Gonçalo. Feitos inéditos como permanência de atendimento nos povoados é um dos pontos mais importantes de sua gestão.

Vale destacar que ambas as cidades os hospitais e as principais unidades básicas de saúde disponibilizam serviços de realização de exames laboratoriais, raio-x , atendimento odontólogico, ultrassonografia e acompanhamento constante por parte das equipes de agentes de saúde.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Série Estado Quebrado: saúde

1comentário

Por Adriano Sarney

Em mais um artigo desta série trataremos do desmonte da saúde no governo comunista e o que podemos fazer para reverter essa situação. A visível piora nos serviços, principalmente para a parcela mais carente da população, se dá, dentre outras coisas, por despesas excessivas, fechamento de hospitais, redução de procedimentos, atraso de salários e diárias, falta de material e medicamentos, excesso de burocracia. O Executivo deve reorganizar o sistema e aumentar suas receitas federais por meio dos repasses do SUS.

As despesas mensais na rede são de R$ 151 milhões e as receitas somam R$ 121 milhões, o que resulta em um rombo mensal de R$ 30 milhões, ou seja, cerca de R$ 360 milhões ao ano. Esta realidade resultou no cancelamento de convênios com municípios e, consequentemente, no fechamento de hospitais no interior, retornando com a famigerada “procissões de ambulâncias” e obrigando os pacientes a enfrentarem os corredores superlotados dos Socorrões e hospitais da capital, de Imperatriz e de Teresina.

Na má tentativa de cortar custos, o governo também transferiu unidades para serem administrados pelos já cambaleados municípios, a exemplo da Upa de Caxias, e reduziu procedimentos importantes em diversas casas de saúde, como no Hospital de Matões que virou uma Policlínica.

Por outro lado, para angariar popularidade em São Luís, os comunistas prometem entregar um Hospital Metropolitano. No entanto, quem vai custear as despesas para sua manutenção é a Prefeitura de São Luís. Um verdadeiro absurdo! Ora, se a gestão municipal não tem capacidade para gerir os Socorrões, como absorverá mais uma unidade de saúde de alta complexidade?

Dados do Relatório Detalhado Quadrimestral Anterior 2019 (RDQA), apresentado pela Secretaria de Saúde à Assembleia Legislativa, mostram uma realidade completamente diferente daquilo que o governo divulga nas suas fantasiosas peças publicitárias. Neste ano, o orçamento do estado abriu apenas no mês de março (geralmente abre em fevereiro), resultando em atrasos no pagamento de vários serviços e produtos. Uma verdadeira pedalada financeira! Não obstante, no primeiro quadrimestre deste ano, foram transferidos recursos federais, fundo a fundo, no montante de R$ 121 milhões, destes apenas R$ 40 milhões foram efetivamente gastos.

A solução está na reorganização do sistema como um todo e no aumento de receitas federais. O governo deve rever suas prioridades no que tange a descentralização dos serviços, apoio financeiro e técnico aos municípios e entes privados. É inadmissível, por exemplo, que o Maranhão pague R$ 5 milhões por ano para Teresina atender pacientes da Região dos Cocais.

Uma alternativa viável para aumentar os repasses federais é o incremento da produtividade no SUS. O governo federal paga por cada procedimento comunicado; quanto mais produção, mais dinheiro o estado recebe. No entanto, esse é um processo burocrático que exige equipes administrativas altamente treinadas e com acesso ao sistema do SUS. Ocorre que no Maranhão, tanto o estado quanto, também, os municípios não conseguem ter efetividade nesse processo. O Maranhão é o estado da federação que tem a menor receita per capita (por pessoa) do SUS. Muito menor do que o nosso vizinho Piauí. É preciso investir em informatização e capacitação do corpo administrativo.

Sugeri a Comissão de Saúde da Assembleia que façamos uma grande força tarefa no sentido de aumentarmos os repasses do SUS no Maranhão. Continuaremos na luta!

1 comentário »

Eudes Sampaio acompanha mutirões na área da saúde

0comentário

O último sábado (13) foi mais um dia de atenção especial à saúde em São José de Ribamar. Por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), a Prefeitura realizou mutirão de cirurgias eletivas no Hospital Municipal e na  Unidade Básica de Saúde do São Raimundo, de exames preventivos.

Presente no início dos trabalhos, o prefeito Eudes Sampaio pode conferir o atendimento aos pacientes e aproveitou para verificar o funcionamento do hospital e da maternidade municipal.

Durante a visita, Eudes Sampaio fiscalizou diversos serviços, passou por alas da enfermaria e do hospital e da maternidade e cobrou ações efetivas para melhorias no atendimento prestado à população. Acompanhado do secretário municipal de saúde, Tiago Fernandes, o prefeito conversou com pacientes e acompanhantes e orientou funcionários e equipe médica, afirmando o compromisso da gestão municipal em se fazer presente em todas as áreas onde as políticas públicas são mais necessárias.

“No último ano investimos até mais do que é obrigado por lei porque entendemos que essa é uma área de alta prioridade por lidar com vidas, com a saúde das pessoas. Trata-se de uma condição que não dá pra esperar e que o gestor não tem como não se preocupar com a qualidade. E é isso que estamos fazendo”, disse o prefeito.

Durante o mês de julho, o mutirão de cirurgias eletivas que ocorrerão aos sábados, nos dias 13, 20 e 27, atenderá uma grande quantidade de pacientes que já compõem a lista de espera, sendo que todos os procedimentos são marcados antecipadamente e os pacientes comunicados.

O objetivo dessas ações é potencializar o número de procedimentos, agilizando a fila de espera de pacientes e garantindo maior qualidade na saúde. O sistema de saúde municipal é pioneiro na efetivação desse tipo de procedimento de pequena e média complexidade, permitindo maior conforto aos pacientes que não precisam serem transferidos para unidades de alta complexidade na capital.

Para Christyellen Castro (12 anos), que passou por um procedimento para a retirada de um cisto, o processo não poderia ter sido melhor. Ela diz que desde a consulta com o médico até a cirurgia tudo ocorreu de forma rápida e sempre com cuidado e até não de toda a equipe de saúde. “Foi tudo muito rápido e tranquilo. Eu fiz a consulta com o médico e fui logo encaminhada para a cirurgia. Eu sentia muita dor e agora sei que vou melhorar. Gostei bastante do atendimento que recebi”.

Segundo a mãe de Christyellen, Cíntia Cristina, a realização dos mutirões é efetivamente benéfica para os pacientes que aguardam para realizar procedimentos que podem ter resultados significativos em suas vidas. “A cirurgia foi ótima, o atendimento muito bom, tanto na consulta quanto na cirurgia. É muito bom quando tem mutirões como esse, pois as pessoas podem fazer essas cirurgias pequenas e que estão esperando. Mesmo que sejam coisas pequenas, prejudicam no dia a dia, e com a cirurgia ela não vai mais sentir isso”.

Do hospital municipal, o prefeito Eudes Sampaio seguiu para a Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro São Raimundo onde estava sendo realizado outro mutirão: de exames preventivos, que teve como propósito principal promover a saúde de prevenção das mulheres ribamarenses através do acompanhamento médico adequado e orientação sobre doenças sexualmente transmissíveis, bem como distribuição de material informativo, preservativos entre outras ações.

Foto: Divulgação

sem comentário »