Emendas participativas de Adriano são aprovadas na AL

1comentário

Foi aprovado nesta quarta (11) o projeto das Emendas Participativas do deputado estadual Adriano (PV). Inciativa que prevê a destinação de R$ 4 milhões de recursos públicos por meio de votação popular. O projeto integrou a votação do orçamento do estado para 2020 e foi bastante elogiado por outros deputados da casa.

Cada um dos 42 deputados estaduais possui cerca de R$ 4 milhões em emendas parlamentares por ano. Cabe a cada um deles definir o destino dos recursos públicos. Como forma de dar mais transparência ao uso de suas emendas e assegurar a participação popular, o deputado estadual Adriano Sarney criou o projeto Emendas Participativas.

Por meio de consulta popular, uma equipe técnica captou e catalogou centenas de sugestões que foram normatizadas e enviadas até o Legislativo para aprovação. O projeto do deputado abrigou 110 emendas e 80 indicações populares.

Durante a sessão de votação do orçamento, o secretário da Casa Civil, Marcelo Tavares, parabenizou Adriano pela iniciativa e assegurou que o governo irá fazer cumprir a vontade da população.

O deputado comentou o sucesso da inciativa. “É gratificante saber que estamos dando o primeiro passo rumo a uma cultura de mais transparência e participação popular no uso das emendas parlamentares. Agora é manter e esperar que outros sigam o exemplo”, disse Adriano.

Foto: Agência Assembleia

1 comentário »

Dólar alto é bom para o Maranhão ?

1comentário

Por Adriano Sarney

O exercício para responder a pergunta título deste texto traz à tona a realidade econômica de nosso estado e evidencia a falta de um projeto arrojado de desenvolvimento. O real mais barato em relação ao dólar tem potencial para impactar uma economia tanto para o bem quanto para o mal. Vários produtos ficam mais caros para a população, pois muitos dependem de partes importadas ou seus preços são diretamente influenciados pelo mercado internacional. Por outro lado, os produtos e serviços vendidos para o exterior ganham mais competitividade, pois ficam mais baratos, já que a nossa moeda perde valor frente a principal moeda do mundo.

É certo constatar que estamos sendo afetados pelo lado negativo do dólar mais caro. A carne bovina chegou ao segundo preço mais alto desde o Plano Real. Isto impacta também os preços de outras proteínas como frango, carne suína e ovo, já que são substitutos da carne bovina. Outras questões, além da alta do dólar, também afetaram a alta da carne, mas o real mais barato contribuiu para que a China pagasse até 15% acima do preço de mercado e que a Rússia crescesse sua importação da carne brasileira em 645% e a Arábia Saudita em 175% entre setembro e outubro deste ano. A Petrobras elevou o preço médio da gasolina nas refinarias, na segunda alta em pouco mais de uma semana, devido à valorização do dólar e à um avanço do valor do produto nos mercados internacionais.

Será que o Maranhão, com seus vastos potenciais econômicos, aproveita o lado positivo da alta do dólar? O turismo maranhense que se serve, dentre outros lugares fantásticos, dos Lençóis Maranhenses, Chapada das Mesas e do Centro Histórico de São Luís, poderia atrair mais turistas domésticos e internacionais. Com a desistência de muitos brasileiros que viajariam para o exterior devido ao custo maior, poderiam desembarcar em terras maranhenses. Os estrangeiros que veem a nossa moeda bem mais barata, poderiam também aumentar suas rotas para as nossas cidades. Portanto, como anda o aeroporto de Barreirinhas? Como está nosso Centro Histórico? Soma-se a vários outros fatores negligenciados pelo governo estadual, a destinação equivocada da milionária verba de mais de R$ 50 milhões de comunicação para a pré-campanha eleitoral do governador à presidência da república. Recurso que deveria ser investido na divulgação nossas belezas visando atrair mais turistas.

O grande potencial agrícola do Maranhão vai se beneficiar do dólar mais alto. Mas se as grandes obras estruturantes como o Anel da Soja, o Tegram e o Retroporto de São Luís tivessem a devida atenção de um governo focado em desenvolvimento econômico e social, certamente esse potencial seria muito melhor aproveitado. Se o Anel da Soja na região sul de nosso estado, o qual a ex-governadora Roseana Sarney deixou recursos contratados do BNDES para a sua conclusão, tivesse sido concluído, os custos de logística do escoamento dos produtos ali cultivados seriam menores, reduzindo assim Custo Brasil. O Tegram é outro descaso do atual governo. Os mega galpões que serviriam para dinamizar nossas exportações estão, na sua maioria, desocupados. Um ativo que qualquer estado daria tudo para possuir e contribuir com o desenvolvimento de sua economia.

Por fim, o dólar mais caro em relação ao real poderia não ser apenas o pesadelo em que vivemos com a alta dos produtos, já caros para os maranhenses, mas também um sonho para aqueles que buscam emprego e renda. Temos um ótimo porto, um povo criativo e trabalhador e uma localização privilegiada no mundo. A solução é planejamento arrojado, focado em grandes obras estruturantes, atração e incentivo a empreendimentos turísticos e outros voltados a exportação.

1 comentário »

Adriano promove debate Emendas Participativas

2comentários

Dezenas de pessoas que participaram do projeto Emendas Participativas, de autoria do deputado Adriano (PV), participaram na tarde desta terça (03) de encontro na Assembleia Legislativa para debater o projeto. “A participação foi muito boa e este momento aqui serve para, além de celebrar o sucesso da iniciativa, racionalizar melhor algumas situações”.

O projeto consiste na coleta de sugestões populares para a destinação de R$ 4 milhões de emendas do deputado Adriano. Todos os recursos serão aplicados em projetos de inciativa popular. O projeto é o primeiro dessa natureza na história do legislativo maranhense. “Nossa intenção foi basicamente promover transparência no uso dos recursos e valorização do povo”, disse o deputado.

Durante o encontro foi ministrada uma palestra da Drª Thiara das Neves Pereira Diniz. Ela explicou o processo legislativo que irá garantir aos participantes do programa o cumprimento da sugestão.

“Esse processo nos dá vez para poder dizer o que queremos diretamente. Quero parabenizar o deputado Adriano e dizer que ele prossiga come essa inciativa”, afirmou o líder comunitário Zequinha do Santa Barbara.

Foto: Divulgação

2 comentários »

Eu avisei

0comentário

Por Adriano Sarney

Desde 2015 venho alertando sobre os saques do Fundo Estadual de Pensão e Aposentadoria (FEPA) e a não reposição desses recursos com verba do tesouro. A irresponsabilidade de quem hoje nos governa acabou colocando em risco o futuro daquele que dedica sua vida pelo Maranhão, o nosso servidor e seus familiares. O PCdoB revela na prática a sua vítima preferida, faz uma reforma da previdência a toque de caixa e quem paga a conta é o servidor com um desconto maior em seu contracheque.

Lutei contra a dilapidação do FEPA, realizei audiências públicas, apresentei convocações, cobrei informações, votei contra arbitrariedades do governo e avisei. Porém, até mesmo alguns sindicatos que deveriam defender os interesses de seus representados, mas são subservientes dos comunistas, não me deram ouvidos. Pelo contrário, fui duramente criticado devido ao meu sobrenome, o velho preconceito. Agora, aqueles que se omitiram viraram cúmplices das maldades contra professores, policiais, promotores, procuradores, juízes, técnicos, analistas, outros servidores e seus familiares.

No final de 2014, o FEPA tinha R$ 1.2 bilhão em reservas, hoje não tem mais nada. Os recursos do tesouro do estado que deveriam ser depositados no fundo para que essa lamentável situação não ocorresse foram gastos, principalmente no período da pré-campanha e campanha eleitoral do ano passado, para eleger o governador e seus senadores. Obras eleitoreiras, a maioria em asfalto, que hoje já estão desgastadas, como foi a estrada de Barreirinhas para Paulino Neves.

Como se não bastasse, no dia 19 de novembro fui surpreendido com o envio do Projeto de Lei Complementar nº 014/2019, a reforma da previdência estadual, para ser aprovado no mesmo dia de forma sorrateira, sem nem mesmo os deputados terem ciência de seu conteúdo e muito menos os servidores e a população em geral. Sem uma ampla discussão, uma audiência pública, um debate democrático. A reforma nacional passou mais de 2 anos no Congresso. Aqui no governo comunista, iria ser votado no mesmo dia que chegou na Assembleia se não fossem os deputados de oposição conseguirem adiar por mais 24 horas devido a um pedido de vistas do competente deputado Cesar Pires (PV).

Esse é o governo comandado pelo presidenciável Flavio Dino que diz uma coisa para a mídia nacional e faz completamente o inverso no estado que governa. Ele criticou a falta de diálogo durante a reforma nacional: “Previdência, circula uma carta de apoio com supostas 25 assinaturas de Governadores. Várias não confirmadas. Não assinei a carta por considerar que o apoio com supostas 25 assinaturas de Governadores. Várias não confirmadas. Não assinei a carta por considerar que o projeto do Governo Federal é injusto e precisa melhorar muito. Só o diálogo ponderado pode resultar em um projeto equilibrado”, uma demonstração do quanto é incoerente e contraditório, uma vez que articulou pela “urgência” da tramitação da reforma estadual da qual é o autor. Ignorou justamente o debate e as lutas e conquistas dos trabalhadores e trabalhadoras do nosso estado.

Aproveito a oportunidade para reafirmar o meu compromisso em assegurar aos maranhenses que continuarei na trincheira em defesa dos seus direitos. Exerço meu mandato com responsabilidade e a independência que apenas a oposição confere a um parlamentar. Com coragem, sem rabo preso a grupos políticos e econômicos, persistirei fiscalizando, corrigindo e alertando a população sobre os atos do poder executivo, sendo verdadeiramente representante dos maranhenses.

sem comentário »

Tentando de novo

1comentário

Os três deputados efetivamente de oposição na Assembleia Legislativa – Adriano Sarney (PV), Wellington do Curso (PSDB) e César Pires (PV) – tentarão mais uma vez convocar o representante do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado do Maranhão (Iprev) para que seja explicada aos deputados estaduais a situação real da Previdência no estado.

Esta será a segunda tentativa. No início deste ano, os parlamentares até tentaram trazer o então presidente do instituto, Joel Benin, para mostrar o dados decitários da Previdência no Maranhão. Após debate intenso e uma derrota certa que seria imposta pelos deputados governistas (uma boa parte de primeiro mandato eleitos com a promessa de fazer uma nova política) que decidiram blindar o membro de primeiro escalão de Flávio Dino um acordo foi feito entre parlamentares de que Benin deveria ir à Comissão de Administração Pública prestar os devidos esclarecimentos.

No fim, Benin nunca foi à Assembleia Legislativa e acabou sendo exonerado do cargo e enviado para outra função na Empresa de Administração Portuária (Emap).

Os deputados de oposição tiveram que ouvir, quase dois meses após a tentativa de convocação, somente as parcas explicações dos secretários Marcelo Tavares (Casa Civil) e Rodrigo Lago (Secap), que culparam administrações anteriores à de Flávio Dino e a crise nacional que sempre é “responsável” por tudo de ruim que acontece no Maranhão.

Agora, a oposição tentará mais uma vez buscar informações que deveriam ser apresentadas sem qualquer dificuldade à sociedade.

Mas o governo Dino parece ter não interesse nesses esclarecimentos do Iprev, nem de outras áreas. Titulares de outras pastas, como Educação, Saúde, Infraestrutura e Educação, são sempre blindados pelos governistas na Assembleia Legislativa.

Estado Maior

1 comentário »

Coragem

2comentários

Por Adriano Sarney

Na política assim como na vida passamos por momentos difíceis e por momentos mais amenos. Sei da dificuldade que o meu grupo político passa no momento. Perdemos as eleições majoritárias. Não obstante, a vida é luta. A vida, assim como a política, é sacrifício pelo bem comum, é se doar.

Por isso, aceitei a convocação por aclamação unânime na última quinta-feira no Encontro Estadual do meu partido, o Partido Verde, realizado na Assembleia Legislativa, para minha pré-candidatura a Prefeitura de São Luis.

Poderia ter seguido a tradição que quase todos os parentes de políticos seguem no Maranhão e ter entrado na política cedo, aos 20 e poucos anos. Mas, fiz a opção pelos estudos. Fui convidado para assumir cargos estaduais e federais. Entretanto, sempre recusei, pois preferi estudar, me preparar. Não sou político profissional, sou administrador e economista, fiz carreira em empresas multinacionais e na iniciativa privada. Então, após concluir minha formação aos 34 anos e ter êxito na minha carreira profissional, decidi ajudar os meus conterrâneos, para cumprir a missão que me foi dada pela oportunidade que tive.

Assumi meu primeiro cargo público quando meu grupo saiu do poder. Dessa forma, comecei minha carreira política com o gratificante ofício de ser um político de oposição. Ou seja: por toda a minha vida eu tive a chance de ser aliado do poder mas não o fiz.

Pelas nossas andanças nos bairros constatamos ausência total do poder público. O que observamos é que a capital do Maranhão foi aprisionada em uma visão administrativa que se nega a acompanhar o desenvolvimento da história. Nossos grandes empreendimentos se resumem a asfalto, isso é muito revoltante!

É preciso modernizar São Luís. Meu intuito é debater a cidade, nossas vocações, nossas potencialidades, vamos atrair investimentos visando a geração de emprego e renda para finalmente termos a independência do empreguismo da máquina pública.

De peito aberto e cabeça erguida, contra todo o tipo de preconceito sobre nomes ou sobrenomes vão tentar me rotular, mas o destino e a coragem que Deus me deu não me impedirá de lutar por uma São Luis melhor para se viver.

2 comentários »

PV oficializa pré-candidatura de Adriano em São Luís

2comentários

O deputado estadual foi oficializado ontem como primeiro pré-candidato ao cargo de prefeito de São Luís nas eleições do ano que vem. O anúncio aconteceu após votação no encontro do Partido Verde (PV) na Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão.

“Eu me sinto honrado de ter, da forma mais democrática possível, por meio do voto, ser escolhido para enfrentar esse desafio”, declarou Adriano.

O encontro contou com a participação de centenas de políticos, lideranças comunitárias, militantes e simpatizantes do PV em todo o estado. A cerimônia também serviu para nomear o ex-deputado federal Sarney Filho como presidente de honra no estado.

“Tenho orgulho de ter construído uma história política pautada na conciliação e na defesa do ambientalismo. A homenagem me deixa muito honrado”, disse.

No encontro também foram lançadas as bases para as eleições de 2020 no Maranhão. A intenção do partido é lançar candidaturas fortes no máximo de municípios possíveis, priorizando a entrada de candidatos ficha limpa e de oposição ao governo Flávio Dino no pleito.

Consulta

O membro do Diretório Nacional, Ivanilson Gomes, realizou uma consulta prévia entre os presentes e colocou à disposição dos participantes a decisão sobre as eleições da capital maranhense. O nome do deputado estadual Adriano Sarney foi aclamado por todos os presentes que optaram por oficializar sua pré-candidatura. Com a decisão dos presentes, o parlamentar é o primeiro pré-candidato oficializado na disputa eleitoral de São Luís em 2020.

O deputado falou da expectativa e de como devem ser seus próximos passos. “Desde 2018 eu percorro bairros e escuto as pessoas, porque é a vontade delas que deve ser o ponto inicial de qualquer jornada. Também estudei muito sobre circunstâncias técnicas como plano diretor e mobilidade urbana. Meu partido percebeu isso e meus correligionários me deram esse voto de confiança. Agora é bola para frente e seja o que Deus decidir”, disse o deputado.

O Estado

2 comentários »

Adriano coordena encontro estadual do Partido Verde

0comentário

Nesta quinta-feira (21), o Partido Verde no Maranhão realiza um encontro estadual, às 14h, no auditório Fernando Falcão, na Assembleia Legislativa. O evento terá transmissão ao vivo pelas redes sociais e deverá contar com a presença de militantes, filiados e simpatizantes de todo o Maranhão.

O evento será coordenado pelo presidente do PV no Maranhão, deputado estadual Adriano Sarney. O encontro contará com a participação do ex-deputado federal e ex-ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho. Participarão do encontro membros da Executiva Nacional e outras autoridades e lideranças do Partido Verde.

Um dos objetivos do PV é o fortalecimento de ideias e seu posicionamento no cenário político em todo território nacional.

Em São Luís, o partido segue firme com o projeto de lançamento de uma candidatura própria para a Prefeitura em 2020 e que deverá ser encabeçada pelo deputado Adriano Sarney.

Foto: Agência Assembleia

sem comentário »

‘Dino traiu os servidores’, diz Adriano Sarney

0comentário

De forma inesperada e surpreendente, o governador Flávio Dino enviou à Assembleia Legislativa nesta terça (19) proposta que visa reformar o sistema previdenciário do estado. Divulgada no Diário Oficial da Assembleia no mesmo dia em que seria votada pelos deputados, a proposta aumenta a alíquota descontada no contra-cheque do servidor. Uma manobra da oposição adiou a votação para amanhã.

“Um projeto de complexidade indiscutível sendo votado a toque de caixa em apenas um dia? Não ouviram os servidores, não ouviram os deputados, não ouviram a população. Uma traição contra os servidores que agora terão maiores descontos em seus salários. Eles agora pagarão toda a incompetência do governo em relação aos desmandos do Fundo dos Aposentados que tanto denunciei nesta tribuna”, disse o deputado Adriano Sarney (PV).

A reforma da previdência proposta pelo governador deve atingir professores, policiais, médicos, enfermeiros e dezenas de outras categorias. No total, devem ser mais de 100 mil pessoas atingidas diretamente. Apesar da complexidade do tema, o projeto de Lei Complementar 014/19 possui apenas sete artigos.

“Vamos adiar o máximo possível a aprovação dessa reforma sorrateira para que todos os servidores do Maranhão tenham tempo de saber das intenções do governo. É importante a participação dos servidores junto com a oposição do Maranhão”. prometeu Adriano Sarney.

Foto: Agência Assembleia

sem comentário »

Encontro do PV

0comentário

A direção do PV realizará um encontro estadual no próximo dia 21, a partir das 14h, no auditório Fernando Falcão, na Assembleia Legislativa.

O evento terá a participação do ex-deputado federal, ex-ministro do Meio Ambiente e atual secretário de Meio Ambiente do Distrito Federal, Sarney Filho, membros da Executiva Nacional e outras autoridades e lideranças.

O presidente do PV no Maranhão, deputado estadual Adriano Sarney, é quem está à frente do ato.

Na ocasião, o partido reafirmará suas ideias e fortalecerá seu posicionamento nos cenários políticos nacional, estadual e nos municípios maranhenses, com ênfase para a capital, São Luís, onde a sigla segue firme com o projeto de lançar candidatura própria a prefeito.

Estado Maior

sem comentário »