Treze presos fogem de presídio em São Luís

0comentário

Pelo menos 13 presos fugiram durante a madrudada desta terça-feira (20) da Unidade Prisional de Ressocialização do Olho D’Água, em São Luís.

Os presos fugiram por um buraco no muro da quadra onde os internos tomam banho de sol.

Em nota, a Secretaria de Administração Penitenciária afirma que três detentos já foram recapturados e que a Polícia Civil instaurou inquérito para investigar as circunstâncias da fuga.

Nota da Seap

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) informa que 13 internos da Unidade Prisional de Ressocialização do Olho d’Água (UPODA) fugiram, na madrugada desta terça-feira (20). Três presos já foram recapturados pela Policia Militar, que segue nas buscas dos demais foragidos. A Polícia Civil instaurou inquérito para investigar as circunstâncias da fuga.

A Seap encaminhou para investigação interna da Corregedoria do Sistema Penitenciário do Maranhão, os nomes dos quatro Agentes Estaduais de Execução Penal (efetivos). Já para a exoneração imediata, enviou os nomes dos dois Agentes Penitenciários Temporários (contratados) e dos três Auxiliares de Segurança Penitenciária (temporários) que estavam de plantão.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Herança de si mesmo

0comentário

A imprensa nacional trouxe em fevereiro de 2015 reportagens mostrando que 20 governadores assumiram o mandato naquele ano com as finanças do governo completamente comprometidas, deixando a situação delicada de não conseguir nem pagar a folha de pessoal. Em uma das reportagens, feita pelo Bom dia Brasil, os especialistas ouvidos foram claros ao afirmar que os gestores até 2014 não tiveram responsabilidade com os gastos públicos principalmente referente ao quadro de funcionários públicos.

Dos 26 estados e mais do Distrito Federal (DF), o Maranhão fazia parte do grupo de seis estados que estavam com as finanças equilibradas com folha de pessoal que comprometia somente 38% da receita corrente líquida.

Além, claro, de mais de R$ 2 bilhões em caixa para investimentos, dinheiro oriundo de financiamento junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) que somente foi possível porque o estado estava dentro das metas previstas na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Quase 4 anos depois, o cenário do Maranhão é outro. Flávio Dino herdará um estado com sérias dificuldades. Longe do que ele recebeu em 2015. E herdará de si próprio.

O Maranhão se fosse incluído em nova reportagem sobre situação fiscal das unidades federativas, estaria na lista dos 20 estados (catalogados em 2015) com saúde fiscal comprometida.

O estado tem hoje crise na Previdência – após sucessivos saques do fundo próprio de aposentadoria dos servidores -, um déficit primário, em 2017, de quase R$ 1 bilhão; endividamento com mais de R$ 1 bilhão em empréstimo, possibilidade de mais aumento de imposto, após dois reajustes de alíquota do ICMS em vários serviços como energia elétrica, internet, TV por assinatura e combustível.

Soma-se a isso médicos com salários atrasados, Educação com professores insatisfeitos e Segurança com altos índices de criminalidade.

Que ventos menos tortuosos soprem sobre o Maranhão em 2019 é o que se espera.

Estado Maior

sem comentário »

Rogério Cafeteira é cotado para Articulação Política

2comentários

O governador reeleito do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), deixou claro que as mudanças para sua equipe do seu segundo governo, só deverão ser feitas após as eleições presidenciais, muito provavelmente em novembro, o comunista começa a anunciar os primeiros nomes.

Entretanto, além dos secretários que conseguiram desenvolver bons trabalhos e devem continuar, como Felipe Camarão (Educação) e Diego Galdino (Turismo e Cultura), um nome é tido como certo na nova equipe de Dino.

O atual Líder do Governo na Assembleia, Rogério Cafeteira (DEM), deverá ser um nome certo na lista dos novos secretários de Flávio Dino. Cafeteira não conseguiu se reeleger, mas o seu papel desempenhado no parlamento estadual, na maioria das vezes extremamente desgastante politicamente, será sim lembrado pelo governador.

Apesar de não ser oficial, a tendência é que Cafeteira seja convidado para a Secretaria de Articulação Política do Governo Flávio Dino. O cargo seria ideal para o atual Líder do Governo, afinal mantém uma relação bastante próxima e interessante com a maior parte da classe política.

Além de Cafeteira, outros dois nomes estão sendo dados como certos na equipe de Flávio Dino, o deputado estadual reeleito, Neto Evangelista e o deputado estadual eleito, Marcelo Tavares, mas isso é assunto para outra postagem.

Blog do Jorge Aragão

2 comentários »

A juventude e sua participação nas Eleições

0comentário

Por Assis Filho

O descrédito com os políticos e a sensação de que “são todos iguais” fez com que crescesse o desânimo da juventude brasileira com o processo eleitoral e a participação política. Isto se reflete no número proporcional de jovens de 16 e 17 anos que tiraram o título de eleitor para votar nas eleições deste ano. O voto é facultativo para os menores de 18 anos e maiores de 16 desde 1988 e, de acordo com informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o percentual de jovens nessa faixa etária que tirou título para votar nas eleições presidenciais deste ano é de 21,58%, o que representa uma queda de 7,5% em relação às eleições de 2014, quando a proporção de títulos emitidos para essa faixa de idade foi de 23,33%.

O desencanto e o desalento dos jovens com a política se torna mais evidente se levarmos em consideração a queda no número de filiados às legendas partidárias. Nos últimos 8 anos, os 10 partidos que apresentaram candidatos à Presidência da República no primeiro turno sofreram uma redução de 44% em seus quadros jovens, perdendo 168 mil filiados na faixa de 16 a 24 anos, segundo dados do TSE. Não foram computados dados do PPL, da Rede e do Novo, partidos que não tinham registro em 2010.

O desânimo acontece não apenas entre os jovens brasileiros. Dados do cômputo geral após o primeiro turno, revelam que a abstenção foi de mais de 29,9 milhões e alcançou 20,33% do total de eleitores, o maior índice desde as eleições de 1998. Do total de brasileiros que fizeram questão de exercer sua cidadania e comparecerem às urnas, quase 10% votaram branco (2,65%) ou nulo (6,14%) para Presidente da República. Deixar de comparecer às urnas e votar branco ou nulo podem até ser formas de manifestação política, mas se você não escolhe, alguém decidirá por você.

Geração de emprego e formas de combater e reduzir a criminalidade são os assuntos que estão dominando o centro do debate político atual e a preocupação dos brasileiros. A juventude é a parcela da população mais atingida pelo desemprego e pela violência, de acordo com estudos do IPEA e do Índice de Vulnerabilidade Juvenil (IVJ), respectivamente, e não deve se abster dessa discussão.
Para tentar combater essa realidade, a Secretaria Nacional de Juventude criou o Inova Jovem e lança o Novo Plano Juventude Viva. O primeiro oferece cursos para quem pretende empreender, dando orientação para que a juventude possa gerir e administrar seu próprio negócio e sustento. E o segundo pretende reduzir os números de homicídios com ações de enfrentamento ao racismo institucional e à cultura de violência. Os números são ainda mais assustadores se levarmos em consideração o público LGBT: relatório do Grupo Gay da Bahia (GGB), entidade que levanta dados sobre assassinatos da população LGBT no Brasil há 38 anos, registrou 445 homicídios desse tipo em 2017, número 30% maior em relação ao ano anterior, que teve 343 casos.

Diante de todo esse quadro, é importante que os jovens participem na formulação e se engajem na fiscalização das políticas públicas. O Estatuto da Juventude, promulgado em 5 de agosto de 2013, garante aos jovens de 15 a 29 anos o direito à participação social e na formulação, execução e avaliação das políticas públicas para juventude. Desde janeiro de 2017 à frente da Secretaria Nacional de Juventude, tenho buscado ouvir os jovens por meio de rodas de conversa, da caravana da juventude com o lançamento do ID Jovem em todos os estados e da construção colaborativa dos Diagnósticos da Juventude Rural e da Juventude LGBT e tentado estimular os jovens a debater assuntos de seu interesse promovendo encontros e reuniões do Conselho Nacional de Juventude (Conjuve) descentralizados nos estados e incentivando a criação de conselhos estaduais e municipais de juventude, com o objetivo de criar uma cultura de participação.

Mudar a realidade do país só é possível por meio do exercício pleno da cidadania. O voto é um importante instrumento de mudança coletiva e a participação no processo eleitoral oferece os instrumentos para que quem se envolve no pleito tenha mais legitimidade para cobrar de seus governantes. A distância dos processos que envolvem a coisa pública e a falta de engajamento no exercício da cidadania, na prática, não ajudam em nada para que as transformações aconteçam. É necessário que haja uma mudança de cultura, tanto na ocupação dos espaços de participação da juventude, como dos próprios jovens em reconhecer seu papel e transformar essa realidade. Não ofereçam carta branca ao futuro presidente do País. Votem, exerçam sua cidadania e cobrem políticas públicas para a juventude do Brasil. Quanto maior participação popular, maior a legitimidade na hora da cobrança.

*Assis Filho é Advogado, especialista em Direito Administrativo, professor universitário e Secretário Nacional de Juventude da Presidência da República

sem comentário »

Edivaldo chama professores aprovados em concurso

1comentário

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Administração (Semad), está convocando mais 151 candidatos aprovados e classificados no Concurso Público da Secretaria Municipal de Educação (Semed). Dessa forma, o prefeito segue trabalhando para a qualificação do ensino na rede municipal de Educação. São 119 profissionais para os cargos de Magistério I e II e 32 aprovados para vagas de Técnico Municipal de Nível Superior.

“A convocação de professores e de outros profissionais para o quadro da educação municipal refletirá muito positivamente para o alcance das metas projetadas, que é elevar de forma contínua a qualidade do ensino em nossa rede a partir da melhoria do rendimento escolar. Além do reforço de profissionais, estamos reformando escolas, climatizado as salas de aula, entre outras ações para que nossos estudantes tenham acesso a educação de qualidade”, disse o prefeito Edivaldo Holanda Junior.

Para os cargos de Magistério I e II estão sendo convocados 119 profissionais, sendo professores dos níveis Superior e Médio para as especialidades de 1º ao 5º ano e Educação Infantil; e professores de Nível Superior para as especialidades em Ciências, História, Língua Inglesa, Língua Portuguesa, Matemática e, ainda, para Intérprete de Língua Brasileira de Sinais e Suporte Pedagógico.

Já para os cargos de técnico municipal estão sendo convocados 32 aprovados para vagas de Técnico Municipal de Nível Superior, na especialidade de Engenharia Civil; e para os cargos de Técnico Municipal de Nível Médio, nas especialidades de Cuidador Escolar e Monitor de Transporte Escolar.

O concurso para a rede municipal de educação foi realizado ano passado, oferecendo 822 vagas nos níveis médio e superior e cadastro de reserva. Até o momento já foram convocados 715 aprovados. O concurso oferece vagas para cargos de magistério, nível superior e nível médio, conforme os três editais de convocação publicados no Diário Oficial do Município, disponível no site da Prefeitura (www.saoluis.ma.gov.br). Pela primeira vez, as vagas contemplam, ainda, a Educação Especial.

Foto: A. Baeta

1 comentário »

Edivaldo alerta para preservação da praça Pedro II

4comentários

O prefeito Edivaldo Holanda Junior (PDT) usou as suas redes sociais nesta terça-feira (11) para sensibilizar a população ludovicense para a preservação do patrimônio da capital maranhense. O pedetista publicou imagem da Praça Dom Pedro II, entregue totalmente revitalizada na sexta-feira (7), e pediu para os internautas: “#VamosCuidarDoQueÉNosso”. A sua gestão é a que mais tem investido na revitalização e reocupação dos espaços históricos.

“Com a restauração da Praça Dom Pedro II, realizada pelo Iphan em parceria com a Prefeitura, estamos devolvendo para a população um espaço público para que ela ame e se aproprie. Agora, cabe a todos nós, ludovicenses, a missão de valorizar e cuidar deste que é um dos mais belos cartões-postais da nossa cidade. Conto com o apoio e a dedicação de todos para que possamos preservar este lindo espaço, tão importante para a nossa história e cultura”, disse o prefeito.

Logo após a publicação, o pedido do prefeito ganhou repercussão nas redes sociais, com centenas de curtidas, comentários e compartilhamentos. “Parabéns, prefeito. Temos que cuidar do que é nosso. É questão de consciência de cada um”, “Obrigada por mais essa vitória! Ficou lindo! Realmente espero que as pessoas valorizem”, “Não adianta ter um espaço tão bonito como este se a população não fizer sua parte”, “Isso mesmo, todo mundo fazendo sua parte”, comentaram alguns internautas. “Toda a cidade tem de valorizar e cuidar deste belo cartão-postal”, escreveu o prefeito em interação com os seguidores.

A requalificação de praças é um dos legados da gestão do prefeito Edivaldo. Em toda a cidade, já são mais de 40 espaços reformados, muitos deles no Centro da cidade, como a Dom Pedro II, da Alegria, do Pescador, Nauro Machado, da Faustina, Valdelino Cécio, Joãosinho Trinta, Gomes de Sousa, entre outros em parceria com o Governo e o Iphan. Atualmente o Centro recebe o maior volume de investimentos dos últimos 30 anos, incluindo a revitalização das praças Deodoro e Pantheon, das alamedas Silva Maia e Gomes de Castro e da Rua Grande, que estão com obras em andamento, executadas pelo Iphan em parceria com a Prefeitura de São Luís.

Foto: Divulgação

4 comentários »

Iphan e Prefeitura avançam em obra na Rua Grande

4comentários

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) deu início, esta semana, aos serviços de requalificação urbana na segunda quadra da Rua Grande, novo trecho da via contemplada com obras de requalificação executadas pelo Iphan, em parceria com a Prefeitura de São Luís. O projeto de revitalização da Rua Grande integra as ações do PAC Cidades Históricas, que também está recuperando todo o Complexo Deodoro, compreendido pelas praças Deodoro e Pantheon, além das alamedas Silva Maia e Gomes de Castro.

Os serviços na segunda quadra da Rua Grande compreendem o trecho entre as ruas de Santaninha e Santa Rita. No local, as equipes iniciaram o trabalho de retirada dos paralelepípedos velhos para colocação de novo piso; escavação do solo para implantação de tubulações de água e esgoto e construção dos poços de visitas da instalação elétrica subterrânea.

“A requalificação do maior centro comercial de São Luís é de grande importância para a cidade e trará benefícios em diversos aspectos, como a revitalização do comércio na região, geração de emprego e renda e melhoria da paisagem urbana. A parceria celebrada entre a Prefeitura e o Iphan tem sido fundamental para somar esforços com o município na restauração desses espaços tão importantes para nossa história e nossa gente”, afirmou o prefeito Edivaldo.

Segundo o superintendente do Iphan, Maurício Itapary, os serviços na primeira quadra da Rua Grande – entre as ruas do Passeio e de Santaninha – estão em andamento e serão concluídos gradualmente, visto que toda a infraestrutura subterrânea deste trecho já foi executada, restando apenas serviços de ligações domiciliares das redes subterrâneas, execução do trabalho de pavimentação e intervenções complementares.

“A execução segmentada por trecho visa gerar o menor impacto possível para os usuários e transeuntes da Rua Grande. Para o trabalho nessa segunda quadra, foram adotadas novas medidas de serviços para redução de riscos provocados pela obra, como por exemplo, a fixação dos tapumes mais próximo da pista de rolagem no sentido de permitir corredores mais largos, facilitando a passagem dos transeuntes e reduzindo os conflitos com as atividades comerciais do espaço”, observou Maurício Itapary.

O projeto da Rua Grande inclui ainda embutimento total da fiação telefônica e elétrica, drenagem profunda e esgotamento sanitário, drenagem fluvial, novos equipamentos urbanos, novo piso e pontos de acessibilidade, reduzindo barreiras físicas e melhorando o acesso de pedestres. O projeto prevê ainda pavimentação com nivelamento das vias, instalação de novo mobiliário urbano (bancos, lixeiras, etc), nova rede de iluminação pública, além de sinalização viária e turística.

Foto: A. Baeta

4 comentários »

Igor Lago critica a “realpolitik” de Flávio Dino

0comentário

O médico Igor Lago, filho do ex-governador Jackson Lago e um dos mais ferrenhos críticos do governador do Maranhão, criticou, nas redes sociais o anúncio do apoio do prefeito de Caxias, Fábio Gentil ao projeto de reeleição de Flávio Dino

“É a “realpolitik” sem caráter que não mede os meios para chegar aos fins”, classificou.

Igor lago questiona o fato de Humberto Coutinho ter feito de tudo para eleger Flávio Dino e agora torna-se aliado de um adversário político do ex-aliado.

“Flávio fez de tudo para derrotar esse prefeito na última eleição. Adversário do Humberto Coutinho, o primeiro prefeito a garantir apoio à eleição do então juiz federal e pré-candidato a deputado federal em 2006, o acordo parece ter se iniciado ainda durante o velório do ex-deputado estadual”, disse.

Leia também:

Palanque dos Leões

Foto: Reprodução/ Facebook

sem comentário »

São João em São Luís é destaque na Rede Globo

3comentários

Vitrine dos festejos juninos, o Arraial da Praça Maria Aragão atraiu milhares de pessoas e foi visto por milhões em rede nacional, em mais um dia de atrações. A programação da noite deste sábado (23), teve destaque no São João do Nordeste, da Rede Globo, sendo transmitida ao vivo para os nove estados da região. O programa mostra as manifestações mais tradicionais desta que é a maior festa popular do país. O São João de Todos, realizado pela Prefeitura de São Luís e pelo Governo do Estado, mostrou a força dos sotaques de Bumba-Meu-Boi, a magia do Tambor de Crioula e a alegria do forró pé-de-serra.

O secretário municipal de Cultura (Secult), Marlon Botão, destacou o sucesso do evento. “Mais uma noite de festa e alegria para prestigiar a autêntica cultura maranhense. O nosso São João é único e não há outro igual. A Prefeitura de São Luís e o Governo do Estado oferecem para ludovicenses e turistas uma festa diferenciada e que merece ser apreciada em todo o Brasil”, disse o  secretário.

Na lista de atrações da noite, grupo de Tambor de Crioula Arte Nossa; a dança portuguesa Raízes de Portugal; os sotaques da baixada, alternativo, orquestra e matraca representados nos nomes consagrados do Bumba-Meu-Boi como Boi de Nina Rodrigues, Boi de Santa Fé, Grupo alternativo Novilho Branco e o Boi da Maioba. No Barracão do Forró, a apresentação do Trio Poeirão e o grupo Os 3 do Forró. Ainda na Praça Maria Aragão, o grande show da noite com Lairton e seus teclados, levando o público a dançar juntinho e relembrar grandes sucessos.

A festança da noite abriu com a apresentação do grupo de Tambor de Crioula Arte Nossa, às 19h, mostrando uma das mais fortes manifestações da cultura popular maranhense. Nascido no Centro Histórico, o grupo possui mais de 10 anos de atividade e além do folclore e desenvolve projetos sócio-culturais para adolescentes da comunidade. O grupo levou ao palco do arraial da Maria Aragão, a expressão da matriz afro-brasileira e envolveu o público com sua dança, canto e rica percussão.

Dos fortes tambores de crioula para a magia da dança portuguesa com o grupo Raízes de Portugal, seguido pela batida firme e contagiante do Grupo Alternativo Novilho Branco, que se apresentou ao público. São mais de 10 anos nos arraiais maranhenses e a sintonia dos mais de 130 integrantes, entre dançarinos e percussionistas, animou quem visitou a festança junina na praça.

Foto: Divulgação

Leia mais

3 comentários »

Flávio Dino perde mais uma na Justiça Eleitoral

0comentário

O juiz Gustavo Villas Boas, do Tribunal Regional Eleitoral, determinou nesta quinta-feira (14), a retirada de toda a propaganda institucional do governo Flávio Dino (PCdoB) e não mais apenas o trecho que faz alusão à campanha de 2014.

Villas Boas já havia determinado a retirada apenas do trecho entendido como propaganda eleitoral, mas o comunista desrespeitou a Justiça Eleitoral e continuou a usá-lo.

Diante da recorrência do governador, o juiz mandou suspender todo o filme.

É mais uma derrota de Flávio Dino na Justiça Eleitoral.

O Estado

sem comentário »