Maranhão tem 932 mortos e 32 mil 620 casos da Covid

0comentário

O boletim da Secretaria de Saúde do Maranhão, desta sexta-feira (29), registrou mais 2 mil 138 novos casos do novo coronavírus (1 mil 832 no interior, 267 na Região Metropolitana e 97 em Imperatriz) e 21 óbitos (18 no interior e apenas 3 na Região Metropolitana). Imperatriz registrou 7 óbitos.

O Maranhão chegou a 32 mil 620 casos, 932 mortos, 8 mil e 639 pessoas recuperadas, 1 mil 730 casos suspeitos e 211 municípios maranhenses que já registraram casos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

Os 21 novos óbitos foram em Barra do Corda (1), Chapadinha (1), Codó (1), Monção (1), Olho D’Água das Cunhãs (1), Santa Inês (1), São Bernardo (1), São José de Ribamar (1), Zé Doca (1), São Luís (2), São Mateus do Maranhão (3) e Imperatriz (7). Veja na imagem o quadro geral de mortes por comorbidades.

Analisando os casos por sexo no Maranhão. Temos mais mulheres infctadas pelo novo coronavírus do que homens. São 17 mil 210 casos em mulheres e 15 mil 410 em homens.

A taxa de ocupação de leitos de UTI em São Luís é de 91,25% e a de leitos clínicos de 52,66%. Em Imperatriz, a ocupação de leitos de UTI é de 92,59% e a de leitos clínicos se mantém em 100%. Nas demais cidades do Maranhão, a taxa de ocupação de leitos de UTI é 72,95% e leitos clínicos 72,16%.

Já foram testadas 52 mil 12 pessoas no Maranhão, sendo 43 mil 169 na rede pública e 8 mil 843 na rede privada. Veja imagem acima.

A taxa de ocupação de leitos de UTI em São Luís é de 91,25% e a de leitos clínicos de 52,66%. Em Imperatriz, a ocupação de leitos de UTI é de 92,59% e a de leitos clínicos se mantém em 100%. Nas demais cidades do Maranhão, a taxa de ocupação de leitos de UTI é 72,95% e leitos clínicos 72,16%.

Segundo a SES, 1 mil e 49 profissionais da Saúde já foram infectados, e destes 963 estão recuperados e 18 óbitos em todo o estado

Segundo s dados divulgados pelo Ministério da Saúde, o Brasil se tornou o 5º país com mais mortos por coronavírus ao passar a Espanha e registrar 27.878 mortos por coronavírus, destes 1 mil 124 nas últimas 24 horas. O Brasil já registra 465.166 casos confirmados.

Foto: Reprodução/SES

sem comentário »

DPE aponta 250 casos de violência contra idosos

0comentário

Mais de 250 casos de violência contra pessoas idosas foram registrados em São Luís, nos meses de janeiro a março deste ano, pela Defensoria Pública do Estado do Maranhão (DPE/MA). Somente no período da pandemia foram 36 atendimentos relacionados à violência. Diante disso, para promover a sensibilização da sociedade quanto ao assunto e contribuir para uma mudança neste cenário, a DPE realiza, a partir desta segunda-feira, dia 1º, campanha virtual de conscientização da violência contra a pessoa idosa, com o tema “Violência contra a Pessoa Idosa, quem se importa?”.

As situações de violência são atendidas por meio do Centro Integrado de Apoio e Prevenção à Violência Contra a Pessoa Idosa (Ciapvi). Entre os tipos de violência mais denunciadas nos três primeiros meses do ano estão: o abuso financeiro (19%), a negligência (17%) e a violência psicológica (16%). Entre os bairros de maior incidência estão: Centro, Cohatrac e Anjo da Guarda.

Durante o período da pandemia de Covid-19, nos meses de abril e maio, foram realizados 36 atendimentos na área, para orientação ou envolvendo casos de cárcere privado, violência física, violência psicológica, abuso financeiro, negligência, abandono, autonegligência e solicitação de leito, medicamentos e exames.

Conscientização – A campanha, alusiva ao Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa (15 de junho) e realizada por meio do Ciapvi, conta todos os anos com uma vasta programação e reúne centenas de idosos e representantes de instituições parceiras da DPE/MA. No entanto, neste ano, com as medidas de distanciamento social, em razão da pandemia de Covid-19, as ações serão realizadas pela Internet, por meio das redes sociais e têm como objetivo promover a sensibilização da sociedade pela promoção da educação em direitos.

A partir desta segunda-feira até o dia 15 de junho, serão realizadas transmissões ao vivo no Youtube da Defensoria, sempre às 17h, com representantes de entidades e instituições atuantes na defesa da pessoa idosa. 

Nesta segunda, a live de abertura da campanha contará com as participações da coordenadora do Ciapvi, Isabel Lopizic, da presidente do Femadi, Adalgisa Zaidan, e do presidente do Cedima, Glécio Sandro Leite Silva.

No dia 15, a live contará com a participação do defensor-geral do Estado do Maranhão, Alberto Bastos, do secretário estadual de Diretos Humanos, Francisco Gonçalves, e da geriatra Jacira Serra. Na ocasião, será discutida a “velhofobia” em tempos de pandemia.

Durante os 15 dias de campanha, serão realizadas outras lives, em que serão debatidos temas como: “Acolhimento das Pessoas Idosas – Como fazer?”, “Sistema de Justiça na Garantia de Diretos” e “Violência: Quem se Importa?”. A programação está disponível no site da DPE/MA.

Além das lives, também serão publicadas peças educativas e vídeos sobre os tipos de violência cometidos contra esse público e seus direitos nas redes sociais da DPE.

sem comentário »

Veja as diretrizes para volta gradual das aulas no MA

0comentário

O novo decreto assinado nesta sexta-feira (29) pelo governador Flávio Dino prorroga, até às 23h59min do dia 14 de junho de 2020, a suspensão das aulas presenciais: nas unidades de ensino da Rede Estadual de educação, do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão – lEMA, da Universidade Estadual Maranhão – UEMA e da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão – UEMASUL, bem como nas instituições de ensino das redes municipais e nas escolas e instituições de ensino superior da rede privada localizadas no Estado do Maranhão.

O decreto prevê, o retorno gradual das atividades a partir de 15 de junho. Após o período disposto no art. 1° deste Decreto, as atividades pedagógicas presenciais poderão ser gradativamente retomadas, observando a autonomia dos sistemas educacionais e das instituições de ensino superior e, ainda, a seguinte ordem:

I – cursos de graduação e pós-graduação;
II – unidades escolares de ensino médio;
III – unidades escolares de ensino fundamental;
IV – unidades escolares de educação infantil;
V – instituições educacionais de idiomas e similares, bem como de educação complementar.

§ 1° A retomada gradual prevista nos incisos de 1 a V deste artigo também poderá ocorrer de forma regionalizada, a depender das condições epidemiológicas de cada localidade.

§ 2° O processo de retomo será sequencial, devendo ser executado gradativamente das séries mais avançadas (terceiras séries do ensino médio e períodos finais das instituições de ensino superior) para as iniciais, sendo assegurada a realização de atividades remotas até a conclusão do retomo das aulas presenciais.

§ 3° Em cada estabelecimento educacional, a respectiva direção deve buscar a Formação de coordenações de saúde entre os estudantes, de modo a que estes atuem como protagonistas para persuadir seus colegas a cumprir as normas sanitárias estabelecidas pelas autoridades de saúde e afixadas nas salas de aulas e nos demais espaços do ambiente escolar.

Art. 30 Todas as unidades de ensino deverão adotar, dentre outros, os seguintes protocolos de saúde para o retomo das atividades presenciais:

I – distribuição de kits de higiene e desinfecção para os estudantes, professores e demais funcionários contendo, no mínimo:

a) máscaras de proteção;
b) álcool 70%;
c) copo de uso individual ou descartável.

II – adoção do escalonamento de horário de entrada e saída de séries e turmas, a fim de que seja evitada aglomeração;

III – redução do quantitativo de estudantes por turma, considerando a capacidade da sala de aula e respeitando a distância mínima de 1 ,5m entre estudantes e profissionais;

IV – demarcações para o distanciamento nas filas das lanchonetes e restaurantes, bem como providenciar a higienização adequada nesses espaços;

V – aferição diária da temperatura de todos que estudam ou trabalham no ambiente escolar;

VI – desinfecção diária, com produtos adequados ao combate da COVID- 19, de superfícies e locais utilizados rotineiramente nas instituições de ensino;

VII – orientações às famílias dos estudantes acerca da verificação de sintomas da COVID-1 9, a exemplo de sintomas gripais, o que deve ser informado imediatamente à direção/gestão escolar.

§ 1° Poderá ser estabelecido rodízio, em dias da semana, de estudantes e professores, a fim de possibilitar o cumprimento da medida contida no inciso III deste artigo, devendo, para tanto, ser planejadas atividades remotas não presenciais, entregues em meio físico ou enviadas por meio eletrônico, quando o estudante tiver acesso a essa espécie de meio
de comunicação, para os dias em que o mesmo não estiver presencialmente na instituição de ensino.

§ 2° Os estabelecimentos de ensino poderão utilizar metodologia híbrida, com uso de atividades presenciais e não presenciais, de modo a atender os padrões sanitários estabelecidos.

Seção II

Das Avaliações, Atividades Esportivas e das Solenidades de Formatura

Art. 40 As avaliações presenciais para os cursos de graduação e pós-graduação deverão restringir-se aos casos em que não seja possível a realização pela via remota.

Parágrafo único. As avaliações presenciais a que se refere o caput deste artigo deverão ser realizadas com observância das medidas estabelecidas pelas autoridades sanitárias.

Art. 50 Fica proibida a realização de atividades esportivas presenciais, até orientação em sentido diverso pelas autoridades sanitárias.

Art. 6° As solenidades de formatura dos ensinos médio e superior deverão
ocorrer de forma virtual, por meio de videoconferências.

Seção III

Dos Grupos de Maior Vulnerabilidade ao Coronavírus (SARS-CoV-2)

Art. 7° Após o retorno das atividades presenciais e enquanto não houver novo Decreto, as instituições educacionais deverão eximir das atividades presenciais os docentes, estudantes e demais profissionais que fazem parte dos grupos de maior vulnerabilidade ao coronavírus (SARS-CoV-2), os quais devem continuar a realizar suas respectivas atividades de forma remota.

Parágrafo único. Para os fins deste artigo, consideram-se como mais
vulneráveis os idosos, gestantes, cardiopatas, pneumopatas, nefropatas, diabéticos, oncológicos, pessoas submetidas a intervenções cirúrgicas ou tratamento de saúde que provoque diminuição da imunidade e demais imunossuprimidos.

Foto: Divulgação/Prefeitura de São Luís


sem comentário »

Municípios maranhenses terão R$ 596 mi para Covid

0comentário

Governo Federal destinou R$ 596 milhões para as prefeituras do Maranhão para o combate ao novo coronavírus.

Na lista dos municípios que mais receberão recursos estão São Luís R$ 92.928.715,66, Imperatriz R$ 21.816.258,36, São José de Ribamar R$ 14.985.447,38 e Timon R$ 14.261.842,73.

Na sequência estão Caxias R$ 13.905.353,59, Codó R$ 10.361.461,89, Paço do Lumiar R$ 10.305.631,33, Açailândia R$ 9.483.184,65, Bacabal R$ 8.851.000,45,Balsas R$ 8.002.409,55, Santa Inês R$ 7.509.633,10 e Barra do Corda R$ 7.439.465,38

Vejam os valores do repasses diretos, a cada município do Maranhão.

Açailândia R$ 9.483.184,65
Afonso Cunha R$ 550.209,41
Água Doce do Maranhão R$ 1.060.190,44
Alcântara R$ 1.863.577,14
Aldeias Altas R$ 2.237.608,21
Altamira do Maranhão R$ 685.484,68
Alto Alegre do Maranhão R$ 2.281.547,3
Alto Alegre do Pindaré R$ 2.691.927,35
Alto Parnaíba R$ 943.722,14
Amapá do Maranhão R$ 587.148,66
Amarante do Maranhão R$ 3.494.470,68
Anajatuba R$ 2.260.463,32
Anapurus R$ 1.326.777,19
Apicum-Açu R$ 1.453.871,85
Araguanã R$ 1.300.970,31
Araioses R$ 3.916.573,39
Arame R$ 2.757.878,26
Arari R$ 2.517.267,07
Axixá R$ 1.022.998,17
Bacabal R$ 8.851.000,45
Bacabeira R$ 1.438.353,99
Bacuri R$ 1.567.135,37
Bacurituba R$ 475.993,54
Balsas R$ 8.002.409,55
Barão de Grajaú R$ 1.587.207,39
Barra do Corda R$ 7.439.465,38
Barreirinhas R$ 5.273.374,27
Bela Vista do Maranhão R$ 945.324,53
Belágua R$ 629.907,12
Benedito Leite R$ 474.981,51
Bequimão R$ 1.794.674,46
Bernardo do Mearim R$ 509.643,69
Boa Vista do Gurupi R$ 783.230,34
Bom Jardim R$ 3.510.916,24
Bom Jesus das Selvas R$ 2.869.792,41
Bom Lugar R$ 1.374.174,14
Brejo R$ 3.069.584,88
Brejo de Areia R$ 774.881,06
Buriti R$ 2.418.593,71
Buriti Bravo R$ 2.014.285,94
Buriticupu R$ 6.102.399,17
Buritirana R$ 1.301.307,65
Cachoeira Grande R$ 795.374,76
Cajapió R$ 942.625,77
Cajari R$ 1.634.351,33
Campestre do Maranhão R$ 1.212.248,62
Cândido Mendes R$ 1.701.735,96
Cantanhede R$ 1.854.974,84
Capinzal do Norte R$ 922.132,07
Carolina R$ 2.051.225,19
Carutapera R$ 2.007.792,05
Caxias R$ 13.905.353,59
Cedral R$ 900.289,00
Central do Maranhão R$ 731.447,91
Centro do Guilherme R$ 1.134.996,66
Centro Novo do Maranhão R$ 1.823.517,44
Chapadinha R$ 6.719.487,19
Cidelândia R$ 1.239.489,21
Codó R$ 10.361.461,89
Coelho Neto R$ 4.169.160,33
Colinas R$ 3.472.796,28
Conceição do Lago-Açu R$ 1.369.366,97
Coroatá R$ 5.506.816,89
Cururupu R$ 2.757.372,24
Davinópolis R$ 1.088.611,74
Dom Pedro R$ 1.969.250,40
Duque Bacelar R$ 957.131,60
Esperantinópolis R$ 1.454.040,52
Estreito R$ 3.537.566,48
Feira Nova do Maranhão R$ 717.195,09
Fernando Falcão R$ 873.723,09
Formosa da Serra Negra R$ 1.609.893,83
Fortaleza dos Nogueiras R$ 1.065.250,61
Fortuna R$ 1.311.596,67
Godofredo Viana R$ 996.769,61
Gonçalves Dias R$ 1.512.485,51
Governador Archer R$ 914.204,47
Governador Edison Lobão R$ 1.543.015,22
Governador Eugênio Barros R$ 1.419.209,67
Governador Luiz Rocha R$ 658.412,76
Governador Newton Bello R$ 858.542,57
Governador Nunes Freire R$ 2.157.067,13
Graça Aranha R$ 528.113,32
Grajaú R$ 5.863.643,37
Guimarães R$ 1.014.564,55
Humberto de Campos R$ 2.421.882,82
Icatu R$ 2.286.607,54
Igarapé do Meio R$ 1.195.634,39
Igarapé Grande R$ 954.685,85
Imperatriz R$ 21.816.258,36
Itaipava do Grajaú R$ 1.354.186,45
Itapecuru Mirim R$ 5.751.982,24
Itinga do Maranhão R$ 2.192.741,35
Jatobá R$ 856.265,50
Jenipapo dos Vieiras R$ 1.392.812,44
João Lisboa R$ 1.993.033,21
Joselândia R$ 1.363.547,77
Junco do Maranhão R$ 289.441,86
Lago da Pedra R$ 4.239.243,71
Lago do Junco R$ 914.204,47
Lago dos Rodrigues R$ 748.315,15
Lago Verde R$ 1.371.053,70
Lagoa do Mato R$ 948.782,31
Lagoa Grande do Maranhão R$ 960.926,73
Lajeado Novo R$ 636.738,35
Lima Campos R$ 1.003.010,49
Loreto R$ 1.025.275,25
Luís Domingues R$ 586.220,97
Magalhães de Almeida R$ 1.672.049,61
Maracaçumé R$ 1.804.373,12
Marajá do Sena R$ 657.147,71
Maranhãozinho R$ 1.371.728,39
Mata Roma R$ 1.419.294,01
Matinha R$ 1.970.937,13
Matões R$ 2.849.045,70
Matões do Norte R$ 1.412.209,76
Milagres do Maranhão R$ 713.821,64
Mirador R$ 1.772.325,36
Miranda do Norte R$ 2.393.545,85
Mirinzal R$ 1.261.838,31
Monção R$ 2.819.696,70
Montes Altos R$ 772.519,64
Morros R$ 1.638.905,49
Nina Rodrigues R$ 1.218.995,52
Nova Colinas R$ 454.066,13
Nova Iorque R$ 394.946,45
Nova Olinda do Maranhão R$ 1.764.988,11
Olho d’Água das Cunhãs R$ 1.644.977,69
Olinda Nova do Maranhão R$ 1.239.826,56
Paço do Lumiar R$ 10.305.631,33
Palmeirândia R$ 1.663.278,65
Paraibano R$ 1.803.614,09
Parnarama R$ 2.943.923,93
Passagem Franca R$ 1.603.990,30
Pastos Bons R$ 1.642.194,60
Paulino Neves R$ 1.352.331,06
Paulo Ramos R$ 1.774.433,77
Pedreiras R$ 3.308.425,01
Pedro do Rosário R$ 2.120.549,56
Penalva R$ 3.244.413,83
Peri Mirim R$ 1.207.525,79
Peritoró R$ 1.956.262,63
Pindaré-Mirim R$ 2.778.118,95
Pinheiro R$ 7.032.543,18
Pio XII R$ 1.811.963,38
Pirapemas R$ 1.570.761,83
Poção de Pedras R$ 1.507.341,00
Porto Franco R$ 2.014.370,27
Porto Rico do Maranhão R$ 503.908,83
Presidente Dutra R$ 4.031.607,98
Presidente Juscelino R$ 1.073.937,24
Presidente Médici R$ 591.618,48
Presidente Sarney R$ 1.595.472,34
Presidente Vargas R$ 943.975,15
Primeira Cruz R$ 1.291.608,99
Raposa R$ 2.594.266,02
Riachão R$ 1.703.169,67
Ribamar Fiquene R$ 657.063,38
Rosário R$ 3.604.529,43
Sambaíba R$ 478.270,62
Santa Filomena do Maranhão R$ 655.545,33
Santa Helena R$ 3.553.084,35
Santa Inês R$ 7.509.633,10
Santa Luzia R$ 6.128.459,06
Santa Luzia do Paruá R$ 2.129.826,54
Santa Quitéria do Maranhão R$ 2.162.548,99
Santa Rita R$ 3.192.547,07
Santana do Maranhão R$ 1.128.924,45
Santo Amaro do Maranhão R$ 1.336.391,52
Santo Antônio dos Lopes R$ 1.225.236,40
São Benedito do Rio Preto R$ 1.573.966,61
São Bento R$ 3.812.924,20
São Bernardo R$ 2.404.172,22
São Domingos do Azeitão R$ 623.413,23
São Domingos do Maranhão R$ 2.899.141,41
São Félix de Balsas R$ 386.681,50
São Francisco do Brejão R$ 994.998,55
São Francisco do Maranhão R$ 1.029.745,07
São João Batista R$ 1.742.807,69
São João do Carú R$ 1.333.186,74
São João do Paraíso R$ 942.625,77
São João do Soter R$ 1.563.846,26
São João dos Patos R$ 2.186.753,48
São José de Ribamar R$ 14.985.447,38
São José dos Basílios R$ 644.412,95
São Luís R$ 92.928.715,66
São Luís Gonzaga do Maranhão R$ 1.590.243,49
São Mateus do Maranhão R$ 3.502.398,29
São Pedro da Água Branca R$ 1.070.226,45
São Pedro dos Crentes R$ 393.681,41
São Raimundo das Mangabeiras R$ 1.591.255,53
São Raimundo do Doca Bezerra R$ 441.668,71
São Roberto R$ 566.654,97
São Vicente Ferrer R$ 1.876.227,57
Satubinha R$ 1.173.453,97
Senador Alexandre Costa R$ 939.589,67
Senador La Rocque R$ 1.205.417,39
Serrano do Maranhão R$ 864.699,12
Sítio Novo R$ 1.524.882,93
Sucupira do Norte R$ 896.999,88
Sucupira do Riachão R$ 477.342,92
Tasso Fragoso R$ 718.628,81
Timbiras R$ 2.456.207,65
Timon R$ 14.261.842,73
Trizidela do Vale R$ 1.855.227,85
Tufilândia R$ 492.523,44
Tuntum R$ 3.527.952,16
Turiaçu R$ 3.002.706,27
Turilândia R$ 2.160.609,25
Tutóia R$ 4.964.029,07
Urbano Santos R$ 2.793.383,80
Vargem Grande R$ 4.765.838,98
Viana R$ 4.422.674,96
Vila Nova dos Martírios R$ 1.129.430,47
Vitória do Mearim R$ 2.763.191,44
Vitorino Freire R$ 2.658.530,21
Zé Doca R$ 4.361.362,54

SUBTOTAL R$ 596.693.920,07

Fonte: Agência Senado

sem comentário »

Flávio Dino anuncia volta às aulas para junho

0comentário

O governador do Maranhão Flávio Dino (PCdoB) anunciou nesta sexta-feira (28), novas medidas de flexibilização das atividades econômicas no Maranhão. Ele destacou que existe uma tendência de queda do número de casos na Região Metropolitana e de avanço da pandemia no interior.

Flávio Dino afirmou que está diante de dois extremos: de um lado estão aqueles que acham que tudo deve permanecer fechado por tempo indeterminado e do outro aqueles que querem abrir tudo de uma vez, e que tem buscado encontrar um meio termo. “Não adianta culpar o governador achando que vai ganhar votos com isso”, disse.

Segundo Flávio Dino, a flexibilização de outras atividades econômicas a partir de 1º de junho e que vão continuar até o dia 29 de junho.

O governador anunciou a volta no serviço público do atendimento presencial ao público a partir do dia 8.

Nas escolas, o governador anunciou que processo incial de volta terá início no dia 15 de junho, começando pelo processo de graduação e pós-graduação até chegar nas crianças da educação infantil. Haverá a necessidade de redução do número de alunos por salas de aulas, intercalando a entrada e saída das escolas.

Flávio Dino lembrou que na Coreia, após autorização da abertura das escolas, após o registros de muitos casos, elas tiveram que ser fechadas novamente. O mesmo aconteceu na França.

O governador deixou claro que as medidas serão avaliadas e havendo o aumento de casos do novo coronavírus, todas as medidas poderão ser revistas e garantiu que o decreto deverá ser divulgado até o meio-dia de hoje.

Foto: Reprodução/Redes Sociais

sem comentário »

Maranhão ultrapassa 30 mil casos confirmados da Covid

0comentário

O boletim da Secretaria de Saúde do Maranhão, divulgado apenas às 23h39 desta quinta-feira (28), registrou mais 2 mil 503 novos casos do novo coronavírus (2 mil 236 no interior e 267 na Região Metropolitana) e 24 óbitos (21 no interior e apenas 3 na Região Metropolitana). Imperatriz registrou 7 óbitos.

O Maranhão chegou a 30 mil 482 casos, 911 mortos, 8 mil e 64 pessoas recuperadas, 1 mil 621 casos suspeitos e 211 municípios maranhenses que já registraram casos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

Já foram testadas 40 mil 492 pessoas no Maranhão, sendo 40 mil 657 na rede pública e 8 mil 835 na rede privada. Veja imagem acima.

Os 24 novos óbitos foram registados em Axixá (1); Luis Domingues (1); Bom Jardim (1); Paço do Lumiar (1); Amarante do Maranhão (1); Lago da Pedra (1); Cantanhede (1); Bequimão (2); Pinheiro (2); São Mateus (2); São Bernardo (2); São Luís (2) e Imperatriz (7).

A taxa de ocupação de leitos de UTI em São Luís é de 95,22% e a de leitos clínicos de 56,38%. Em Imperatriz, a ocupação de leitos de UTI é de 92,59% e a de leitos clínicos se mantém em 100%. Nas demais cidades do Maranhão, a taxa de ocupação de leitos de UTI é 76,11% e leitos clínicos 72,32%.

Segundo a SES, 1 mil e 49 profissionais da Saúde já foram infectados, e destes 963 estão recuperados e 18 óbitos em todo o estado

Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil registrou 1 mil 156 óbitos nas últimas 24, alcançando 26 mil 754 mortes na pandemia e um total de 438 mil 238 casos confirmados em todo o país.

Foto: Reprodução/SES

sem comentário »

Prefeitura de Santa Rita amplia atendimento do Samu

0comentário

A Prefeitura de Santa Rita ampliou o atendimento do SAMU, agora cinco veículos, sendo uma UTI móvel atende os casos mais urgentes. O serviço emergencial é referenciado para próprio município, assim como toda região do Munim e foi instalada, graças a um pleito do prefeito Hilton Gonçalo junto ao Ministério da Saúde, que tornou a cidade como pólo para o serviço do 192.

O SAMU de Santa Rita é composto por uma UTI móvel que pode atender o casos mais graves e fazer uma transferência imediata para São Luís, assim como por outras quatro ambulâncias. Uma delas foi instalada no povoado Placa de Recurso que fica na divisa com Bacabeira, para que possa fazer os atendimentos de forma mais rápida, caso venha um chamado em outras cidades da região do Munim.

De acordo com o prefeito Hilton Gonçalo, o SAMU de Santa Rita está equipado para fazer todos os atendimentos e garantir uma rápida resposta aos chamados do 192.

O prefeito lembra que montar a atual estrutura em Santa Rita foi algo desafiador, uma vez que São Luís que possui pouco mais de um milhão de habitantes possui 13 ambulâncias, ele conseguiu garantir na cidade 40 mil habitantes, 5 ambulâncias que ainda atendem cidades como Bacabeira, Rosário, Axixá, Presidente Juscelino e outras.

Outras medidas – O prefeito Hilton Gonçalo ainda informou que a Secretaria estadual de Saúde, ainda estruturou o serviço de acompanhamento remoto dos pacientes da covid-19. “Temos uma enfermeira no município fazendo ligação para os funcionários, para identificar sintomas, assim como também temos contato direto com funcionários de hospitais em São Luís, para saber a evolução dos nossos pacientes internados em São Luís e estamos fazendo contato direto com os nossos pacientes em tratamento em casa”, afirmou Hilton Gonçalo.

Diante desse serviço, a Secretaria municipal de Saúde identifica quem necessita de medicamentos ou uma transferência para uma unidade hospitalar de Santa Rita ou São Luís para tratar de forma adequada a covid-19.

Foro: Divulgação

sem comentário »

Eudes garante exames de tomografia e sorológicos

0comentário

Os altos investimentos na área da saúde municipal, visando o combate ao Novo Coronavírus em São José de Ribamar, seguem sendo realizados pela Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Saúde.

A partir de junho, o município passa a contar com exames de imagem de tomografia computadorizada, além da realização de testes sorológicos para COVID-19 das classes IgG e IgM, para detecção do vírus e anticorpos produzidos pelo organismo após a infecção pelo Coronavírus 19.

Os exames de imagem de tomografia computadorizada ajudam na celeridade do diagnóstico e assim dão aos pacientes maiores chances de serem curados da doença. Era uma demanda latente dos ribamarenses, que, para conseguir os exames, precisavam recorrer à rede do SUS ou a clínicas particulares em São Luís.

Para o prefeito Eudes Sampaio, que anunciou a conquista em seu Twitter, a contratação do novo serviço é fruto do esforço que o município vem desenvolvendo para oferecer um sistema de saúde eficiente e eficaz à população. “Seguimos investindo no combate à Covid-19. A partir de junho teremos exames de imagem de tomografia computadorizada e assim atenderemos os pacientes da nossa rede, agilizando nos diagnósticos”, comemorou.

Já os Testes de Sorologia, o mais importante instrumento no diagnóstico do Novo Coronavírus, irá ampliar a capacidade de detecção de pessoas infectadas.  “A identificação de casos confirmados facilitarão as tomadas de decisões técnicas para assistirmos aos usuários e vencermos essa crise sanitária mundial”, concluiu o secretário Tiago Fernandes.

sem comentário »

Wellington quer informações sobre testes em municípios

0comentário

Nesta quinta-feira (28), o deputado estadual Wellington do Curso oficiou o governador Flávio Dino, por meio da Assembleia Legislativa, para que divulgue a relação completa dos municípios maranhenses e respectivos números de testes já recebidos, bem como a data de entrega. A solicitação de baseia no princípio da publicidade, sendo obrigação do Estado divulgar as informações de maneira clara e precisa.

Ao justificar a solicitação, Wellington mencionou que, de acordo com o painel de transparência do Ministério da Saúde, o Maranhão é o 4° estado que mais recebeu testes enviados pelo Governo Federal no Nordeste.

“De acordo com informações extraídas do painel do próprio Ministério da Saúde, o Maranhão já recebeu ao todo 308.572 testes para Covid-19, sendo o 4° estado com maior número de testes no Nordeste. Ocorre que, aqui, não sabemos exatamente o destino desses testes. Inicialmente, nem testes em massa eram realizados. Os números só cresceram após nossa representação no Ministério Público. Agora, solicitamos que divulguem o número de testes por município. Uma solicitação simples, básica, mas que muito contribui para que tenhamos o real controle sobre a forma como a pandemia tem sido enfrentada no Maranhão”, disse o parlamentar.

Foto: Agência Assembleia

sem comentário »

Hildo defende instalação de UTI’s em municípios do MA

0comentário

Em pronunciamento na Câmara Federal, o deputado Hildo Rocha destacou que a bancada maranhense colocou R$ 43 milhões para o governo estadual aplicar nas ações de combate à pandemia do coronavírus. Clique aqui e veja o vídeo.

Hildo Rocha defende que esses recursos sejam utilizados apenas para a instalação de novas Unidades de Terapia Intensiva (UTI’s) em cidades do Maranhão. O parlamentar apresentou ao governador Flávio Dino a relação de 24 municípios maranhenses que tem condições de receber leitos de unidade de tratamento intensivo (UTI’s).

“Nós, da bancada federal, colocamos R$ 43 milhões de reais, em emendas impositivas, para ajudar o governador Flavio Dino a resolver o grave problema da saúde pública. Hoje um dos principais problemas na saúde pública do Maranhão é a falta de leitos de UTI’s. O custo máximo para instalação de uma UTI é de R$ 180 mil reais, então com esse dinheiro o governador pode instalar 239 leitos de UTI’s”, destacou o parlamentar.

Ranking negativo – Rocha enfatizou que, de acordo com estudos do IBGE e da Fundação Oswaldo Cruz, divulgados recentemente, o Maranhão é o Estado nordestino com a menor quantidade de leitos de UTI por habitantes.

“A falta de leitos de UTI’s no Maranhão é uma triste realidade, é uma situação que envergonha e contribui para a perda de muitas vidas, principalmente neste momento de pandemia que estamos vivenciando. Esse é o retrato da precariedade do sistema de saúde pública no estado. Mas, nós parlamentares maranhenses estamos fazendo a nossa parte. Nós destinamos recursos que o governador Flavio Dino poderá investir na instalação de UTI’s em diversos municípios do Maranhão, zerar o déficit e salvar milhares de vidas”, explicou Hildo Rocha.

Municípios beneficiados – O deputado disse que apresentou ao governador Flávio Dino uma relação de municípios maranhenses que tem condições de ter unidades de tratamento intensivo.

“Indiquei ao governador Flávio Dino o uso dos recursos da bancada federal para implantação de UTI’s nos seguintes municípios: Açailândia; Amarante; Arari; Barra do Corda; Brejo; Buriticupu; Cantanhede; Carolina; Chapadinha; Codó; Esperantinópolis; Estreito; Grajaú; Itapecuru-Mirim; Lago dos Rodrigues; Nina Rodrigues; Passagem Franca; Paulo Ramos; Pirapemas; Porto Franco; São Bernardo; São Domingos do Maranhão; São José de Ribamar e Vargem Grande. Todos esses municípios tem condições de ter UTI’s, desde que o governo estadual faça a implantação e ajude os prefeitos a manterem as unidades em funcionamento como a ex-governadora Roseana Sarney fazia no tempo em que ela governava o estado”, argumentou Hildo Rocha.

Foto: Divulgação

sem comentário »
https://www.blogsoestado.com/zecasoares/wp-admin/
Twitter Facebook RSS