É só comparar

20comentários

Diante das invenções quase diárias da mídia alinhada ao governo Flávio Dino (PCdoB) – que tenta, de todas as formas, afastá-la da disputa eleitoral de outubro –, a ex-governadora Roseana Sarney mostrou-se pronta, ontem, para encarar mais uma batalha política. “Eu vou para cima”, resumiu ela, em um discurso recheado de críticas à gestão comunista.

Roseana é, por si só, uma candidata que polariza qualquer eleição, com seus índices de voto sempre acima dos 35%. É, portanto, um nome capilarizado em todo o Maranhão e que sai sempre na dianteira em qualquer disputa.

E a reunião de ontem, com as lideranças do seu grupo político, só mostrou esta força político-eleitoral. Força que se soma à alta rejeição ao governador Flávio Dino, que tende a aumentar durante a campanha.

No discurso, dela e dos aliados, ficou a tônica do que será a crítica ao comunista, que destruiu a economia do Maranhão, gerou mais miséria no estado, arrochou a classe trabalhadora, perseguiu funcionários públicos de várias categorias e abandonou a classe empresarial com política de juros e impostos cada vez maiores. Sem falar na falta de obras estruturantes no Maranhão.

O que ficou claro na reunião é que Roseana fará questão de polarizar a disputa com Dino, comparando as suas gestões com a dele, em todos os aspectos, da saúde à infraestrutura, passando pela economia, cultura e turismo, tudo o que foi afetado nos quatro anos de mandato comunista.

E é exatamente isso que ela pedirá ao eleitor: que compare o Maranhão de ontem e o Maranhão de hoje.

Segundo turno

A reunião convocada por Roseana foi uma demonstração de que a disputa no Maranhão será mesmo polarizada.

A ex-governadora contou que os números de levantamentos qualitativos apontam para uma disputa acirrada, com provável disputa em dois turnos.

E alertou os aliados para que denunciem os eventuais crimes eleitorais praticados pelo comunista que ora ocupa o Palácio dos Leões.

Falta um

Com a definição da candidatura de Roseana Sarney, apenas o deputado estadual Eduardo Braide (PMN) ainda tem a candidatura ao governo em dúvida.

Toda semana o parlamentar diz que terá novidades, mas o tempo vai passando sem que ele defina seu plano para as eleições de outubro.

Mesmo o PSC, que chegou a discutir aliança com o PMN, já começa a achar que o parlamentar estará fora da disputa.

“Coisa ruim”

Um dos mais duros discursos contra Flávio Dino na reunião de Roseana Sarney foi o do prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahésio Rodrigues.

Afirmando que nunca tinha votado na família Sarney, o prefeito disse que mudou de ideia porque “Flávio Dino é o que há de pior no Maranhão”.

Lahésio disse que o comunista persegue a população de São Pedro dos Crentes apenas por causa de sua postura crítica em relação ao governo.

Todos lá

Além de senadores, deputados federais e estaduais, Roseana reuniu em sua casa representantes de todos os 217 municípios maranhenses.

São prefeitos e ex-prefeitos, muitos dos quais decepcionados com a promessa de mudança pregada por Flávio Dino em 2014.

Há entre essas lideranças, inclusive, membros do próprio PCdoB que não rezam na cartilha de Flávio Dino.

Foto: Paulo Soares/ O Estado

Estado Maior

20 comentários »

‘Estou entrando é para ganhar’, diz Roseana Sarney

7comentários

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB), reuniu na manhã desta segunda-feira (21), aliados políticos para reafirmar a sua pré-candidatura ao governo do Maranhão.

Ela estava acompanhada pelos dois pré-candidatos ao Senado Edison Lobão (MDB) e o deputado federal e ex-ministro do meio ambiente Sarney Filho (PV), além dos deputados estaduais Adriano Sarney, Edilázio Júnior, César Pires, Roberto Costa e Max Barros, bem como dos deputados federais Hildo Rocha e João Marcelo, dentre outras lideranças políticas.

A ex-governadora disse a aliados que está decidida a enfrentar uma nova campanha eleitoral e avisou que entra para vencer.

“Eu não tenho o direito de deixar o meu Estado frustrado com a minha omissão e assim eu assumo de vez, mais uma vez, o posto de Guerreira do Maranhão e coloco meu nome à disposição do partido e do povo. Estarei pronta, com as minhas energias reforçadas, para, de novo, enfrentar uma campanha eleitoral. Essa guerra que estou entrando é para ganhar”, afirmou.

Ela disse que esta não será uma eleição fácil, mas que está pronta para o desafio, pois não existe eleição impossível.

“Eu não sou mulher de ter medo da luta política, vou encarar. Não será uma eleição fácil, mas não é uma eleição impossível. Analisando as pesquisas fica claro que temos chances reais de vencer a disputa”, finalizou.

Durante o encontro, Roseana criticou o seu principal adversário, o governador Flávio dino (PCdoB).

“A máscara do meu adversário caiu. Ele não é essa pessoa honesta, essa belezinha que se dizia ser, que era um democrata e alguém que trabalhava pelo Maranhão, não existe isso. Ele é sim um ditador, um governante que persegue as pessoas. O Maranhão não cresce mais, o Maranhão decresce mais de 5%, não tem criação de novos empregos, não trouxe novas indústrias, os hospitais estão fechando as portas, ele não repassa dinheiro aos municípios, pois acha que o povo pobre do Maranhão não tem direito a Saúde, ele acabou com as UPA’s e o nosso povo anda triste e sem entusiasmo, não se tem mais orgulho de ser maranhense nesse governo”, disse a ex-governadora.

Roseana Sarney disse que nos próximos dias estará intensificando as reuniões para a montagem do seu plano de governo com a equipe de trabalho para que ele possa ser apresentado o mais breve possível ao povo maranhense.

Foto: Paulo Soares/ O Estado

7 comentários »

Roseana reúne aliados e prepara nova caravana

1comentário

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) comanda na manhã desta segunda-feira (21), uma reunião importante com aliados políticos em São Luís.

Neste encontro, Roseana definirá estratégia para realização de uma nova caravana no interior dentro das ações em sua pré-candidatura ao governo do Maranhão.

Na primeira caravana realizada em março, a ex-governadora Roseana Sarney visitou 30 municípios e foi recebida com festa por onde passou. Durante a caravana, Roseana ouviu relatos de caos, desmando e perseguição no Maranhão.

Foi o bastante para aliados do governador Flávio Dino começar a espalhar que ela não seria candidata. Em uma semana espalharam que ela teria desistido de disputar a eleição para o governo e que entraria para o Senado e em seguida para a Câmara dos Deputados.

Mas, em entrevista à Rádio Mirante FM, no mês de abril, Roseana fez questão de desfazer os “fake news” de aliados de Flávio Dino ao reafirmar a sua pré-candidatura.

Além do sucesso da caravana realizada em março e que deixou Roseana bastante entusiasmada, ela teria recebido na semana passada, o resultado de uma pesquisa realizada para consumo interno em todas as regiões do Estado e que aponta para uma eleição em dois turnos no Maranhão.

Tudo isso animou a ex-governadora que retornou na semana passada dos Estados Unidos onde esteve acompanhando a sua mãe que se submeteu a uma cirurgia.

Hoje, Roseana tomará decisões importantes junto com aliados no Calhau.

Foto: Paulo Soares/ O Estado

1 comentário »

Jota Pinto destaca construção do Terminal do Cujupe

0comentário

Na sessão desta quarta-feira (9), o deputado Jota Pinto (PEN) repercutiu a construção do Terminal do Porto do Cujupe, obra realizada pelo governo do Estado e orçada em mais de R$ 3 milhões.

“É um avanço extraordinário a construção do novo terminal de passageiros. Isto significa respeito pelo cidadão que se desloca para a região da Baixada Maranhense e para outros estados, por meio de ferryboat”, disse Jota Pinto, ao lembrar da visita feita ao Porto do Cujupe, na legislatura passada, pelos deputados Graça Paz (PSDB), Edilázio Júnior (PSD), Eduardo Braide (PMN) e Othelino Neto (PCdoB), quando os parlamentares verificaram a situação in loco.

Jota Pinto lembrou que, em 2017, dois milhões de pessoas transitaram pelo porto e mais de 371 mil veículos fizeram a travessia. Ele enfatizou que isto mostra que o Governo do Estado está preocupado em melhorar a qualidade do serviço no terminal, por onde passam milhares de pessoas, diariamente.

“O governo está de parabéns por fazer do Porto do Cujupe um local digno para o cidadão. É uma grande vitória da população e dos deputados desta Casa, que lutaram para que isto acontecesse”, afirmou Jota Pinto.

Foto: JR Lisboa/Agência AL

sem comentário »

O sinal está vermelho e o aviso é de pare!

3comentários

Por Ricardo Murad

Assim é na corrida de Fórmula 1 quando há um grave acidente. O juiz da prova determina seu reinício. E quando o governo não dá certo? O que fazer? Creio que o mesmo. Acender o sinal de PARE.

Passados quase quatro anos, de um mandato em que prometeu acabar com a miséria, com os “400 anos de atraso”, com uma oligarquia de 50 anos, prometendo um mundo de oportunidades para todos, com muitos empregos, renda maior, salários dignos, água para todos, agricultura familiar priorizada, justiça e carga fiscal menor para os empresários, educação e saúde de primeiro mundo, segurança pública eficiente com valorização dos policiais militares e civis, cortar mordomias e privilégios, sem camarões e lagostas, sem parentes nem agregados, sem perseguição a ninguém, com estradas decentes e infraestrutura urbana com coleta de lixo e esgoto em todas as cidades, e um mundo de promessas que deixariam para trás as mazelas que infernizavam a vida de todos e colocavam o Maranhão como o mais pobre do Brasil, o que ocorreu?

Ficamos mais pobres ainda. Os indicadores econômicos e sociais mostram que a situação piorou. Se já éramos o mais pobre, agora estamos piores. O fracasso retumbante do governo comunista teve reflexo em cheio na economia. A pobreza e a extrema pobreza, que já eram grandes, avançaram avassaladoramente por todo o território.

A Revista Valor Econômico desta semana trouxe a confirmação estarrecedora: a extrema pobreza cresceu no Maranhão e, somente nos municípios da Ilha, São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa, aumentou em 48%. Isso mesmo, 48% nos anos de 2016 e 2017, anos que deveriam ser os melhores do governo, já que 2015, como todo primeiro ano, os governadores se desculpam por terem encontrado situações muito piores que as previstas, e 2018, último ano, já é o de entregar e só se pensa na propaganda e na reeleição.

Para evitar o desastre de uma hoje improvável reeleição de Flávio Dino – está agarrado apenas na máquina e na “força violenta dos “leões” que jurou que não iriam ameaçar mais ninguém -, peço a você, e sei que fará a diferença, não ficar inerte diante desse quadro, comece a participar do processo eleitoral agora, não só no período da eleição.

Você sabe, o Maranhão é um estado grande, temos 7 milhões de habitantes e uma extensão territorial das maiores do Brasil, um sistema de comunicação deficiente e milhões de pessoas necessitadas, fragilizadas, que precisam ser alertadas para a importância do voto, a arma mais certeira, mortal e barata que o povo dispõe para derrotar aqueles que lhes fazem mal. Fale com a família, amigos, conhecidos, com as pessoas com quem se relaciona no trabalho, mostre a importância de mudar o que não deu certo.

É assim que garantiremos um tempo novo para todos. Juntos somos fortes.

*Ricardo Murad é ex-deputado estadual e ex-secretário de Saúde do Maranhão

3 comentários »

Flávio Dino precisa explicar

3comentários

O episódio da espionagem de adversários políticos usando a Polícia Militar (PM) do Maranhão ainda está longe de terminar. Com as novas revelações de que o coordenador da eleição 2018 de dentro da corporação é o coronel Heron Santos, o governador Flávio Dino (PCdoB) tem muito o que explicar.

E não basta dizer que ele não determinou. A sociedade precisa de explicações mais específicas.

Entre essas explicações, a primeira deveria ser a resposta a uma pergunta: para que a PM estava reunindo dados de adversários políticos do governo estadual? E mais: para qual missão as informações seriam necessárias? E por que elas deveriam ser colhidas com urgência?

Nas primeiras versões sobre o caso, o governador Flávio Dino e seu secretário da área, Jefferson Portela, não conseguiram explicar. Pelo contrário, preferiram tentar negar a existência do documento que determinava a espionagem no interior.

Na versão seguinte, admitiram a existência da circular, mas disseram ser ato isolado de subordinados. Depois, como o ato não foi isolado – chegou a comandos no interior –, os governistas decidiram dizer que foi uma armação para prejudicar o governo. A velha e boa “teoria da conspiração”.

Com a participação de Heron Santos, os dedos apontados para a oposição não servem mais.

Como dito antes, o governador precisa dar explicações. Justificar a atitude de um membro da PM e seu correligionário. Se assim não fizer, deixará a insegurança fazer parte da República do Maranhão, fundada pelos comunistas em janeiro de 2015.

Estado Maior

3 comentários »

Jogos Escolares de São Luís começam em maio

0comentário

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Esporte e Lazer (Sedel), através de uma parceria com a prefeitura municipal de São Luís, realizará entre os meses de maio e junho os Jogos Escolares de São Luís (JELs), etapa classificatória para as regionais dos Jogos Escolares Maranhenses (JEMs) 2018.

A competição, que dará aos campeões a chance de participar da etapa metropolitana dos JEMs, iniciará as atividades no dia 5 de maio, com competições do atletismo, na Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e do badminton no ginásio da APAE. Além disso, ocorrerão jogos de basquetebol, beach soccer, futsal, futebol, handebol, voleibol e vôlei de Praia.

A direção geral dos JEMs realizou uma portaria que definiu que algumas modalidades serão classificadas diretamente para a etapa estadual, desde que inscritas regularmente no prazo. As modalidades que poderão realizar a classificação direta são: Ciclismo, Ginástica Rítmica, Judô, Luta Olímpica, Natação, Tênis de Mesa, Xadrez nos JEMs e Damas, Jiu-Jitsu e Capoeira no CEM, respectivamente.

O secretário de Estado do Esporte e Lazer, Hewerton Pereira, enumerou sobre as mudanças realizadas pela Direção. “Com as mudanças, algumas modalidades poderão estar classificadas diretamente pros JEMs. É preciso atentar para os prazos estabelecidos, bem como verificar detalhes, como uniforme e documentação necessária. Os JEMs não são somente uma competição esportiva, mas contribui para o crescimento social dos alunos maranhenses, que veem nos Jogos a oportunidade de conhecer a capital, outros estados, e também de representar a escola em que estudam, além da formação cidadã”, enfatizou o gestor da pasta.

Após os JELs, os atletas campeões serão classificados para a etapa metropolitana da 46ª edição dos JEMs. A etapa estadual da maior competição estudantil maranhense ocorrerá entre os dias 11 e 18 de agosto, envolvendo em média, 75 mil alunos de diversas cidades do Estado.

Foto: Zeca Soares

sem comentário »

Estranha defesa

0comentário

A decisão do ministro do STJ, Ribeiro Dantas, em desfavor do secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, num pedido de liminar em habeas corpus impetrado pela defesa do gestor, revelou uma estranha estratégia do secretário.

Carlos Lula tenta barrar no STJ as investigações da Polícia Federal no bojo do inquérito nº 0606/2017, que apura fraude na licitação para a escolha e contratação de instituto administrativo para a UPA de Chapadinha.

Ocorre que Lula não questiona as irregularidades já apontadas pela PF, sobretudo no que diz respeito à Operação Pegadores.

Ele não rebate a constatação da polícia, com vasta prova material de que houve vultosos desvios de dinheiro público na estrutura da SES, onde a PF desbaratou uma organização criminosa.

A defesa do secretário tenta, tão somente, fazer com que o inquérito seja repassado para a esfera estadual. Em outras palavras: Carlos Lula não quer ser investigado pela PF, mas sim pela polícia do Maranhão, que está sob o comando do Governo do Estado.

A alegação é de que os crimes cometidos no atual Governo e apontados nas investigações não ocorreram com uso de recursos federais e sim do Tesouro Estadual.

É estarrecedor, sim. Mas é exatamente o argumento utilizado pelo auxiliar de Flávio Dino. Lula, que é advogado, não questiona os desvios. Questiona, sim, o poder da PF de investigar os desvios já constatados. É por isso que ele quer que a remessa processual seja toda transferida para a polícia estadual.

Fácil entender, principalmente depois da revelação de que a PM já estaria sendo usada para monitorar políticos de oposição ao Governo no interior do estado.

Estado Maior

sem comentário »

PSD repudia uso político da Polícia Militar

1comentário

O Partido Social Democrárico (PSD-MA) divulgou nota condenando o uso político da Polícia Militar pelo governo Flávio Dino.

O documento assinado pelo presidente do PSD no Maranhão, Cládio Trinchão diz que o povo maranhense não deve permitir que transformem o Maranhão num estado típico de regimes autoritários, ditatoriais e repressores.

Leia a nota na íntegra:

A executiva estadual do Partido Social Democrático (PSD-MA) vem por meio desta nota manifestar seu absoluto repúdio aos documentos expedidos pela Secretaria de Estado de Segurança Pública do Maranhão, amplamente publicados pelos meios de comunicação, que determinam a identificação de políticos que fazem oposição ao atual governo estadual em cada município do nosso estado.

É inadmissível o uso eleitoreiro do aparato público para perseguir e/ou coagir opositores políticos no pleito eleitoral que se aproxima. Tal medida representa um atentado frontal ao direiro de escolha, ao direito de opinião e, principalmente, à democracia.

O povo maranhense não deve permitir que transformem o Maranhão num estado policialesco típico de regimes autoritários, ditatoriais e repressores.

A democracia deve prevalecer. Sempre!”

Cláudio José Trinchão Santos
Presidente Regional do Partido Social Democrárico (PSD-MA)

1 comentário »

PRP condena ‘polícia política’ de Flávio Dino

2comentários

O Partido Republicano Progressista (PRP) vai entrar com representação na Justiça Eleitoral por conta da circular da Polícia Militar que tem como objetivo de monitorar, constranger e perseguir adversários do governador no interior maranhense.

Segundo o PRP, o documento é um atentado à democracia.

A nota é assinada pelo ex-deputado estadual e ex-secretário de Saúde do Maranhão, Ricardo Murad que é presidente do PRP no Maranhão.

Veja a nota na íntegra:

“Um alerta para todos. À margem da lei, num claro abuso de poder, violando todo e qualquer direito fundamental, o governador Flávio Dino, culminando o seu desespero, tenta coloca a Polícia Militar do nosso Estado ao serviço dos seus interesses políticos e pessoais, tentando intimidar a oposição e seus dirigentes.

Ao melhor estilo nazi, numa fúria persecutória e reveladora das suas intenções anti-democráticas, Flávio dino pretende criar a sua própria Gestapo e, abusando da sua autoridade enquanto governado, se manter no poder a qualquer custo.

O PRP irá requerer da Justiça Eleitoral as providências para coibir esse abuso desde já. Estamos na pré-campanha e não é possível esse clima no Maranhão. A intimidação já começou e não aceitaremos desculpas que a ordem repassada aos batalhões foi um erro ou qualquer outra justificativa.

Eleições limpas, democráticas é que o povo exige e a Constituição garante”.

A nota é assinada pelo ex-deputado estadual e ex-secretário de Saúde do Maranhão, Ricardo Murad que é presidente do PRP no Maranhão.

2 comentários »