O fantasma de um novo fracasso dentro de casa

0comentário

Foi horrível mais uma vez ver o futebol apresentado pela Seleção Brasileira na Copa América. Se a estreia contra a Bolívia, apesar da vitória por 3 a 0 foi sofrível, o que dizer após o empate contra a “forte” seleção da Venezuela?

O Brasil de Tite foi uma confusão só. Parecia mais um amontoado de jogadores, onde cada um tentava resolver sozinho da pior forma possível e que acabaram envolvidos pela marcação da Venezuela que entrou em campo na expectativa de perder de pouco.

Mais perdidos do que os jogadores estava o técnico Tite que visivelmente nestes dois jogos procurou apenas “segurar” o emprego na Seleção.

Com o time da Venezuela totalmente na defesa qual a necessidade do Brasil jogar com Casemiro e Arthur?

O que faz o David Neres nesse time? Como pode o Éwerton Cebolinha ficar na reserva com o Neres em campo? Porque Tite demorou tanto para colocar o Cebolinha em campo?

E o Firmino? Incrível como o Tite consegue esconder o bom futebol do craque do Liverpol.

E o Felipe Luiz? O que esperar de um jogador tão comum? Por fim teve a entrada do Fernandinho? Ah!!! Essa foi demais…

Porque os jogadores não conseguem repetir na Seleção Brasileira o que fazem em seus clubes? Tite tem uma ideia para o time, mas parece não ter as peças adaptadas a ela, afinal estão atuando diferente dos seus clubes.

O alerta está ligado, o Brasil pega agora o Peru e precisa pelo menos empatar para garantir a classificação sem depender do resultado entre Venezuela e Bolívia. Uma derrota para o Peru e uma vitória da Venezuela e o Brasil de Tite estará desclassificado e repetirá em casa o vexame da Copa do Mundo.

Mas dessa vez num grupo “forte’ ao lado de Bolívia, Venezuela e Peru.

Com todos os problemas e sem convencer a ninguém, ainda acredito que o Brasil tem tudo para se classificar, pois é impossível imaginar o Brasil fora da Copa América num grupo desses.

Pelo menos é o que se espera…

Foto: Reuters / Rodolfo Buhrer

sem comentário »

Moto anuncia promoção para decisão com Floresta

1comentário

A diretoria do Moto anunciou a abertura do Setor 1 e o sorteio de uma moto para o torcedor que for ao Estádio Castelão acompanhar a partida de volta do mata-mata entre Moto e Floresta, às 17h, pelo Campeonato Brasileiro Série D.

Vão funcionar apenas o setor 1 ao preço de R$ 20 e o setor de cadeiras cobertas R$ 40.

Os ingressos começam a ser vendidos nesta quarta-feira (19) na loja do clube, na Avenida Beira-Mar, e pela Bilheteria Digital (venda pela internet).

No primeiro jogo em Fortaleza, Moto e Floresta empataram por 3 a 3. As duas equipes jogam por uma vitória simples para continuar na briga pelo acesso à Série C em 2020. Um novo empate leva a decição para as cobranças de pênaltis.

O Moto tem 100% de aproveitamento dentro de casa. Venceu os três jogos e fez 12 gols e levou apenas 2 gols. O Floresta fora de casa tem dois empates e uma derrota com 6 gols marcados e 5 sofridos.

O vencedor do confronto entre Moto e Floresta enfrenta o vencedor de Atlético-CE e Bragantino-PA. No primeiro jogo, em Bragança, no Pará, o Bragantino abriu vantagem de 3 a 0.

Foto: De Jesus / O Estado

1 comentário »

Imperatriz e Sampaio se reforçam para a Série C

4comentários

Imperatriz e Sampaio anunciaram reforços para a sequência do Campeonato Brasileiro Série C.

O Imperatriz deve apresentar hoje o atacante Manoel e o volate Dos Santos. Os dois disputaram a Série D pelo Altos-PI.

No Sampaio, as novidades são o lateral-esquerdo Romano (Brasiliense) e de meia Diguinho (Portuguesa-RJ) que iniciam os treinamentos hoje.

Os reforços de Imperatriz e Sampaio devem ser regularizados esta semana e podem ficar como opções para a partida de segunda-feira (24), no Estádio Frei Epifândi D’Abadia, às 21h, quando as duas equipes se enfrentam pela 9ª rodada da Série C.

O Sampaio é o segundo colocado do grupo A com 14 pontos ganhos. O Imperatriz é o sétimo colocado com 8 pontos.

Foto: Divulgação

4 comentários »

Sedel realiza Fórum do Paradesporto Escolar

0comentário

O governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Esporte e Lazer (Sedel), realiza o ‘I Fórum Maranhense do Paradesporto Escolar’, na terça-feira (18), às 8h da manhã, no auditório Neiva Moreira, localizado no Complexo de Comunicação da Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema). 

O evento tem por objetivo construir novas estratégias, a partir de discussões e articulações, com integrantes do processo de atendimento à pessoa com deficiência.

A iniciativa faz parte do Plano de Ação da Sedel para promover o diálogo entre as pessoas que atuam no Paradesporto Escolar como: professores, escolas, universidades, acadêmicos, gestores e paratletas.

A intenção é realizar uma mobilização, na busca e descoberta de talentos esportivos, para que possa haver uma renovação no esporte paralímpico.Entre as temáticas que serão discutidas no evento estão o Esporte Paralímpico: História e Estrutura; Acessibilidade Aplicada – Da ética verbal à acessibilidade atitudinal; Tipos de Deficiência Elegíveis; Aspectos Gerais da Classificação Funcional Esportiva e a Atual Situação do Paradesporto no Maranhão.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Defesa do Moto falha, mas time empata no fim

5comentários

O Moto empatou com o Floresta por 3 a 3, na primeira partida pelo mata-mata do Campeonato Brasileiro Série D, no Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza.

Aproveitando as falhas do setor defensivo rubro-negro, o time cearense chegou a estar vencendo por três vezes, mas aos 49 minutos do segundo tempo, o Moto conseguiu arrancar o empate que parecia improvável.

Com o empate, as duas equipes jogam a partida de volta por uma vitória simples para garantir a classificação.

A partida de volta entre Moto e Floresta será disputada no próximo domingo (23), às 17, no Estádio Castelão em São Luís.

Os gols

Moto começou bem a partida, mas logo no primeiro ataque, o Floresta abriu o placar numa cobrança de falta que o zagueiro Wallace subiu livre e abriu o placar para os cearenses,

O time rubro-negro empatou numa bela triangulação de Mário Henrique com Márcio Diogo que achou o artilheiro Wallace Lira que mandou para o fundo do gol.

Em outra bobeira da defesa do Moto, Zé Carlos recebeu livre na esquerda e cruzou na área para o baixinho Renê de cabeça ampliar para o Floresta.

O Moto empatou novamente numa bela tabelinha de Vitor Salvador e Márcio Diogo que chutou, mas o goleiro Carlão salvou o Floresta, na sobra Vitor Salvador empatou.

Em outro vacilo da marcação do Moto, o Floresta pulou na frente outra vez, Zé Aquiraz arriscou o chute de longe que o goleiro Rodolfo aceitou 3 a 2.

Quando tudo levava a crer que o Moto perderia o jogo, Márcio Diogo fez o terceiro e empatou a partida.

Foto: Reprodução

5 comentários »

A vitória de Paulo Sérgio na volta ao futebol

0comentário

A vitória do Sampaio diante do ABC, mesmo com um jogador a mais foi magra, mas além dos três pontos que foram fundamentais para reabilitação e retorno da equipe ao G4, no Campeonato Brasileiro Série C, merece destaque o excelente retorno do zagueiro Paulo Sérgio.

Foram quatro anos de uma longa espera por conta de contusões, mas o xerifão voltou e mostrou que tem muito a contribuir com a campanha do Sampaio em busca do acesso.

Velho? Bichado? Que nada!!! O cara ainda tem muita bola pela frente. Nas redes sociais, o zagueiro postou um desabafo e agradeceu a Deus por essa grande vitória.

“Hoje venho falar um pouco de mim, não pra me exaltar ou engrandecer o Paulo Sérgio, pois a primeira honra sempre será de Deus! Na vida você sempre terá obstáculos, mas cabe a você renovar e potencializar sua mente. O medo que te rodeia não pode ser maior que a tua vontade de vencer. Hoje vivi um momento único de estar em campo vestindo essa camisa, e de poder ajudar de alguma forma meus companheiros”, disse.

Paulo Sérgio disse que durante todo o tempo que esteve se recuperando, nunca deixou de acreditar que voltaria a jogar futebol.

“São quatro anos de luta pra voltar a fazer o que sempre amei, sabendo que: eu não podia me vitimizar de forma alguma. Cada dia que acordei com dor, com vontade de desistir, eu perguntava pra Deus: por que eu? E muitas das vezes isso acontece com você que está lendo essa mensagem. Não desista, não pare de lutar!! Deus não te dá um fardo que não seja possível suportar.

De forma humilde, o jogador agradeceu a todos que contribuiram de alguma forma com a sua repcuperação.

“Sou grato pelas orações, pela torcida de todos… amigos, cada funcionário do clube, do porteiro ao presidente que confiaram sempre no meu trabalho. E um dos fatores primordial nessa minha volta foi a minha família, minha esposa, minha igreja na qual nunca deixaram de pagar o preço.
Obrigado do fundo do meu coração a todos vocês que me acompanharam no período do deserto. O deserto não é pra fazer morada, o deserto é lugar de aprendizado!”, finalizou.

Foto: Lucas Almeida / L17 Comunicação

sem comentário »

Moto tem missão difícil no mata-mata da Série D

1comentário

O Moto inicia na próxima segunda-feira (17), o mata-mata pela 2ª fase do Campeonato Brasileiro Série D, às 17h, contra o Floresta-CE, no Estádio Presidente Vargas.

É claro que pela importância do Moto no cenário do futebol nordestino e pela cobrança por parte do torcedor rubro-negro, o time maranhense entra com a responsabilidade maior de buscar a classificação.

Nesta temporada, o Moto disputou 13 jogos no mando de campo dos adversários e ainda não sabe o que é derrota, por isso um resultado positivo em Fortaleza será bom demais para as pretensões do Papão.

O técnico Wallace Lemos tem afirmado que o time entrará forte neste mata-mata que inicia uma nova etapa rumo à Série C. Agora não cabe mais nenhum tipo de vacilo, pois cada jogo é uma decisão. E serão 6 decisões ao todo.

Esses primeiros 90 minutos vão ser determinantes para o Moto que precisa buscar a vantagem logo na casa do adversário, para na volta ter mais tranquilidade diante de sua torcida.

O Moto que não pense que já passou de fase. O momento pede respeito ao adversário e muita atenção para que os erros que vimos nos últimos jogos não se repitam.

Mais do que isso, o Moto vai precisar jogar mais e jogar o que ainda não jogou nesta Série D. A hora é de decisão e o Moto tem que entrar em campo focado e em busca de uma vitória que será fundamental agora e nas etapas seguintes.

Vamos com tudo, Papão!!!

Foto: De Jesus / O Estado

1 comentário »

Imperatriz vacila e deixa empate escapar no fim do jogo

1comentário

O Imperatriz deixou escapar um grande resultado em Fortaleza diante do líder do Campeonato Brasileiro Série C.

A partida estava empatada até 46 minutos do segundo tempo, mas com um gol nos acréscimo, o Ferroviário bateu o Imperatriz por 2 a 1, no Estádio Presidente Vargas.

O Ferroviário abriu o placar com Edson Cariús, aos 25 minutos do primeiro tempo. O Imperatriz empatou de pênalti, com Matheus Lima, aos 43 minutos do segundo tempo.

quando todos imaginavam que a partida terminaria empatada, o meia Juninho Arcanjo fez 2a 1, aos 46 minutos.

Após a partida, uma grande confusão entre jogadores, comissào técnica e dirigentes acabou em duas expulsões para cada lado.

Com o resultado, o Ferroviário segue na liderança absoluta com 19 pontos. O Imperatriz é o 6º colocado com 8 pontos.

Na próxima rodada, o Imperatriz recebe o Sampaio, na segunda-feira (24), às 20h, no Frei Epifânio D’Abadia.

Foto: Camila Lima

1 comentário »

Lei de Incentivo: o que é certo apoiar no esporte?

0comentário

Sampaio, Moto e Imperatriz que ainda disputam o Campeonato Brasileiro não deverão mesmo contar com o apoio do governo do Maranhão por meio da Lei de Incentivo ao Esporte.

Dirigentes das três equipes já estiveram visitando o secretário de Esporte, Rogério Cafeteira e fizeram pleitos para que o governo do Maranhão fosse parceiro dos mesmos na competição, mas pelo andar da carruagem terão que buscar outros caminhos ou parcerias com a iniciativa privada, neste caso com a ajuda do governo também.

Rogério Cafeteira defende que a Lei de Incentivo ao Esporte deve ser utilizada apenas para fomentar o esporte amador e que existem outros meios para desenvolver o futebol profissional. Mas sabe também que o governador pode entender ser importante manter o atual modelo e que caberá a Flávio Dino a decisão final.

Um dos caminhos pode ser a criação de um programa semelhante ao que já foi feito como o “Nota na Mão”nos jogos de futebol, mas isto só aconteceria no ano que vem.

Muitos condenam a utilização da Lei de Incentivo ao Esporte para o futebol por se tratar de profissional. E muitos comentam também, que por trás dos projetos apoiados pela Lei, sempre está um político que se utiliza do mesmo para seus fins eleitorais. Ontem, por exemplo o governador esteve no bairro Divinéia, numa grande festa de um projeto incentivado pela Lei de Incentivo e que tem a participação do vereador Marquinhos. (Vejam as fotos).

O que está certo e o que está errado se levarmos em conta as duas situações citadas até porque o futebol de profissional mesmo no Maranhão só tem mesmo o nome? Como evitar que políticos estejam por trás desses projetos?

Muito se questiona o apoio ao beach soccer e ao basquete feminino também. Mas vejam vocês o quanto a ajuda foi importante para impulsionar as duas modalidades no Maranhão.

É correto o uso da Lei de Incentivo para reformar quadras, ginásios, campos? O governo não pode disponibilizar recursos para isso no seu orçamento? Acredito que esse é um excelente momento para se discutir tudo isso.

Acredito que o apoio ao esporte é fundamental. Sem dinheiro não se faz modalidade alguma aqui no Maranhão. Independentemente do modelo, vamos torcer para que Rogério Cafeteira encontre o melhor caminho e dê a sua contribuição, também ao futebol pela sua importância, por ser fator de inclusão, geração de emprego e renda e pelo fato de ser a maior paixão nacional.

Tudo isso é polêmico e merece muita reflexão…

Fotos: Divulgação / Secap

sem comentário »

Projeto social muda rotina de crianças da Vila Conceição

0comentário

Uma escolinha de futebol cuja a missão é aliar educação à prática esportiva. Desde fevereiro deste ano, este tem sido o desafio do Projeto Educação e Esporte – Escolinha de Futebol junto à comunidade do bairro da Vila Conceição, localizada na região do Altos do Calhau, em São Luís. Mais do que apenas proporcionar lazer à criançada do bairro, a iniciativa, patrocinada pelo governo do Estado, El Camiño Supermercados e pela Drogarias Globo por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, também se dedica a incentivar o estudo dos participantes do projeto.

Atualmente, o Projeto Educação e Esporte – Escolinha de Futebol atende cerca de 40 crianças entre 8 e 12 anos que moram na Vila Conceição e Adjacências. Semanalmente, ocorrem os treinos da Associação dos Médicos e, paralelamente ao trabalho em campo, a garotada recebe acompanhamento educacional.

As aulas ministradas às crianças servem como uma espécie de reforço escolar, o que ajuda os meninos a conseguirem melhorar o rendimento na escola. “Eu gosto muito do projeto e de vim para cá toda semana. Aqui a gente joga bastante futebol e ainda aproveita para revisar e fazer as tarefas da escola. E ainda tem lanche pra gente”, explicou Vinícius Conceição Mendes, de 9 anos, estudante da UEB Menino Jesus de Praga e aluno do projeto social.

É importante destacar que os participantes da escolinha são alunos matriculados em escolas públicas da rede municipal de ensino e devem possuir 80% de frequência e aproveitamento escolar.

“Problemas sociais, não só os de origem financeira, podem ser menores para aqueles que praticam uma atividade física regularmente. Levando em conta esse aspecto, o esporte é um grande aliado para a formação de cidadãos capazes de interagir com a sociedade”, explicou o coordenador do projeto, Kléber Muniz.

É importante destacar que cada criança participante do projeto recebeu um kit doado pela organização composto de uniforme (camisas, calções e meiões), chuteiras e bolas esportivas. Para os pais, o projeto contribui para o desenvolvimento dos filhos como jovens atletas e, principalmente, como cidadãos.

“A escolinha é importante porque vai tirar esses meninos das ruas. Nós moramos num bairro carente e sabemos dos perigos que existem. Gostei muito de como se dá o projeto, com regras e disciplina. Muito interessante ensinar a prática esportiva sem se esquecer da necessidade de estudar”, disse Ana Cláudia, mãe de uma das crianças participantes do Educação e Esporte.

Projeto Educação e Esporte

O grande diferencial do Projeto Educação e Esporte – Escolinha de Futebol é justamente oportunizar a crianças de 8 a 12 anos os benefícios que a união entre esporte e educação podem proporcionar na formação do cidadão. As atividades são realizadas sempre duas vezes por semana: às segundas e quartas-feiras no turno vespertino. Nos dias dos treinos, sempre há o acompanhamento de uma pedagoga e um lanche para as crianças.

Durante a realização do Projeto Educação e Esporte – Escolinha de Futebol, haverá, ainda, a realização de um torneio onde os meninos poderão pôr em prática o que trabalhado nos treinamentos.

Fotos: Paulo de Tarso Jr.

sem comentário »