TSE extingue três zonas eleitorais no MA

0comentário

Na sessão administrativa desta sexta-feira (15), o presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, desembargador Raimundo Barros, informou aos membros da Corte sobre a resposta do Tribunal Superior Eleitoral ao estudo feito pelo Regional sobre extinção e remanejamento das zonas do interior do estado.

Pelo estudo do TRE-MA, das 29 que apresentavam quantitativo de eleitores abaixo do exigido nas Resoluções TSE 23.422/2014 e 23.520/17, 1 seria extinta, 27 preservadas e 1 teria sua permanência justificada em razão de situação excepcional.

O TSE respondeu que o Regional deve extinguir 3 zonas e preservar 25 após remanejar municípios-termos das zonas eleitorais limítrofes para recomposição dos parâmetros constituídos no artigo 3º da Resolução TSE nº. 23.422/2014. No entanto, ratificou que 1 terá a permanência por estar situada em área pertencente à Amazônia Legal.

De acordo com o TSE, serão extintas as zonas 94ª ZE (Timon), cujos eleitores serão remanejados para a 19ª ZE com sede no mesmo município; 85ª ZE (Timbiras), que será transformada em posto de atendimento vinculado à 7ª ZE (Codó); e 59ª ZE (Paraibano), que será transformada em posto de atendimento vinculado à 53ª ZE (São João dos Patos).

Já os municípios remanejados serão Codó, São Vicente de Férrer e Monção, cujas sedes passam para, respectivamente, Santo Antonio dos Lopes, Bequimão e Morros. O critério adotado para o remanejamento de zonas eleitorais foi preservar a zona mais antiga em detrimento da mais nova, por razão histórica, bem como em vista das competências acumuladas na zona mais antiga na Justiça Eleitoral do Maranhão.

Com a determinação, o Maranhão passará a funcionar com 105 zonas eleitorais, uma vez que no total, no estado, foram extintas 6 zonas: 3 do interior e 3 da capital.

sem comentário »

Maranhão é prata no atletismo nos JEBs

2comentários

O Maranhão conquistou na tarde de quinta-feira (14) a segunda medalha nos Jogos Escolares da Juventude – JEJ 2017, etapa infantil (12 a 14 anos), que acontecem em Curitiba (PR). O atleta da cidade de Codó, Luís Ricardo, de 14 anos, foi medalha de prata no Atletismo, categoria 250m livres.

O atleta, que participa pela segunda vez dos Jogos, falou da sensação de conquistar a segunda medalha para seu estado. “Estou muito feliz com o segundo lugar. Realizei meu sonho de ir para a final e conseguir a medalha foi melhor ainda. Tenho tido resultados expressivos; ano que vem espero estar na competição da categoria infanto e trazer mais medalha para o Maranhão”, disse Luís Ricardo.

Faltou apenas a bandeira do Maranhão no pódium para a festa ficar ainda mais bonita… Até o Luís Ricardo ficou meio sem jeito…

A delegação maranhense dos JEJ é composta por 185 componentes entre atletas, técnicos e dirigentes. Até o dia 21 de setembro os atletas disputarão 11 modalidades, entre individuais e coletivas.

A delegação tem representantes dos municípios de Arari, Governador Edson Lobão, João Lisboa, Imperatriz, São Luís, Timon e Codó. Nas modalidades coletivas o Maranhão disputará no voleibol, basquetebol, handebol e futsal, de 17 a 21 deste mês.

Foto: Divulgação

2 comentários »

Qual a mudança que ocorreu no Maranhão?

0comentário

O deputado estadual Wellington do Curso (PP) lamentou o resultado de pesquisa realizada pela consultoria Macroplan que mostra que o Maranhão é o estado com a pior qualidade de vida do país. O resultado da pesquisa foi publicado nesta quinta-feira (14), pela Revista Exame.

O Índice dos Desafios da Gestão Estadual (IDGE), desenvolvido pela consultoria, avalia a situação de todas as unidades da federação em 28 indicadores agrupados em nove áreas. O ranking vai de 0 a 1 – quanto mais próximo de zero, pior é a condição de vida no local. Com base nos números apresentados pela pesquisa, o deputado Wellington questionou: Qual a mudança que ocorreu no Maranhão?

“De acordo com o levantamento, o Maranhão alcançou a pior pontuação (0,432) por apresentar um péssimo desempenho nas áreas analisadas — saúde, segurança, gestão pública, educação, juventude, infraestrutura, condições de vida e desenvolvimento social e econômico. Ao analisar os 28 indicadores, o estado vai muito mal em igualdade social. Houve uma perda significativa quanto à igualdade de renda. Já estamos há quase 03 anos nesse ‘novo momento’ e fica o questionamento: as mudanças são de fato ou apenas virtuais? Na propaganda? Os erros do passado continuam presentes? Em escolas abandonadas, hospitais sem estrutura e insegurança? Onde está mudança? Precisamos de ações efetivas que, de fato, impliquem no desenvolvimento do nosso Maranhão”, questionou Wellington ao lamentar a situação.

Foto: Divulgação

sem comentário »

MA registra mais de cinco mil focos de incêndio

0comentário

Além do desmatamento, outra ameaça às florestas brasileiras são os incêndios e no Maranhão a situação é grave. Mais de cinco mil e 500 focos já foram registrados só este mês. O esforço das autoridades tem sido para fortalecer as ações de prevenção.

O Prev-fogo foi o programa criado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para prevenir e combater incêndios florestais. No Vale para o Pindaré ele levou equipamentos e orientações sobre prevenção ao fogo.

O tempo quente e seco tem proporcionado recordes nada positivos no Maranhão. Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), do início deste ano até o momento o número de focos de incêndio no estado é 47 por cento maior que no mesmo período do ano passado.

Só no mês de setembro já foram registrados cinco mil e 700 focos. O município de Grajaú é o terceiro do país onde o fogo tem provocado mais estragos no meio ambiente. Em primeiro vem São Félix do Xingu e Altamira, ambos municípios do Pará.

Segundo Antonio Adolfo Fonseca, coordenador estadual do Prev-fogo, já existe equipes atuando na Reserva Indígena do Bacurizinho, no município de Grajaú, área mais afetada pelos incêndios. “É um combate nível três ampliado onde nós estamos com um contingente de 55 homens em combate com a aeronave e com todas aquelas ferramentas que o Ibama está dispondo para fazer isso aí.”

Leia mais

sem comentário »

Edilázio cumpre agenda pelo interior

0comentário

O deputado estadual Edilázio Júnior (PV) cumpriu, esta semana, agenda extensa no interior do estado.

Além de São Raimundo das Mangabeiras, onde assegurou aporte financeiro de R$ 400 mil para a Saúde, fruto de emenda parlamentar, ele percorreu os municípios de São João dos Patos, Sambaíba, Barão de Grajaú e Timon.

Neste último, participou do lançamento do ID Jovem, ao lado de Socorro Waquim e Assis Filho, secretário Nacional da Juventude.

Em São João dos Patos foi recebido pelos vereadores Magão, Thuany Costa, Raimundo Filho, Geovane Beltrão e o líder político de Sucupira do Riachão, Flávio Ribeiro.

Já em Sambaíba ele participou de um jantar pelo prefeito Dr. Santana e a primeira-dama Amância Mendes. Os vereadores Juacy Braga, Pedim do Ananás, e Advandro também participaram do encontro, além dos ex-vereadores Cabo Lima, Neurene Barros e os ex-prefeitos Pedro Naboa e Firmino Costa.

Francisco Paz e Moisés Pires, lideranças políticas da região, também participaram do jantar.

Em Barão de Grajaú ele foi recebido pelo vereador Arilson Lima.

Nos próximos dias o parlamentar fará outra incursão ao interior do estado.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Queimadas registram média histórica no MA

0comentário

O número de queimadas no Maranhão em agosto de 2017 superou não só 2016, mas também a média histórica, com dados registrados desde 1998. No mês, foram registrados 3,87 mil focos de incêndio.

Os dados são do Programa de Monitoramento de Queimadas e Incêndios do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Em agosto de 2016, foram registrados 3,72 mil focos, enquanto a média histórica para o mês é de 3,12 mil.

O pior mês de agosto já registrado para as queimadas foi o de 2012, com 10,39 mil queimadas no Maranhão.

Em 2017, já são mais de 7,85 mil incêndios florestais e queimadas. No ano passado, foram 21,76 mil focos registrados em todo o Maranhão.

Blog do Maurício Araya

sem comentário »

Famem pede redução da taxa da Cemar

0comentário

O presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem), prefeito Cleomar Tema, reuniu-se com diretores da Companhia Energética do Maranhão (Cemar).

Na oportunidade, Tema solicitou que a empresa estude a possibilidade de reduzir, de 5% para 2%, a cobrança da taxa de administração da iluminação pública paga pelos municípios maranhenses.

Também pleiteou a redução, em 10%, da cobrança por estimativa dos Parques Municipais de Iluminação Pública.

As reivindicações apresentadas por Cleomar Tema tratam-se de sugestões apresentadas por gestores públicos municipais que participaram, este mês, do evento Diálogo Municipalista promovido, em São Luís, pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) e que teve o apoio da Famem.

“Os municípios do Maranhão, assim como dos demais estados, passam por sérias dificuldades financeiras. Portanto, este tipo de redução no setor da iluminação pública contribuirá no trabalho de equilíbrio das contas”, disse o presidente da entidade municipalista.

Ficou definido que nos próximos dias a Federação formalizará a reivindicação através de ofício que será encaminhado a Cemar.

O diretor da Companhia, José Jorge Leite Soares, elogiou a iniciativa de Cleomar Tema e avaliou como perfeitamente cabível a implementação do pleito em favor dos municípios.

Também participaram da reunião os prefeitos Domingos Dutra (Paço do Lumiar), Antônio França (Pedreiras) e Valmira Miranda (Colinas).

Foto: Divulgação

sem comentário »

Maranhão lidera fraudes na Previdência

0comentário

A Previdência Social perde R$ 56 bilhões por ano com fraudes e erros, segundo o Tribunal de Contas da União (TCU). O Maranhão é o estado com o maior número de fraudes. Segundo a Delegacia de Repressão a Crimes Previdenciários do Maranhão, nos últimos dois anos foram realizadas 18 operações contra ações desta natureza.

A maior fraude no estado acontece no salário maternidade. O Ministério Público Federal recebeu até agosto de 2017, 417 denúncias que se transformaram em investigações da Polícia Federal. Ano passado, foram 1.543 inquéritos.

“Infelizmente no Maranhão nós temos muitas quadrilhas que trabalham para concessões fraudulentas de benefícios previdenciários. Algumas já foram desmanteladas”, disse o procurador da República, Juraci Guimarães.

Enquanto isso, quem precisa do benefício reclama também do trabalho dos médicos. “Eles não dão nem atenção para o que a gente fala, o que a gente sente. Manda logo buscar o resultado no outro dia. Não espera o contribuinte falar o que realmente sente”, disse a funcionária pública Vânia Moreira.

Foto: Reprodução

Leia mais

sem comentário »

Maranhão lidera conflitos no campo, diz CPT

2comentários

Há seis anos o Maranhão lidera a lista de conflitos no campo, de acordo com a Comissão Pastoral da Terra. Ano passado, 13 pessoas morreram no estado e os conflitos, ameaças e emboscadas continuam.

Assim, sob pressão de grileiros vivem milhares de famílias, segundo relatório da Comissão Pastoral da Terra, da Igreja Católica no Maranhão.

A Comissão Pastoral da Terra (CPT) afirma que no ano passado foram registrados conflitos em 75 municípios do Maranhão. Treze pessoas que viviam sob ameaça foram assassinadas.

A coordenadora da CPT no Maranhão, Márcia Palhano, diz que o órgão exige medidas do governo em relação aos conflitos e emboscadas. “A gente exige que sejam tomadas medidas urgentes do Estado com respeito a essas ameaças que estão sofrendo os camponeses”.

Cápsulas recolhidas em povoados de Formosa da Serra Negra e Grajaú provam a tensão que tomou conta de comunidades rurais. O caso foi denunciado por ofício pela Comissão Pastoral da Terra à Secretaria de Segurança Pública.

Segundo a Comissão de Direitos Humanos da OAB Maranhão, a equipe seguiu assim mesmo. E se não fosse a proteção de policiais civis de Grajaú, o plano dos pistoleiros teria sido colocado em prática. Um homem trocou tiros com a polícia e foi preso.

De acordo com o levantamento feito pela Comissão Pastoral da Terra, o suposto pistoleiro Elailson da Silva Adriano, conhecido como galego responde a três processos. Dois na comarca de Tuntum, por roubo, uso de arma de fogo, cárcere privado e homicídio e um em Joselândia, por porte ilegal de armas.

O presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB no Maranhão, Rafael Silva, pontua que é preciso punir os responsáveis pelos crimes contra os camponeses no interior do estado. “Nós esperamos também que o contratante desse pistoleiro seja responsabilizado criminalmente. Nós não podemos admitir que os camponeses continuem a ser tratados com essa extrema violência e com ameaças de morte. Nós estamos com pessoas ameaçadas de morte que moram há décadas naquele local”, finalizou.

Sobre o assunto, o governo do estado disse que criou a Comissão Estadual de Prevenção e Combate à Violência no Campo para diminuir estes registros e disse que conta ainda com programas de proteção às comunidades tradicionais, indígenas e quilombolas que sofrem ameaças.

Leia mais

2 comentários »

Bom Dia Brasil volta a abordar aluguel de Dino

5comentários

Após a grande repercussão provocada pela reportagem divulgada ontem (16), o Bom Dia Brasil voltou a divulgar reportagem sobre o aluguel da Clínica Eldorado pelo Governo do Maranhão.

A reportagem de hoje reforça o que foi mostrado ontem e que levou o governador Flávio Dino e muitos dos seus assessores ao desespero nas redes sociais. Veja a explicação do Governo do Maranhão.

Antes mesmos da veiculação da matéria, o governador disparava mensagens no Twetter.

Após a divulgação da matéria, o secretário Carlos Lula foi o primeiro a se manifestar.

“Agradeço à Globo e ao @chico_pinheiro por terem reposto a verdade e lido a nota do estado a respeito do Hospital de Traumatologia”, disse.

5 comentários »