Eduardo Braide quer ouvir presidente do IPREV

0comentário

O deputado Eduardo Braide usou a tribuna nesta quarta-feira (4), para anunciar o Requerimento de sua autoria (Requerimento 336/2018), convidando o presidente do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado do Maranhão (IPREV), Joel Fernando Benin, a prestar esclarecimentos na Assembleia Legislativa sobre os atos de gestão administrativo-financeira daquele órgão.

“É preciso que o presidente do IPREV venha a esta Casa explicar o porquê da retirada de recursos da ordem de mais de R$ 400 milhões de uma aplicação causando desta forma prejuízos em relação aos rendimentos do FEPA. Além disso, ele precisa também explicar porque está havendo atraso no pagamento dos aposentados. O que aconteceu com dinheiro do FEPA? Já não há mais recursos garantidos? São esses alguns dos questionamentos que devem ser respondidos aos servidores do Estado. Eles esperam por essas respostas”, destacou o deputado.

Também no discurso Eduardo Braide lembrou que, desde o ano passado, vem denunciando o remanejamento de recursos do FEPA.

“Desde a criação do IPREV denunciei desta tribuna a utilização política deste órgão. Começou com o Decreto 33.594/2017, que remanejou 24 dos 63 cargos em comissão do Instituto para a Secretaria de Governo (SEGOV) com fins estritamente eleitorais. Por outro lado, denunciei ainda o remanejamento de recursos do FEPA para outras áreas do Governo. Alertei à época que esses remanejamentos comprometeriam os pagamentos dos aposentados e pensionistas. E o resultado está aí: incerteza e atraso nos pagamentos”, explicou o parlamentar.

 O deputado concluiu alertando sobre a importância da aprovação do Requerimento 336/2018, que pede a vinda do presidente do IPREV, Joel Fernandes Benin, à Assembleia Legislativa para prestar esclarecimentos.

“Recebi esse pedido de vários servidores do Estado em face aos últimos acontecimentos – atraso no pagamento e retirada de aplicação dos recursos do FEPA. A Assembleia precisa cumprir o seu papel de fiscalizar o Poder Executivo e, nesse caso, garantir a tranquilidade dos servidores quanto ao recebimento dos seus benefícios, bem como o futuro dos aposentados e pensionistas do Estado. Não podemos deixar acontecer no Maranhão o que houve no Rio de Janeiro”, alertou Eduardo Braide.

O Requerimento 336/2018, que trata da vinda do presidente do IPREV, Joel Fernando Benin, à Assembleia Legislativa no dia 11 de julho às 11h, deverá ser votado na Sessão desta quinta-feira (5).

Foto: Agência Assembleia

sem comentário »

O fator Zé Reinaldo

0comentário

Por Joaquim Haickel

Uma postagem que fiz no Twitter, na semana passada, causou grande repercussão nos meios políticos e jornalísticos do Maranhão. Disse eu: “A iscórdia interna do PSDB só favorece Flávio Dino!… Tem gente que quanto mais o tempo passa, mais inexperiente fica. Zé Reinaldo parece ter um omportamento errado e errático, mas só parece, pois ele entende mais de política que todos os demais membros do PSDB juntos!…”

Postei em seguida um outro comentário, complementar ao que transcrevi acima, no qual comprovava minha afirmação, ao conclamar quem se nteressasse em observar que os políticos, os jornalistas e os comentaristas assalariados pela máquina governamental de propaganda, depois de istalada a discórdia no ninho tucano, pelo fato de Zé Reinaldo insistir na candidatura de Eduardo Braide, passaram sistematicamente a bater no exgovernador, omando posição favorável ao ex­deputado e ex­prefeito Sebastião Madeira, que o criticara por ter defendido a candidatura de Braide ao overno.

Esse sintoma por si só comprova que a razão está com Zé Reinaldo, pois o lado “prejudicado” por sua atitude, o de Flávio Dino, deu sinal claro de desconforto com um possível fortalecimento da candidatura de Braide, tanto que a atacou sem dó nem piedade.

Quem não tem a devida vivência no meio político não consegue perceber essas nuances, só identificáveis por quem tem anos de prática.

Não sou próximo a Zé Reinaldo, nunca fui. Durante algum tempo fiz oposição a ele, mas sempre soube de sua capacidade de articulação, até porque seu professor foi o melhor!

Zé Reinaldo consegue ver mais longe que todos os membros do PSDB juntos, isso é fato incontestável! Ele antevê que a candidatura de Roberto Rocha poderá não deslanchar, o que vai acabar facilitando a vida de Flávio Dino, adversário a ser derrotado por todos que queiram um Maranhão livre de perseguições políticas e pessoais.

Zé Reinaldo também sabe que o candidato do PSDB à presidência da República, Geraldo Alckmin, deverá pedir às sucursais de seu partido que façam alianças que possam fortalecer sua candidatura para conseguir passar para um eventual segundo turno. (Quando eu falo de aliança elimino qualquer possibilidade de alusão a uma antiga marca de cerveja preta!…).

Somando as parcelas dessa adição elementar, fica fácil entender o motivo de Zé Reinaldo incentivar a candidatura de Eduardo Braide, o único candidato que pode ser visto como realmente novo neste cenário, o único que pode realmente desequilibrar a balança contra o favorito deste pleito.

Não estou aqui aprofundando juízo de valor sobre os candidatos, seja ele o do PSDB, o do PMN ou de qualquer outro partido! Analiso o cenário. Quem tem algum conhecimento sobre política, sabe que fatos novos costumam mudar o rumo das coisas, e é disso que precisamos agora.

O que imagina Zé Reinado pode até não acontecer, mas isso não significa que ele esteja errado em sua estratégia, com a qual eu concordo integralmente, e que se for inteligente, Geraldo Alckmin também concordará e orientará o PSDB do Maranhão a agir neste sentido, e por sua vez, o PSDB local só terá a ganhar com isso, pois passará a ter em torno de si um grupo forte, sólido e coeso para assim se impor daqui por diante como real alternativa de poder no Maranhão.

Só precisamos esperar para ver o que vai acontecer.

sem comentário »

Eduardo Braide não confirma candidatura ao governo

0comentário

Ainda não foi desta vez que o deputado estadual Eduardo Braide (PMN) confirmou a sua pré-candidatura ao Governo do Maranhão.

Ele utilizou as redes sociais para divulgar um vídeo no qual fala sobre o assunto, mas apenas comenta o fato de ter o seu nome lembrado nas pesquisas que foram divulgadas. Ele não diz se vai ou não entrar na disputa.

Antes de ter o seu nome citado na disputa para o governo, Braide aparecia entre os parlamentares que disputariam vaga na Câmara dos Deputados.

Braide disse que as suas decisões políticas são tomadas sempre após ouvir as pessoas, a família e o seu partido.

“É imensa a gratidão que tenho por ter meu nome lembrado nas pesquisas para o Governo do Estado. E esse incentivo que tem me feito conversar todos os dias com partidos e lideranças que acreditam que o Maranhão pode ser diferente. Meus caminhos políticos são traçados ouvindo as pessoas, minha família e seguindo as orientações do meu partido, e nesse caso não será diferente”, afirmou.

sem comentário »

O silêncio de Eduardo Braide

1comentário

No último fim de semana, o deputado federal e pré-candidato ao Senado, Zé Reinaldo (PSDB), afirmou que o deputado estadual Eduardo Braide (PMN) será mesmo candidato ao Governo do Maranhão nas próximas eleições.

A informação acabou inclusive gerando crise no ninho tucano, afinal Zé Reinaldo jamais escondeu de ninguém que é um dos principais incentivadores da ideia de Braide disputar o Governo do Maranhão.

O ex-governador entende que apenas uma terceira via viável, uma verdadeira renovação, pode efetivamente derrotar Flávio Dino (PCdoB), tirando assim do poder o comunista, outrora seu “afilhado político”, mas que de maneira traiçoeira lhe traiu.

O problema é que mesmo depois da declaração de Zé Reinaldo, Eduardo Braide seguiu em silêncio e jamais confirmou efetivamente sua pré-candidatura.

Baride chegou a conversar com alguns jornalistas sinalizando que na manhã desta terça-feira (29), poderia ir a Tribuna explicar o seu posicionamento, mas quando utilizou a palavra, o assunto, para decepção de alguns, não foi esse.

E convenhamos que tão cedo não será, afinal o silêncio é interessante para Eduardo Braide, que mesmo sem mexer uma peça no tabuleiro, segue com seu nome ventilado em uma disputa estadual, e essa exposição toda, inclusive nacionalmente, será primordial para uma disputa por uma vaga na Câmara Federal.

Blog do Jorge Aragão.

1 comentário »

PMN denuncia uso indevido da Rádio Timbira

2comentários

O Partido da Mobilização Nacional (PMN) ingressou na Justiça Eleitoral com uma representação para apurar abuso de poder político e uso indevido da Rádio Timbira, emissora pública gerida pela Secretaria de Estado da Comunicação Social e Assuntos Políticos, que tem veiculado em sua programação constantes comentários depreciativos à adversários políticos do governador do Estado.

“O governador não tem o direito de manchar a história da Rádio Timbira. Onde já se viu usar uma rádio pública para fazer política partidária, sobretudo, falando mentiras a respeito de seus adversários? Os ataques são constantes. E aí fica a pergunta: se o governo está tão bem e o governador tem 60% de intenção de votos nas pesquisas como ele faz questão de alardear, porque usar uma rádio que é pública para atacar seus adversários?”, questionou o presidente estadual do PMN, deputado Eduardo Braide.

Sobre os ataques, Braide destacou as mentiras ditas a seu respeito na Rádio Timbira.

“Tentam todos os dias desqualificar o PMN e a nossa posição política. Chegaram ao ponto de inventar que respondo a processos. É lamentável ver a Timbira ser usada em métodos políticos tão ultrapassados. Para quem tanto critica a utilização indevida de veículos de comunicação, o governador parece ter esquecido a proposta da Rádio Timbira: ‘fazer jornalismo público, pautado na verdade, transparência e honestidade’”, lamentou o deputado.

A Representação por abuso político e uso indevido da Rádio Timbira, protocolada na Justiça Eleitoral, já está aguardando a manifestação da Procuradoria Regional Eleitoral.

“A Representação é, antes de mais nada, uma defesa à história da Rádio Timbira, que jamais poderia ser usada para fins políticos. Confio na Justiça Eleitoral, que tem a importante missão de garantir uma disputa limpa e equilibrada. É isso que esperamos em 2018 aqui no Maranhão”, afirmou Eduardo Braide.

Foto: Agência Assembleia

2 comentários »

Braide cobra Flávio Dino liberação de emenda

0comentário

No Dia Estadual de Combate ao Câncer (23 de maio), o deputado Eduardo Braide subiu à tribuna para cobrar do Governo do Estado, a liberação da emenda parlamentar de sua autoria, no valor de R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais), destinada ao tratamento de radioterapia do Hospital Aldenora Bello.

“Venho aqui fazer esta cobrança porque a fila de espera pelo tratamento da radioterapia no Hospital Aldenora Bello, que realiza um grande trabalho, é imensa. Só para que se tenha ideia, os pacientes estão aguardando dez meses para iniciar o tratamento. Hoje há mais de 800 pessoas nessa fila de espera. Conversei com a diretoria do hospital que informou como sendo esta, a sua prioridade para este ano. Por isso fizemos a destinação da emenda no valor de R$ 1 milhão, para a troca da pastilha de cobalto usada no equipamento de radioterapia, a fim de que este tratamento não pare. Espero que o governador libere a emenda para que não aconteça o que ocorreu em 2017, quando só após ingressarmos na Justiça, foi garantido o direito dos maranhenses à saúde”, alertou o deputado.

Também no pronunciamento, Eduardo Braide relembrou os equipamentos já destinados e que estão em funcionamento no Hospital Aldenora Bello, adquiridos por meio de emendas parlamentares de sua autoria.

“Desde o meu primeiro mandato, o combate ao câncer é uma das minhas forças de trabalho. No Hospital Aldenora Bello, referência do tratamento no Maranhão, estão em funcionamento: mamógrafo, microscópio cirúrgico para a retirada de tumores cerebrais, aparelhos para a realização de biópsia, mamótomo (equipamento moderno para biópsia da mama), além da aquisição de todos os equipamentos necessários para a UTI pediátrica e um mamógrafo digital. Gosto de frisar esses equipamentos, porque é preciso ir além dos discursos. E essa é uma causa que tem pressa e deve ser de todos”, acrescentou Eduardo Braide.

Ao fim do discurso, o deputado destacou o trabalho realizado pela Fundação Antonio Jorge Dino, pioneira no combate e prevenção ao câncer no Maranhão.

“O Dia Estadual de Combate ao Câncer, celebrado hoje, dia 23 de maio, é uma justa homenagem a Antonio Jorge Dino, médico que iniciou todo esse trabalho de acolhimento, prevenção e tratamento do câncer aqui em nosso Estado. Trabalho mantido até hoje com excelência pela Fundação Antonio Jorge Dino, especialmente no atendimento aos mais carentes. Aproveito aqui para parabenizar todos os colaboradores da fundação e do hospital Aldenora Bello por esse grande trabalho realizado ao longo de tantos anos que já salvou a vida de milhares de maranhenses”, finalizou Eduardo Braide.

Foto: Agência Assembleia

sem comentário »

Assembleia presta homenagem ao Bumba Meu Boi

0comentário

Por solicitação do deputado Eduardo Braide (PMN), a Assembleia Legislativa realizou, na última quinta-feira (17), sessão solene em homenagem ao bumba meu boi do Maranhão. O presidente da Casa, deputado Othelino Neto (PCdoB), destacou a iniciativa e disse que a homenagem reconhece a importância do folclore maranhense.

Todos os sotaques do bumba meu boi foram homenageados. Participaram os grupos Boi da Maioba, Boi da Pindoba e Boi de Nina Rodrigues. Na abertura da solenidade, o cantor Marcos Duailibe entoou o Hino do Folclore Maranhense.

O presidente da Assembleia fez uma saudação especial aos presentes e disse que o festejo junino de São Luís é animado, cheio de energia positiva e contagiante. “Para nós parlamentares, é muito importante prestar esta homenagem ao bumba meu boi do Maranhão e a todos aqueles que participam dessa festa, que são os brincantes. É uma referência também a personalidades como os saudosos cantadores Coxinho, João Chiador e Humberto do Maracanã, que se dedicaram à cultura maranhense, destacando o nosso estado lá fora”, disse Othelino Neto,

O presidente revelou que é fã dos grupos de bumba boi e tem predileção pelo sotaque de matraca, pela sua marcação e envolvimento. “Parabéns a todos que cultuam essa rica manifestação e agradeço aos que participam deste maravilhoso evento”, acrescentou.

(mais…)

sem comentário »

Braide diz que MP de professores é inconstitucional

0comentário

O deputado Eduardo Braide classificou, nesta quarta-feira (16), como “ilegal, inconstitucional e imoral”, a Medida Provisória 272/2018, do Governo do Estado, que alterou os vencimentos dos servidores públicos estaduais do subgrupo Magistério da Educação Básica do Maranhão. A MP foi aprovada na sessão plenária de hoje.

“É ilegal porque desrespeita o artigo 32 do Estatuto do Magistério que prevê a data-base para o reajuste no mês de janeiro e a MP fracionou o direito dos professores nos meses de janeiro, março e junho. É também inconstitucional porque estabelece índices diferenciados de reajuste para professores que estão na mesma categoria. E o Governo gastar mais com propagandas enganosas do que cumprir com o Estatuto do Magistério é, no mínimo, imoral”, explicou o parlamentar.

Eduardo Braide ainda apresentou uma emenda à Medida Provisória no sentido de corrigir as ilegalidades cometidas pelo Governo do Estado com os professores. Contudo, a emenda do deputado não foi aprovada pela base governista.

“A emenda que apresentei visava cumprir uma lei aprovada por esta Casa, que é o Estatuto do Magistério; trazendo todo o reajuste da categoria para o mês de janeiro, bem como assegurando o mesmo índice de reajuste a todos professores. A prova de que a Medida Provisória prejudica os professores é que não teve ninguém da base do Governo, durante toda a Sessão, para defende-la da tribuna”, criticou.

Para Eduardo Braide, o Governo do Estado deveria ter evitado todo o prejuízo aos professores com a edição da MP 272/2018.

“Os professores do Estado não precisariam ter vindo a esta Casa. Bastaria que o governador revisse a sua medida provisória cumprindo com o que diz a lei. Bastava gastar menos com propagandas enganosas e cumprir com o que diz o Estatuto do Magistério. Hoje, sem dúvidas, foi um dia triste para a educação do Maranhão”, concluiu.

Foto: JR Lisboa / Agência Assembleia

sem comentário »

Pesquisa no forno

3comentários

O governo Flávio Dino (PCdoB) já se prepara para a possibilidade de um revés na primeira pesquisa eleitoral registrada em 2018.

Realizada de forma independente pela MBO Publicidade, Marketing e Pesquisa, a consulta estará liberada para divulgação na próxima segunda-feira, 14.

Temendo o resultado, os comunistas não hesitaram em lançar mão do já notório Data Ilha e mandaram registrar uma segunda pesquisa, a ser divulgada na terça-feira, 15.

O Data Ilha, como se sabe, é aquele instituto que apareceu do nada e, durante todo o ano de 2017, divulgou sempre números que davam folgada liderança a Dino na corrida sucessória.

A MBO Publicidade, por outro lado, foi a empresa que acertou o resultado da eleição em Caxias, quando o atual prefeito Fábio Gentil (PRB) contrariou as previsões e venceu o candidato do governo, Léo Coutinho (PSB).

Segundo o registro da MBO, foram ouvidos mais de 10 mil eleitores, entre os dias 26 de março e 4 de maio, em 32 municípios, todos do interior do estado.

Já o Data Ilha diz que ouviu 2.137 eleitores em apenas dois dias: 9 e 10 de maio. Quem contratou a pesquisa, neste caso, foi a Rádio e TV Difusora do Maranhão Ltda., atualmente sob o controle do deputado federal Weverton Rocha (PDT).

Resultados – Jornalistas ligados ao Palácios dos Leões já comemoravam em grupos de WhatsApp, na quinta-feira, 10, os resultados de “uma pesquisa qualitativa analisada na manhã desta quinta-feira”. Não se sabe se essa declaração tem relação com a pesquisa Data Ilha, mas o fato é que o questionário registrado tem 10 questões destinadas a avaliar a gestão Flávio Dino. São apenas quatro sobre a sucessão eleitoral.

Ricardo fora – Outra curiosidade da pesquisa Data Ilha já registrada diz respeito ao cenário montado para avaliação. Segundo o questionário entregue à Justiça Eleitoral, o ex-deputado Ricardo Murad, pré-candidato a governador pelo PRP, foi excluído. Constam do levantamento apenas Roseana Sarney (MDB), Flávio Dino (PCdoB), Roberto Rocha (PSDB), Maura Jorge (PSL) e Eduardo Braide (PMN).

O Estado

3 comentários »

Braide denuncia nova maldade do governo Dino

0comentário

O deputado Eduardo Braide (PMN) usou a tribuna nesta quinta-feira (3) para denunciar a retirada do pagamento do adicional de insalubridade dos servidores públicos que estejam de férias. A retirada indevida já está sendo executada pelo Governo do Estado.

“Recebi várias denúncias de sindicatos e servidores da AGED, da área da Saúde e da Cultura que tiveram retirados os adicionais de insalubridade, representando um corte de até 40% em seus vencimentos. O Decreto 13.324/93 é claro em seu art. 7° quando garante o pagamento do adicional de insalubridade aos servidores no período das férias. Além disso, o Estatuto do Servidor (Lei 6.107/94) diz no art. 110 que ‘durante as férias o servidor terá direto a todas as vantagens do seu cargo’. Portanto, o que o Governo está fazendo com os servidores estaduais é ilegal”, afirmou o parlamentar.

Braide também criticou o discurso contraditório do governador acerca da reforma trabalhista.

“O engraçado é ver o governador em nível nacional fazer discurso contra a reforma trabalhista, mas na prática promover aqui no Maranhão, a retirada de direitos dos trabalhadores estaduais assegurados em lei. Esse foi o presente do governador para os servidores no dia 1° de maio?”, questionou.

Ao fim do pronunciamento, Eduardo Braide cobrou o imediato retorno do pagamento do adicional de insalubridade, assim como a restituição àqueles que tiveram seu direito retirado.

“Espero que os servidores não precisem ingressar na justiça para que o governador reveja esse ato ilegal. Que o Governo do Estado proceda a imediata restituição daqueles que tiveram os adicionais cortados dos seus contracheques, assim como cumpra com o estabelecido em lei já nos próximos pagamentos”, concluiu o deputado.

O adicional de insalubridade é um direito concedido a trabalhadores que são expostos a agentes nocivos à saúde. O mesmo é determinado  em três graus: mínimo, médio e máximo.

Foto: Kristiano Simas/ Agência Assembleia

sem comentário »