Sampaio quer ‘gringos baratos’, mas e a prata de casa?

0comentário

Além do choro cansativo que é muito comum nas entrevistas concedida pelo presidente do Sampaio, Sérgio Frota um aspecto chamou muita antenção ontem, durante o anúncio do planejamento e da equipe que começa a temporada 2020.

Sérgio Frota anunciou que vai a Argentina e Uruguai em busca de jogadores das divisões de base e “mais baratos” dos que existem por aqui no Brasil.

Esse é um equívoco sem tamanho e que mostra que o Sampaio não tem qualquer preocupação em formar atletas e trabalhar com o valor maranhense.

Nos últimos anos, o Sampaio esteve cada vez mais em evidência no cenário do futebol, tanto é que despertou a chegada de outras modalidades que hoje fortalecem a imagem do clube. e,bora só empreste a marca e as camisas.

Mesmo com toda essa evidência, o Sampaio não aproveitou a onda para estruturar e profissionalizar as suas divisões de base e por este motivo poucos ou quase nenhum atleta revelou.

Buscar atletas de base, mais baratos no exterior ou mesmo fora do Maranhão é algo de uma burrice sem tamanho, pois é daqui do nosso estado que saem grandes jogadores do futebol brasileiro e mundial.

Ter “estrangeiros” no elenco é muitas vezes marketing para o clube, mas até para isso precisa ter competência. Digo isso porque vocês devem estar lembrados do fracasso que foi a passagem de Petkovic no Sampaio.

É urgente que o Sampaio olhe para a sua base e para os atletas maranhenses, estes sim são capazes de diminuir os gastos dos dirigentes, pois se servem para o mundo afora porque não servem para o Sampaio?

Fica a pergunta.

sem comentário »