A banda Toots And The Maytals ganha o Grammy de Melhor Álbum de Reggae

0comentário

A banda Toots And The Maytals foi a grande vencedora da 63ª edição do Grammy Awards, na tarde desse domingo (14), em Los Angeles.

Em um ano atípico, a cerimônia de premiação ocorreu de forma híbrida, com parte dos indicados presenciais e outra parte virtual.

Os Maytals levaram seu segundo prêmio no Grammy, na categoria Melhor Álbum de Reggae, com “Got To Be Tough”, lançado dias antes da morte de Frederick “Toots” Hibbert (líder vocal do grupo). 

Também concorriam ao prêmio os cantores Buju Banton (Upside Down),  Skip Marley (Higher Place), Maxi Priest (It All Comes Back to Love) e a banda The Wailers (One World).

Em 2010, Toots Hibbert foi eleito pela Time Magazine, como um dos “100 Maiores Cantores” de todos os tempos. 

O cantor morreu no Hospital Universitário das Índias Ocidentais no ano passado, aos 77 anos, e foi sepultado no Parque dos Heróis, em Kingston.

sem comentário »

Paramount Pictures anuncia diretor da cinebiografia de Bob Marley

0comentário

A Paramount contratou o cineasta Reinaldo Marcus Green (que comandou o inédito King Richard para a Warner Bros.) para dirigir a cinebiografia de Bob Marley em desenvolvimento no estúdio.

Ainda sem título, o projeto tem apoio da família do cantor e produção de Rita, Cedella e Ziggy Marley através da empresa jamaicana Tuff Gong.

“Estou muito animado por trabalhar no compartilhamento do legado do nosso pai. É uma responsabilidade incrível que assumimos com Reinaldo e a equipe da Paramount para contar a história de uma forma que realmente o honre e ao mesmo tempo que irá entreter, iluminar, elevar e inspirar seus fãs e públicos ao redor do mundo. É como abrir uma janela que nunca foi aberta antes”, disse Ziggy Marley.

O filme gira em torno da vida e obra de Marley, grande embaixador do reggae. O próximo passo é partir em busca de um ator para o papel.

O estúdio não anunciou uma data de estreia para o longa.

Bob Marley é considerado o maior expoente do estilo. Sua música simboliza protesto, a emancipação e a busca pela liberdade. O “rei do reggae” vendeu mais de 200 milhões de álbuns em todo o mundo. Ele morreu em Miami, em 11 de maio de 1981, aos 36 anos de idade.

sem comentário »

Bunny Wailer, parceiro de Bob Marley e Peter Tosh, morre aos 73 anos

0comentário

O lendário cantor de reggae Bunny Wailer morreu nesta terça-feira, 2, no “Hospital Medical Associates”, em Kingston.

A empresária de Wailer, Maxine Stowe, informou ao Jamaica Observer que o músico morreu por volta das 8h, aos 73 anos.

A causa não foi divulgada, mas ele estava internado desde julho de 2020 após sofrer um derrame.

Bunny Wailer publicou mais de 20 discos em carreira solo depois da separação do The Wailers, grupo que integrou com Peter Tosh e Bob Marley.

Ele ganhou o Grammy de Melhor Álbum de Reggae três vezes nos anos 90, com “Time Will Tell: A Tribute to Bob Marley” (1991), “Crucial! Roots Classics” (1995) e “Hall of Fame: A Tribute to Bob Marley’s 50th Anniversary” (1997).

Em 2017, o governo da Jamaica concedeu uma Ordem de Mérito a Wailer por sua contribuição à cultura local.

djwaldiney

sem comentário »

“Deeper Pocket” é o novo single de Carl Malcolm!

0comentário

No final de fevereiro, o cantor e compositor Carl Malcolm lançou o single “Deeper Pocket”. A parceria com o produtor musical Willie Lindo, da “Heavy Beat Record”, está disponível nas plataformas digitais.

A canção é uma prévia do próximo álbum ainda sem data de lançamento.

As letras próprias e bem humoradas do artista tornaram-se bastante popular na Jamaica e Reino Unido. Entre elas, estão “Fattie Bum Bum”, “No Jestering” e “Miss Wire Waist”.

“Eu escrevi mais de 1000 canções e nunca parei de gravar meu próprio material. Acho que essa é a única maneira de contribuir com a difusão da cultura ”, disse Malcolm.

A nova música de Carl Malcolm você ouve nos programas Reggae Point e Reggae Vibe, da Mirante FM.

sem comentário »

Funeral de U Roy não será aberto ao público, na Jamaica

0comentário

O corpo do lendário Ewart ‘U-Roy’ Beckford será enterrado dia 28 de março no “Dovecot Memorial Park”, na Jamaica.

Segundo comunicado oficial da família do cantor, a cerimônia ocorrerá na Arena Nacional, em Kingston, porém será fechada ao público devido ao aumento de casos de Covid-19.

A esposa do cantor, Marcia Smikle, lamentou não poder liberar o acesso à área onde o seu corpo estará em companhia dos familiares.

“Meu companheiro merecia um velório aberto aos seus fãs e imprensa”, disse ela.

U-Roy começou cantando na Igreja Adventista do Sétimo Dia, onde se envolveu com a música pela primeira vez. Gravou discos antológico, como “Version Galore” (1970) e “Dread in a Babylon” (1975). Ele ficou conhecido na arte do toasting.

O Dee Jay faleceu em 17 de fevereiro no Hospital Universitário das Índias Ocidentais, na Jamaica, após uma cirurgia e uma batalha contra uma doença renal. Ele tinha 79 anos.

djwaldiney

sem comentário »

Entrevista exclusiva com o jamaicano Junior Holt, filho da lenda do reggae John Holt

0comentário

O podcast traz uma entrevista exclusiva com o jamaicano Junior Holt, filho da lenda do reggae John Holt. O cantor fala sobre a regravação de “Wild Fire”, traz detalhes a respeito do álbum “Tributo A John Holt”, entre outros assuntos inéditos! Saiba mais agora mesmo, com o DJ Waldiney, em poucos minutos.  Acesse aqui!

sem comentário »

Satta Massagana, do grupo The Abyssinians, completa 50 anos!

0comentário

Escrita pelos jamaicanos Bernard Collins, Donald Manning e Linford Manning, “Satta Massagana” celebra o quinquagésimo aniversário neste 2021.

A música foi gravada pela primeira vez em 1969, mas somente foi lançada em 1971 pelo Studio One, de Coxsone Dodd. Além de hino para os rastas, a composição tornou-se um dos grandes sucessos do gênero.

O “The Guardian” lançou uma lista de músicas que todos deveriam ouvir antes de morrer. “Satta Massagana” foi definida como “uma das músicas que cruzou todas as linhas” e, de tão clássica, importante e bonita, tornou-se referência.

Ainda sobre o “The Abyssinians”, o trio continua na ativa, levando multidões a cada show. Em 2017, passaram por Recife (PE), São Paulo (SP), Aracaju (SE) e Salvador (BA). Os shows do grupo foram aplaudidos por público e crítica. Mesmo sem lançar um novo álbum nos últimos anos, os músicos estão ávidos para voltar aos palcos e cantar seus grandes sucessos.

@djwaldiney

sem comentário »

Kaya na Gandaia lança single com Lei Di Dai e o astro britânico do reggae Pato Banton

0comentário

Neste atípico 2021, os blocos carnavalescos tiveram que se reinventar, buscando novas formas de se conectar ao público, longe das ruas. Sem poder arrastar multidões como tem feito nos últimos 8 anos, o Kaya na Gandaia, bloco paulistano de reggae, se dedicou a gravar seu disco de estreia. 

Após lançar o clipe do samba-reggae “Te Ver Bailar” no último dia 12, véspera de Carnaval, o bloco paulistano libera nesta sexta, dia 19, mais um single do seu primeiro disco. “São Paulo” é uma música poderosa, que já nasce hit nas vozes de Lei Di Dai, rainha do dancehall brasileiro e vocalista do bloco, e o cantor britânico Pato Banton, conhecido em todo o mundo por sucessos como “Go Pato” e “Groovin”.

“Essa música, que é de co-autoria da Lei Di Dai com o Pato Banton, realizou muitos sonhos nossos ao mesmo tempo. Além da honra de gravar com um artista como o Pato, a gente conseguiu incluir na música um riddim do Toots (Hibbert, jamaicano líder de Toots and The Maytals, falecido em 2020), então foi uma forma de homenagear ele também. Pra completar, outro sonho antigo do bloco foi resgatado, que era tocar um ritmo nyabinghi (ritmo ancestral conectado ao movimento rastafari) com a nossa batucada de carnaval”, conta Digo Amazonas, um dos fundadores do Kaya na Gandaia. 

O álbum “Abrindo Os Caminhos Pro Meu Carnaval”, que será lançado no final deste mês, conta também com participações de importantes figuras da cena musical brasileira, como Roberto Barreto (BaianaSystem) e Afoxé Amigos de Katendê (fundado por Môa do Katendê e Mestre Plínio), entre outros. 

sem comentário »

Morre U Roy, mestre do reggae e pioneiro do estilo toasting

0comentário

O vocalista jamaicano e pioneiro na arte do toasting, Ewart Beckford, mais conhecido como Daddy U-Roy, morreu nessa quarta-feira, 17, no Hospital Universitário das Ilhas Ocidentais, na Jamaica.  

Segundo informações, U Roy sofreu três paradas cardíacas após um procedimento cirúrgico na bexiga e não resistiu.

Natural de Jones Town, Kingston, Jamaica, o célebre é considerado um dos primeiros MCs da história – ele foi um dos pioneiros na arte do “toasting”.

A técnica consiste em improvisações vocais sobre bases instrumentais, assim como as rimas do rap. A maior diferença, no caso, é o canto falado do vocalista.

Seu amor pelo reggae fez com que as pessoas o chamassem como The “Godfather of Reggae” e “The Originator”. 

Em 2001, U Roy veio pela primeira vez ao Brasil, realizando uma apresentação história no Maranhão Roots Reggae Festival. O evento foi promovido pelo Sistema Mirante de Comunicação e reuniu mais de 20 mil pessoas.

No palco, U Roy cantou seus principais sucessos, entre eles, ‘Wear You To The Ball”, “Runaway Girl” e “Natty Rebel”, que incendiou o Parque Folclórico da Vila Palmeira. 

Eu (DJ Waldiney) estava na cobertura do evento, pela Mirante AM. Depois do show, Daddy comentou comigo sobre sua participação:

“Os brasileiros amam nossas músicas e nós amamos tocar para vocês, então hoje foi um show único. O público cantou em coro “Natty Rebel” e tivemos uma ótima noite”, elogiou.

Ao longo dos anos, lançou cerca de 20 álbuns, gravou com artistas como Lee Perry e Peter Tosh.

Em 2004, apareceu como convidados no álbum “True Love”, do grupo Toots & The Maytals, que venceu o Grammy de melhor disco de reggae.

Em 2007, ele recebeu a “Ordem de Distinção” do governo jamaicano por sua contribuição para a música.

O álbum mais recente de U Roy é “Pray Fi Di People”, lançado em 2012.

Descanse em paz, mestre!

@djwaldiney

sem comentário »

Vernon Maytone lança o single “Sore Eyes Burning Ears”

0comentário

Acaba de ser lançado o single “Sore Eyes Burning Ears”, de Vernon Maytone. Já disponível em todas as plataformas digitais, a faixa foi lançada pela Music Life Moviment. Vernon tem se destacado pela grande produtividade em 2020, tendo lançado várias músicas durante o distanciamento social impostos pela pandemia. Saiba mais aqui!

sem comentário »
https://www.blogsoestado.com/reggaepoint/wp-admin/
Twitter Facebook RSS