Os números que atormentam Flávio Dino

0comentário

É impressionante como levantamento após levantamento, na sua maioria nacionais, os números mostram o fracasso do Governo Flávio Dino e de como a realidade dos fatos é bem diferente da apresentada nas propagandas durante a campanha eleitoral, do mundo de “faz de conta” dos comunistas.

Somente nesta semana, mais dois levantamentos nacionais mostram claramente o insucesso da gestão comunista. O mais recente, divulgado nesta sexta-feira (14) pelo G1 (veja aqui), é sobre a situação fiscal do Governo Flávio Dino.

De acordo com o levantamento Tendências Consultorias Integrada, apenas seis dos 27 governadores que tomam posse ou permanecem no cargo a partir de janeiro do ano que vem, vão começar o mandato com uma situação fiscal considerada muito boa ou boa. Apenas os governadores do Amapá, Espírito Santo, Amazonas, Rondônia, Tocantins e Paraíba, receberão as contas públicas em boas condições.

No caso do Maranhão a situação é ainda pior para Flávio Dino, pois ele estará recebendo o governo dele mesmo, ou seja, nem tem como transferir a responsabilidade desse fracasso para absolutamente ninguém.

Para avaliar a situação fiscal dos estados, os analistas deram notas de 0 a 10 com base em dados do Tesouro Nacional para seis indicadores das contas públicas: endividamento; poupança corrente, liquidez, resultado primário, despesa com pessoal e encargos sociais e investimentos. Cada item recebeu um peso diferente e, em seguida, foi feita uma média para cada unidade da federação.

Pelo levantamento, os estados com boa capacidade fiscal precisam ter nota média igual ou acima de 6. Com muito boa capacidade, a nota tem de ultrapassar 8 – o único a superar foi Amapá.

O levantamento classificou a situação fiscal do Maranhão como “fraca”, ficando sua nota entre 4 e 5. Veja abaixo o quadro completo de todos os Estados:

Transparência – Também nesta semana, foi divulgado pela CGU (Controladoria Geral da União) o ranking dos Estados no aspecto transparência. E o Governo Flávio Dino, que vivia alardeando ser extremamente transparente, ficou apenas na 17ª colocação no ranking elaborado pela Escala Brasil Transparente.

E assim segue o Governo Flávio Dino, sempre atormentado pelos números dos levantamentos divulgados, afinal eles demonstram a realidade dos fatos e vão de encontro as mentiras propagadas pela gestão comunista.

Blog do Jorge Aragão

sem comentário »