Levi Pontes é flagrado em esquema eleitoreiro

0comentário

Errar é humano, mas repetir o erro, além de burrice é sem-vergonhice. O deputado estadual Levi Pontes (PCdoB) foi, mais uma vez, flagrado em esquema eleitoreiro que remetem a suposta prática de crime eleitoral.

Em abril de 2017, às vésperas da Semana Santa, Levi Pontes foi flagrado, através de um áudio vezado nas redes sociais, negociando peixes, adquirido com dinheiro público da Prefeitura de Chapadinha. O deputado afirmava que possuía uma “cota de peixe” e que ele iria destinar para suas lideranças, vereadores “insatisfeitos” e até outros municípios de sua base eleitoral (reveja).

A deputada Andrea Murad (MDB) chegou a fazer uma representação junto à Comissão de Ética da Assembleia Legislativa, à época presidida pela deputada Francisca Primo (PT), mas prevaleceu o corporativismo e o caso foi arquivado.

Só que nesta semana, acabou vazando um novo áudio de Levi Pontes. O deputado comunista aparece novamente em suposta prática de crime eleitoral, mas desta vez afirmando que condicionou a manutenção da UPA pelo Governo Flávio Dino a continuidade do apoio do prefeito de Chapadinha, Magno Bacelar, ao próprio deputado.

“Me pediu para manter e para melhorar a prefeitura pelo menos um pouco mais um ano. Resposta minha: ‘depende prefeito, se o senhor me tratar bem eu posso conseguir’. Porque do jeito que eu consegui para botar para funcionar, eu consigo que o governador devolva o que é dele” afirmou Levi.

O parlamentar comunista, que recentemente foi eleito para a Mesa Diretora da Assembleia, ainda afirmou que o prefeito Magno Bacelar já foi comunicado que a UPA será entregue a Prefeitura de Chapadinha pelo fato do Governo estar prestes a inaugurar um hospital na cidade. Levi Pontes assegura que já até conversou com o governador e o secretário de Saúde do Maranhão, Carlos Lula.

“Ele já foi chamado e oficializado que vão entregar, mas eu já falei com o governador e liguei para o secretário hoje: “Lula, não é para devolver até a segunda ordem, liga para o governador que ele sabe”, declarou o deputado.

O parlamentar chega a demonstrar toda sua subserviência ao governador, dizendo que trocou a foto da esposa pela foto de Flávio Dino. Só que no mesmo instante, incrivelmente, ofende o governador com palavras de baixo calão.

“Botar retrato de macho dentro de casa, até no meu quarto de dormir eu tirei o da mulher e botei o dele. Não é possível que esse filho da puta [Flávio Dino] não me ajude […] Mão lavada, lava a outra. Se eu to ajudando ele, então ele tem que me ajudar. Não tem comida de graça” disse Levi Pontes. Clique aqui para ouvir o áudio publicado no Blog do Luis Pablo.

Agora é aguardar e conferir o posicionamento, diante desse triste e grave episódio, da Assembleia Legislativa, do Ministério Público Eleitoral e do próprio governador Flávio Dino, que teve seu nome envolvido na situação pelo deputado Levi Pontes.

Blog do Jorge Aragão

sem comentário »