Gestão de Edivaldo inaugura Museu da Gastronomia

0comentário

A gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior realizou mais um investimento que integra o conjunto de iniciativas executadas para a valorização do Centro Histórico de São Luís. Com o Museu da Gastronomia Maranhense, entregue nesta quinta-feira (13), o poder público municipal oferece à população novo espaço cultural, contribuindo para fortalecer nos ludovicenses o sentimento de pertencimento e promovendo a valorização da gastronomia maranhense. O Museu, que foi entregue em clima de festa, será, ainda, um espaço permanente de capacitação na área da gastronomia local. O projeto é resultado de parceria com o Ministério do Turismo e Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

A iniciativa integra a política de fomento ao turismo, cultura, valorização do Centro Histórico e de incentivo ao desenvolvimento da economia local. “A Prefeitura entrega mais um importante elemento para valorizar a cultura local e mostrar ao mundo toda a diversidade da nossa gastronomia que é tão apreciada e as peculiaridades das nossas tradições. Com a criação de mais este espaço, vamos ofertar à população e aos turistas mais uma alternativa de entretenimento cultural. Além disso, o Museu da Gastronomia Maranhense é mais uma iniciativa pensada para a revitalização do nosso Centro Histórico e para estimular a visitação à área que, por si só, já tem tanta representatividade cultural da nossa história”, afirmou o prefeito Edivaldo.

A proposta do espaço é oferecer ao visitante uma experiência inesquecível pelos sabores da culinária local, que encanta com o olhar e com o paladar, porque é forte, marcante e nobre sem ser sofisticada. Como cidade patrimônio cultural da humanidade, São Luís é detentora de um imenso valor cultural e seus pratos típicos integram esse conjunto de elementos que fazem da capital maranhense única nesse aspecto. Tendo como base da sua composição principalmente peixes, mariscos, moluscos e outros frutos do mar, além de uma variedade de produtos naturais, a culinária maranhense será exortada no Museu de Gastronomia para proporcionar ao visitante um mergulho pela cultura local através de seus sabores mais genuínos e da singularidade da preparação de suas iguarias.

“Com a parceria celebrada entre o Iphan e a Prefeitura de São Luís estamos oferecendo ao público um novo espaço. Então, além da restauração, estamos dando uso a este local e tornando-o mais um equipamento cultural de suma importância tanto para a sociedade de São Luís quanto para aqueles que nos visitam”, destacou o superintendente do Iphan no Maranhão, Maurício Itapary.

Dentre os pratos, bebidas tradicionais e representações da culinária local, o Museu da Gastronomia Maranhense destaca o cuxá e o arroz de cuxá, a torta de camarão e de caranguejo, o doce de abóbora e de buriti, além de bebidas diversificadas como sucos e licores de frutas típicas da região, como o bacuri, cupuaçu, buriti, murici, juçara, jenipapo, o guaraná Jesus, a cachaça tiquira e tudo o mais que compõe o leque de sabores da gastronomia local.

A partir de sexta-feira (14), além da exposição, que reunirá informações e curiosidades da gastronomia maranhense, o espaço também será dedicado à oferta de cursos permanentes de capacitação na área da gastronomia. Para visitação, o local funciona de segunda à sexta, das 8h às 19h e aos sábados, das 8h às 12h.

Fotos: Maurício Alexandre

sem comentário »

Edivaldo anuncia inauguração do Museu da Gastronomia

0comentário

Em pleno período de festa junina, São Luís terá um atrativo a mais à população e um incremento ao turismo. O prefeito Edivaldo Holanda Junior vai inaugurar neste mês o Museu da Gastronomia do Maranhão, um presente especial para a cidade, em um local privilegiado do Centro Histórico, na esquina da Rua da Estrela com a Rua de Nazaré. A culinária maranhense agora terá o seu espaço de valorização e reconhecimento o ano todo, instalado no coração da área de influência do comércio e da sede dos poderes Municipal, Executivo e Judiciário. Trata-se de um projeto estratégico de Edivaldo para o desenvolvimento da cidade.

O Museu da Gastronomia é parte de um conjunto de obras que vêm sendo executadas pela gestão Edivaldo em parceria com o Iphan como o Complexo Deodoro e da Praça Dom Pedro II, entregues em dezembro passado, além da Rua Grande, em andamento, bem como os casarões da Rua da Palma, destinados a habitação social e requalificação da área central da cidade. Destaque ainda para a Feirinha São Luís, uma iniciativa de sucesso que tem incentivado o empreendedorismo e valorizado a cultura e a culinária regional.

Na visão do prefeito Edivaldo, publicado em artigo neste fim de semana, os investimentos no potencial gastronômico da cidade são uma forma de impulsionar o turismo, proporcionando experiências únicas aos visitantes, fazendo-os emergir na cultural local também por meio da culinária. É o tipo de atrativo que independe de alta temporada, podendo ser explorado o ano todo, e que é um nicho de mercado em ascensão.

Além do Museu da Gastronomia, Edivaldo mantém outro projeto estratégico para valorizar a culinária maranhense: cursos de capacitação no setor. Um exemplo disto é o que ocorre no bairro Desterro, cujo público-alvo são moradoras atendidos pela Casa do Bairro, equipamento municipal. A capacitação dá prosseguimento às ações de fomento ao empreendedorismo no setor, uma das diretrizes da gestão de Edivaldo. É o prefeito fazendo a sua parte.

Foto: Divulgação / Prefeitura de São Luís

sem comentário »

Edivaldo vistoria obra no Museu da Gastronomia

3comentários

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior dá mais um importante passo dentro da política de valorização do Centro Histórico de São Luís, bem como do fomento ao turismo na capital do Maranhão com as obras de instalação do Museu da Gastronomia Maranhense.

Com a estrutura física recuperada, os serviços do museu já se encontram em fase de acabamento. Foi isto que o prefeito confirmou na manhã desta terça-feira (23), em vistoria realizada no local. Ao lado do gestor municipal, o superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no Maranhão, Maurício Itapary, também acompanhou a vistoria.

“Essa é mais uma obra que contribui para a valorização do nosso Centro Histórico, que em cada canto é carregado de cultura e história. Estamos muito felizes, pois essa é uma obra que beneficia São Luís, especialmente na área do turismo, contribuindo para o resgate da nossa bela história e fortalecendo as ações de valorização da nossa cultura, que se apresenta a nós de várias formas, inclusive, através da nossa culinária”, disse o prefeito Edivaldo, que estava acompanhado da primeira-dama, Camila Holanda e de secretários municipais, entre os quais a secretária de Turismo, Socorro Araújo.

O Museu da Gastronomia Maranhense, que tem a parceria do Governo Federal, via Ministério do Turismo,  fica localizado na Rua da Estrela, nº 82, no Centro Histórico. O espaço contará a história da culinária maranhense aos visitantes locais e aos turistas de todas as regiões do Brasil e estrangeiros que visitam a capital. Além da exposição, que reunirá informações e curiosidades da gastronomia maranhense, o local será dedicado à oferta de cursos permanentes de capacitação na área da gastronomia. Para a reforma do prédio, que manteve seu projeto arquitetônico conservado, foram realizados serviços estruturais como os de reparação elétrica, hidráulica e recuperação de piso e forro.

O prefeito destacou que o Museu de Gastronomia soma-se às obras que vêm sendo executadas pelo Iphan em parceria com a Prefeitura de São Luís. “Essa parceria tem rendido frutos positivos para a população ludovicense, com o grande volume de investimentos que vêm sendo realizado no Centro de São Luís, a exemplo das obras do Complexo Deodoro e Rua Grande”, completou o prefeito.

O superintendente do Iphan no Maranhão, Maurício Itapary, reforçou os benefícios da parceria que o órgão tem mantido com a gestão municipal. “Temos um volume de obras muitos grande em andamento no Centro de São Luís. Temos trabalhado na requalificação do Complexo Deodoro e vamos iniciar a revitalização de outros espaços como a Praça João Lisboa, incluindo o largo do Carmo, assim como a implantação de uma nova praça nas proximidades do Convento das Mercês, além de várias intervenções em diversos prédios do Centro Histórico”, destacou.

Foto: Maurício Alexandre

3 comentários »