Moto apresenta reforços para a Série D

5comentários

Após a vitória por 1 a 0 sobre o Assu-RN, na estreia fora de casa no Campeonato Brasileiro Série D, o Moto se reapresentou e iniciou a preparação para o duelo contra o Sparta-TO cheio de novidades.

Foram apresentados mais dois reforços: o meia Maicon Talheti e o volante Dener.

Além desses dois jogadores, o Moto deve anunciar nesta quarta-feira, o acerto com o meia-atacante Márcio Diogo que está no Ríver-PI.

A diretoria trabalha agora para regularizar os reforços e colocar todos à disposição do técnico Marcinho Guerreiro. O zagueiro Ramon contratado na semana passada também deverá ser regularizado e deve ficar como opção no banco de reservas.

Além dos reforços, o atacante Val Baiano que se recupera de contusão deve voltar ao time.

Fora de campo, os dirigentes buscam recursos para aliviar a situação dos jogadores que estão com salários atrasados.

Para tantar amenizar o problema, jogadores e torcida se uniram em uma campanha para tentar levar o maior número de torcedores ao Nhozinho Santos no domingo, às 15h45, quando o Moto enfrenta o Sparta.

Foto: João Ricardo

5 comentários »

O que falta para o gramado do Nhozinho Santos

8comentários

Visto de cima, a impressão que temos é que o gramado do Nhozinho Santos foi recuperado

Estive visitando hoje o Nhozinho Santos e de cima, a imagem é de certa forma até animadora, mas ao andar pelo gramado a certeza de que se algo for feito, o estádio logo poderá ser entregue aos desportistas. O que falta é pouco, diria até que se tiverem boa vontade resolvem agora.

Do início do ano para cá, as chuvas ajudaram, mas conversando com quem de fato está cuidando do gramado o que está faltando é material. Não se arruma um gramado apenas com a chuva.

O gramado precisa de reparos em alguns pontos e até agora nenhum metro de grama foi comprado. Houve a troca de grama em alguns pontos, mas a grama foi retirada da parte de fora que já não é das melhores.

Buracos próximo aos dois gols podem ser resolvidos com a adequação às novas dimensões

De cima, os buracos não são tão visíveis, mas debaixo a situação é outra. É necessário grandes reparos dentro dos dois gols, mas a principal intervenção que deve ser feita é outra.

Se for feito o avanço dos dois travessões conforme determinou a CBF e o gramado ficar na dimensão 105 por 68 metros (atualmente o Nhozinho tem dimensão de 110 por 75 metros), boa parte do problema estará solucionado. Para isso basta que a Prefeitura determine o deslocamento urgente que deve ser feito pela Semosp.

Além disso, são necessários uns 500 metros de grama para os reparos, mas se avançarem os travessões de acordo com a dimensão determinada pela CBF, a quantidade necessária de grama vai cair muito. Além disso é necessário terra preta e adubo, além de uma máquina para cortar a grama, pois a que tem lá está quebrada.

É pouca coisa que falta para a importância que o Nhozinho Santos tem para o futebol maranhense.

São necessáriso apróximadamente 500 metros de gramas para reparos no gramado

A Federação Maranhense de Futebol (FMF) se dispôs a colaborar com a Prefeitura e já encaminhou algumas carradas de terra preta e mostrou interesse em adquirir a grama necessária para os reparos.

Com isso fica para a Prefeitura de São Luís a missão de viabilizar a recuperação da iluminação com a Citeluz.

Resumindo falta marerial e isso quem tem que se virar é a Prefeitura de São Luís.

Mais uma vez, nós que militamos na crônica esportiva apelamos para a sensibilidade do prefeito para que dê as condições necessárias que são poucas como vocês podem ver para que o nosso Nhozinho Santos possa receber os jogos.

É só isso. Que tenham boa vontade com o futebol.

8 comentários »