Prefeitura monitora famílias em áreas de risco em SL

0comentário

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania (Semusc), via Defesa Civil do Município trabalha em duas frentes na gestão de enfrentamento de emergências em épocas de chuvas: ações preventivas e de monitoramento e resposta a situações de risco ou desastre. Toda a atuação dos agentes de Defesa Civil é no sentido de proteger ao máximo as comunidades localizadas nas 60 áreas de riscos mapeadas e conforme estabelecido no Plano de Contingência, com ações da força-tarefa convocada pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior devido às chuvas acima da média na capital.

Das ocorrência registradas de janeiro até abril pela Defesa Civil Municipal, 178 casas foram interditadas e 217 famílias em situação de alagamento e desabamento foram atendidas pela Prefeitura, com encaminhamento efetivo à programa sociais do município, Governo Estadual e do Governo Federal, como o pagamento do Aluguel Social, benefício dado à pessoas em situação de vulnerabilidade social.

“O prefeito Edivaldo colocou toda a sua equipe em estado de alerta e recomendou ações efetivas para prevenir situações de deslizamentos que ocasionem maiores prejuízos à população. O monitoramento das áreas de risco é realizado de forma permanente. Em locais considerados de alto risco, a orientação é a saída imediata dos moradores, com acompanhamento permanente por todos nós”, informa o secretário de Segurança com Cidadania de São Luís, Heryco Coqueiro.

Das ocorrências registradas pela Defesa Civil, um total de 178 casos (até a primeira quinzena de abril) já foram encaminhados para a Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas), que providenciou o Aluguel Social, e para a Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh) para cadastro no programa habitacional.

Foto: Maurício Alexandre

sem comentário »

Prefeitura distribui pescado a famílias em São Luís

0comentário

A Prefeitura de São Luís está realizando, nesta semana, novas ações do Programa Peixe Solidário. A distribuição chega em boa hora a bairros de alto índice populacional na cidade, considerando que, na Semana Santa, os preços dos pescados costumam subir nas feiras e mercados. Desde o início de 2019, mais de 200 toneladas de peixe foram entregues em 49 territórios. O trabalho é parte da politica de combate à insegurança alimentar colocada em prática pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior. Só nesta semana, cerca de 68 toneladas estão sendo distribuídas, beneficiando mais de 26 mil famílias.

Nesta quarta-feira (17), a entrega foi realizada no Morro do Zé Bombom, Vila Sapinho, Vila São Luís e Na Vila Sarney. Nesta quinta-feira (18), serão contemplados moradores dos bairros Vila Conceição/Portelinha, Cidade Operária, Tibirizinho e Vila Brasil/São Bernardo. Nesta semana, já foram beneficiadas também famílias de bairros como Vila Cruzado/Vinhais, Residencial Batatã, Bairro de Fátima, Coquilho I, Pedrinhas, Baixão do São Cristóvão, Centro/Desterro e Alto da Esperança.

As distribuições do Programa Peixe Solidário são realizadas pela Secretaria Municipal de Segurança Alimentar (Semsa). “Nesse período, cresce a busca pelos pescados e, consequentemente, sobem os preços nos mercados. A distribuição, que segue orientação do prefeito Edivaldo, é de grande ajuda a essas famílias, que vivem em áreas consideradas de alto índice de insegurança alimentar e nutricional”, destaca a secretária municipal de Segurança Alimentar, Fatima Ribeiro.

Foto: Maurício Alexandre

sem comentário »

Praça Gonçalves Dias ganha novo projeto paisagístico

0comentário

A Praça Gonçalves Dias, um dos mais importantes e belos logradouros do Centro Histórico de São Luís, também conhecida como Largos dos Amores, passa por intervenções para a revitalização total do aspecto paisagístico. Neste sábado (13), O prefeito Edivaldo Holanda Junior acompanhou o plantio de mudas de palmeiras reais e imperiais ao longo dos canteiros da praça. A ação é promovida em parceria com a Fundação Italiana Senza Frontiere – Onlus, e vai imprimir mais beleza a um dos principais cartões postais do Centro Histórico da capital maranhense. O projeto contempla o plantio de 60 palmeiras reais, 20 palmeiras Imperiais, além de 800 mudas de flores típicas da região.

“A Praça Gonçalves Dias tem um valor grandioso para a história, a cultura e a memória da nossa cidade. Queremos que os moradores voltem a visitar seus ambientes e a passear por seus jardins que ficarão ainda mais bonitos. Além disso, o bem-estar, a saúde e o lazer da população são os principais aspectos observados quando buscamos melhorar a infraestrutura das nossas praças, então aqui não poderia ser diferente, pois é uma praça bastante visitada por estudantes e moradores do seu entorno”, afirmou o prefeito Edivaldo que estava acompanhado da primeira-dama, Camila Holanda, do superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Maurício Itapary, e do presidente do Instituto Municipal da Paisagem Urbana (Impur), Fábio Henrique Carvalho.

A Praça Gonçalves Dias também está incluída do projeto de recuperação dos espaços históricos da capital, executado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O projeto está sendo elaborado para contemplar a reforma estrutural de todo o logradouro.

Para o superintendente do Iphan, Maurício Itapary, a Praça Gonçalves Dias, que é tombada pelo órgão, vai ganhar mais vida e beleza com o novo projeto paisagístico desenvolvido pela Prefeitura de São Luís no local. “Sem dúvida o novo paisagismo vai acrescentar muito às intervenções que serão projetadas para a melhoria e revitalização estrutural do espaço. A praça passará por uma completa obra de requalificação para devolvermos ao logradouro a beleza e importância que ela sempre teve para a cidade”, observou Maurício Itapary.

Ainda segundo o superintendente do Iphan, a obra planejada para a Praça Gonçalves Dias vai contemplar reformas de todo o piso, das ânforas, dos peitoris e coreto, além de instalação de nova iluminação artística.

Foto: Honório Moreira

sem comentário »

Prefeitura realiza ‘Dia D’ contra a gripe em São Luís

0comentário

A Prefeitura de São Luís realiza neste sábado (13) o Dia D de Vacinação contra a Influeza. A vacinação acontece nas unidades de saúde, das 8h às 12h. A ação, executada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus), integra as atividades da Campanha Nacional contra a Influenza, coordenada pelo Ministério da Saúde.

A campanha de vacinação tem como público-alvo crianças de seis meses a menores de seis anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), pessoas acima dos 60 anos de idade, trabalhadores da área da saúde, povos indígenas, gestantes, mulheres com até 45 dias após o parto, além da população privada de liberdade, dos funcionários do sistema prisional e das pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis.

O Dia D de Vacinação é mais uma ação para a melhoria da saúde pública, especialmente na área da atenção básica. Contribuindo com os objetivos da campanha nacional que incentiva as pessoas a buscarem a vacina. Durante o Dia D Municipal será feito um alerta aos pais para conscientizá-los sobre a importância da vacinação da gripe em crianças como o meio de imunização mais eficaz que pode evitar as complicações da doença.

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influeza acontece até o dia 31 de maio Para ampliar o alcance da ação, além das unidades de saúde, a Semus vai disponibilizar pontos de vacinação em locais públicos. Nos dias 26 e 27 de abril, e em maio (nos dias 3 e 4, 10 e 11, 17 e 18, 24 e 25), a vacina estará disponível nos shoppings Rio Anil (na avenida São Luís Rei de França, Turu), da Ilha (na avenida Daniel de La Touche, Cohama) e São Luís (na avenida Carlos Cunha, Jacarati). Entre as estratégias, também estão previstas ações em escolas da rede municipal de ensino.

A gripe é responsável atualmente por grande parte das internações hospitalares. A febre é um dos sintomas mais evidentes e comuns da enfermidade e dura, normalmente, em torno de três dias. Além deste sintoma, a gripe também pode vir acompanhada de tosse, dor de garganta e dor de cabeça.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Prefeitura de São Luís inicia vacinação contra a gripe

0comentário

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), inicia nesta quarta-feira (10), a partir das 8h, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza na capital maranhense. A meta é imunizar 254.958 pessoas contra a gripe. Em toda a cidade vão funcionar 63 postos de vacinação, em unidades de saúde, de segunda a sexta-feira.

A campanha será realizada até 31 de maio, tendo como marcos dois dias “D”, um municipal, em 13 de abril e outro nacional, em 4 de maio. O secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, diz que durante toda a campanha a população será sensibilizada para vacinar. “O prefeito Edivaldo determinou que sejam feitas ações extras para assegurar o cumprimento da meta; por isso, na rotina de trabalho das unidades as equipes profissionais vão fazer a abordagem dos usuários, mostrando que a melhor forma de prevenir a gripe e as complicações decorrentes dela é a vacinação”, explicou.

A gestão do prefeito Edivaldo fará do Dia D Municipal uma grande mobilização. A intenção é imunizar o maior número possível de pessoas que integram o público-alvo da campanha formados por gestantes, puérperas, crianças de um a menores de seis anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), trabalhadores de saúde, povos indígenas, idosos, professores de escolas públicas e privadas, pessoas com comorbidades e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, além de funcionários do sistema prisional e pessoas privadas de liberdade.

Além destas estratégias, a Semus vai disponibilizar pontos de vacinação em locais públicos. Nos dias 26 e 27 de abril, e em maio (nos dias 3 e 4, 10 e 11, 17 e 18, 24 e 25), a vacina estará disponível nos shoppings Rio Anil (na avenida São Luís Rei de França, Turu), da Ilha (na avenida Daniel de La Touche, Cohama) e São Luís (na avenida Carlos Cunha, Jacarati). O horário de atendimento será das 14h às 19h. A Semus orienta a população a apresentar o cartão de vacina, para identificar se o cronograma obrigatório do Programa Nacional de Imunização está sendo cumprido.

A vacinação contra a Influenza é a medida mais efetiva para a prevenção, e a melhor estratégia para diminuir as complicações, internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da gripe. A vacina contra a doença tem eficácia de seis a 12 meses e protege contra os tipos A e B do vírus.

Foto: Honório Moreira

sem comentário »

Obra na Rua Grande entra na reta final

0comentário

Falta pouco para que a população de São Luís, que costuma fazer compras na Rua Grande,  e os comerciantes da região, possam desfrutar de um espaço totalmente requalificado. As obras de revitalização da principal rua de comércio da capital chegou nesta semana à penúltima quadra com os serviços de demolição para a retirada do pavimento e drenagem.

Os trabalhos estruturais já foram finalizados até a sétima quadra, que receberá ainda bancos em madeira e aço e onde estão sendo instalados os postes para a iluminação da área. Os serviços são executados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em parceria com a Prefeitura de São Luís e fazem parte do grande pacote de ações para a revitalização do Centro da cidade.

“A área central de São Luís tem recebido um investimento que vai além do que se pode mensurar. Os resultados desse trabalho podem ser observados no movimento de pessoas nas praças Deodoro e Panteon. No espaços foram recuperados mais do que uma estrutura física, a obra resgatou parte da nossa história. O ganho para a cidade e para a nossa população é imensurável. Na Rua Grande também já podemos observar o impacto positivo da obra que teve as primeiras quadras entregues no final do ano passado. Com certeza quando concluída irá fomentar o comércio da região e proporcionar a todos que trabalham e circulam pelo local um ambiente mais bonito e com boa infraestrutura”, destaca o prefeito Edivaldo Holanda Junior.

O superintendente do Iphan no Maranhão, Maurício Itapary, destaca que o investimento, inserido nas ações do PAC Cidades Históricas, faz parte de outras ações que foram executadas na região do Centro e ainda serão realizadas. “Estamos executando o maior pacote de ações já implementadas nesta região da cidade nos últimos 30 anos, a exemplo da requalificação das praças Deodoro e Panteon e das avenidas Gomes de Castro e Silva Maia. O trabalho conta com a parceria da Prefeitura de São Luís e tem o objetivo de promover a requalificação urbanística de toda a área”, conta.

Fotos: Maurício Alexandre

sem comentário »

Em Harvard, Duarte Júnior deixa recado no ar

2comentários

O deputado estadual Duarte Júnior (PCdoB) que assim como o governador Flávio Dino (PCdoB) está em Boston, nos Estados Unidos deu claros sinais que tem objetivos futuros em relação a São Luís.

Apontado como um dos possíveis nomes na disputa da sucessão do atual prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), Duarte que foi o mais votado na eleição em São Luís disse que a troca de experiências nos Estados Unidos possibilitará o implemento de ações em prol da capital.

“Já em Boston para uma semana de estudos. Agradeço imensamente à Fundação Lemann por esta oportunidade única em minha vida, pois com certeza a troca de experiências permitirá o implemento de inúmeras ações em prol do maior desenvolvimento da cidade de São Luís e do Maranhão”, escreveu.

Entendedores, entenderão…

O que vai acontecer mais adiante, somente o tempo dirá….

Duarte Jr. já disse o que pretende…

Foto: Reprodução/Twitter

2 comentários »

Prefeitura começa a pagar aluguel a desabrigados

0comentário

A Prefeitura de São Luís começou a pagar desde sábado (30), o aluguel social a parte das famílias desabrigadas em razão dos danos causados pela fortes chuvas do último domingo (24) e que provocaram alagamentos e deslizamentos de encostas. Para as famílias que possuem conta bancária, o benefício foi disponibilizado ainda no sábado (30). As outras famílias, que não possuem contas, o saque do benefício será realizado a partir de segunda-feira (1º), através de cheque administrativo e nominal. A agilização do processo de inserção e pagamento do aluguel social às famílias segue determinação do prefeito Edivaldo Holanda Júnior que tem empenhando todos os esforços para minimizar os efeitos causados pelas chuvas à população e à cidade.

Neste primeiro momento estão sendo pagos 122 Benefícios Eventuais de Moradia (aluguel social) para às famílias atingidas pelas chuvas. Nesta próxima semana serão liberados novos pagamentos com previsão de mais 100 benefícios. Além do aluguel social, por meio da Semcas, a Prefeitura garante às famílias atendimento socioassistencial, distribuição de cestas básica e mantém constante trabalho de acompanhamento das famílias com vários profissionais na área. 

O aluguel social atualmente está fixado em R$ 400,00, após reajuste concedido pelo prefeito e é pago durante o prazo de seis meses, podendo ser estendido, conforme avaliação realizada pela Secretaria da Criança e Assistência Social (Semcas). “Para dar celeridade ao processo de pagamento do aluguel social, realizamos articulação junto ao Banco do Brasil para emissão dos cheques administrativos para as famílias que não possuem contas bancárias”, explicou a secretária da Semcas, Andréia Lauande. 

Pelo menos 200 famílias foram cadastradas pela Semcas, atingida pelas enchentes, desabamentos ou deslizamentos de encontras em cerca de 15 bairros das regiões da Salina do Sacavém, Residencial João Alberto, Coroadinho, Vila Isabel Cafeteira, Sá Viana entre outros.

Foto: Marcone Pinheiro

sem comentário »

Yglésio quer discutir caos provocado pelas chuvas

1comentário

A discussão sobre as consequências das chuvas que castigaram São Luís no último fim de semana é um dos temas principais no inicio desta semana na Assembleia Legislativa do Maranhão. Na sessão plenária deste terça-feira (26), o deputado estadual Dr. Yglésio (PDT) defendeu que a discussão seja propositiva e aconteça de forma permanente, para que sejam encontradas soluções em pequeno, médio e longo prazos. “A culpa não é exclusiva do Governo do Estado, nem somente da Prefeitura de São Luís, como a visão política mais tacanha gostaria de provar”, disse o deputado. 

Dr. Yglésio lembrou da inundação de condomínios fechados, a exemplo do localizado no bairro Cohab Anil IV. “Era para estarmos aqui comemorando a chuva, que normalmente traz vida aos rios que correm o risco de morrer, mas o que a chuva trouxe, mais uma vez, foram lágrimas e inundação para os moradores dos condomínios localizados na Maioba e Cohab Anil IV”, lamentou.

O deputado falou na tribuna sobre o volume das chuvas, o maior registrado nos últimos 48 anos. O Instituto Nacional de Meteorologia começou a fazer o registro no ano de 1971. “O volume foi de 236,3mm em apenas 24 horas. Significa 51% da média de chuva normal para todo o mês de março”, registrou.

Ação dos parlamentares

O parlamentar defendeu a ação dos parlamentares para garantir direitos às famílias atingidas e fazer cumprir a Lei estadual 10.200/2015. “Temos que agir para fazer nosso papel de parlamentar e saber se a lei que institui a Política Estadual de Gestão e Manejo Integrado de Águas Urbanas está sendo cumprida”, ponderou.

Ao citar o artigo 5º da Lei 10.200/2015, Dr. Yglésio (PDT) lembrou que a responsabilidade sobre a gestão das águas urbanas não é somente de entes públicos. “É também responsabilidade dos entes privados, cujos empreendimentos envolvam impermeabilização e parcelamento do solo para fins urbanos”, lembrou.

O parlamentar aproveitou para cobrar a responsabilidade de construtoras. “O que falta para que as construtoras responsáveis pelos condomínios inundados durante as chuvas na capital sejam responsabilizadas?”, cobrou.

Na visão do parlamentar, é necessário discutir mais o Plano Diretor de São Luís. “Algumas propostas do Plano Diretor é de redução de mais de 40% de área rural da cidade e a diminuição de 162 hectares nas áreas de recarga dos aquíferos de onde, inclusive, se extrai a água consumida”, disse, acrescentando que é necessário que o crescimento metropolitano de São Luís aconteça de maneira sustentável.

“Hoje, todas as grandes e importantes cidades caminham para o desenvolvimento sustentável e não o negligenciam. Embora a preocupação com o descarte irregular de resíduos sólidos seja nítida na gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior, que instalou 11 Ecopontos em São Luís”, continuou.

 O deputado também lembrou que a educação ambiental é de competência comum entre os entes federados e a população precisa estar mais consciente. “A despeito de todos estes Ecopontos instalados por nossa cidade, o comum é olhar o descarte irregular de lixo por parte da população”.

A qualidade das obras públicas também preocupou o deputado Dr. Yglésio e, mais uma vez, ele cobrou responsabilização das empresas. “Obras de drenagem chegam no máximo a 16% do custo total da obra e jamais poderiam ser negligenciadas”, cobrou.

E completou, parafraseando Nelson Mandela: “Nosso papel, neste momento, é de mudar a nossa forma de atuação, com mais ação e menos discurso. Se não mudarmos, como esperar que os outros queiram fazer isso?”. 

Foto: Kristiano Simas / Agência Assembleia

1 comentário »

Prefeitura entra na fase final do Ecoponto Itapiracó

1comentário

A Prefeitura de São Luís segue avançando na ampliação do número de Ecopontos instalados em regiões estratégicas da cidade com o objetivo de garantir local adequado para descarte de resíduos, evitando assim o descarte irregular que traz prejuízo para o meio ambiente e para a saúde da população. Nesta semana operários trabalham na fase final das obras de construção do Ecoponto Itapiracó. O equipamento é o primeiro da região do Cohatrac e faz parte do pacote de cinco novos equipamentos anunciados pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior para serem entregues no primeiro semestre de 2019. A implantação dos novos Ecopontos integra a macropolítica de resíduos sólidos da gestão municipal e reforça o trabalho rotineiro de limpeza urbana na cidade. As obras foram iniciadas em janeiro e mesmo com o período de chuvas intensas a Prefeitura já conseguiu concluir 80% das obras.

O Ecoponto Itapiracó fica localizado na Avenida Joaquim Mochel, Cohatrac IV. Já estão prontas as estruturas de alvearia da unidade administrativa, das baias para descarte de materiais recicláveis e o muro colorido característico dos Ecopontos já foi instalado. Faltam finalizar o platô para manobra dos veículos, a cobertura da unidade administrativa e o piso do equipamento.

Segundo a presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Moraes Estrela, a região está no planejamento desde o início da estruturação da política dos Ecopontos. “A Prefeitura de São Luís vinha realizando estudos técnicos para localizar uma área em que o equipamento de limpeza pudesse ser construído no bairro, mas somente este ano foi possível iniciar, de fato, as obras. Com este Ecoponto vamos melhorar a limpeza na região e trazer diversos benefícios para os moradores”, afirmou.

O Ecoponto Itapiracó está sendo construído em frente à área conhecida como Campo do Léozão, na Avenida Joaquim Mochel. A região era um ponto crônico de descarte irregular de lixo onde a Prefeitura mantinha ações semanais de remoção mecanizada para coibir o acúmulo exagerado de resíduos.

O Ecoponto Itapiracó faz parte do pacote de cinco novos equipamentos, cuja ordem de serviço foi assinada pelo prefeito Edivaldo no dia 30 de outubro de 2018. As obras estão seguindo um cronograma para que sejam entregues no primeiro semestre de 2019. A meta é encerrar o ano com 20 Ecopontos em funcionamento. Atualmente, já são 11 Ecopontos implantados, que atendem a 380 mil moradores de 104 bairros de São Luís que ficam próximos aos equipamentos em atividade.

O Ecoponto Centro, localizado no Anel Viário, também está com as obras em andamento. Ele terá ainda um galpão de triagem para materiais recicláveis anexo, facilitando o trabalho da Associação de Catadores de Material Reciclável (Ascamar), para quem o espaço será cedido. Já o Ecoponto Cidade Operária – Unidade 205 já teve as obras finalizadas e será inaugurado em breve. Fechando o pacote de cinco novos equipamentos há ainda os Ecopontos Sacavém, na Avenida dos Africanos, e Vila Isabel, na área Itaqui-Bacanga, que também contará com galpão de triagem que será cedido à Cooperativa de Reciclagem de São Luís (COOPRESL).

Foto: Douglas Júnior

1 comentário »