Edivaldo entrega Ecoponto na Cidade Operária

4comentários

Em maio deste ano, a política dos Ecopontos completa três anos de implantação. Dando seguimento à ampliação deste trabalho, a Prefeitura de São Luís entregou o Ecoponto Cidade Operária – Unidade 205. O equipamento começou a funcionar esta semana e já está em pleno uso pelos moradores do entorno. Este é o 12ª equipamento do tipo a entrar em funcionamento em São Luís.

Os Ecopontos fazem parte da macropolítica de gestão de resíduos sólidos implantada na gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior e já garantiram o encaminhamento de mais de 23 mil toneladas de resíduos para a reciclagem. Os equipamentos, implantados em pontos estratégicos da cidade, beneficiam toda a população da capital e mais diretamente aqueles que moram nos bairros onde os Ecopontos estão instalados ou no entorno.

A região da Cidade Operária já conta com dois Ecopontos em operação. O Ecoponto Jardim América funciona desde março de 2017 e o Ecoponto Cidade Operária – Unidade 101 foi entregue em dezembro de 2017. O terceiro equipamento fica localizado na Avenida Leste 103, próximo à Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Mata Roma. A região recebeu mais um Ecoponto por ser uma área populosa.

A presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Moraes Estrela, destaca que a entrega do novo Ecoponto no bairro Cidade Operária faz parte das ações de fortalecimento das políticas públicas de limpeza urbana na região e segue orientação do prefeito Edivaldo. “Estamos entregando mais um Ecoponto na Cidade Operária e em maio iniciaremos uma grande ação de limpeza em diversos bairros de toda a região. A entrega dos Ecopontos somada às nossas operações diárias e às ações de limpeza urbana terão como resultado uma população mais consciente e bairros mais limpos”, destaca.

O Ecoponto foi construído em um terreno onde costumeiramente era feito o descarte irregular de resíduos no bairro. Para controlar o acúmulo de lixo a Prefeitura de São Luís, por meio do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, realizava ações de remoção manual e mecanizada pelo menos duas vezes por semana no local.

Na próxima semana também serão realizadas ações de educação ambiental da campanha Cidadão Limpeza Cidade Beleza no equipamento para informar à população sobre o uso correto do Ecoponto e como deve ser feito o manejo ambientalmente adequado dos resíduos sólidos domiciliares.

Incentivo à reciclagem

Implantados desde 2016, os Ecopontos são uma política importante da gestão de resíduos sólidos em São Luís porque integram diversas ações. A principal delas é garantir à população um espaço adequado para a destinação ambientalmente adequada de todos os resíduos que podem ser reciclados ou reutilizados, incentivando a reciclagem e atitudes sustentáveis.

Por meio dos Ecopontos, São Luís faz parte do grupo de 7% das cidades brasileiras que têm políticas efetivas de encaminhamento para a reciclagem dos resíduos gerados pela população. Em cerca de três anos mais de 23 mil toneladas de resíduos sólidos já foram entregues voluntariamente pela população nos Ecopontos de São Luís.

Saiba mais
Que materiais são recebidos no Ecoponto?
Eletrônicos televisão, monitores, celular, impressoras, mouses, teclados, etc – até três unidades
Entulho: resíduos de construção civil, como tijolos, telhas, gessos etc – até 2m³ (volume de uma caixa d’água de 2 mil litros)
Madeiras: até 2m³ (volume de uma caixa d’água de 2 mil litros)
Óleo de cozinha: até 5 litros
Pneus: até 4 unidades
Podas de árvores e resto de capinas: até 2m³ (volume de uma caixa d’água de 2 mil litros)
Recicláveis: plástico, papel, isopor, metais, vidros, etc (até 300 litros – 3 sacos grandes)
Volumosos: móveis, sofás, colchão etc (até dois volumes)

Que materiais os Ecopontos não recebem?
Lixo doméstico
Animais mortos
Resíduos hospitalares
Resíduos perigosos/contaminados: pilhas, baterias, lâmpadas, cartuchos/tonner etc

Qual o horário de funcionamento do Ecoponto?
Segunda-feira à Sábado, das 7h às 19h

Informações:
Central de Atendimento do Comitê Gestor de Limpeza Urbana: 0800 098 1636.

Foto: Douglas Júnior

4 comentários »

Praça Gonçalves Dias ganha novo projeto paisagístico

0comentário

A Praça Gonçalves Dias, um dos mais importantes e belos logradouros do Centro Histórico de São Luís, também conhecida como Largos dos Amores, passa por intervenções para a revitalização total do aspecto paisagístico. Neste sábado (13), O prefeito Edivaldo Holanda Junior acompanhou o plantio de mudas de palmeiras reais e imperiais ao longo dos canteiros da praça. A ação é promovida em parceria com a Fundação Italiana Senza Frontiere – Onlus, e vai imprimir mais beleza a um dos principais cartões postais do Centro Histórico da capital maranhense. O projeto contempla o plantio de 60 palmeiras reais, 20 palmeiras Imperiais, além de 800 mudas de flores típicas da região.

“A Praça Gonçalves Dias tem um valor grandioso para a história, a cultura e a memória da nossa cidade. Queremos que os moradores voltem a visitar seus ambientes e a passear por seus jardins que ficarão ainda mais bonitos. Além disso, o bem-estar, a saúde e o lazer da população são os principais aspectos observados quando buscamos melhorar a infraestrutura das nossas praças, então aqui não poderia ser diferente, pois é uma praça bastante visitada por estudantes e moradores do seu entorno”, afirmou o prefeito Edivaldo que estava acompanhado da primeira-dama, Camila Holanda, do superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Maurício Itapary, e do presidente do Instituto Municipal da Paisagem Urbana (Impur), Fábio Henrique Carvalho.

A Praça Gonçalves Dias também está incluída do projeto de recuperação dos espaços históricos da capital, executado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O projeto está sendo elaborado para contemplar a reforma estrutural de todo o logradouro.

Para o superintendente do Iphan, Maurício Itapary, a Praça Gonçalves Dias, que é tombada pelo órgão, vai ganhar mais vida e beleza com o novo projeto paisagístico desenvolvido pela Prefeitura de São Luís no local. “Sem dúvida o novo paisagismo vai acrescentar muito às intervenções que serão projetadas para a melhoria e revitalização estrutural do espaço. A praça passará por uma completa obra de requalificação para devolvermos ao logradouro a beleza e importância que ela sempre teve para a cidade”, observou Maurício Itapary.

Ainda segundo o superintendente do Iphan, a obra planejada para a Praça Gonçalves Dias vai contemplar reformas de todo o piso, das ânforas, dos peitoris e coreto, além de instalação de nova iluminação artística.

Foto: Honório Moreira

sem comentário »

Obra subterrânea

0comentário

Por Edivaldo Holanda Junior

Drenagem urbana é o tipo de obra que poucos governantes colocam como prioridade para investimento. A razão é simples: além do elevado custo, é uma obra pouco visível. Não é como uma praça, asfalto ou um monumento que é visto diariamente por quem passa no local e que, portanto, deixa o gestor em constante evidência. Porém, quando chega o período chuvoso, são essas obras imperceptíveis aos olhos do dia a dia do cidadão que evitam grandes transtornos para a cidade. Em São Luís, onde estamos enfrentando fortes chuvas, com volume de água que supera médias históricas, conseguimos graças aos investimentos na construção de sistema de escoamento de águas pluviais dar solução a pontos de inundações que antes eram críticos – e pareciam não ter solução.

É esta a gestão que mais tem investido em sistema de drenagem na cidade. Já são cerca de 40 quilômetros de rede construídos nos últimos anos, entre canais e galerias, o que possibilitou, por exemplo, que mesmo com os temporais das últimas semanas na capital maranhense não houvessem alagamentos em regiões da Vila Apaco, Cohab/Cohatrac, Santa Clara, Vila Riod, Parque dos Sabiás/Forquilha e Tirirical, por trás do Banco do Brasil, Rua das Mangueiras e Senador Pompeu, na Vila Isabel, entre muitos outros pontos. Antes, bastava uma chuva mediana para vias e residências dessas áreas serem invadidas pelas águas. 

Ainda há muito para ser feito para que se consiga garantir o total bom funcionamento da cidade durante o período chuvoso, afinal, além do elevado índice pluviométrico, aqui enfrentamos nitidamente dois grandes problemas: a grande demanda por esse tipo de obra ocasionada pela falta de implantação de dutos para canalização correta das águas pluviais no processo de expansão da cidade; e a grande quantidade de lixo que é descartado irregularmente e que acabam entupindo os dispositivos por onde a água da chuva deveria escoar, causando assim os alagamentos. Para se ter uma ideia, a Prefeitura de São Luís recolhe todos os dias cerca de 300 toneladas de lixo que é jogado em local inadequado. Mesmo com as sequenciais campanhas de conscientização, ainda há quem cometa esse ato tão danoso. 

Para minimizar os transtornos acentuados pelas fortes chuvas, além do crucial trabalho de construção das tubulações de concreto da rede de drenagem, é feito ainda o serviço preventivo de limpeza e desobstrução de canais, bueiros e galerias durante o ano todo, sendo intensificado nesta época. Ação que requer a mobilização de um grande aparato, com máquinas retroescavadeiras e caminhões hidrojato – um sistema que suga dos locais mais difíceis o resíduo descartado em locais públicos e que são levados pela ação dos ventos e da chuva para dentro dos dispositivos da rede de escoamento das águas.

Mesmo com o elevado índice pluviométrico, estamos mostrando que o trabalho que se tem feito em macrodrenagem da capital tem surtido efeito. Ainda há dificuldades sim, mas há também uma gestão comprometida e que garante que mais obras, sejam elas subterrâneas ou não, chegarão em breve para continuar resolvendo o que antes parecia não ter saída. Afinal, o nosso interesse não é ganhar status diário com obra, é solucionar os problemas da vida das pessoas. É isso que faz a diferença.

*Edivaldo Holanda Júnior é prefeito de São Luís

sem comentário »

Transformação social silenciosa

0comentário

Por Edivaldo Holanda Júnior

O maior patrimônio de uma cidade é o seu povo, e a minha missão, enquanto cidadão e prefeito de São Luís, é proporcionar condições para que todos os ludovicenses se sintam parte integrante desta sociedade. Ainda que a história do país seja estruturada com bases em uma herança de exclusão social, a nossa contínua busca tem sido por cuidar de todas as pessoas, sobretudo as que convivem em uma situação de vulnerabilidade ou necessitam de um olhar especial do poder público. Para isso, temos olhado de maneira muito especial para a rede municipal de proteção social e, consequentemente, transformado milhares de vidas. São histórias de superação, de esperança e de cuidado que me inspiram todos os dias.

Uma dessas histórias de transformação é da Francinara Sousa e dos seus filhos, que conheci há exatos dois anos em visita a Casa de Passagem, uma das nossas unidades de acolhimento para crianças e adolescentes em situação de violação de direito – maus tratos, abusos físicos ou psicológicos -, risco e vulnerabilidade. O pai das crianças morreu e ela, que era usuária de drogas, acabou perdendo a guarda dos seus filhos – um deles, o Miguel, inclusive, tem problemas de saúde que comprometeram o movimento de parte do seu corpo – e foi por meio dos equipamentos da Prefeitura que conseguiu mudar o rumo da família. Ela foi atendida no Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop) e os filhos acolhidos na Casa de Passagem. Depois de um longo trabalho de recuperação, ela conseguiu dar um novo rumo para a sua vida: se livrou das drogas, recuperou a guarda das crianças e agora mora em um apartamento do Minha Casa, Minha Vida, que recebeu após ser incluída pela Prefeitura de São Luís no programa. Tambem foi inserida no mercado de trabalho e, hoje, presta serviço na Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas). Fran, como é conhecida entre todos da nossa rede que a acompanham, resgatou o amor pela sua vida e pela dos seus filhos, e não há nada mais confortante do que poder ver a alegria de uma família.

 Assim como na história dela, milhares de outras pessoas conseguiram a assistência que necessitavam para deixarem a situação à margem da sociedade. Isso só é possível por causa dos contínuos investimentos que temos feito na área, um legado da nossa gestão. Atualmente, a Prefeitura de São Luís mantém 20 Centros de Referência e Assistência Social (Cras), três Centros do Serviço de Convivência, cinco Centros de Referência Especializada de Assistência Social (Creas), dois Centros de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop), cinco Casas Abrigo e dois Centros Especializados para Pessoa com Deficiência, os Centros-Dia Adulto e Infantil. Ainda somos responsáveis por dez conselhos tutelares, número que nos coloca em um seleto grupo de cidades brasileiras que cumprem a resolução do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), que estabelece o funcionamento de um conselho tutelar para cada 100 mil habitantes.

O que antes era apenas pontual, como as vagas de acolhimento que ampliamos de 90, em 2013, para quase 400, em 2018, ou número de famílias acompanhadas, que passou de 2,6 em 2014 para cerca de 8,1, em 2017, agora é uma rede de assistência social que é eficaz e funciona como nunca antes nesta cidade, que oferece todos os passos de que o cidadão precisa para completar o ciclo de atenção, apoio e oportunidade. O que já existia, nós ampliamos, o que existia e não estava em funcionamento, como o Circo Escola, nós reativamos, e o que nem existia, nós criamos. E os avanços continuam chegando. Autorizei na sexta-feira (5) a convocação de todos os 52 aprovados no concurso da Semcas, o segundo da história da cidade. O chamamento será publicado nos próximos dias e reforça a área socioassistencial como uma das prioridades da gestão. É parte do nosso compromisso para a garantia de direitos, a redução das desigualdades e a construção de uma sociedade mais justa.

A trajetória de conquistas da assistência social da capital maranhense, porém, é mais do que números, dados, estatísticas. É o olhar humano que não apenas o poder público deve ter, mas todos os cidadãos. É ajudar quem precisa, é dar oportunidade para essas pessoas e entender as fragilidades e dificuldades que cada uma enfrenta. Um ato de solidariedade, carinho, atenção pode transformar uma vida, e enquanto eu estiver ocupando este cargo como representante do povo da minha cidade, é isso que farei: representá-lo, seja qual for a sua história, a sua origem, a sua situação social. Esta obra invisível para muitos é a que mais me orgulha: transformar a vidas das pessoas.

*Edivaldo Holanda Júnior é prefeito de São Luís

sem comentário »

Edivaldo atua para minimizar efeitos das fortes chuvas

0comentário

O prefeito Edivaldo Holanda Junior (PDT) tem agido rapidamente para reparar os danos causados pelas fortes chuvas, que já ultrapassaram em aproximadamente 70% o previsto para o mês inteiro. Desde o domingo (24), quando o pedetista determinou a criação de uma força-tarefa para atender de forma mais urgente as ocorrências e também agir preventivamente para evitar novos transtornos, várias providências já foram tomadas.

Toda a assistência necessária está sendo dada aos moradores de áreas de risco, que precisaram sair de suas casas por medida de segurança. Nos locais com sinais de deslizamentos a Prefeitura tem colocado lonas para evitar que o terreno ceda com a força da água. Por toda a cidade foram, ainda, intensificados serviços como o de manutenção asfáltica, contenção de erosão, recuperação de rede de drenagem, remoção de resíduos descartados irregularmente, desobstrução de bueiros, galerias e canais, poda de árvores, entre outros.

Mesmo com a retirada do alerta do Centro Nacional de Alertas e Desastres Naturais (Cemaden), que apontava para risco de deslizamentos e inundações ocasionadas pelas fortes chuvas, a determinação do prefeito Edivaldo Holanda Junior foi de que a força-tarefa siga trabalhando intensamente para minimizar os prejuízos causados pelos temporais na cidade.

Na manhã desta quarta-feira (27), o prefeito reuniu novamente com os secretários e demais gestores de órgãos municipais que compõem a força-tarefa para balanço e alinhamento das ações. O investimento em infraestrutura é uma das iniciativas que vêm sendo tomadas para reduzir os danos provocados pelo alto índice pluviométrico e para prevenir novas ocorrências.

Fotos: Divulgação/Agência São Luís

sem comentário »

Políticas públicas inclusivas em São Luís

1comentário

Por Edivaldo Holanda Júnior

Um dos desafios de ser gestor público é fazer com que todo cidadão sinta-se assistido pela administração e integrado à sociedade. Uma das principais formas de fazer isso é por meio de políticas públicas inclusivas, que garantem às pessoas com deficiências, por exemplo, o acesso aos direitos e benefícios comuns a qualquer outro cidadão. Nesta semana, a nossa gestão deu mais  um passo para que isso seja cada vez mais real na vida de quem tem necessidades especiais, com o lançamento de aplicativo especializado que servirá como ferramenta em sala de aula para auxiliar na comunicação entre professores e alunos que possuem dificuldade com a fala.

O aplicativo será usado inicialmente em cinquenta escolas da rede municipal de ensino. Para isso, foram entregues tablets aos professores, que também passaram por capacitação para entender e aplicar o uso da ferramenta com os seus alunos. A novidade será usada em Salas de Recursos Multifuncionais, outro serviço da Prefeitura de São Luís voltado para  o atendimento às crianças com deficiência. Atualmente, mais de 1.200 estudantes são beneficiados com o trabalho desenvolvido pelo Município na área da Educação Especial. O espaço funciona no contraturno escolar e permite um atendimento individual e especializado e, a partir das necessidades específicas de cada um, favorece o aprendizado.

As políticas de inclusão são uma das prioridades da nossa gestão e estão por toda ela, desde acessibilidade em escolas, ônibus, espaços e órgãos públicos, que proporciona mobilidade aos cadeirantes e pessoas com dificuldade de locomoção, até o coral de libras, que reúne crianças da rede municipal de ensino, estimulando a interação de estudantes surdos e despertando o interesse dos demais alunos pela linguagem de sinais. Outro exemplo é a Escola Bilíngue Libras/Língua Portuguesa Escrita, que também encoraja o aprendizado por meio da comunicação por libras, oferecendo uma nova perspectiva escolar para as crianças e adolescentes com deficiência auditiva.

A cidade conta ainda com espaços inclusivos como o Centro-Dia, que completa cinco anos de criação este mês, e o Centro-Dia Infantil, que comemorou um ano de existência em fevereiro. Os ambientes são dotados de total estrutura e oferecem serviços prestados por uma equipe multidisciplinar composta por assistentes sociais, psicólogos, terapeutas ocupacionais, cuidadores e auxiliares. São locais regados por amor, esperança, companheirismo e, sobretudo, superação.

Todas essas políticas de inclusão implantadas em nossa gestão têm mudado a vida de centenas de ludovicenses e de suas famílias. São histórias transformadoras como a da Jane Victoria, que possui Síndrome de Down e integra o corpo de bailarinas do Dançando e Educando, outro programa inclusivo e inédito da gestão municipal. A sua mãe, Adriana Gouveia, jamais imaginou que a filha pudesse colocar as sapatilhas e dançar no palco do Teatro Arthur Azevedo, como aconteceu em dezembro durante apresentação do espetáculo de fim de ano. Hoje, o balé mudou as perspectivas da menina e da sua família, promovendo a inclusão por meio da democratização da arte, e estimulando-a na escola e na vida. É por mais histórias como essa que seguiremos firmes dando cada vez mais oportunidades para que todas essas crianças, jovens, adultos e idosos possam realizar os seus sonhos e terem uma vida menos desigual, mais justa e feliz.

*Edivaldo Holanda Junior é prefeito de São Luís

1 comentário »

Edivaldo destaca luta das mulheres em São Luís

0comentário

A manhã deste sábado (9) foi de lazer, entretenimento e de atenção e cuidado com a saúde para quem compareceu ao Hospital da Mulher, local em que a Prefeitura de São Luís realizou a 64ª edição do programa do Todos por São Luís, especialmente em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março e também marcou às ações pelo Março Lilás, mês de conscientização sobre a importância da prevenção contra o câncer do colo do útero.

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior e a primeira-dama, Camila Holanda, que é coordenadora geral do programa, participaram do evento. Na ocasião, o chefe do executivo municipal destacou a ação como um momento especial para intensificar os cuidados com a saúde da mulher e a importância da prevenção para a manutenção da sua saúde. Edivaldo ainda ressaltou a necessidade da luta contra qualquer prática de violência de gênero.

“É uma grande felicidade estar aqui celebrando essa data tão importante como o Dia Internacional da Mulher, com a oferta de serviços públicos essenciais destinados à elas. São serviços que já executamos no cotidiano da nossa gestão e que expandimos nesse período para estarmos mais próximos da comunidade, para mostrarmos a todas as mulheres o quão importante é a prevenção de diversos males e a apropriação do conhecimento acerca do que tem atingido muito fortemente o público feminino, que é a violência”, disse o prefeito Edivaldo. O presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Osmar Filho, acompanhou o prefeito na ação, bem como vários secretários municipais.

As mulheres participantes da ação foram recepcionadas no local com apresentações culturais, café da manhã e um grande bolo lilás para celebrar o momento. As atividades do Todos por São Luís – Especial Mulher foram realizadas das 8h às 12h e foram realizadas no pátio externo do Hospital da Mulher, no Anjo da Guarda, unidade da rede municipal de saúde referência nos cuidados à saúde feminina na capital.

“Não poderíamos deixar passar despercebido uma data tão importante, cujo simbolismo alude à reflexão e aos cuidados com a mulher. E a Prefeitura desenvolve uma extensa programação em várias áreas para atuarmos em favor do público feminino nos mais diversos segmentos, ampliando os serviços para comunidades como esta aqui que é tão grande, para estarmos o mais próximos possível da população. E nós ficamos muito felizes em vê-las aqui usufruindo dos serviços que planejamentos e ofertamos com muito carinho”, observou a primeira-dama Camila Holanda.

Foto: Honório Moreira

sem comentário »

Dentro de casa

0comentário

Passado o Carnaval, as atenções das principais lideranças políticas voltam-se, novamente, para as articulações visando às eleições de 2020.

Especicamente no caso da sucessão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), em São Luís, os movimentos devem se intensificar na base do governador Flávio Dino (PCdoB).

Haverá uma grande disputa “dentro de casa”, por assim dizer.

No PCdoB do governador surgem dois nomes: o deputado federal Rubens Júnior, que tem a preferência de Dino; e o do deputado estadual Duarte Júnior, mais bem votado na capital nas eleições de 2018.

No DEM, com a saída da disputa do secretário de Educação, Felipe Camarão – o que foi ocializado ainda em fevereiro -, o caminho fica livre para as movimentações do deputado estadual Neto Evangelista.

No PDT há ainda mais nomes: o presidente da Câmara Municipal, vereador Osmar Filho, o secretário de Assuntos Políticos de São Luís, Ivaldo Rodrigues, e até o deputado estadual Yglésio Moyses. Bira do Pindaré é o nome do PSB.

São atores que se movimentam dia a dia, buscando melhor posicionamento até a definição dos candidatos.

Movimentações que, de alguma forma, preocupam o Palácio dos Leões, que percebe o prenúncio do primeiro racha no seu inchado grupo.

Perdeu

A propósito da disputa por espaços na base governista visando às eleições de 2020, quem perdeu terreno foi o deputado federal Bira do Pindaré.

Pré-candidato a prefeito de São Luís pelo PSB, ele foi apontado até o m do ano passado como preferido por Flávio Dino (PCdoB).

Aliados do comunista, no entanto, dizem que ele não gostou nada de o parlamentar haver recusado um convite para integrar a equipe de governo.

Estado Maior

sem comentário »

O papel do cidadão e do poder público

3comentários

O prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), lamentou, nas redes sociais a ação de “irresponsáveis” que não tem nenhum respeito com a cidade e com os cidadãos de bem que aqui vivem em nossa cidade.

A Praça Deodoro que acabou de ser reformada pelo Iphan e Prefeitura de São Luís virou alvo da ação de pinchadores.

“Lamentável! É preciso que todos saibam que a cada banco, escultura ou qualquer outro patrimônio público depredado, a cidade toda é agredida. A limpeza do espaço já foi realizada, mas peço a colaboração de todos para cuidar do que é nosso e denunciar esse tipo de ação criminosa”, escreveu.

A preservação da nossa história é obrigação do poder público, mas sobretudo, obrigação de todos nós que devemos fiscalizar e denunciar os atos de vandalismo.

3 comentários »

Edivaldo reafirma parceria com a Câmara

0comentário

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior participou, nesta segunda-feira (4), da sessão solene de abertura dos trabalhos da 19ª legislatura do 5º período legislativo da Câmara Municipal de São Luís. O ato foi conduzido pelo novo presidente da Casa, vereador Osmar Filho. Na ocasião, o prefeito Edivaldo apresentou um balanço das ações municipais em diversas áreas, anunciou novas obras para a cidade e destacou a importância da harmonia entre os poderes Legislativo e Executivo, reiterando seu compromisso de continuar mantendo o diálogo e o respeitoso relacionamento institucional que já é cultivado entre ambos os poderes visando ao bem comum da população e melhorias em favor da cidade.

Em sua mensagem no ato solene, o prefeito Edivaldo desejou sabedoria e sucesso aos vereadores na condução dos trabalhos na legislatura que se inicia na Casa. “A Câmara tem sido uma grande parceira em apoio aos importantes projetos que desenvolvemos em nossa cidade em diversas áreas e que trouxeram mudanças muito positivas para a população. E eu tenho a honra de voltar a esta Casa onde iniciei minha vida pública e reconhecer que muitas das conquistas obtidas pelo município nos últimos seis anos de gestão foram resultado desse importante apoio dos vereadores aos projetos de lei do Executivo, por entenderem que o que é bom para cidade é bom para a população e vice e versa”, afirmou Edivaldo, que esteve acompanhado pelo vice-prefeito Julio Pinheiro.

Na solenidade, o prefeito pontuou algumas das ações municipais realizadas com o apoio da Câmara. Edivaldo citou, entre outros projetos, a realização da licitação do transporte público, que foi aprovada por unanimidade na Casa. O projeto culminou na reestruturação de todo o sistema público de transporte da capital, que hoje conta com 638 ônibus novos, sendo 275 veículos climatizados. Edivaldo acrescentou ainda que outro importante projeto para a cidade será encaminhado nos próximos dias à apreciação da Câmara: o projeto do novo Plano Diretor da cidade, cujas audiências públicas para escuta popular encerraram na semana passada.

Ainda no ato solene de abertura dos trabalhos na Câmara, Edivaldo pontuou ainda o pacote de obras de revitalização da região central da capital, como as realizadas no Complexo Deodoro e Rua Grande, além das executadas no largo da Praça Pedro II. Na ocasião, o prefeito anunciou a expansão dos serviços para revitalização do Centro Histórico.

(mais…)
sem comentário »