Prefeitura abre 2ª etapa da vacinação contra o sarampo

0comentário

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) iniciou nesta segunda-feira (18), mais uma etapa da campanha de vacinação contra o sarampo. Os postos de saúde registraram bom fluxo de pacientes de 20 a 29 anos, público-alvo da campanha, em busca da vacina. A ação soma-se a outras medidas importantes implementadas na gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior em prol da saúde preventiva.

No último sábado do mês (30) será promovido o Dia D, com abertura de unidades volantes em shoppings e em outros pontos da cidade, além do funcionamento integral das unidades de saúde como parte das  ações para cumprir a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde. Além disso, em todos os postos da rede municipal de saúde há vacinas disponíveis, das 8h às 17h.

Para o secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, esta segunda etapa é fundamental para o controle da doença. “O sarampo voltou a ser um problema em todo o país, por isso, a gestão do Prefeito Edivaldo tem realizado ações permanentes com vigilância epidemiológica e vacinação dos grupos prioritários. Nessa nova etapa acreditamos que a resposta da população será positiva”, disse.

Na primeira fase da campanha, que envolveu crianças entre seis meses e menores de cinco anos, foram imunizadas quase 12 mil pessoas. A abrangência maior foi entre o público de um a dois anos. Nesta faixa etária, 8.480 crianças foram protegidas. O sarampo é uma doença grave e pode levar a pessoa a desenvolver complicações, como cegueira, encefalite, diarreia grave, infecções no ouvido, pneumonias e óbitos.

Foto: Honório Moreira

sem comentário »

Edivaldo destaca sucesso da vacinação em São Luís

0comentário

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) destacou, nas redes sociais, a boa notícia sobre a Campanha de Vacinação contra a gripe.

São Luís conseguiu ultrapassar a meta nacional com 91,26% do público-alvo vacinado.

Segundo o prefeito, mesmo com a meta alcançada, o trabalho de vacinação contra o vírus Influenza vai continuar em São Luís.

Ainda segundo Edivaldo, a partir desta segunda-feira, a vacina estará disponível em toda a rede para população.

sem comentário »

Prefeitura de São Luís busca atingir meta de vacinação

0comentário

O público-alvo da campanha de vacinação contra gripe que ainda não se vacinou está sendo alertado pela Prefeitura de São Luís para comparecer aos postos de saúde e se imunizar contra a doença. A campanha termina na sexta-feira (31) e até agora, mesmo com todo o esforço da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior para atingir a meta, o percentual de cobertura é de 64,14%. Como estratégia para atingir a cobertura, a Prefeitura de São Luís realizou dois dias D de Vacinação, levou postos voltantes a escolas, shoppings, bairros populosos da capital, numa forma de facilitar o acesso à vacina. Nesta semana entre os locais visitados por equipes voltantes de vacinação estão o Cohatrac e Vila Colier e Ananandiba, na zona rural de São Luís.

A campanha busca sensibilizar especialmente os pais das crianças. Com menor porcentagem de busca pela vacina estão os grupos de crianças, com pouco mais de 48% e de trabalhadores da área da saúde, com cerca de 58%. Os grupos até o momento com maiores coberturas são os de pessoas com comorbidades, mais de 81% e idosos, mais de 75%. Os postos volantes levados a bairros da capital maranhense por equipes que fazem parte da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), integram um conjunto de iniciativas da gestão do prefeito Edivaldo para ampliar a cobertura vacinal na cidade que tem como público alvo uma população formada por 254.958 pessoas.

Além dos 54 postos de saúde disponibilizando a vacina de segunda a sexta-feira, a vacinação já foi levada também a locais como Residencial Santo Antônio, Vila Conceição, Vila Samara, Vila Maranhão, Cantinho do Céu, Arraial, Residencial Maranhão, residenciais Amendoeira e Ribeira e Residencial São Raimundo.

O secretário municipal de saúde, Lula Fylho, conta que essa é mais uma estratégia para mobilizar as pessoas a buscarem a imunização. “Nós, da gestão do prefeito Edivaldo, não estamos medindo esforços para facilitar o acesso à vacinação contra a gripe. Além de ações em bairros, levamos a vacinação a shoppings, órgãos públicos e escolas. Realizamos, ainda, dois Dia D, um municipal é um nacional, e continuamos mobilizando a população para buscarem a proteção contra a Influeza”, afirma o secretário Lula Fylho.

Foto: Maurício Alexandre

sem comentário »

Prefeitura busca atingir meta da vacinação contra gripe

0comentário

Nas últimas semanas, a gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior ampliou ainda mais as ações para que seja cumprida a meta estipulada pelo Ministério da Saúde acerca da cobertura vacinal contra a gripe na capital. Faltando menos de 10 dias para o fim da campanha, que encerra em 31 de maio, é importante que o público-alvo compareça aos postos de saúde ou às unidades volantes colocadas à disposição da população nos bairros e shoppings da cidade. A cobertura vacinal na capital, até quarta-feira (22) era de 52,35% da meta.

A Prefeitura de São Luís chama a atenção do público-alvo para prazo da campanha e para a importância da vacinação e convoca aqueles que ainda não se vacinaram a comparecer aos postos fixos e voltantes que têm sido levados para escolas, shopping, bairros populosos e para batalhões de polícia.

“Estamos imprimindo todos os esforços para atingirmos a meta da campanha. Além das mais de 50 salas de vacinação, estamos com postos voltantes em vários pontos da capital. O nosso apelo é para que o público-alvo procure um dos postos da Prefeitura e tome a vacina”, disse o prefeito Edivaldo.

Dados da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) indicam que foram aplicadas mais de 133 mil doses, e o objetivo das equipes é manter o reforço das ações. Na sexta-feira (24) e no sábado (25), equipes estarão das 14h às 19h nos shoppings da Ilha (Ipase), Rio Anil (Turu) e São Luís (Jaracati).

O secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, diz que a gestão do prefeito Edivaldo tem ampliado as ações de cobertura nas últimas semanas. “Além da promoção dos dias D, e dos postos volantes, incluímos a vacinação nos shoppings e nas sedes dos órgãos de segurança. Esse trabalho teve como resultado imediato o aumento do número de pessoas já imunizadas”, afirmou.

Entre os grupos que mais vacinaram estão as pessoas com comorbidades (existência de duas ou mais doenças), atingindo 67,27% de cobertura; além dos idosos (66,45%) e gestantes (60,75%). A campanha é extensiva também a crianças de seis meses a menor de seis anos, puérperas, professores, profissionais de saúde, indígenas, trabalhadores do sistema prisional, populações privadas de liberdade ou cumprindo medidas socioeducativas e membros das forças de segurança e armadas.

Foto: Maurício Alexandre

sem comentário »

Vacinação: Edivaldo amplia postos para alcançar meta

0comentário

A Gripe Influenza, dependendo do grau de vulnerabilidade imunológica da pessoa, pode desencadear outras graves infecções respiratórias e até levar a óbito, conforme dados do Ministério da Saúde (MS). Para alertar a população sobre a gravidade dos problemas decorrentes das complicações da gripe e massificar a imunização entre os grupos prioritários, a gestão do Prefeito Edivaldo Holanda Junior está encampando uma grande mobilização em São Luís para vacinar o público-alvo. Por determinação do MS e como nova estratégia com esse propósito, a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) expandiu a cobertura vacinal contra a gripe aos batalhões do Exército, Policia Militar e Corpo de Bombeiros e tem levando postos voltantes para pontos estratégicos da capital e áreas de grande fluxo de pessoas, como shoppings.

“A Prefeitura de São Luís não tem medido esforços para garantir que todos que integram o público-alvo da campanha sejam vacinados. As estratégias integram as ações de saúde preventiva colocadas em práticas na nossa gestão, para proteger a população da doença e atingir a meta prevista para a capital”, disse o prefeito Edivaldo.

Entre os locais que estão sendo visitados pelas equipes da Prefeitura estão escolas, bairros populosos da capital, shoppings e os batalhões. Já foi feita a vacinação no 24º Batalhão de Infantaria de Selva (BIS), localizado no João Paulo, e nos dias 22 e 23 deste mês, bombeiros serão imunizados em ação a ser realizada no Comando Geral da corporação, na Avenida dos Portugueses. A vacinação também acontecerá aos integrantes do Exército, no próximo dia 21, das 8h às 16h. A meta é vacinar 800 pessoas desse público.

A gestão do prefeito Edivaldo também está ampliando o alcance ao público prioritário da campanha, levando postos volantes aos bairros mais populosos da capital, como estratégia para abranger o máximo de pessoas pertencentes à população-alvo. Nesta semana postos voltantes atenderam moradores dos residenciais Amendoeira e Ribeira, na União de Moradores de ambas as localidades e no Residencial São Raimundo, onde foi registrada grande movimentação de pessoas em busca da vacinação.

“Para proteger a população contra a doença e por entender a gravidade do problema, o prefeito Edivaldo mobilizou toda a rede municipal de saúde para levar até as pessoas do grupo prioritário a imunização. Para isso, estamos com várias frentes de atuação para fazer com que a vacina abranja o máximo de pessoas pertencentes à população-alvo. Somente a vacina é capaz de prevenir as complicações da influenza e a pessoas precisam fazer a sua parte prevenindo-se contra a doença”, alertou Lula Fylho.

Na segunda-feira (20), o trabalho dos postos volantes de imunização estará por toda a manhã na Vila Conceição, na Creche Escola Nossa Senhora da Conceição, seguindo para a Vila Samara, dia 21; Vila Maranhão, dia 22; Cantinho do Céu, dia 23; Arraial, dia 24; Residencial Vila Maranhão, dia 27; Cohatrac, dia 28; encerrando as atividades na Vila Colier, dia 29.

As estratégias integram as ações de saúde preventiva colocadas em práticas na gestão do prefeito Edivaldo, para proteger a população da doença e atingir a meta prevista para a capital, que é imunizar pelo menos 90% de um total de 286.014 pessoas pertencentes aos grupos prioritários, até 31 de maio, quando encerra a campanha nacional.

A Prefeitura também vem desenvolvendo outras ações de vacinação em outros pontos da cidade como shoppings e escolas e nas salas de imunização da rede, sob a coordenação da Secretaria Municipal de Saúde (Semus). Em todas as sextas-feiras e nos sábados do mês de maio, os postos volantes estão sendo instalados nos shoppings São Luís (Jaracati), da Ilha (Ipase) e Rio Anil (Turu). Nesta sexta-feira (17) as equipes estiveram novamente nesses locais, das 14h às 19h. Também está confirmada a presença dos postos volantes no sábado (18) nos mesmos shoppings.

A professora Giovana Maria Nascimento, 51 anos, aproveitou o posto volante instalado no Shopping São Luís, para tomar a vacina. “Achei excelente a iniciativa de disponibilizar a vacinação em outros pontos que facilitem o acesso das pessoas à imunização. Eu estava fazendo compras e aproveitei para tomar logo minha dose”, disse ela.

Além dessas ações pontuais de vacinação, todas as salas de imunização da rede municipal continuam mobilizadas para atender o público-alvo da vacinação contra a Gripe Influenza. Ao todo são 54 postos de saúde disponibilizando a vacina de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Com a intensificação da mobilização contra a gripe na capital, a Prefeitura já conseguiu vacinar, desde o início da campanha, em 10 de abril, cerca de 126.890 pessoas, algo em torno de 44,36% da meta, que é vacinar 286.014 no município.

Foto: A. Baeta

sem comentário »

Dia D de vacinação

0comentário

Por Edivaldo Holanda Junior

A manutenção da saúde pública é, sem dúvida, um dos principais desafios dos gestores de todo o país. Na contramão dos investimentos federais, que só reduzem repasses aos estados e municípios – motivado em grande parte pela crise que o Brasil enfrenta nos últimos anos -, as demandas nas unidades de saúde e hospitais não param de crescer. Para amenizar os problemas no atendimento que há décadas vêm sendo enfrentados na área, é imprescindível que cada cidade esteja empenhada em garantir a atenção básica ao cidadão, e nesse contexto a vacinação é uma estratégia importante para a prevenção da ocorrência de doenças. 

Ontem, em São Luís, um grande número de profissionais da nossa rede municipal de saúde passou o dia mobilizado para conseguir o maior número de adesão do público-alvo da campanha de vacinação contra gripe. Já havíamos realizado no dia 13 do mês passado o Dia D Municipal de Vacinação Contra a Gripe, e ontem, Dia D Nacional, estivemos novamente, em horário excepcional, em todas as unidades de saúde da cidade com salas de imunização, além de postos de vacinação em shoppings, facilitando o acesso da população. 

O público-alvo da campanha são pessoas com 60 anos ou mais, crianças de seis meses a menores de seis anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), trabalhadores da saúde, professores das escolas públicas e privadas, populações indígenas, portadores de doenças crônicas não-transmissíveis e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Para conseguir atingir a meta vacinal, a Prefeitura de São Luís tem adotado diversas estratégias, incluindo ampla divulgação para estimular o público-alvo, vacinação de alunos dentro da faixa-etária prevista na campanha em escolas públicas da rede municipal de ensino e implantação de unidades volantes em quatro dos principais shoppings da capital maranhense. A meta estabelecida para São Luís é de imunizar 254.958 pessoas até 31 de maio, quando encerra a campanha nacional. É importante que todos para quem a campanha é direcionada procurem o posto mais próximo de casa com a carteirinha de vacinação e um documento de identificação.

Mais do que somente a prevenção individual, o cidadão ao se vacinar está contribuindo para a diminuição de casos de doenças em São Luís, sendo a influenza ou as demais patologias com imunizações disponíveis em nossos postos de saúde. A gripe, por exemplo, é responsável atualmente por um número significativo das internações nos hospitais, o que acaba contribuindo para aumentar a demanda por atendimento nas unidades básicas de saúde, acarretando uma série de problemas, como a demora no atendimento e a sobrecarga dos profissionais da área. Além disso, também provoca o aumento nos gastos com medicamentos, em tempos em que os recursos financeiros são bem restritos. O ditado “é melhor prevenir do que remediar” é bastante assertivo no contexto de dificuldades em que o país se encontra atualmente.

O trabalho preventivo, de um modo geral, é, portanto, fator fundamental para transformar o sistema público de saúde. É necessário que cada gestor tenha o compromisso de oferecer essa rotina de serviços ao cidadão em suas cidades, até para também não sobrecarregar os grandes centros populacionais e os hospitais de alta e média complexidade com pacientes já com doenças em estágios evoluídos ou até irreversíveis. Aqui, em São Luís, temos um trabalho contínuo de atenção básica, de acompanhamento e orientação para os cuidados com a saúde. Tudo para levar mais bem-estar e qualidade de vida para a população.

*Edivaldo Holanda Júnior é prefeito de São Luís

sem comentário »

Prefeitura de São Luís inicia vacinação contra a gripe

0comentário

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), inicia nesta quarta-feira (10), a partir das 8h, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza na capital maranhense. A meta é imunizar 254.958 pessoas contra a gripe. Em toda a cidade vão funcionar 63 postos de vacinação, em unidades de saúde, de segunda a sexta-feira.

A campanha será realizada até 31 de maio, tendo como marcos dois dias “D”, um municipal, em 13 de abril e outro nacional, em 4 de maio. O secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, diz que durante toda a campanha a população será sensibilizada para vacinar. “O prefeito Edivaldo determinou que sejam feitas ações extras para assegurar o cumprimento da meta; por isso, na rotina de trabalho das unidades as equipes profissionais vão fazer a abordagem dos usuários, mostrando que a melhor forma de prevenir a gripe e as complicações decorrentes dela é a vacinação”, explicou.

A gestão do prefeito Edivaldo fará do Dia D Municipal uma grande mobilização. A intenção é imunizar o maior número possível de pessoas que integram o público-alvo da campanha formados por gestantes, puérperas, crianças de um a menores de seis anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), trabalhadores de saúde, povos indígenas, idosos, professores de escolas públicas e privadas, pessoas com comorbidades e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, além de funcionários do sistema prisional e pessoas privadas de liberdade.

Além destas estratégias, a Semus vai disponibilizar pontos de vacinação em locais públicos. Nos dias 26 e 27 de abril, e em maio (nos dias 3 e 4, 10 e 11, 17 e 18, 24 e 25), a vacina estará disponível nos shoppings Rio Anil (na avenida São Luís Rei de França, Turu), da Ilha (na avenida Daniel de La Touche, Cohama) e São Luís (na avenida Carlos Cunha, Jacarati). O horário de atendimento será das 14h às 19h. A Semus orienta a população a apresentar o cartão de vacina, para identificar se o cronograma obrigatório do Programa Nacional de Imunização está sendo cumprido.

A vacinação contra a Influenza é a medida mais efetiva para a prevenção, e a melhor estratégia para diminuir as complicações, internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da gripe. A vacina contra a doença tem eficácia de seis a 12 meses e protege contra os tipos A e B do vírus.

Foto: Honório Moreira

sem comentário »

Prefeitura inicia vacinação antirrábica em São Luís

1comentário

Mais de 160 mil animais devem ser imunizados durante a Campanha de Vacinação Antirrábica, iniciada nesta sexta-feira (8), na capital. A ação leva agentes de saúde da Prefeitura de São Luís de casa em casa para vacinar cães e gatos e, assim, manter a cidade livre da raiva e garantir a saúde do animal e da população. Coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus), a campanha integra a política pública de saúde da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior. A vacinação prossegue até o mês de abril, sempre às sextas e sábados.

O secretário de Saúde, Lula Fylho, destaca o apoio da população à campanha da Prefeitura como um dos importantes contribuintes para alcance das metas. “A gestão do prefeito Edivaldo tem promovido um rigoroso controle epidemiológico e mostrado preocupação em garantir a cobertura vacinal dos animais. Neste sentido, é importante a adesão da população ao trabalho da Prefeitura. Peço que as pessoas recebam os vacinadores e somem para que sejam atingidas as metas e mantenhamos os animais imunizados mantendo a cidade livre de doenças como a raiva que pode ser transmitida aos humanos”, pontuou.

Equipes de mais de 200 técnicos estão distribuídos nos bairros, trabalhando por quadra de moradias para vacinar os animais. A atividade iniciou na área central da capital alcançando os bairros Centro, Liberdade, Apeadouro, Camboa, entre outros. Conforme estipulado pela Unidade de Vigilância Epidemiológica (UVZ), órgão da Semus, devem ser vacinados cães e gatos com idades a partir de três meses, sendo exceção para animais que estejam doentes e fêmeas no último mês de gestação.

São Luís não registra casos de raiva desde 2013, e desde o início da gestão Edivaldo são promovidas medidas de controle epidemiológico. As campanhas são anuais e disponibilizam ainda as vacinas em unidades de saúde. A raiva é uma infecção viral aguda, transmitida para seres humanos a partir da mordida, lambida ou ferida causada por animais infectados. Entre os sintomas da doença no animal estão mudança de comportamento, dificuldade para engolir e excesso de salivação.

Foto: A. Baeta

1 comentário »

Ribamar bate meta contra pólio e sarampo

0comentário

O município de São José de Ribamar mais uma vez superou a meta de vacinação estipulada pelo Ministério da Saúde contra a poliomielite e o sarampo.

O município, que saiu na frente e bateu novo recorde, não apenas alcançou a casa dos 95% de vacinação do público-alvo, como também superou as expectativas chegando a vacinar 103,37% de crianças entre 1 e 5 anos incompletos.

De acordo com dados da Secretaria de Saúde, 102,32% do público-alvo de crianças receberam uma dose contra a Poliomielite e 103,37% foram imunizadas contra o Sarampo. Juntos os números representam mais de 24 mil doses aplicadas em crianças da faixa-etária estipulada pela campanha.

No município, a campanha foi desencadeada no dia 23 de julho, portanto, uma semana antes do início formal, medida determinada pelo prefeito Luis Fernando e que segundo o gestor ribamarense foi estratégico para o sucesso do resultado alcançado.

“De parabéns todos os profissionais envolvidos e o resultado não poderia ser outro: êxito da campanha. Alcançar esses números expressivos, significa não apenas atender a recomendação do Ministério da Saúde, mas superar e significa que estamos ainda mais empenhados em proteger nossas crianças e assim trabalhar intensamente pela prevenção”, comemorou o prefeito.

No total, foram mais de 35 salas de vacinação em todo o município, 04 postos volantes que percorreram localidades de difícil acesso além da oferta da vacina nas áreas limítrofes, a exemplo do Parque Vitória, Cohatrac V e Miritiua.

Para o secretário de saúde, Tiago Fernandes, a oferta da vacina nas áreas limítrofes colaborou consideravelmente com o resultado final da campanha. “A determinação do prefeito era levar a vacina para todo o município e nossas áreas limítrofes receberam total atenção, garantindo assim o êxito e resultado final”, concluiu o secretário.

sem comentário »

Vacinação contra a gripe é prorrogada em São Luís

3comentários

A campanha de vacinação contra gripe prossegue até dia 22 de junho. O prazo foi prorrogado pelo Ministério da Saúde para atingir a meta de imunizados no grupo prioritário. A Prefeitura de São Luís vai continuar a disponibilizar as doses da vacina, gratuitamente, nos postos da rede municipal de saúde, em diversos bairros. Quem ainda não se imunizou deve procurar as unidades da rede, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

A meta de cobertura vacinal determinada pelo Ministério da Saúde para a capital maranhense é a imunização de 209.974 pessoas dos grupos mais suscetíveis à doença. Até agora, foram vacinadas 73% da população do grupo de risco. As ações são coordenadas pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus) e atendem a orientações do prefeito Edivaldo.

“Todos os esforços estão sendo feitos, mas contamos com a sensibilidade da população em procurar os postos de vacinação. É preciso que os grupos prioritários respondam a esse novo prazo, pois a vacina é a melhor estratégia de prevenção contra as complicações da gripe”, alerta o secretário municipal de Saúde (Semus), Lula Fylho.

São do grupo prioritário para receber a vacina pessoas a partir de 60 anos; crianças de seis meses a cinco anos; trabalhadores de saúde; professores das redes pública e privada; povos indígenas; gestantes; puérperas (até 45 dias após o parto); pessoas privadas de liberdade, inclusive adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas; além dos funcionários do sistema prisional.

A vacina tem eficácia de seis a 12 meses e reduz as complicações que podem gerar casos mais graves da doença, como internações ou até mesmo óbitos. Protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no último ano, no Hemisfério Sul, de acordo a Organização Mundial da Saúde (OMS): o A/H1N1; A/H3N2 e influenza B.

A transmissão dos vírus influenza acontece por meio do contato com secreções das vias respiratórias, eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. Também ocorre por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz). O Ministério da Saúde orienta a população em geral, a adoção de cuidados simples como medida de prevenção para evitar a doença, como: lavar as mãos várias vezes ao dia; cobrir o nariz e a boca com lenço descartável ao tossir ou espirrar; não compartilhar objetos de uso pessoal; além de evitar locais com aglomeração de pessoas.

Foto: A. Baeta

3 comentários »