Sobre a cantora Yvonne Sterling

0comentário

Yvonne Sterling nasceu em Kingston, na Jamaica, em 8 de setembro de 1955. Ela morou na “125 Orange Street” (Beat Street), em Kingston, onde também morava Dennis Brown.

A Rua é conhecida por concentrar os lendários estúdios “Studio One”, de Coxonne Dobb; “Black Ark”, de Lee Perry e o famoso “Record Shack”, de Prince Buster.

Aos 17 anos, gravou “If You Love Me Let Me Know,” de John Rostill, contando com o apoio vocal do príncipe herdeiro do reggae. 

A artista atravessou o restante da segunda metade da década de 70 com uma série de lançamentos, incluindo “Full of Music“, de 1975, e “For Just A Night”, de 1977. Dividiu os palcos com Johnny Clarke, Half Pint, Tyrone Taylor, entre outros. 

“Oh Jah”, seu maior sucesso da carreira, foi gravado em 1978. A canção teve centenas de cópias vendidas na Jamaica e Europa. No entanto, a autora da canção, nunca recebeu seu direito autoral.

Sterling seguiu ativa nos estúdios até gravar, em 1991, outro sucesso de sua trajetória, o hit “Light Up The World”. 

Nas décadas de 70, 80 e 90, dezenas de artistas apareceram e desapareceram sem deixar muita saudade, a exemplo dela, que tinha muita qualidade e potencial, mas não conseguiu dar continuidade ao sucesso inicial, talvez por falta de sorte ou pela cruel indústria fonográfica. 

Esquecida pela grande mídia, mudou-se para o subúrbio de New Haven, em Kingston, onde passava por total dificuldades e pediu apoio de amigos para tentar se reerguer novamente.

Após a divulgação de um vídeo – produzido por Claude Sinclair nas redes sociais – os contatos foram imediatos no Brasil, onde foi realizada a campanha Reggae Solidário em prol da artista.

O evento recebeu destaque internacional no “Jamaica Gleaner e arrecadou uma boa quantia em dinheiro, no Porto Seguro (Beira Mar) e contou com 11 atrações, entre elas o DJ Waldiney, Alex Diniz, Wagner Roots, Gilton Black, Junior Mol, Maykinho Luis, Dread Sandro, Chico do Reggae, Plínio Sá, Belo Roots e Nenzoka Show. 

Atendendo ao meu pedido, os cantores Richie Stephens e Little Lenny foram à periferia de Kingston entregar-lhe o dinheiro arrecadado nessa campanha, que já ajudou dezenas de pessoas em São Luís e fora da capital maranhense. Yvonne ficou muito feliz e agradeceu a sensibilidade das pessoas em ajudá-la.

Algumas semanas depois, Sterling volta a gravar após cerca de 30 anos. “Thank You Lord”, de Bob Marley, gravada com Richie Stephens e Little Lenny foi lançada no programa “On Stage“, da Jamaica, e liderava as paradas de sucesso no Sul da Flórida e no Reggae Point, da Mirante FM. 

Em entrevista, Mama Sterling (como era chamada por Richie Stephens) disse que estava preparada para voltar aos palcos e recomeçar sua carreira. Infelizmente, ela sofreu um acidente vascular cerebral. A cantora estava internada no hospital de Kingston por conta de um mal-estar.

Yvonne Sterling morreu em 17 de janeiro, aos 66 anos. Ela morava sozinha, estava desempregada e sobrevivia fazendo bicos na comunidade e, sua única filha, já havia falecido.

djwaldiney

Sem comentário para "Sobre a cantora Yvonne Sterling"


deixe seu comentário

Twitter Facebook RSS