Pausa no Brasileirão

12comentários

cruzeiroefla

O Campeonato Brasileiro Série A teve hoje a última rodada antes da Copa do Mundo. A competição agora terá uma parada até o dia 16 de julho.

O Cruzeiro que goleou o Flamengo por 3 a 0 é o primeiro colocado com 19 pontos. O G4 tem ainda Fluminense, Corinthians e São Paulo com 16 pontos.

Na zona de rebaixamento estão Coritiba, Vitória e Flamengo com 7 pontos e o Figueirense que é o lanterninha com 4 pontos.

Na Série B, ainda teremos uma partida atrasada entre Sampaio e Avaí que acontece no sábado, às 16h20, no Castelão.

O Ceará lidera com 18 pontos. América-MG e Joinvile com 17 pontos e o ABC com 16 pontos completam o G4.  O Sampaio é o nono com 12 pontos.

A zona de rebaixamento da Série B tem Paraná e Boa Esporte com 8 pontos, Portuguesa com seis e o Vila Nova com apenas 2.

A Série C também teve a última rodada antes da Copa. Apenas um jogo Salgueiro e ASA será realizado amanhã. A competição será retomada no dia 19 de julho.

O grupo A tem o Fortaleza líder sisparado com 14 pontos, após vencer o Paysandu por 2 a 1 fora de casa. O Mogi Mirim lidera o grupo B com 13 pontos.

A Série D terá início no dia 20  de julho. O Moto que é o único representante maranhense estreia contra o Remo, em Bragança, no interior do Pará.

Foto: Cristiane Mattos/Futura Press

12 comentários »

São João

0comentário

saojoao

A Prefeitura de São Luís, por meio da Fundação Municipal de Cultura (Func), divulgou nesta sexta-feira (30) a lista dos grupos culturais e atrações artísticas que vão integrar a programação junina do Arraial da Maria Aragão e das comunidades que terão apoio da Func. Todos participaram do Edital nº 6, referente à inscrição, seleção e contratação de propostas artísticas.

Ao todo, foram 386 grupos inscritos, entre manifestações da cultura popular (bumba-meu-boi, tambor de crioula, danças populares e grupos alternativos), shows, grupos de forró pé de serra, expressões cênicas (teatro, performance, contação de história e intervenção artística) e grupos mirins de cultura popular. O valor dos cachês varia entre R$ 500 e R$ 5 mil.

As inscrições encerraram no dia 19 de maio e foram selecionadas 199 propostas artísticas. Para fazer a seleção dos grupos, foi formada uma comissão composta por profissionais, especialistas e pesquisadores da área da cultura, divididos por categoria (manifestações da cultura popular, danças e shows), a partir de critérios definidos no edital, como tradicionalidade, indumentária, musicalidade, preservação do patrimônio, entre outros.

A programação definitiva do São João 2014 será apresentada após avaliação de recursos do resultado para as atrações artísticas, que poderá ser feita no protocolo do órgão na segunda (2) e na terça-feira (3). A lista completa está disponível no portal da Prefeitura, no endereço www.saoluis.ma.gov.br e no blog da Func, no endereço www.funcsl.wordpress.com.

Entre os inscritos, três grupos foram convidados pela coordenação de São João para integrar a programação da Prefeitura como incentivo à preservação de suas manifestações: Dança do Coco Pirinã, Dança do Coco da Ilha e Dança do Caroço Tremembés.

Programação

O tema das festas juninas organizadas pela Prefeitura este ano é “São João de São Luís – O Arraial do Brasil é aqui”. A programação acontecerá de 13 a 29 de junho. A expectativa é atrair mais de 12 mil pessoas durante os dezessete dias de festa. Novamente a Praça Maria Aragão concentrará parte da programação, onde será montado o arraial “Terreiro da Maria”, com barracas de alimentação, artesanato, institucionais e espaço para atividades lúdicas, brincadeiras, oficinas populares e contação de histórias, além de outras atividades.

A montagem das barracas na Praça Maria Aragão teve início na última quinta-feira (29). O palco principal (concha acústica da Praça), com mais de 400 m², receberá estrutura de som e iluminação para os shows musicais e os grupos artísticos se apresentarão em tablado suspenso, permitindo a visão dos espectadores de qualquer ponto da praça.

Foto: Lauro Vasconcelos

sem comentário »

Maldição da camisa 9

12comentários

davidbatista

A maldição da camisa 9 do Sampaio continua. As vaias do torcedor no empate por 2 a 2, diante do Ceará demonstram que a torcida perdeu o resto de paciência com o atacante David Batista.

Não vejo um torcedor que livre a cara do atacante. O técnico Flávio Araújo até saiu em defesa do jofador após a partida, mas até os seus argumentos são inconsistentes. Mas o treinador vai continuar apostando todas as suas fichas no jogador.

Atacante vive de gols. E atacante que não faz gol ou que perde muitos gols já sabe como é. Tenho ditto aqui que, de todos os atacantes que o Sampaio já utilizou na temporada o melhor ainda é o maranhense Célio Codó, mesmo assim, até o Willian Paulista que a mim parece ser mais jogador tem que ficar olhando o David Batista jogar.

Não é a minha tentar escalar time de futebol, mas uma vez que os atacantes que estão ai não resolvem, o Sampaio deve buscar no Mercado alguém que faça gols. O que não pode é o time jogar com 10 em campo, reclamam os torcedores.

Para um atacante, vontade não é o suficiente. Ele precisa fazer gols e jogar bem e isto definitivamente o David Batista ainda não conseguiu…..

Foto: Paulo de Tarso Jr./ Imirante

12 comentários »

Expectatva de poder

2comentários

joaquimhaickelPor Joaquim Haickel

Semana passada, de última hora, fui obrigado a mudar o final de meu texto, pois fatos supostamente novos precisavam ser comentados. Naquela ocasião iria falar sobre dois ingredientes inerentes à política, o fato novo e a expectativa de poder.

Já tendo abordado o primeiro assunto volto hoje para falar sobre o segundo, com a mesma intenção da semana passada, diminuir a extensão de meus textos.

Vejamos então o que vem a ser esse outro importante quesito político, a expectativa de poder.

Acredito seja esse um conceito que em seu enunciado se explica. É a iminência do exercício de um poder. É o esperar que o poder venha para as mãos de quem peleja por ele.

A expectativa de poder faz com que algumas pessoas se decidam em apoiar esse ou aquele indivíduo, não por ele ser melhor, mas por imaginá-lo com melhores condições de vencer. É a sensação de que o poder indo para as mãos de um determinado sujeito político, este possa beneficiar com seus favores e gentilezas aqueles que possivelmente venham a decidir-se antecipadamente por ele.

No interior, em alguns municípios mais que em outros, existe claramente uma tendência, de que só se deva votar em candidato que vá ganhar. Nos grandes centros urbanos a sensação é um pouco diferente; essa tendência se divide com a daqueles que imaginam que só a mudança salva, aqueles que são sempre do contra.

Na maioria desses municípios que experimentaram mudanças existe um clima de decepção generalizado. As pessoas logo descobriram que o que se apresentou inicialmente como mudança nada mais era do que uma enorme demanda reprimida de poder e que resultou em imenso fracasso administrativo.

Durante muitos anos meu grupo político conseguiu controlar a maior parte da expectativa de poder e o tipo de insatisfação provocado por ela. Procurávamos aquinhoar igualmente opositores políticos no nível municipal. Tarefa extremamente difícil de realizar. Tarefa delicada, trabalhosa, digna apenas dos melhores diplomatas e dos políticos mais calejados e experientes. De um tempo pra cá esse trabalho vem sendo totalmente negligenciado e a expectativa de poder recrudesceu.

Digo isso para comentar que até há muito pouco tempo, baseadas em um cenário momentâneo, interpretado de maneira equivocada, algumas pessoas estavam se posicionando em relação à escolha de um determinado candidato a governador. O cenário começa a mudar e passa agora a ser visto por um prisma mais realista.

Devemos entender corretamente os fatos. Devemos entender por exemplo os motivos que levam um candidato que está em campanha faz oito anos, divulgar uma pesquisa que diz claramente que ele tem 56% de preferência entre os eleitores que já estão decididos em quem votar e que seu adversário, que está há pouco mais de trinta dias em campanha, tem 23% de intenção de voto.

Ora, se na mesma pesquisa, 77% dos eleitores consultados dizem que ainda não saber em quem vão votar, os percentuais reais da pesquisa são apenas referente a 23% do universo total dos eleitores, o que transforma os 56% de um em 12% e os 23 do outro em 5%. Significa dizer que o jogo só está começando e tende a mudar, fazendo com que, a expectativa de poder venha também a mudar.

Não posso dizer que a expectativa de poder seja uma coisa ilegítima, mas posso dizer que é uma forma oportunista de agir. Não posso condenar o uso correto das boas oportunidades, mas devo dizer que explorar as oportunidades no que elas têm de nocivo e pejorativo, é praticar uma política no mínimo duvidosa, a mesma que muitas vezes os hipócritas acusam seus adversários de fazerem uso, apesar de eles mesmos também o fazerem.

Admiro aqueles que têm coragem de defender suas ideias, sejam elas quais forem, mesmo aquelas com as quais eu discorde. Estes, mesmo derrotados, serão respeitados e lembrados por seus atos. Já os fracos, os covardes e os hipócritas morrerão no esquecimento da história ou serão lembrados por seus desacertos.

2 comentários »

Trabalho por São Luís

8comentários

lobaofilhoO Estado

A bancada maranhense no Congresso Nacional conseguiu captar para São Luís, em 2013, nada menos que R$ 90 milhões para obras de infraestrutura, pavimentação e mobilidade urbana, para liberação em 2014.

Lobão Filho presidiu a Comissão de Orçamento, e foi responsável direto pela inclusão de boa parte destes recursos. No início da gestão de Edivaldo Júnior, o senador esteve pessoalmente no gabinete do prefeito, para ouvir suas necessidades e informar sobre os recursos garantidos no orçamento da União.

Pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) destinado à mobilidade urbana, a bancada destinou R$ 40 milhões para a construção do viaduto no retorno do aeroporto em São Luís, obra que deverá ser realizada em conjunto entre o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e a Prefeitura de São Luís. Outros R$ 50 milhões foram garantidos especificamente para pavimentação asfáltica na capital.

A ação de Lobão Filho em favor de São Luís mereceu reconhecimento, inclusive, dos aliados do próprio Edivaldo Júnior. Em recente evento na Assembleia Legislativa, o deputado federal Weverton Rocha (PDT) elogiou a postura dos parlamentares não alinhados à Prefeitura. “Não nos voltamos para as questões político-partidárias. Trabalhamos juntos dividindo o recurso para as várias áreas sem conflitos oposição/governo”, disse Weverton Rocha.

A secretária municipal de Saúde, Helena Duailibe, também reconheceu a iniciativa de Lobão Filho por São Luís. “São recursos que ajudarão a Prefeitura a realizar investimentos visando a melhorarias no atendimento à saúde da população de São Luís e daqueles pacientes que vem de outros municípios”, disse Helena.

Com o apoio das emendas do senador – da ordem de R$ 40 milhões, a secretária Helena Duailibe anunciou a construção das UPAs do Anil e do Maracanã, além das construções de unidades no Distrito Industrial e da maternidade na Cidade Operária. Ela ressaltou, inclusive, as reformas que estão sendo realizadas em 10 unidades de saúde, com investimento de R$ 2,5 milhões, além da execução de melhorias em outras 47 unidades, com investimento de R$ 4,1 milhões.

8 comentários »