Mical pede revisão no acervo dos casarões de Viana

0comentário

Observadora da riqueza cultural do Maranhão, a deputada estadual Mical Damasceno (PTB) apresentou indicação à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, para que seja feito um estudo técnico no acervo artístico e histórico dos casarões de Viana. De acordo com a parlamentar, o município está entre as quatro cidades maranhenses que têm o seu material tombado pelo Patrimônio Histórico do Estado desde o ano de 1988.

O objetivo principal da propositura é a formalização de planos de ação para a preservação e restauração dos bens históricos da cidade que representarão um importante ganho para a população vianense.

Moradora do município, a parlamentar afirmou que é uma satisfação solicitar esse estudo. “Os vianenses têm orgulho da história deste lugar e lutam para que seja preservada a cultura da cidade. Serei representante dessa causa e, juntos, manteremos viva a cultura de Viana”, enfatizou.

Na forma do art. 146, a Indicação 044/19, publicada no Diário Oficial da Assembleia Legislativa, foi encaminhada ao governador Flávio Dino e ao secretário de Cultura e Turismo, Diego Galdino.

Foto: Agência Assembleia

sem comentário »

Prefeitura mapeia áreas de riscos em São Luís

0comentário

Prefeitura de São Luís inicia atualização de mapeamento em áreas de risco na capital

Prefeitura de São Luís inicia atualização de mapeamento em áreas de risco em São Luís

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania (Semusc), realizou nesta terça-feira (6), vistoria de casarões considerados de risco, no Centro Histórico. O trabalho, executado pelas equipes da Defesa Civil Municipal, integra o mapeamento de atualização destas áreas e incluiu prédios ocupados em situação precária e que ofereçam risco aos moradores.

Durante todo o dia, os agentes da Defesa percorreram ruas, vistoriaram prédios e orientaram ocupantes sobre os problemas. A ação é realizada anualmente pela Prefeitura de São Luís, sempre antes do período chuvoso. O objetivo é vistoriar os 60 pontos de risco mapeados. Os trabalhos prosseguem até o dia 20 deste mês.

Do total de prédios monitorados, parte estava fora do risco. São construções notificadas no ano passado e que foram revitalizadas, a exemplo do casarão número 403 e do prédio onde funciona atualmente a Casa do Bairro, projeto social da Prefeitura – ambos estão localizados na Rua da Palma.

A Semusc alerta para as chuvas intensas sobre as estruturas já fragilizadas dos prédios históricos e as probabilidades de ocorrências graves. O uso indevido, abandono, problemas de estrutura e manutenção são os principais fatores que levam à degradação dos imóveis históricos. O resultado dos trabalhos é colocado em relatório e encaminhado ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Fundação Municipal de Patrimônio Histórico (Fumph) e Blitz Urbana, órgão da Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh), para definirem sobre as medidas cabíveis.

Desde a última semana, as equipes estão nas ruas para vistoriar os pontos mapeados na capital e já estiveram na Cidade Olímpica, São Raimundo, Jardim América, Santa Clara e adjacências. O trabalho da Defesa prossegue em outra regiões como Polo Coroadinho e Salina do Sacavém para monitorar as áreas em risco de alagamento e desabamentos.

Foto: Juracy Meireles

sem comentário »

Casarões lacrados

2comentários

Casaroes

A Prefeitura de São Luís, em parceria com o Governo do Estado, começou nesta quarta-feira (14) a lacrar todos os casarões invadidos por usuários de crack, no Centro Histórico da capital. A ação, que contou com o apoio da Guarda Municipal e da Polícia Militar do Maranhão (PM), é parte do pacote de serviços que estão sendo executados conjuntamente entre os dois poderes executivos, visando à revitalização do Centro Histórico, ao aumento do fluxo de visitações na área e à promoção do turismo local.

Na manhã desta quarta-feira, cerca de 10 prédios invadidos na área do Desterro tiveram os acessos vedados por tijolos, para impossibilitar o uso como esconderijos e pontos de consumo de drogas. “O objetivo do prefeito Edivaldo, com essas ações, é tornar o Centro Histórico mais seguro, revitalizado e aprazível à visitação turística, bem como ao fomento do comércio e os moradores do local, como também prevê a parceria celebrada com o Governo do Estado”, disse o titular da Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania (Semusc), Breno Galdino.

O trabalho para lacrar os casarões conta também com o apoio da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp). A ação desta quarta-feira contemplou prédios invadidos da área do Desterro, como Rua da Palma, Rua da Saúde, Rua Afonso Pena, entre outras. Nesta quinta-feira (15), a ação prosseguirá na área da antiga fábrica de Sabão Oleama, também invadida por usuários de drogas.

A triagem para identificar os ocupantes que são apenas usuários e os que tenham problemas com a Justiça está sendo feita pela Policia Militar. Paralelamente ao lacre dos casarões, estão sendo desenvolvidas ações sociais e de saúde com as pessoas que viviam nesses prédios abandonados. Os ocupantes da área estão sendo encaminhados às instituições de apoio a dependentes químicos mantidas pelo Município, onde terão atendimento psicológico e de desintoxicação. A ação é desenvolvida por meio do programa “Crack: é Possível Vencer”, que presta assistência à população de rua e atendimento aos usuários da droga.

Outras medidas

Também compõem o processo de revitalização do Centro Histórico o trabalho de limpeza e lavagem das ruas e escadarias, varrição e coleta, manutenção da iluminação pública, poda de árvores, restauração do calçamento e reforço da segurança no local, por meio da realização de operações ostensivas e aumento do efetivo policial em toda a área do Centro Histórico.

Segundo o secretário municipal de Governo, Lula Fylho, as ações mais emergenciais para revitalização do Centro Histórico de São Luís foram levantadas e mapeadas a partir de visitações realizadas ao local pelo prefeito Edivaldo e pelo governador Flávio Dino, em dois momentos distintos, quando iniciaram as tratativas para a consolidação da parceria entre Prefeitura e Governo do Estado.

“São alternativas viáveis e que trarão um resultado imediato na melhoria de toda a área. O que queremos é devolver à população um Centro Histórico revitalizado, para aumentarmos de forma significativa o fluxo turístico no local”, disse Lula Fylho.

Foto: A. Baêtaao

2 comentários »