De olho…

0comentário

0,,37324143-EX,00

Um empate que a torcida coxa-branca pode chamar de vitória. Neste domingo, o Coritiba foi superior ao Atlético-PR, começou atrás no placar, mas conseguiu buscar a igualdade no primeiro Atletiba da temporada, válido pela 11ª rodada da primeira fase do Campeonato Paranaense. O resultado de 1 a 1, na Arena da Baixada, mantém o Coxa na liderança, com 26 pontos, quatro a mais que o Furacão, que tem 22, e está em segundo. A duas partidas do fim, o time de Ney Franco está bem perto de conquistar o supermando, vantagem de poder jogar as sete partidas da fase final no Couto Pereira. Manoel abriu o placar para os rubro-negros, e Marcos Aurélio empatou. O público presente foi de 23.012, com 21.353 pagantes

No próximo domingo, o Atlético-PR visita o Iraty. No mesmo dia, o Coritiba recebe o Corinthians-PR.

O Coritiba não foi só superior no clássico desde o princípio. O time de Ney Franco massacrou o rival. De todas as formas, o Coxa tentou abrir o placar. Fabinho Capixaba, Marcos Aurélio, Rafinha, Jeci… todos chegaram perto. Quando a pontaria falhava, a trave e o goleiro Neto, em noite inspirada, atrapalhavam. Na primeira das chances claras, aos 21 minutos, o zagueiro Manoel cortou mal e entregou a bola nos pés de Marcos Aurélio. O atacante chutou forte, mas o camisa 1 apareceu bem para defender.

No minuto seguinte, Marcos Aurélio chegou a balançar as redes, mas não valeu. Ele foi lançado na área, driblou Neto, e completou. A arbitragem não validou o gol por impedimento. Na vez de Rafinha aparecer, ele investiu pela esquerda. O cruzamento chegou a Marcos Aurélio, mas o chute saiu alto demais, aos 29. Logo depois, Fabinho Capixaba também parou no goleiro em cobrança de falta ensaiada. Jeci, após cruzamento da esquerda, desviou de cabeça, mas a bola parou no travessão.

É clichê, mas a famosa frase “quem não faz, leva” deu as caras no clássico. Na mais manjada das jogadas atleticanas, Netinho cobrou escanteio na primeira trave, e Manoel apareceu bem para escorar de cabeça e abrir o placar, aos 35. Gol que só fez a pressão do Coritiba aumentar, mas sem sucesso até o fim do primeiro tempo.

O técnico Antônio Lopes fez duas mudanças no Furacão no intervalo. Netinho deu lugar a Paulo Baier, que se machucou na primeira rodada, e Javier Toledo saiu para a entrada de Wallyson. Ney Franco também mudou, mas por necessidade. Renatinho sentiu uma lesão no joelho direito e saiu para a entrada de Ariel.

O que não mudou foi o domínio do Coxa. Em desvantagem, a equipe se lançou ao ataque. Aos 19, Marcos Aurélio tentou duas vezes, mas o goleiro Neto novamente se saiu bem. Em cruzamento da direita, Rafinha encontrou Bill na área, mas a cabeçada se perdeu pela linha de fundo. Persistente, Marcos Aurélio não desistiu. Aos 32, o camisa 10 cobrou falta de longe, com categoria de sobra, e acertou o ângulo esquerdo de Neto: 1 a 1.

Iguais no marcador, os dois times se fecharam. O jogo ficou truncado. Paulo Baier, aos 42, teve a última grande chance para o Rubro-Negro. O meia apareceu de surpresa na área para cabecear com perigo, bem próximo ao gol de Édson Bastos, mas errou o alvo.

Atlético-PR – Neto; Gerônimo, Manoel, Rhodolfo e Márcio Azevedo; Valencia, Chico, Alan Bahia e Netinho (Paulo Baier); Bruno Mineiro (Patrick) e Javier Toledo (Wallyson).
Técnico: Antônio Lopes

Coritiba – Édson Bastos; Fabinho Capixaba (Rodrigo H.), Jéci, Pereira e Triguinho; Leandro Donizete, Marcos Paulo, Renatinho (Ariel) e Rafinha; Bill e Marcos Aurélio.
Técnico: Ney Franco

Confira a tabela e a classificação do Campeonato Paranaense

Leia mais no Globoesporte.com

sem comentário »

Gols da rodada

1comentário

1 comentário »

Frase do dia

2comentários

“Esse 1 a 0 tem sabor de goleada”.

“Não sei se o problema é o Porto não. Nós jogadores temos que chamar a responsabilidade para a gente”.

Frases do goleiro Rodrigo Ramos ao analisar o time do Sampaio após a vitória por 1 a 0 contra o Santa Quitéria.

2 comentários »

Copa União

1comentário

Classificação

1º JV Lideral – 12 pontos
2º Iape – 10 pontos (14 gols pró)
3º Moto – 10 pontos (9 gols pró)
4º Sampaio – 8 pontos

5º Bacabal – 6 pontos
6º Maranhão – 5 pontos
7º Imperatriz – 4 pontos
8º Nacional – 3 pontos
9º Santa Quitéria – 2 pontos (saldo -5)
10º Viana – 2 pontos (saldo -7)

Próximos jogos

11/03 – Quinta-feira
15h45 – Nacional x Sampaio
20h30 – Iape x Santa Quitéria
20h30 – Imperatriz x Viana
20h30 – Bacabal x Moto

14/03 – Domingo
15h45 – Viana x Santa Quitéria
16h30 – Moto x JV Lideral
18h30 – Sampaio x Maranhão
17h – Bacabal x Nacional

1 comentário »

Vinícius Saldanha deixa o Imperatriz

0comentário

vsApós a goleada sofrida ontem para o Bacabal lá no Correão, por 3 x 0, sendo a terceira derrota consecutiva, o técnico Vinicius Saldanha acabou tomando uma atitude em relação ao comando tecnico no Imperatriz. Ele entregará o cargo na manha de hoje através de uma carta, alegando falta de estrutura profissional para dar continuidade ao trabalho.

Segundo ele são muitas coisas que vem se acumulando em menos de 40 dias em termos de falta do apoio logístico, o  que acaba refletindo dentro de campo como aconteceu nos três últimos compromissos. Saldanha entende que não vem tendo o apoio mínimo necessário em um time grande como é o Imperatriz onde falta planejamento e organização.  

Bem, pedir demissão o Vinícius até pediu, mas a diretoria não aceitou e está tentando fazer o treinador mudar de opinião.

Para o jogo de 5ª feira contra o Viana, o time deverá ser dirigido pelo auxiliar Edimar Pereira, mas isso deve ser confirmado pela diretoria.

Por Carlos Dantas

sem comentário »