Copa União

0comentário

Classificação

1. JV Lideral- 23 pts (classificado)
2. Iape – 17 pts (classificado)
3. Sampaio – 16 pts (classificado)
4. Bacabal – 12 pts (classificado)
5. Moto Club – 11 pts
6. Maranhão – 9 pts
7. Nacional – 8 pts
8. Imperatriz – 7 pts
9. Santa Quitéria – 6 pts
10. Viana – 5 pts

Próximos jogos

1º/04 – Quinta-feira
20h30 – Bacabal x JV Lideral

04/04 – Domingo
17h – Sampaio x Iape
17h – JV Lideral x Bacabal

08/04 – Quinta-feira
20h30 – Iape x Sampaio

sem comentário »

JV Lideral 3 x 3 Bacabal

5comentários

Moto ou Bacabal? Com essa dúvida, o JV Lideral entrou em campo para decidir quem seria seu adversário na semifinal. E após um jogo que começou quente e terminou bem morno, o Trator do Camaçari “escolheu” pegar o BEC na próxima fase.  Apesar da “escolha”, o JV tentou sair de campo com os três pontos.

O empate por 3 a 3 neste domingo no Estádio Panelão, em Porto Franco, classificou o Leão do Mearim para enfrentar o próprio JV nas semifinais. No entanto, quem jogará por empates será o Trator do Camaçari, devido a campanha quase perfeita, mas invicta: em 9 jogos, foram 7 vitórias e dois empates.

O principal “prejudicado” pelo resultado no Estádio Panelão foi o Moto Club, que viu todas as suas orações serem em vão. O Papão torcia por uma vitória simples do JV para avançar no primeiro turno. Como a igualdade no placar prevaleceu, o Moto tentará uma sorte melhor somente no segundo turno da Copa União.

Parecia que seria o Moto

O início de jogo do time misto do JV Lideral indicava que o Moto estaria na semifinal. Melhor em campo, o Trator do Camaçari partiu com tudo para cima do Bacabal. E, aos 15 minutos abriu o marcador.

Por coincidência ou não, o gol do JV surgiu dos pés do meia Kelson, ex-Moto. Parecia ser uma indicação divina. Kelson recebeu a bola e cruzou com perfeição. A bola procurou Léo Carvalho que, de cabeça fez 1 a 0.

Não deu nem tempo para o Bacabal colocar os nervos no lugar. Aos 17 minutos, o artilheiro Valdades recebeu a bola, invadiu a grande área e, na saída do goleiro Marcos Aurélio, tocou com categoria para ampliar a vantagem do JV: 2 a 0.

BEC queria aprontar

Com o passar do tempo, o Leão do Mearim começou a jogar melhor, aproveitando um JV Lideral desinteressado pelo jogo. O desinteresse foi o sinal para o BEC acreditar em pelo menos no empate, o que já lhe daria classificação às semifinais. Tanto, que aos 27 minutos, Welington invadiu a grande área e, de frente com Sandro Carioca, chutou forte. O goleiro do JV até tentou fazer a defesa, mas a bola acabou entrando: JV 2 x 1 BEC.

O resultado persistiu durante o restante do primeiro tempo. No entanto, na volta do intervalo, o Bacabal chegou ao empate logo aos 5 minutos. Após cobrança de escanteio, Jonatan subiu e, de cabeça, igualou o placar: 2 a 2.

Moto torceu, JV tentou, mas o BEC levou a vaga

Com o empate, o Moto Club torcia desesperadamente por um gol do JV. E o gol do Trator do Camaçari veio aos 25 minutos com Moisés.

Quando se acreditava que o Bacabal estaria sem forças para buscar o empate, Júnior Chicão provou o contrário. Após vacilo da defesa do JV, Júnior Chicão chutou no canto esquerdo do goleiro para dar números finais ao jogo, classificar o BEC e para eliminar o Moto Club.

Por Paulo de Tarso Jr./Imirante

5 comentários »

Sampaio 1 x 0 Iape

3comentários

Se o grande problema do Estádio Nhozinho Santos é a iluminação, pelo menos neste domingo iluminação não faltou. E o responsável por iluminar um jogo morno entre Sampaio e Iape foi Célio Codó, o “atacante de Deus”. Foi do talismã tricolor o gol que deu a vitória ao Sampaio: 1 a 0.

Em um jogo que não valia para muita coisa dentro da Copa União, Sampaio e Iape pouco fizeram. Simplesmente não empolgaram o torcedor. E de tanta monotonia, o vencedor do confronto só poderia ser conhecido em uma jogada de bola parada.

Aos 29 minutos da etapa inicial, falta a favor do Sampaio. Veio então a pergunta: quem seria o responsável pela cobrança? A dúvida deu lugar à surpresa. Tudo porque o atacante Célio Codó pegou a bola e disse que bateria.

De tão iluminado, o atacante mostrou que categoria não lhe falta. Ajeitou com carinho a bola e colocou no canto do goleiro Flaubert, que nada pôde fazer. Ou melhor, o goleiro fez sim algo: viu de “camarote” a bola estufar as redes. Sampaio 1 a 0.

Questionado na saída para o intervalo quem é a inspiração para uma cobrança tão perfeita, Célio Codó deu moral ao companheiro Kléo.

– Valeu. Graças a Deus pude cobrar bem. A gente procura se inspirar no Kléo, que sempre bate bem – disse à Rádio Mirante AM.

O Iape tentava igualar a partida timidamente, mas nada dava certo ao Canário da Ilha. As chances até que surgiram, mas o gol não saiu.

– Meu time tá bem postado. Falta acertar a última bola. Falta é a conclusão – explicou o técnico do Iape, Paulo Cabrera.

Se defendendo bem e contando com a “falta de conclusão” do Iape, o Sampaio conseguiu neutralizar garantir sua quarta vitória na Copa União.

Com o resultado, o Sampaio chegou aos 16 pontos e assegura a terceira colocação na Copa União. Mesmo com a derrota, o Iape termina a primeira fase na segunda colocação.

Semifinais

Nas semifinais, Iape e Sampaio voltam a se encontrar, e a vantagem será do Canário da Ilha, que jogará por dois empates para chegar à decisão.

Na outra semifinal, JV Lideral e Bacabal decidem uma vaga à final da Copa União.

Por Paulo de Tarso Jr./Imirante

3 comentários »