Dez presos fogem do Complexo de Pedrinhas

1comentário

Dez detentos fugiram do Centro de Detenção Provisória, no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís, na madrugada deste domingo (3), e ainda não foram recapturados. Segundo a Polícia Militar, os detentos pularam o muro por volta das 3h30.

Os fugitivos foram identificados como Felipe Menezes Câmara, Robson César Saraiva Gonçalves, Wanderson Ferreira Cruz, Teófilo Carlos Mendes Ferreira, Wigleny Marques Ramos, Yan Henrique Trindade Rodrigues, Gerson Deivison Chaves Pereira, Natanael Moraes Viana, Clemerson Silva Ribeiro e David Carvalho de Sousa.

Segundo informações da Polícia Militar, os detentos eram da mesma cela. Eles cerraram o cadeado e as grades e, assim, conseguiram sair para a área externa do prédio. Lá, pegaram uma escada em uma obra no local e escalaram o muro, mesmo este tendo proteção por cerca elétrica.

A polícia estima que a fuga foi por volta das 3h30, mas o 21º BPM informou que só foi acionado via Centro Integrado de Polícia e Segurança por volta das 6h.

G1 MA

1 comentário »

Treze presos fogem de presídio em São Luís

0comentário

Pelo menos 13 presos fugiram durante a madrudada desta terça-feira (20) da Unidade Prisional de Ressocialização do Olho D’Água, em São Luís.

Os presos fugiram por um buraco no muro da quadra onde os internos tomam banho de sol.

Em nota, a Secretaria de Administração Penitenciária afirma que três detentos já foram recapturados e que a Polícia Civil instaurou inquérito para investigar as circunstâncias da fuga.

Nota da Seap

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) informa que 13 internos da Unidade Prisional de Ressocialização do Olho d’Água (UPODA) fugiram, na madrugada desta terça-feira (20). Três presos já foram recapturados pela Policia Militar, que segue nas buscas dos demais foragidos. A Polícia Civil instaurou inquérito para investigar as circunstâncias da fuga.

A Seap encaminhou para investigação interna da Corregedoria do Sistema Penitenciário do Maranhão, os nomes dos quatro Agentes Estaduais de Execução Penal (efetivos). Já para a exoneração imediata, enviou os nomes dos dois Agentes Penitenciários Temporários (contratados) e dos três Auxiliares de Segurança Penitenciária (temporários) que estavam de plantão.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Seis presos fogem do hospital Nina Rodrigues

2comentários

Seis presos fugiram do Hospital Nina Rodrigues em São Luís hoje à tarde.

Segundo as informações da comandante do 9º Batalhão da Polícia Militar, coronel Edilene Soares, os fugitivos  eram presos da justiça e estavam fazendo tratamento no hospital.

Os presos participavam de uma atividade na quadra de esportes e aproveitaram para pular o muros dos fundos da unidade psiquiátrica.

Eles vestiam uniformes de preso do sistema penitenciário.

Foto: reprodução/TV Mirante

2 comentários »

Presos fogem de presídio em Pedrinhas

0comentário

Dois presos fugiram nesta quarta-feira (19), da Unidade Prisional de Ressocialização São Luís 5, no Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Segundo a Seap, a fuga foi registrada por volta de 11 da manhã. Os dois internos que trabalhavam em uma das fábricas de blocos de concreto do Complexo Penitenciário.

Em nota, a Seap afirma que já abriu procedimento para apurar as responsabilidades.

Leia a nota na íntegra:

“A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) informa que já iniciou os procedimentos administrativos na Corregedoria do Sistema Penitenciário do Maranhão e Polícia Civil, para apurar a fuga de dois internos que trabalhavam em uma das fábricas de blocos de concreto do Complexo Penitenciário São Luís.

Identificados como Ildomarques Lopes Conceição, 21 anos e Victor Lucci Costa da Silva, 30 anos, os dois homens fugiram pela parte de trás do complexo, por volta das 11h, desta quarta-feira (19).

A equipe de segurança interna prisional foi mobilizada. A ocorrência foi comunicada ao 12º Distrito Policial (Pedrinhas), que já iniciou a tomada de depoimentos do servidor penitenciário responsável pela vigilância imediata, a fim de esclarecer e responsabilizar, conforme a lei vigente”.

Foto: divulgação

sem comentário »

32 presos fogem de Pedrinhas após explosão

0comentário

Na fuga, dois presos morreram, seis foram recapturados e vinte e quatro conseguiram escapar

Trinta e dois presos fugiram na noite deste domingo, da Unidade Prisional de Ressocialização de São Luís 6 (UPSL 6), no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís.

Segundo nota da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) dois presos morreram, seis foram recapturados e vinte e quatro conseguiram fugir.

A fuga ocorreu após explosão de um muro do antigo Centro de Detenção Provisória (CDP), entre 20h e 21h.

Leia a nota da Seap:

“A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) informa que na noite deste domingo (21) houve uma fuga da Unidade Prisional de Ressocialização de São Luís 6 (UPSL 6), antigo CDP. Seis detentos foram recapturados, 24 permanecem foragidos e dois internos morreram, após imediata resposta do Grupo Especial de Operações Penitenciárias (Geop), que controlou a situação no local. A fuga se deu depois que parte do muro da unidade prisional foi explodido pelo lado de fora, por pessoas ainda não identificadas, e detentos de duas celas do Pavilhão Gama, que serraram as grades e conseguiram passar pelo buraco causado pela explosão. Após troca de tiros entre bandidos e agentes penitenciários do Geop de plantão, dois internos vieram a óbito, um no local e outro no hospital. Policiais civis e militares também foram acionados, e seguem no encalço dos evadidos. A gestão prisional ressalta que, por estar separada do Complexo Penitenciário de São Luís, a UPSL 6 é a única unidade prisional masculina que ainda não dispõe de Portaria Unificada e inspeção por BodyScan, a exemplo das demais que compõe o complexo carcerário. O caso é investigado pela Secretaria de Segurança Pública (SSP), por meio do Departamento de Combate ao Crime Organizado (DCCO) da Superintendência de Estado de Investigações Criminais (Seic), que terá 30 dias para a conclusão do inquérito policial. Nos últimos dois anos, o Governo do Estado investiu forte na segurança e na revitalização do complexo, e conseguiu zerar o número de homicídios intramuros, tirando o Maranhão do topo para último no ranking que mede a taxa de violência nos presídios do país”.

Foto: Reprodução: TV Mirante

sem comentário »

Preso pula muro e foge de Pedrinhas

1comentário

CCPJ

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Sejap) confirmou a fuga do detento Francielton Gonçalves dos Santos, na manhã desta quarta-feira (24), da Central de Custódia de Presos de Justiça (CCPJ) em Pedrinhas.

O detento aproveitou o horário do ‘banho de sol’ para correr em direção uma parte do muro da unidade prisional, onde é feita uma ampliação de 2 metros de altura, e que, portanto, estava sem as concertinas de arame farpado em função da obra.

Outros dois internos que estavam na quadra e também tentaram empreender fuga, ao lado Francielton, foram alcançados a tempo pela segurança interna.

A Sejap já abriu sindicância para apurar se houve facilitação de fuga, e afastar possíveis responsáveis, caso seja confirmado o envolvimento de servidores.

(Atualização: 20h – A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Sejap) informa que foi recapturado, no fim da tarde desta quarta-feira (24), o detento Francielton Gonçalves dos Santos, que havia fugido pela manhã da Central de Custódia de Presos de Justiça (CCPJ) de Pedrinhas. O interno foi localizado por agentes do Grupo Especial de Operações Penitenciárias (GEOP), que desde o instante da fuga deflagraram uma operação e permaneceram no encalço do fugitivo. Francielton dos Santos estava escondido em uma invasão, nas imediações do Complexo de Pedrinhas, e foi reconduzido à unidade prisional, onde responderá a Processo Disciplinar Interno).

Foto: Nilson Figueiredo

1 comentário »

Polícia sabia de ataque

0comentário

Tela01
O relatório do Comando de Policiamento Especializado (CPE), ao qual o G1 teve acesso, com exclusividade, mostra que o resgate de quatro presos por grupos armados, no Centro de Detenção Provisória (CDP), na madrugada deste domingo (5), em São Luís poderia ter sido evitado pelas secretarias de Administração Penitenciária e de Segurança Pública.

O documento chamado de “Operação Pedrinhas” relata em ordem cronológica, os detalhes da ação realizada pelo Batalhão de Choque da Polícia Militar, pelo menos duas horas antes do ataque a unidade do complexo de Pedrinhas.

Em um trecho, o relatório mostra que às 2h44 o Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops), alertou sobre o plano de ataque após ter conseguido informações privilegiadas com um informante localizado dentro do CDP.

Quatorze minutos depois os policiais começaram o monitoramento dos criminosos e mesmo depois de ter a posição do grupo armado, horas antes, não conseguiram evitar o ataque. Pelo relatório, apenas uma equipe estava posicionada em frente ao CDP quando os bandidos chegaram.

A ação do grupo armado, segundo o documento, durou 13 minutos e aponta que os bandidos usaram armas de grosso calibre, inclusive o provável uso de uma granada. Na ação, as torres de vigilância da unidade foram atacadas pelos invasores. Houve troca de tiros com homens do Batalhão de Choque, mas quatro detentos fugiram usando uma corda.

As secretarias de Administração de Penitenciária (Sejap) e Segurança Pública (SSP) confirmaram que toda a ação estava sendo monitorada pelas forças de segurança e admitiram. em nota enviada ao G1, que houve uma falha operacional momentos antes da fuga no CDP.

sem comentário »

Crise em Pedrinhas

5comentários

veiculoQuatro presos foram resgatados do Centro de Detenção Provisória (CDP), no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís, na madrugada deste domingo (5). A informação foi confirmada pela Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA).

Segundo a SSP-MA, homens armados, que ocupavam uma caminhonete (foto) e um veículo de passeio, estacionaram em frente ao Complexo Penitenciário e atiraram contra as guaritas de segurança.

Houve troca de tiros com homens do Batalhão de Choque, mas quatro detentos conseguiram escapar usando uma corda.

Os detentos que escaparam foram identificados como Hilton Carlos Martins, John Lennon da Silva, John Carlos Campos Silva e Adeilton Alves Nunes.

Ao passarem pelo posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o grupo efetuou disparos contra os policiais de plantão. Houve troca de tiros e um um policial foi atingido no pé. A caminhonete na fuga foi abandonado no Campo de Perizes.

corda02Após despistar os policiais, o grupo roubou um outro veículo. Os carros já foram encontrados, eles foram deixados no povoado Santa Cruz, nas proximidades da cidade de Morros, no Maranhão.

Homens do GrupoTático Aéreo, da Polícia Militar e da Polícia Rodoviária Federal estão em busca do grupo.

O G1 entrou em contato com a Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap), que informou estar empenhada na recaptura dos detentos e do grupo armado que participou da ação.  Homens do Grupo Tático Aéreo, da Polícia Militar e da Polícia Rodoviária Federal estão em busca do grupo.

Esta é a terceira fuga de presos registrada no Complexo de Pedrinhas este ano. A primeira aconteceu em fevereiro, quando três defuntosfugiram do Presídio São Luís 3, em São Luís. No mês de março quatro detentos fugiram do Presídio São Luís 2 após serrarem uma grade.

5 comentários »