AL discute sobre concurso da Polícia Militar

0comentário

A Comissão de Segurança Pública realizou, na manhã desta quarta-feira (22), uma reunião de trabalho com instrutores de cursos e candidatos que estão se preparando para concorrer às vagas abertas no novo concurso público para a Polícia Militar do Maranhão (PMMA).

Durante a reunião, que contou com a presença dos deputados Sousa Neto (Pros) e Antônio Pereira (DEM), candidatos já inscritos ao concurso reclamaram que o edital do certame foi retificado, sendo feita alteração no prazo de inscrição e envio de documentos e data da realização das provas, previstas para ocorrer no dia 17 de dezembro de 2017.

O cabo Gilmar dos Anjos e o sargento Edenilson, que são responsáveis por cursos preparatórios para o concurso, afirmaram que os candidatos tiveram prejuízo com a antecipação da data das provas que, anteriormente, estava marcada para o dia 28 de janeiro de 2018.

Os candidatos presentes à reunião reclamaram que o governo, por meio da Secretaria de Estado da Gestão, Patrimônio e Assistência dos Servidores (Segep), divulgou edital retificado do concurso da Polícia Militar (PMMA) que traz novo calendário para o certame.

Entre outras informações, o documento altera prazo de inscrição e envio de documentos e data da realização das provas. O cronograma, segundo os candidatos, teve uma antecipação de 42 dias. Com a retificação do edital, as inscrições poderão ser realizadas até as 18 horas da próxima segunda-feira – dia 27 de novembro de 2017 – e o pagamento da taxa de inscrição deverá ser efetuado até o dia 30 de novembro de 2017.

As provas objetivas para os cargos de nível superior serão aplicadas na data provável de 17 de dezembro de 2017, no turno da manhã. Já as provas objetivas para o cargo de nível médio serão aplicadas na data provável de 17 de dezembro de 2017, no turno da tarde.

De acordo com informações do governo, na data provável de 7 de dezembro de 2017 será publicado no Diário Oficial do Estado do Maranhão e divulgado no site da Cespe edital informando a disponibilização da consulta aos locais e aos horários de realização das provas.

Segundo o edital, estão sendo ofertadas 1.215 vagas para provimento e formação de cadastro de reserva para o cargo de 1º Tenente do Quadro de Oficiais de Saúde da Polícia Militar e para o cargo de Soldado do Quadro de Praça.

Ao final da reunião, o deputado Sousa Neto anunciou que a Comissão de Segurança Pública solicitará, formalmente, esclarecimentos do governo sobre as alterações feitas no edital do concurso. “Faremos este encaminhamento para que, no prazo máximo de 10 dias, nós tenhamos as informações necessárias para evitar dúvidas sobre este concurso”, declarou Sousa Neto.

Foto: Agência Assembleia

sem comentário »

Prefeito suspende pagamentos de delegacia

1comentário

O prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahesio Rodrigues disse em entrevista ao jornalista Roberto Fernandes, no Ponto Final, na Rádio Mirante AM que vai cancelar o pagamento do aluguel do prédio onde funciona a delegacia no município, bem como o repasse para pagamento de combustível utilizado nas viaturas da Secretaria de Segurança Pública.

Ele disse ter sido acionado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-MA) pelo fato de estar pagando pela Segurança Pública. Ao todo, o prefeito diz estar gastando aproximadamente R$ 5 mil por mês.

“Essa semana o TCE me mandou uma intimação querendo saber se é verdade que eu pago a delegacia e demais despesas como eu já dizia no vídeo. É verdade. Eu não vou mentir de forma alguma. Eu tenho que ser realista. Ontem mesmo eu falava aqui com o comandante do destacamento e ele dizia: mas prefeito a maioria dessas cidades aqui funcionam dessa forma, eles dão combustível, o aluguel da cadeia e porque estão pedando só o senhor? Eu disse: comandante eu não sei porque estão cobrando só de mim”, disse.

Lahesio disse que além de cancelar os pagamentos vai devolver o valor correspondente aos cofres do município de São Pedro dos Crentes referentes a esses meses de gestão.

“Eu vou devolver para o erário público hoje mesmo tudo o que nós pagamos de despesas com policial, eu pessoa física vou devolver para o município tudo aquilo que eu paguei para a Segurança Pública de combustível e aluguel da delegacia e essa semana mesmo vou ao TCE levar a minha justificativa e mostrar que eu devolvi tudo”, afirmou.

Fica o espaço para o TCE se manifestar.

1 comentário »

Sousa Neto repercute caos na Segurança

2comentários

Em pronunciamento na sessão plenária desta terça-feira (17), na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Sousa Neto (PROS) denunciou a situação deplorável das delegacias e dos batalhões e às condições humilhantes de trabalho as quais estão sendo submetidos delegados, agentes e militares. Ele destacou o relato de uma delegada da Polícia Civil de Imperatriz, publicado em uma rede social, e cobrou do governo Flávio Dino (PCdoB) providências sobre o caos instalado na Segurança Pública do Estado.

“Há dois meses, Flávio Dino lançou um projeto de melhoria das delegacias do Maranhão, inclusive o secretário Jefferson Portela foi convidado pela Comissão de Segurança para detalhar essas ações na área. Acontece que dois meses já se passaram, e não se vê nada de mudanças. Pelo contrário, o noticiário nacional só mostra que o abandono das delegacias a cada dia se torna mais latente. Solicito que o secretário Jefferson Portela venha até esta Casa para esclarecer que plano é esse que o Governo Comunista tanto divulgou em propagandas, e que na prática, nada foi feito”, apontou o parlamentar.

Sousa Neto leu a postagem no Blog do Jornalista Jorge Aragão, que mostra o desabafo de uma delegada de Polícia Civil lotada em Imperatriz. “Li, hoje pela manhã, no blog radialista e jornalista Jorge Aragão, o desabafo de uma delegada de Imperatriz, Virgínia Loyola, em sua página pessoal no Facebook, que diz: vocês acreditam que, segundo a rádio peão, a Secretaria de Segurança Pública não pagou a conta da internet. E isso já tem mais de dois meses. Em decorrência disso, não estamos registrando ocorrências. Atualmente, para poder trabalhar, é preciso levar um computador decente para a Delegacia, além de ter que usar sua própria internet e pagar seu próprio estacionamento para não ser multado. Resumindo, estamos pagando para trabalhar. Eu fico me perguntando, qual é a seriedade que o Governador tem com a segurança pública? ”.

Caos e insatisfação na Polícia Civil – O parlamentar voltou a abordar sobre a morte de um comerciante em uma jaula na Delegacia de Barra do Corda, e citou diversos casos mostrados na imprensa, que comprovam o caos na Polícia Civil.

“Tivemos o ocorrido em Barra do Corda, onde um cidadão morreu trancafiado em uma jaula. As delegacias de Paraibano e Carutapera tiveram a energia cortada por falta de pagamento. O delegado e os agentes foram despejados da casa onde funcionava a Delegacia de Peritoró. Em Santa Inês, o Ministério Público já recomendou que na delegacia fosse feita uma reforma urgente por não caber mais tanto detento e por causa da insalubridade. A ADEPOL e o SINPOL, que são as classes representativas, manifestaram repúdio a essa situação, e, agora como represália pelas constantes denúncias e cobranças, o secretário, que já presidiu a entidade por dois mandatos, despejou os delegados da sede histórica”, denunciou.

Sousa cobrou, novamente, providências do Governo Comunista sobre a Segurança. “Flávio Dino tem que tomar um posicionamento a respeito da Segurança Pública do Estado do Maranhão. São várias delegacias em estado deplorável. Foi deixado dinheiro do BNDES para poder investir nas polícias. E onde está? ”, finalizou.

Foto: Agência Assembleia

2 comentários »

Wellington critica situação da Segurança

0comentário

Policiais sendo despejados de delegacia por falta de pagamento do aluguel, desvalorização profissional e altos índices de violência. Foram esses os pontos citados pelo deputado estadual Wellington do Curso (PP) ao se posicionar em defesa da segurança pública do Maranhão e ao cobrar transparência e esclarecimentos quanto a aplicação do dinheiro público na seguança.

Na ocasião, Wellington fez referência expressa ao Requerimento 625/2017, em que solicita informações referentes à quantidade de viaturas adquiridas ou alugadas pelo Governo, bem como os órgãos/unidades para onde foram destinadas e suas respectivas cidades, alem das placas e números de chassi.

“Por meio do nosso Gabinete Móvel, visitamos inúmeros municípios do Maranhão e é de lá que trazemos o seguinte questionamento: para onde vai a viatura que, todo dia, o Governador anuncia que entrega? Para qual unidade policial? Para qual destacamento ou delegacia? É uma dúvida da população. Foi por isso, que apresentei o requerimento ainda em janeiro e, até agora, não obtive nenhuma resposta. Onde está a transparência? Segurança pública se faz com ação e não com propaganda. A população liga pedindo apoio policial e a viatura não aparece. Onde estão as viaturas? É preciso compreender isso para que, de fato, combatamos a criminalidade na realidade, e não apenas nas estatísticas”, disse Wellington.

Foto: Agência Assembleia

sem comentário »

Sousa Neto diz que segurança pública faliu

0comentário

A repercussão nacional do despejo da Delegacia de Polícia Civil no município de Peritoró, por motivo de atraso no pagamento do aluguel do imóvel, foi o assunto abordado na sessão plenária desta terça-feira (26), pelo deputado estadual Sousa Neto (PROS). Ele demonstrou preocupação e indignação com o descaso do Governo Flávio Dino (PCdoB) com a Segurança Pública e com o aumento da criminalidade, em todo o Estado.

“Mais uma vez o Estado do Maranhão aparece em cenário nacional, de modo vergonhoso. O Governo Flávio Dino não pagou o aluguel do imóvel onde ficava a delegacia de Peritoró e os policiais tiveram de sair de lá para uma casa improvisada, sem as mínimas condições de uso. Ele e a secretaria ficaram desmoralizados, já que tentaram colocar a responsabilidade do aluguel para a Prefeitura, mas foram desmentidos pelo prefeito”, denunciou o parlamentar.

Sousa Neto, que também é membro da Comissão de Segurança da Assembleia Legislativa externou seu descontentamento e indignação com o Governo Comunista e com o comando da Segurança Pública, que em quase três anos, não fez os investimentos necessários para a área. “Esse é o retrato não só de Peritoró. São várias delegacias e batalhões que se encontram nesta mesma situação. Em Santa Inês, por exemplo, o Ministério Público já fez um pedido para que fosse mudado o prédio por falta de estrutura. A Delegacia de Homicídios de São Luís também já foi pedido os despejo dos delegados, já que o local não tem como funcionar. O Bom Dia Brasil mostrou o que já constatamos aqui nesta Tribuna: a falência da segurança pública do Maranhão”.

Em sua fala, ele fez criticou a postura do atual secretário de Segurança, Jefferson Portela com as instituições do Sistema, principalmente à Polícia Civil: “A Secretaria de Segurança, que tem à frente um Delegado de Polícia, que foi até presidente da ADEPOL, a Associação de Delegados de Polícia do Maranhão, e hoje trata os seus colegas sem nenhum respeito. Reforço o apoio já declarado pelo ex-secretário de Segurança Pública e hoje deputado estadual, Raimundo Cutrim, aos policiais, delegados, investigadores e a toda classe”.

Apoio e reconhecimento aos policiais – Ele aproveitou a ocasião para fazer um elogio aos policiais que participaram da operação realizada pela Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Senarc), sob o comando dos delegados Thiago Bardal e Carlos Alessandro, na última sexta-feira (22), que resultou na apreensão de mais 3 de toneladas de maconha no bairro Miritiua, em São José de Ribamar. “Apesar da falta de estrutura e do abandono, a Polícia Civil ainda se faz um grande trabalho que a gente tem visto, mesmo sem as mínimas condições, esses homens têm feito milagre em prol da sociedade”.

Ainda esta semana, o deputado deverá apresentar um relatório, utilizando o Grande Expediente, para mostrar como estão às delegacias na capital e no interior. “Vou trazer aqui a esta Casa, um estudo que eu estou fazendo com a minha assessoria e o Sinpol, detalhando a situação das unidades de polícia judiciária em todo o Maranhão. Em algumas delas, falta desde o mínimo para a realização dos procedimentos policiais. Um absurdo em um Governo que insiste em manter alugueis e servidores camaradas”, concluiu

Foto: Agência Assembleia

sem comentário »

Alcântara recebe reforço para segurança

0comentário

Em cerimônia realizada na última sexta-feira (22), no Palácio Henrique de La Rocque, em São Luís, acompanhado do delegado Rafael Almeida Pereira, dos vereadores Nilson Pereira (PR), Ribinha (PCdoB), Haroldo Jr (PCdoB), Ivan Ferreira (SD) e Guterres Filho (PCdoB), além de assessores, o prefeito de Alcântara, Anderson Wilker (PCdoB), recebeu das mãos do governador Flávio Dino e do deputado Othelino Neto, uma viatura da Polícia Civil, das 48 entregues aos municípios maranhenses.

Para o prefeito de Alcântara, a ação do governo é de grande importância, pois a segurança pública é um dos maiores desafios enfrentados no estado. “O governador Flávio Dino, assim como o deputado Othelino tem nos ajudado bastante em Alcântara. Estamos com quase 9 meses de gestão em um município que foi destruído nas últimas gestões. Já entregamos uma ambulância equipada, um ônibus escolar, uma motoniveladora e agora uma viatura para ajudar a melhorar a segurança de nosso município. Se das dificuldades, mas reconheço minha responsabilidade. Estou trabalhando diuturnamente para melhorar a vida dos alcantarenses, e com essas parcerias, eu não tenho dúvidas” – destacou Anderson.

O governador Flávio Dino destacou a importância das entregas e falou do momento em que o Brasil atravessa, quando o assunto é segurança. “Neste momento em uma das cidades mais importantes do mundo, o Rio de Janeiro, está acontecendo algo inédito na segurança. Todos os voos foram cancelados, ninguém entre e muito menos sai nos Ares da capital carioca. As forças armadas invadiram o Rio, e este momento mostra a importância da entrega destas viaturas. Sei que precisa mais, mas estamos trabalhando por prioridades. E neste momento é a segurança. Já entregamos quase 800 viaturas em 33 meses de gestão, ou seja, a cada 24h32min entregamos uma viatura no Maranhão” – finalizou.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Cutrim diz que Segurança está muito ruim

0comentário

O deputado estadual e ex-secretário de Segurança, Raimundo Cutrim (PCdoB), voltou a criticar a gestão de Jefferson Portela à frente da Secretaria de Segurança no Governo Flávio Dino.

Ao destacar a entrega de viaturas pelo governador, Cutrim ressaltou que Flávio Dino está investindo no setor, mas que os resultados são poucos e que a Segurança está ruim.

“O governador está investindo muito na segurança, embora os resultados sejam muito poucos. Se a gente disser que a segurança está boa no Estado estaríamos mentindo, está muito ruim”, afirmou o parlamentar que recentemente também fez duras críticas a Portela.

Cutrim também afirmou que as reformas da Polícia Civil e Militar fez com que o Maranhão retroagisse 20 anos. O parlamentar comunista ainda criticou a quantidade de coronéis existente, já que para ele é um número excessivo.

“Tudo que tem ainda hoje no sistema de segurança pública foi na nossa gestão. Essas duas reformas da Polícia Civil e da Polícia Militar retroagimos 20 anos atrás. Veja bem que hoje temos 36 ou 37 coronéis e precisávamos no máximo de 15. Em São Paulo, se a gente verificar, tem 100.000 policiais militares e só tem 61 coronéis. Aqui nós temos 12, não sei se chega a 12.000, temos mais de 36 coronéis”, ressaltou.

O ex-secretário de Segurança encerrou criticando colegas deputados e prefeitos do Maranhão que estão tentando colher dividendos políticos com a chegada das viaturas. Cutrim disse que o critério precisa ser técnico e não político.

“Nós temos que ter em mente que nem deputado e nem prefeito tem interferência em levar viatura para um lado ou para outro, isto é um trabalho técnico. Os comandantes elegem suas prioridades e ai vai a viatura”, encerrou.

Foto: JR Lisboa/Agência AL

Blog do Jorge Aragão

sem comentário »

Cutrim volta a cobrar reação da Segurança

0comentário

Deputado Raimundo Cutrim (PCdoB)

O deputado Raimundo Cutrim (PCdoB) declarou, na sessão desta segunda-feira (26), que a opinião pública está ficando cada vez mais alarmada com a ofensiva de facções criminosas no Maranhão, e especialmente em São Luís.

“A situação é cada vez mais preocupante. Agora se vê diferentes gangues ou facções com bandidos atirando nas mãos, nas pernas de algumas pessoas. Isso é um poder paralelo. Isso está ficando cada vez mais perigoso. E mais perigoso ainda porque a própria imprensa divulga isso. Isto é um fato absurdo: bandidos atirando nas pernas, nas mãos de pessoas para servir de exemplo, para não fazer isso, aquilo outro, porque fez alguma coisa que aquela facção está contra”, afirmou Cutrim na tribuna.

Ele foi enfático ao dizer que o Sistema de Segurança Pública do Estado precisa reagir: “A Polícia tem que trabalhar para que isso não possa ocorrer. Tem que prender essas pessoas, instaurar inquérito, porque ficou uma situação absurda, as pessoas atirando e ninguém se esconde, perderam o respeito pelo sistema de segurança”.

Cutrim frisou que cabe uma reflexão sobre o que está acontecendo, e quais são os problemas e as falhas no combate à violência e à criminalidade. “Nós temos que nos irmanar e conversar com o governador, com o sistema de segurança. Essas pessoas não podem passar 24 horas sem a polícia prender. Foi filmado eles atirando e as pessoas se lamentando, então nós temos que tomar uma providência, isso é um fato gravíssimo que não pode ocorrer em pleno século 21”, advertiu o deputado.

Foto: JR Lisboa/ Agência AL

sem comentário »

Raimundo Cutrim critica Segurança Pública

0comentário

Deputado estadual, Raimundo Cutrim (PCdoB)

Em pronunciamento feito na sessão desta terça-feira (20), o deputado Raimundo Cutrim (PCdoB), voltou fazer duras críticas tanto ao sistema de segurança pública anterior como do governo Flávio Dino.

Ele enfatizou que a segurança do governo passado foi muito ruim, vindo numa decadência muito grande que chegou a extinguir. Em 2015, ele pensou que a situação ia pelo menos estabilizar, mas não  foi isto que acontece, pois o índice de violência não reduziu.

“Vamos torcer, vamos abraçar essa causa porque a segurança ruim atinge a todos os maranhenses. Melhorando, melhora para todo mundo. Por isso, é que nós não podemos ter ideologia contra a segurança; vamos abraçar essa causa para melhorar, para conseguir que ela evolua. Se não conseguir reduzir, mas pelo menos que a gente estabilize. Eu não quero saber se São Paulo, se no Rio de Janeiro, e se no Rio Grande do Sul, está ruim. Nós temos que nos preocupar é com a nossa terrinha: o Maranhão é que não pode está ruim do jeito que está”, disse.

Mostrando dados técnicos que podem ser consultados nos documentos oficiais, Raimundo Cutrim, afirmou aos seus pares e à população maranhense que é aliado mais do que nunca do governador Flávio Dino.

“Dos 42 deputados, se por ventura saíssem 41, eu estaria com ele, porque eu não largo o barco. Com certeza, estaremos juntos, no ano que vem, na campanha de governador, eu estarei lado a lado. Agora, deixar de falar o que penso, de criticar aqui nós não podemos. Como deputados, nós temos que ser independentes, nós temos que falar aquilo que deve ser dito e a gente está para ajudar e colaborar e eu estarei junto com o governador aí para o que der e vier, mas evidentemente as críticas são construtivas, e isso é salutar na realidade da democracia”, afirmou Raimundo Cutrim.

Foto: Kristiano Simas/Agência AL

sem comentário »

Santa Rita reforça a Segurança Pública

0comentário

Santa Rita vai ganhar novo efetivo de policiais, motos patrulhas e viatura da Polícia Civil

Desde que venceu a eleição, o prefeito Hilton Gonçalo colocou a Segurança como uma das suas prioridades em Santa Rita. Tanto que várias reuniões foram realizadas com o secretário Jefferson Portela e nesta terça-feira (13), foram feitos anúncios que vão garantir o combate a violência. Dessa forma cinco policiais militares, duas motos patrulhas e uma viatura para Polícia Civil, todos direcionados para o município.

Um grupo de autoridades, designado pelo prefeito Hilton Gonçalo, composto por vereadores e o chefe de gabinete, Márcio Muniz, estiveram reunidos na manhã desta terça-feira (13), com a cúpula da Segurança Pública, composta pelo secretário de Estado da Segurança Pública Jefferson Portela, o Delegado Geral Lawrence Melo e o superintendente da Polícia Civil do interior, delegado Dicival Gonçalves. Ainda participou Márcio Moraes, delegado de Santa Rita.

Na ocasião foi colocada em pauta à fragilidade na segurança pública do município que tanto assola a cidade e região, especialmente relacionados aos assaltos, tráfico de drogas e homicídios com características de execução.

Durante o encontro, o secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, reconheceu a interiorização da violência no estado, mas garantiu que providencias estão sendo tomadas para diminuir os indicadores.

Entre as medidas está a implantação de câmeras de monitoramento no centro da cidade, assunto abordado também na reunião.

Dos anúncios feitos por Jefferson Portela, vale ressaltar que as duas motos patrulhas, foi uma indicação do presidente da Câmara de Vereadores, Fredilson Carvalho, encaminhada diretamente a Secretaria de Segurança Pública.

Foto: Divulgação

sem comentário »