Andrea critica ‘caos’ na Saúde no governo Dino

0comentário

A deputada estadual Andrea Murad (PRP) criticou, nas redes sociais a falta de sensibilidade do governador Flávio Dino (PCdoB) na área de Saúde.

Para Andrea Murad, o setor nunca foi prioridade no atual governo, daí o “caos” na Saúde.

“Triste começar o dia e ler nos jornais que o caos na saúde impera sem qualquer sensibilidade do governador Flávio Dino, que nunca priorizou o setor mais necessário para a população. As Upas continuam reduzindo sua oferta de leitos e serviços, e o governo não consegue finalizar 1 centro de hemodiálise, no total de 7 obras licitadas e viabilizadas pela gestão anterior.”, destacou.

Foto: Reprodução/ Redes Sociais

sem comentário »

Andrea esclarece sobre problema de saúde

4comentários

A deputada oposicionista Andrea Murad (PRP), que passou quase 2 meses ausente por problema de saúde, retornou nesta quarta-feira (11) às atividades em plenário da Assembleia Legislativa pela manhã. Através das redes sociais, Andrea agradeceu o apoio e a preocupação de todos durante o período que esteve afastada por recomendações médicas.

“Quero dizer pra vocês que é muito bom estar de volta às atividades da Assembleia depois de vários dias afastada por problema de saúde. Mas graças a Deus, eu já tô bem, está tudo sob controle. Eu quero aproveitar também para agradecer a preocupação de todos durante esse período, dos meus eleitores amados, das minhas lideranças, dos jornalistas que me acompanham, dos funcionários da Assembleia. Enfim, agradecer a todos pelo carinho”, revelou a parlamentar.

A parlamentar explicou ainda que nasceu com uma disfunção nos receptores adrenérgicos, problema que alguns membros da sua família também apresentam. Como nos últimos meses começou a incomodar bastante,  sentiu a necessidade de investigar. Concluído o diagnóstico, foi orientada a ter o acompanhamento médico mais constante no início do tratamento.

Foto: Nestor Bezerra

4 comentários »

Andrea aponta incoerência de Flávio Dino

3comentários

3 comentários »

Andrea cobra cumprimento de decisão da Justiça

0comentário

O governador Flávio Dino estará na manhã desta quarta-feira (4) na cidade de Pindaré-Mirim e deve se deparar com uma pequena manifestação de familiares e amigos do pequeno Thomas, de 3 anos.

A criança tem hipoplasia do coração esquerdo, já passou por 2 cirurgias e a terceira foi determinada pela Justiça. O pai do Thomas, Cabo Amaral, informou que o Governo do Estado está querendo derrubar a liminar e não cumprir com a decisão da justiça.

A deputada Andrea Murad compartilhou o caso nas redes sociais e espera que o governador Flávio Dino cumpra a decisão da justiça e evite a morte de uma criança por causa da falta de tratamento no Maranhão.

“O apelo dos pais chegou até mim porque, simplesmente, o governador Flávio Dino está fazendo de tudo pra derrubar a liminar da justiça e assim não cumprir com a decisão de arcar com a cirurgia fora do estado. É um procedimento muito complexo, que precisa ser feito com especialistas que, sequer, moram no Brasil e a família já perdeu 2 oportunidades. Enquanto isso, o governador, que não tem sensibilidade, trata mais um paciente maranhense com total descaso, como sempre fez”, disse Andrea.

A parlamentar pediu ainda que moradores de Pindaré-Mirim se mobilizem para cobrar diretamente o governador Flávio Dino, que estará no município nesta quarta-feira.

“Quero contar com o apoio de vocês para compartilhar essa história e cobrar do governador. E para os que estão em Pindaré-Mirim, saibam que nesta quarta-feira (4) o governador estará na cidade, então, seria bom que ele fosse cobrado para que resolva a situação do Thomas. Contem comigo para exigir que ele cumpra a decisão judicial e assim garanta a cirurgia dessa criança”, disse a parlamentar.

Foto: Arquivo pessoal

sem comentário »

Andrea alerta para tentativa de censura de Dino

0comentário

sem comentário »

Andrea denuncia calote do governo Flávio Dino

0comentário

sem comentário »

Andrea aciona MPT por conta de situação no HCM

0comentário

Ex-funcionários do Instituto GERIR, que ainda prestam serviços no Hospital Carlos Macieira, estão sem receber os valores dos plantões  extras de maio, quando a empresa deixou de fazer a gestão da unidade. A deputada Andrea Murad denunciou o atraso através das redes sociais e já acionou o MPT.

“Rescisões trabalhistas a receber, plantões extras e outros direitos como liberação do FGTS até agora não foram cumpridos desde que o Instituto Gerir, contratada por Flávio Dino, saiu do HCM. Os problemas têm deixado os profissionais da saúde, que atuam no Hospital Carlos Macieira, desesperados”, disse Andrea.

A parlamentar vem recebendo denúncias de vários profissionais, que alegam não receber qualquer satisfação do governo sobre as pendências trabalhistas. O diretor do HCM, todos os dias, enrola os funcionários e o dinheiro devido cai a conta gotas.

“Sem qualquer informação do secretário Carlos Lula ou do governador Flávio Dino, esses funcionários são enrolados dia após dia. Apenas 20 dias do salário de maio foi pago, devendo ainda plantões extras, rescisões e liberação do FGTS, por isso o governo tem sido tão acionado na Justiça”, destacou Andrea.

No ofício encaminhado ao Ministério Público do Trabalho, a deputada cobra mais agilidade nas reivindicações trabalhistas da categoria.

Foto: Nestor Bezerra

sem comentário »

Deputada culpa governo Dino por ataque a geógrafo

3comentários

A deputada estadual Andrea Murad (PRP), utilizando as redes sociais, responsabilizou o Governo Flávio Dino pela violência sofrida pelo geógrafo Antônio José Texeira Guerra, na manhã desta sexta-feira (15), na Lagoa da Jansen.

O geógrafo, um dos mais renomados no Brasil e professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), foi assaltado e esfaqueado no braço esquerdo e o tórax. Antônio José Texeira Guerra, que está em São Luís para participar de uma banca examinadora, após as agressões foi encaminhado para o Hospital Socorrão I, infelizmente, em estado grave.

Andrea Murad responsabilizou o Governo Flávio Dino por entender que o governador só tem pensado em eleição e deixado de resolver problemas simples do Maranhão. A parlamentar, em abril deste ano, fez um vídeo onde denunciava o abandono da Lagoa da Jansen (reveja), inclusive do posto da Policia Militar. Entretanto, apesar da denúncia de Andrea Murad, infelizmente, nada foi feito.

Blog do Jorge Aragão

3 comentários »

PRP entra com nova denúncia contra Flávio Dino

0comentário

O PRP entrou com mais uma Representação contra Flávio Dino por propaganda eleitoral antecipada. Na primeira, o Juiz Vilas Boas proibiu o uso de uma imagem que também foi utilizada nos programas eleitorais de 2014 e que estava encerrando uma propaganda do governo. A cena é de uma criança correndo pelos lençóis maranhenses com a bandeira do Maranhão. Desta vez, a imagem proibida reaparece em um jingle considerado eleitoreiro pelo partido e veiculado em horário nobre com recursos do Estado.

O filme de 1 minuto traz vários outros elementos que comprometem o caráter institucional que as propagandas de governo devem prezar. Para a deputada Andrea Murad, que comentou o assunto através das redes sociais, Flávio Dino estende sua retórica para as propagandas pagas com recursos públicos do Estado, ilegalmente em período eleitoral.

“O seu discurso, desde os programas eleitorais de 2014, tomaram corpo nas publicidades do Governo, financiadas com recursos públicos, e que retornam neste ano eleitoral com força total, demonstrando completo abuso e ilegalidade. Neste filme com o jingle, verificamos graves similaridades com intenções totalmente eleitoreiras. Desde a letra da música até as cenas captadas, um verdadeiro clip de campanha, qualquer um percebe que o vídeo nada informa, orienta ou presta qualquer serviço ao cidadão. Muito pelo contrário. Flávio Dino continua seguindo os mesmos padrões dos roteiros em suas campanhas eleitorais. Basta comparar. Difícil até identificar qual é programa eleitoral e qual é propaganda do governo de tão similares que se apresentam!”, disse Andrea.

O filme com o jingle foi comparado também com um trecho do último programa eleitoral de 2014, e publicado no youtube com o título “Uma carta pela mudança do Maranhão”. As palavras e cenas se assemelham a letra do jingle e suas imagens no vídeo do governo.

“A similaridade nas disposições das imagens nos dois vídeos – o institucional do governo e os programas eleitorais – mais uma vez demonstra a intenção eleitoreira do governador Flávio Dino. É espantoso quando colocamos as produções lado a lado, e como as intenções se revelam as mesmas, a propaganda eleitoral. Em todos os vídeos, a similaridade dos símbolos (bandeira do Maranhão), imagens (pessoas humildes e trabalhadores) e palavras (todos) que configuram a mesma retórica de promoção pessoal nas propagandas do governo atualmente. Veja a similaridade, difícil até identificar qual é a do Governo do Estado e qual é a do Programa Eleitoral”, diz a peça que comparou as cenas entre os dois filmes.

O PRP alega na Representação que “não há livre convencimento do cidadão sobre de fato a gestão administrativa. Há processo apenas de convencimento de um discurso”. E que “o único objetivo dessas propagandas institucionais equivocadas do governo é cativar o público neste período eleitoral, ambiente de competição visível entre os pré-candidatos, demonstrando o abuso praticado pelo que detém a máquina pública para se promover de forma desigual perante os outros. Porque o ‘Estado não tem concorrente’, quem tem concorrentes é o Flávio Dino, provisoriamente no poder”.

A Representação pede a exclusão do filme de todos os meios de comunicação, pede que a Justiça Eleitoral apure os valores da produção e veiculação referentes aos filmes denunciados e aplique multa com base no valor total dos gastos para promoção pessoal com recursos públicos.

Foto: Reprodução

sem comentário »

Empresa teria sido usada para lavar dinheiro

1comentário

A denúncia partiu do próprio dono da empresa ALDOIMAGEM que só descobriu grandes movimentações na conta bancária depois que a Receita Federal acionou Aldo Oberdan Pinheiro Montenegro, que é funcionário público efetivo do Estado, e teve sua empresa usada para contabilizar despesa de campanha sem o seu consentimento.

Ele esteve com a deputada Andrea Murad (PRP), para quem entregou todas as documentações. Duas notas fiscais frias – uma de R$ 500 mil e outra de R$ 880 mil – foram usadas para lavar dinheiro do Comitê Financeiro de Flávio Dino nas Eleições de 2014.

“A nota fiscal diz que ela foi endereçada ao PCdoB. Agora não sei qual foi a atividade dessa nota né. Se foi prestado mesmo algum serviço, se não foi. Porque os 800 mil não passou na conta. Mas quem movimentava era o Carlos e o Igor que é dono do Rey dos Vidros”, explicou Aldo para a deputada Andrea Murad.

Aldo Oberdan tinha assinado procuração passando a administração da empresa ao amigo Carlos Alberto Miranda Silva, que já era dono da Nayara Produções. Na época, Carlos Alberto e Igor, dono do Rey dos Vidros, ficaram responsáveis pela administração da empresa. Segundo o denunciante o caso também era do conhecimento de Márcio Jerry.

“Também fui lá no partido. Inclusive encontrei uma vez no banco Márcio Jerry, dentro do banco, eu cobrei dele. Aí ele disse ‘não rapaz, não posso falar disso aqui, tem câmera e tudo, vai no partido’. Fui no PCdoB. Falei com um tal de Haroldo, ele virou pra mim e disse assim ‘se eu não tinha medo de morrer’. Eu disse ‘mas eu não fiz nada de errado meu irmão. Eu tô dando minha cara a tapa pra vocês ficarem usando a minha empresa e quem tá na pior sou eu que meu nome tá sujo, eu posso ir pro CADIN e o CADIN pode interferir na minha conta do Estado. Bloquear. Eu ainda vou ser prejudicado’”, relatou Aldo que disse ainda ter sido ameaçado também pelo Igor do Rey dos Vidros. Depois do episódio resolveram tirar o nome de Aldo da empresa.

A deputada Andrea Murad vai analisar os documentos e formalizar denúncia nos órgãos competentes. “Estou de posse de extratos bancários, notas fiscais frias, que junto com minha equipe técnica vamos analisar e encaminhar às autoridades competentes”, destacou Andrea Murad.

Outro lado

O PCdoB encaminhou nota ao blog e nega qualquer irregularidade:

“A empresa de fato prestou serviços para a campanha, conforme consta em e na prestação de contas apresentada à Justiça Eleitoral – e aprovada. Parte dos serviços foi paga à época e o restante consta de assunção de dívida pelo partido, tudo nos marcos da legislação eleitoral e partidária.”

Egberto Magno
PCdoB MA

1 comentário »